Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PEQUENINA

                                           [Cantiga para Edna]

Lá, à beira do rio Parnaíba, lá estava ela, linda!
Parecia uma formiguinha, sempre alvoroçada...
Era pequenina, uma mulher em formação ainda!
Que se dizia por mim, louca, muito apaixonada...

Fomos um dia para o outro lado do nosso rio...
Atravessamos o “velho monge” ali, numa canoa!
Olhando lá ao longe, as sombras de um casario...
Queríamos ficar a sós, bem no final de uma coroa!

E assim, até quase o sol se pôr, beijos e abraços...
Mas o dever de enfermeira a chamava e lá se vai,
Pra nunca mais voltar! Lembro-me os seus traços...

Um adeus sofrido, feito gota de lágrima que cai!
O que restou, foi essa languida lembrança dela...
Seu sorriso, a espera ansiosa... O olhar e a janela!

Poeta Camilo Martins
Aqui, hoje, 23.08.2013
18h56min [Noite]
Estilo: Soneto





Camilo Martins
Enviado por Camilo Martins em 29/04/2020
Código do texto: T6931948
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Camilo Martins
Artur Nogueira - São Paulo - Brasil, 56 anos
440 textos (19142 leituras)
2 e-livros (130 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/08/20 04:46)
Camilo Martins