Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

... meu amor mora aqui ao lado


                    ele ficou com as minhas sementes
                    talvez surja algo rosa, vermelho e negro
                    por dentro, por fora
                    ... e eu a descasco

                    ele me amarra
                    num silêncio ensurdecedor
                    por um cano abaixo
                    ... se derramou

                    se levantará, eu sei
                    o formarei, a côr do amor
                    tomarei cerveja preta
                    ... ficaré-mos com todos os odores

                    de uma cama tua me lembrei
                    aquela que já não tens
                    de tronco nú estou
                    me deixei

                    me tocás-te
                    deixa-te
                    deixa-me
                    fica contigo e ficarei contigo

                    afunda-te nesta cruz comigo
                    porta-la comigo
                    e por mim ficarei contigo
                    em mares de saliva

                    quero dormir de noite e de dia
                    sem copos insólitos
                    sóbrios ao ver-te sózinho

                    gostaría de te ver ali
                    sentado ao Rio
                    gostaría que te exprimisses
                    numa só gota, numa só lágrima ...

                    quero estar n'uma d'elas
                    mesmo assim escondida
                    quero nada, amor
                    não sei o que é ter-te

                    ... em mente e Alma te vi
                    ficarei sempre aqui
                    esperando o incerto
                    te violarei o juízo

                    palavras palavras, versos
                    escrever
                    mas não te disse
                    não te quero hoje, nem domingo

                   mas honten
                   como estive no teu peito
                   aquando acordado me dizías
                   espera um momento

                   talvez ainda espere
                   se ficar insana tu já sabes
                   te perderei de vista
                   numa só janela, a de sábado

                   Quero estar na tua pista
                   ela me fascina,
                   mesmo escura sempre te senti e sinto
                   com e sem alturas

                   Voei outra vez
                   já reparei o Mundo
                   estou toda por ti
                   em pensamentos não me basta, fica comigo

                   Te desejo descomunalmente
                   aperta-me em teus ombros largos
                   le-me todos os sentidos
                   deixa-te vir

                   aqui, ali sentado
                   não esperes por mim
                   te deita neste caminho
                   naquele já percorrido

                   mas não tenhas pena de mim
                   não quero desprezo
                   ele me atira a ti
                   e, Tu me dominas
               
                   
                 
     

         
Divavid
Enviado por Divavid em 17/08/2011
Reeditado em 16/12/2018
Código do texto: T3164726
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Divavid
Köln - Nordrhein-Westfalen - Alemanha
1088 textos (55637 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/19 09:38)
Divavid