Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SR. Caco no Mundo dos Pássaros

ERA UMA VEZ no Mundo dos Pássaros
(e dizem que o Mundo dos Pássaros
veio antes do Mundo dos Homens!)
Todos os pássaros, bons e maus
pombas, águias e até corvos
bebiam água boa e pura
que caía da chuva e juntava no vaso
no meio do jardim do mundo dos pássaros.
Um belo dia, o sr. PAVÃO
(dentre eles o que mais tinha
muita astúcia e ambição)
concebeu um ousado plano:
convocou os corvos e urubus
para levar o vaso até o rio
e encher até a borda
e então pudessem beber um monte
quanto, quando e como quiserem.
Então, como se lessem naquele pensamento
se exaltaram os corvos e urubus
e levaram o vaso até o rio
e o encheram até a borda
e beberam até se fartar.
As pombas e águias não concordaram
porque sabiam que a lei era
"só se bebe a água que a chuva dá"
e mesmo sem saber a razão da lei
preferiram se abster e esperar.
Na manhã seguinte, choveu.
Só que o vaso já estava cheio
e indo além de seus limites
o vaso caiu e quebrou todo no chão
e se estilhaçou todo! Ui!
Não sobrou nada do vaso
e assim nasceu o sr. Caco.
Sr. Caco se viu ali, nasceu assim
sem saber de onde vinha
nem lembrar pra onde vai.
Ele era fininho, magrinho
e quando olhou pro lado
viu um outro caco!
Que era gordo e largo.
- Que gordo!
disse Sr. Caco.
- Você que é fino!
disso o outro caco.
- Você é esquisito!
disse Sr. Caco.
- Você que é! Olha pra você!
- Como é diferente!
disse o outro caco.
Então dona pomba viu a discussão
e veio ajudar a resolver.
- Sr. Caco, qual o problema?
- Esse caco gordo, ele é o problema!
disse o Sr. Caco
- Não, esse caquinho fino que é o problema!
disse o outro.
Então dona pomba tentou acalmá-los:
- Sr.Caco, você acha ele gordo,
porque você é fino,
e o sr. Caco gordo, só acha ele fino,
porque é gordo.
Mas se vocês juntarem
não vão ser nem gordo nem fino
e a discussão vai estar resolvida!
- Eu? Tô fora!
disse o caco gordo.
Mas Sr.Caco, fininho, ficou curioso
e só de implicância com o gordo
foi em cima dele como se para bater
o gordo ficou até assustado
só que de repente PLIM!
Não tinha mais o caco gordo,
e o Sr. Caco não era mais fino.
Agora ele era
nem gordo nem fino.
- Viu? disse dona pomba.
Você achava diferente
porque estava separado
mas agora que juntou
o que estava separado
virou uma coisa só
e não tem nem gordo nem magro.
- Que coisa! Agora a pouco
eu ainda era fino!
estranhou Sr. Caco.
e olhou pro lado
e viu um caco bem alto.
- Credo!
assustou-se Sr. Caco
- Que coisa miúda!
zombou o Caco alto.
- Monstro!
disse Sr. Caco.
- Anão!
disse Caco alto.
- Calma, calma!
disse dona pomba.
É a mesma coisa, Sr. Caco!
Você acha ele alto,
porque você é baixo,
e ele te acha baixo,
porque ele é alto,
mas antes de um ver o outro
nenhum era alto nem baixo.
- E agora, dona pomba?
Que faço? perguntou Sr.Caco
- Não tenha medo!
Se vocês se juntarem
não vão ser nem alto nem baixo.
Então Sr.Caco, confiando
na dona pomba, foi em cima
do Caco alto, que quase saiu correndo
mas era tão lento que não fugia.
E PLIM PLIM!!
De repente Sr. Caco era maior,
mas não era nem alto nem baixo.
E assim foi Sr. Caco
seguindo os conselhos da pomba
e encontrando muitos outros cacos
diferentes, estranhos
mas quanto mais confiava nela,
mais ia se juntando e ficando
cada vez maior, mais bonito
e até mesmo colorido!
E foi se montando e montando
e já era quase um jarro!
Até que só faltava um caquinho,
um pedacinho de nada.
Enquanto isso, esse tempo todo,
o Sr. PAVÃO, e seus amigos
corvos e urubus,
foram bebendo a água do rio
toda vez que queriam,
e acabaram se enchendo tanto
que ficaram pesados demais
e já nem conseguiam voar!
