Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CONTO DE NATAL


Nesta época de Natal a minha avó Iracema, sempre nos contava a estória de Jesus disfarçado de mendigo, na noite de Natal, ELE  visitava indistintamente todas as casas de ricos e pobres, batia a porta, pedindo um prato de comida.

Como a minha avó era de nacionalidade Sirio Libanês, a nossa estória se passa no Oriente Medio, onde o inverno é rigoroso, intensamente caí à neve, o frio gelado a corroer os ossos das pessoas...

Nas casas o fogão, permanece sempre acesso, com os caldeirões a cozinharem os quitutes para ceia natalina, ou com água para aquecer o ambiente.

O pobre mendigo bateu em uma casa abastada, toda iluminada, com algazarra das crianças a brincar pelo jardim e  quintal.

E perguntou:

- Óh, de casa que tens a cozinhar no fogão?

O dono da casa respondeu:

- Estou a cozinhar pedras!

- Põe-se daqui pra fora! Não tenho nada para te dar!

O mendigo respondeu:

- Pois, pedras elas serão!

As batatas e castanhas que cozinhavam naquele fogão viraram enormes pedras.

De casa em casa, aquele pobre velhinho batia a porta e perguntava o que estavam a cozinhar, para testar os corações bondosos.

Próximo da meia-noite, ele se aproximou de uma casa muito humilde, onde as crianças com sua mãe, para afugentarem a fome, rezavam agradecendo as benções recebidas naquele ano. Apesar de não terem para comer, nenhum pedaço de pão.

ELE bateu a porta e perguntou:

- Óh, de casa que tens a cozinhar no fogão?

A mulher toda envergonhada respondeu:

- Estou a cozinhar batatas e castanhas. Mas, ainda estão muito duras.

- Entre e sente-se a mesa espere para ceiar conosco!

Ela cozinhava pedras nos caldeirões, disse aos seus filhos  serem batatas e castanhas, eles pacientemente rezavam, esperando que  ficassem prontas.

O mendigo respondeu:

- Pela pureza do seu coração, o que está a cozinhar batatas e castanhas serão!

A mulher abriu os caldeirões constatando o milagre de Natal as batatas e castanhas estavam cheirosas e fumegando naquele fogão.


A moral dessa estória é estender a mão ao seu irmão e com ele partilhar de coração o seu pão.


----------------------------------------------------------------
Em criança essa era a estória predileta que eu pedia, para minha avó sempre me contar.

Em noite de NATAL e ANO NOVO, família toda reunida, além das orações de agradecimento pelas benções alcançadas durante o ano. Para mim, na CEIA, não podem faltar; Peru Assado,  Castanhas (Portuguesas) Cozidas e Bolo de Nozes de sobremesa.



 
SanCardoso
Enviado por SanCardoso em 29/12/2012
Reeditado em 05/12/2017
Código do texto: T4058770
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2012. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
SanCardoso
São Paulo - São Paulo - Brasil
1892 textos (156238 leituras)
1 e-livros (316 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/12/19 12:52)
SanCardoso

Site do Escritor