Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

No dia errado


    A fulana que me atendeu no presídio estava com falta de fod...
    Depois de meia hora á espera lá vem ela das escadas abaixo, põe a
     mão na cintura (pensava que ía vender peixe) e ataca:
     - Mas a Senhora não quer prestar depoimento?
     - Se fosse o caso tinha ficado em casa. Aré porque o assunto não me
           diz respeito, voçês enganaram-se na pessoa.
     ( Nem o Bilhete de Identidade Pediram, vai lá ver a inteligência)
     - Se não se lembra do ocorrido que escreva uma carta direcionada
           á esquadra e apresente o motivo.
      - Vou repetir pela décima vez, se algo passou eu não tenho nada a
           ver, até porque não posso estar em dois sítios ao mesmo
           tempo, segundo eu aqui estou para esclarecer.


       Chamou-me de tudo e mais alguma coisa, essa Vaca de merda
           e ao virar as costa, perante todos os polícias disse que me ía
           á cara.
       E questão de segundos, rasgo a miha convocação em dois, atiro-a
           para o parapeito da janela, e vou-me embora.
Divavid
Enviado por Divavid em 12/08/2019
Reeditado em 12/08/2019
Código do texto: T6718101
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Divavid
Köln - Nordrhein-Westfalen - Alemanha
1088 textos (55498 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/11/19 07:49)
Divavid