Já os bons pássaros tinham sede
mas fazendo a coisa certa
preferiram esperar
os cacos todos se juntar.
Então um urubu viu a pomba
ajudando Sr. Caco
e foi de pressa contar tudo pro PAVÃO
que ficou furioso, porque achava
que a lei da chuva não estava com nada
e no rio podia beber quando quiser
apesar de nem mais conseguir voar
de tão cheio que estava...
Então SR.PAVÃO mandou um urubu
que foi se arrastando porque já nem voava
antes que o Sr.Caco se juntasse
com o último caco que faltava
e acabasse virando o Jarro:
- Não faça isso! disse o Urubu.
- Por que não? disse Sr. Caco
- A pomba está mentindo!
Ela está dizendo que você
está ficando maior e mais bonito,
mas na verdade, quando você
juntar os cacos e virar um jarro
não vai ser mais você, vai ser o jarro!
E isso a pomba não te conta.
Sr. Caco ficou assustado,
como assim não seria mais Sr.Caco?
- Como assim não vou ser eu?
perguntou muito assustado.
- Ora, disse o Urubu,
quando o vaso quebrou, você nasceu
o fim do vaso é o seu começo!
Isso também significa
que formar o jarro é o seu fim!
- Ui! Ui! Sr. Caco se assustou,
e agora não sabia mais
se podia confiar na pomba.
Então o Sr. Caco sentiu medo
e culpa e vergonha,
e foi com sr. Urubu
para ter conversa com Sr. PAVÃO.
- Muito bem, Sr. Caco!
disse o Sr.Pavão.
- Se você virar o jarro,
você deixa de ser caco!
Isso a pomba não te conta
porque ela só quer te ver virar jarro
para poder voltar a beber
da água pura que caía da chuva.
Na verdade, Sr. Caco
fomos nós que quebramos o vaso
então é a nós que se deve
a sua existência!
(O Sr. Caco ficou pasmo
porque nunca poderia
ter imaginado tudo aquilo!)
- Obrigado, Sr. Pavão!
disse, enganado.
Então passaram-se dias
e as pombas e águias
sentiam muita sede,
mas os corvos e urubus
se fartavam e se fartavam
bebendo no rio até não aguentar mais.
Então o Sr.Caco viu
que o Pavão, e os corvos, e os urubus
agora estavam tão pesados de cheios
que além de não voarem
nem andar direito conseguiam
e ficavam ali feios e acomodados
e o Pavão que antes era
o mais bonito de todos os pássaros
nem mais se mexia direito
e era todo depenado.
E então o Sr. Caco
sentiu saudade da dona pomba,
porque ela era bonita e voava,
e tinha um encanto que eles não tinham,
e foi escondido enquanto dormiam,
juntar com o último caco que faltava.
PLIM PLIM PLIM!!!
Fez até brilho no mundo dos pássaros
que o Sr. Caco tinha virado
um muito bonito e colorido jarro.
Só que agora, não era parado
e sem vida como o antigo vaso
era um vivo Sr. Jarro!
- Estou vivo, sim senhor,
maldito Pavão enganador!
Então Sr.Jarro avistou a pomba
e pediu para as águias o levarem
de novo até o meio
do jardim do mundo dos pássaros!
E quando choveu, na manhã seguinte,
todas as pombas e águias,
e bons passarinhos,
beberam depois de tanto tempo
e todos cantavam e voavam
muito felizes e alegres!
E alguns urubus, vendo isso
sentiram saudades de voar
e deixaram pra trás o Sr.Pavão
que só sabia invejar e reclamar.
Choveu muito na manhã seguinte,
que o Sr.Jarro até transbordou!
Mas dessa vez não mais caía,
e das gotas que pingavam fora
os srs.urubus foram tomar
de pouquinho e pouquinho,
eles voltavam a voar!
e decidiram deixar
o Pavão e seus corvos pra lá!
E apesar do Pavão maldito
e de seu crime bárbaro
desde então todos tem sido
muito felizes no Mundo dos Pássaros!
Chrystian Revelles
Enviado por Chrystian Revelles em 16/07/2019
Reeditado em 18/07/2019
Código do texto: T6697213
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
Chrystian Revelles
Cabo Frio - Rio de Janeiro - Brasil, 25 anos
57 textos (1374 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/08/20 04:31)
Chrystian Revelles