Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O Senhor dos Sonhos
Por: Alexandre d’ Oliveira
 
Pensando bem todos tem direito de sonhar. E  aquele senhor também  sempre teve direito a vivenciar seus sonhos. Mas como sempre nem todos os sonhos que  sonhamos tem o mesmo significado e muitas vezes nem mesmo o mesmo valor.  Sonhar  é sempre bom não importa sua dimensão este pode ser sonhado por uma única pessoa , como também pode se estender por mais que sonho a dois. Um sonho quando sonhado em equipe é bem mais rápido de realizar dependendo  de quem possa sonhar.
Tem sonho que parece ser infinito, e outros quando menos se espera passa. É difícil de realizarmos mesmo que este seja compartilhado. Entretanto, o senhor dos sonhos ansiava muito ver seu romance editado com todo glamour que temos na vida. Amplamente publicado, nas mãos de cada leitor que viesse ter conhecimento destes sonhos através da mídia, radio, jornais, cinema e revistas.
Os sonhos deste não eram impossíveis, nem mesmo eram caríssimos seus sonhos de consumo. Ele apenas queria publicar ver seus escritos que de certa forma que o vangloriasse em dizer que ele até o momento era o único. Coisa que somente o qualificava como sonhador naquela idade e que poderia sonhar se a sua frente não encontrávamos pessoas bem mais entusiasta a defrontar diante seus relatos. Tanto é que víamos sem tanta demagogia um sonho naquele instante  ser realizado mediante todos que sabíamos ter um sonho tamanho fosse seu sonho sem aferir preço nem sequer valor.
E todos que souberam sobre tal intento participaram deste sonho como se coletivo porque nenhum sonho e tão difícil de sonhar. Basta enfim, merecer. Por pouco sonhamos coisas meramente bobas e passamos a relatar como aconteceu e que nestes tivemos inúmeras participações envolvendo pessoas queridas. Tem sonhos que a gente sonha somente a dois numa casa de praia, no campo, ou em Hollywood. Sonhos que somente poderíamos vir sonhar, sonhos que os mais moços almejam alcançar.
Sempre é e será sonho quando o sonho não nos importa como é e com quem se deve sonhar.  Este que compartilho com você, é um sonho de um velho amigo que sempre lutou com avidez poder publicar, editar seu livro e até o momento tal livro não editou. Talvez pelo fato de ser um sonho de consumo que talvez ele durante toda sua vida imaginasse trazer até nós inusitadamente seu sonho.   O que sabemos é que este sonho vivenciaria toda juventude. O sonho do senhor dos sonhos partiu de repente levando consigo um dos seus sonhos,  deixando-nos sem saber qual sonho ele poderia nos relatar em seu livro.
 
 
Alexandre Poeta
Enviado por Alexandre Poeta em 14/01/2017
Código do texto: T5881955
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Alexandre Poeta
Cabedelo - Paraíba - Brasil
279 textos (6805 leituras)
6 áudios (87 audições)
1 e-livros (23 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/08/20 11:00)
Alexandre Poeta