Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

HAYDE E O PINTASSILGO

          Era uma manhã de outono quente, no vilarejo, um pequeno povoado no sertão de Minas Gerais, onde o sol já resplandecia caloroso e dava o seu espetáculo de luz e brilho no céu... Hayde, uma garotinha de sete anos de idade, vivia sonhando acordada, ela era uma autêntica admiradora da Natureza. Comentava-se que a pequena menina ouvia e falava com as plantas e os animais; gostava de alimentar os diferentes pássaros que visitavam o seu quintal à procura de comida e abrigo nos dias de chuva. Ela era muito apaixonada pelos Pintassilgos e costumava ficar na janelinha de seu quarto ouvindo o gorjear daquelas fascinastes aves.
          Naquele dia, tudo parecia normal e sua rotina foi igual, tomou seu banho no terreiro, onde podia contemplar o esvoaçar das borboletas sobre as flores e se debruçou na janela e lá ficou esperando os Pintassilgos aparecerem. De repente, um Pintassilgo maravilhoso posou em sua janela, ele tinha penas amarelas por todo o corpo, a cabeça totalmente preta e media aproximadamente 12 cm de comprimento. O magnífico pássaro rodou, rodopiou e posou novamente, a garotinha ficou deslumbrada com tanta beleza, tão emocionada que muitas lágrimas rolaram pela sua face rosada, pois a emoção era tanta que ela mal podia controlar e ficou pensando: “Não existe sentimento maior, eu sou feliz com o meu novo amiguinho!”. Assim, o silêncio foi quebrado pela voz suave daquele passarinho:
          - Você é uma linda menina e todos os dias eu fico te olhando de longe, sem coragem de me aproximar. Eu sou um pintassilgo-da-cabeça-preta e vivo a voar pelos jardins em busca de aventuras e de novas amizades.
          - Uau, que lindo você é! Você pode falar comigo, pois eu estou ouvindo a sua suave voz. Disse-lhe a garotinha.
          - Eu posso falar com quem procura me ouvir, bela garota! Estou precisando de você, por isso tive coragem para me aproximar! Exclamou o lindo pássaro.
         - Oh, ave maravilhosa, eu posso ouvir os animais e as plantas! Sou apaixonada pela Flora e a Fauna. Se eu puder te ajudar, ficarei muito feliz! Meu nome é Hayde.
          - Ah, que lindo é o seu nome Hayde! Veja a minha asinha direita, ela está machucada! Quase não estou conseguindo voar, quase não canto de tanta dor, já não descanso e preciso de um abrigo enquanto meu dodói não sarar totalmente. Quero minha vida de volta! Disse-lhe o passarinho, com um semblante de tristeza.
          - Meu amiguinho Pintassilgo se aproxime, por favor! Deixe-me olhar direitinho o seu machucado, assim poderei aliviar o que você sente. Disse-lhe Hayde.
          Então, a fascinante ave se aproximou da garota e deixou que ela cuidasse de seu machucado. A confiança entre eles era tanta que o Pintassilgo posou na mão da garotinha e esperou a ajuda dela e o seu abrigo acolhedor. O amor que existia entre eles era o melhor remédio para aliviar a sua dor. Hayde analisou minuciosamente a asinha do amiguinho e percebeu que ela tinha um espinho de Mandacaru cravado, mas estava bastante profundo. Assim, Hayde falou:
          - Meu amiguinho, tem um espinho de Mandacaru machucando sua asinha, vou precisar remover, sei que vai doer, mas você precisará confiar muito em mim. Eu te darei abrigo, alimentação, carinho e muito amor.  Disse-lhe a bela garotinha.
          - Hayde, você vai me dar tudo que um ser precisa para sobreviver, sem nada exigir! Isso se chama amizade verdadeira!
          A menina Hayde conseguiu retirar o espinho da asinha do Pintassilgo, Forrou uma fronha bem limpinha em uma caixa de sapato e gentilmente colocou o seu amiguinho lá dentro para descansar. Ela cercou-o de muita atenção, carinho e todo dia passava elixir na asinha dele para não infeccionar, dava-lhe água e comida no biquinho e ficava cantando até ele adormecer. O tempo passou depressa e o lindo pássaro ficou curado. O amor e a amizade de Hayde realizaram um verdadeiro milagre. Certa manhã, o Pintassilgo falou para Hayde que precisava seguir seu caminha, pois ele tinha uma família que dependia dele, tinha uma mãe e um pai que precisava da juventude dele.
          Então conversou com ela:
          - Hayde, eu quero agradecer a sua acolhida, eu nunca fui tão feliz em minha vida, nos dias que aqui estive em sua companhia; eu vivo livre a voar e preciso voltar para minha família. Amiga, saiba que nunca te esquecerei, voltarei para te visitar, cantarei para você dormir, pois a sua amizade é o meu maior tesouro. Porém, não chore quando eu for partir, estarei com você em pensamento.
         - Meu amigo alado, eu também fui muito feliz nesse período que passamos juntos. Sua companhia foi confortante e a sua amizade não tem preço. Obrigada digo eu, por você existir! Volte sempre, pois aqui estarei a tua espera! Siga o seu caminho em Paz! Hayde falou.
         - Agora, preciso me despedir de você querida Hayde, saiba que não será para sempre, voltarei para te visitar diariamente, minha amiga, estarei a voar por esse jardim. Agora feche os seus olhos e acredite nesse seu amigo. O aventureiro Pintassilgo, que te ama de verdade, que é dono de um amor sem fim.
          Logo, a garotinha Hayde fechou os olhos e quando os abriu, viu o seu amigo Pintassilgo pairando no ar, ele bateu as suas asinhas e para bem longe voou sem nem sequer olhar para trás. A menina não chorou, mas ficou muito triste. Já bem cansada, ela resolveu dormir...
          Todos os dias seu amigo Pintassilgo voltava para visitar Hayde e selar assim a sua amizade com ela. Ser amigo é se doar sem esperar receber, pois o amor é a maior prova de amizade.
         Até a próxima aventura, meus amiguinhos! Sejamos amigos sempre!

         Elisabete Leite – 11\04\2019

(Páscoa é celebrar a ressurreição de Jesus Cristo, é renovação e vida, é se doar sem esperar receber, também é o sentimento de amizade e de Amor ao próximo... Uma Feliz Páscoa a todos!).

         
         
Elisabete Leite
Enviado por Elisabete Leite em 13/04/2019
Código do texto: T6622812
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Elisabete Leite
Recife - Pernambuco - Brasil, 62 anos
636 textos (18278 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/19 01:21)
Elisabete Leite