Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CONTO DE CONVIVÊNCIA (SÓ DE AMOR) '' ELA ERA ASSIM''...

Lembro que recém casados era uma data próxima ao Natal, íamos para praia passar um fim de semana, Saquarema/ Rio de janeiro, seguíamos, cedo ao amanhecer de um dia ensolarado, tendo que antes passar numa festa de encerramento de ano na empresa em que trabalhava. Nossa programação era momentos de felicidades daqueles que tem a sorte de ter casado enamorados. Curtos ou longos sorrisos, os olhos translúcidos de felicidade em estarmos juntos.
Nosso carro era um modelo que não mais fabricam, DODGE POLARA, carro pequeno bem construído, estofados com acabamentos em couro, esmerado nas mãos de artífices da famosa fabrica que teve origem em DETROIT Estados Unidos, conta-se que a maioria dos que lá trabalhavam eram negros. E para competir com os profissionais brancos, eles faziam o carro ter o melhor acabamento do mercado, o câmbio era primoroso, leve e suave ao passar das marchas, o motor respondia como os carros médios e grandes. Sua cor prata.
Estacionamos e ao chegar na festa da empresa, reconhecido pelos colegas do meu e de outros setores era só alegria. Nestas oportunidades em que estando recém casados o meu status era apresentar minha esposa. Os colegas e amigos apresentavam suas esposas e elas por imediata afinidade formavam grupos as vezes separadas a curta distância dos maridos.
O programa era como nos natais, comes e bebes, e haveria curto discurso da gerência e um sorteio de vários prêmios, E, ao entrarmos nos foi dado uma senha numérica que seria sorteado.
Nunca até ali eu tivera sido sorteado a nada, nunca fui afeto a jogos e nunca ganhei nada. Depois do curto discurso, iniciou o sorteio. Em dado momento no decorrer do evento havia de repente uma euforia em meu grupo, pois sendo meu número 37, EU acabara de ser sorteado.
PREMIO: Um rádio portátil de pilhas médio, naquela época as pessoas gostavam de comprar e ter este eletrodoméstico. Saindo dali iriamos para praia e o rádio chegou na hora certa.
Despedindo de todos os amigos que estavam no grupo.  Algumas esposas marcando futuros encontros ao iniciar novos grupos de amizade.
Seguimos nossa viagem tendo que almoçar na estrada para no final da tarde chegarmos a casa de praia que pertencia ao meu sogro e nos emprestava todas vezes que queria ou podia estar lá para descansar, e ter momentos agradáveis nos fins de semana ou feriados junto aos fins de semanas ou feriados mais prolongados
As férias eram ricas em momentos agradáveis e diferenciados.
Muitos anos depois, já não estando na empresa, vim a saber por um dos organizadores daquela festa de Natal, que meu sorteio número 37 havia sido organizado pelos amigos com minha esposa para me proporcionar mais um momento de alegria diferenciado. Sendo que por ter estado casado com ela por mais de 30 anos, está foi a maior alegria de toda minha vida.




MIGUEL ANGELO DOMINATO
Enviado por MIGUEL ANGELO DOMINATO em 04/04/2019
Reeditado em 04/04/2019
Código do texto: T6615617
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
MIGUEL ANGELO DOMINATO
Volta Redonda - Rio de Janeiro - Brasil
292 textos (3495 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/09/19 11:14)
MIGUEL ANGELO DOMINATO

Site do Escritor