Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Alumia

As luzes de natal exerciam-lhe  certo facínio. Andava com os olhos grudados nos pisca-piscas espalhados pela avenida. Eram coloridos ou de luz amarela e emprestavam um ar de magia à noite úmida. Dava gosto ver até as poças d'água iluminadas... Ia pensando no seu trajeto diário, enamorado daquela cidade linda, cuja população, misteriosamente, nunca o enxergava.
Ao chegar no seu posto de trabalho, o senhor de cabelos e vasta barba, ambos branco amarelada, vestia-se com a sua roupa de costume, calçava suas botas pretas emborrachadas, pegava o enorme saco de ráfia e seguia pela avenida fazendo o seu trabalho.
Todas as noites ele recolhia as latinhas e outros descartáveis que as pessoas deixavam durante o dia pelo chão. Trabalhava neste ofício havia muitos anos, mas só nas noites de dezembro, sentia que era percebido por alguém.
Ele se alegrava quando ouvia das crianças pequenas a esperada exclamação:
- Olhe o Papai Noel!
E então ele ria alto num tom grave:
- Ho, ho, ho!
E acenava de volta para os pequenos que caminhavam com os rostinhos voltados para trás, de mãos dadas aos pais alheios à situação.

Cláudia Machado

Nota: Foto extraída da internet. Trata-se de  Paulo Roberto Oliveira, um catador de materiais recicláveis de Avaré, interior de São Paulo. 
Trata-se de uma obra de ficção. Quaisquer semelhanças será mera coincidência.
Cláudia Machado
Enviado por Cláudia Machado em 02/12/2019
Reeditado em 03/12/2019
Código do texto: T6809430
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Cláudia Machado
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
737 textos (21389 leituras)
59 áudios (2803 audições)
1 e-livros (22 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/19 10:54)
Cláudia Machado