Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O BUEIRO

   Em 1992 um garoto, caminhava alegremente pela rua após ter saído da  escola, onde cursava a sétima série, quando de repente caiu num bueiro e lá ficou a gritar por socorro e ninguém apareceu.
   Dentro do bueiro escuro e cheio de lixo e fezes, lá estava o menino, desprotegido de tudo e todos, o único jeito era, gritar, gritar e gritar por um socorro que não aparecia.
   O jovem sentiu vontade de sair, tentou de várias formas, porém foram em vão todas as tentativas. A agonia parecia tomar conta do seu corpo, o medo parecia querer falar mais alto. Foi então que o silencio, subitamente tomou conta do seu ser, tudo parecia ser o fim, longe de casa, da família. Pensamentos negativos, obscuros. Sem falar que sua voz, parecia ter perdido as forças. seu nariz não aguentava mais tanto odor depreciativo.
   A fé e a esperança partiram sem dizer quando voltaria. O que fazer?
Com certeza , ele só esperava a morte. Sim a morte vestida de preto talvez.
   Quando não se esperava mais nada, ouvi-se uma voz que dizia: - Foi ali que ele caiu, foi ali , eu tenho certeza. Após quatro horas dentro do bueiro José Henrique foi resgatado com vida.
MORAL: NUNCA DEVEMOS PERDER A ESPERANÇA
Dedico ao aluno: José Henrique Ramos Pereira da Silva 7 ano B
Leila Rodrigues
Enviado por Leila Rodrigues em 12/09/2019
Reeditado em 25/09/2019
Código do texto: T6743543
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
Leila Rodrigues
São Paulo - São Paulo - Brasil
441 textos (27019 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/08/20 15:11)
Leila Rodrigues