Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Arrependimento

Filomena, moça tão pequenina, viveu lá sua vida normal em Belo Horizonte. E morava ali, em uma travessa da Av. Amazonas. Era uma das filhas de minha irmã Lúcia. Desencarnou ainda jovem sua mãe, deixando os filhos aos cuidados do pai, que logo se casou com a madrasta, que não era assim nem má, nem boa. Irmão, mas a verdadeira razão de terem me deixado vir aqui foi para aliviar a enorme culpa que sinto por não ter cumprido minha missão, deixei-os tão entregues a si mesmos. E isso me dói.

Psicografia do dia 01/09/2020
Desconhecido
Enviado por Sam em 14/09/2020
Código do texto: T7063289
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre a autora
Sam
Angra dos Reis - Rio de Janeiro - Brasil
287 textos (23929 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 28/09/20 20:12)