Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sequidão - MINIMALISTA (IV)

Na gramínea rasteira da beira do rio, cavalos pastam. O dorso esquálido de um revela a fome de todos. E a chuva não vem. A água míngua no leito quase seco, mas os cavalos não sabem de nada.
Jess
Enviado por Jess em 05/07/2008
Reeditado em 14/07/2008
Código do texto: T1066029

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jess
Nova Friburgo - Rio de Janeiro - Brasil, 56 anos
169 textos (17965 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/19 14:43)
Jess