Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

QUERIDA NANDE

Não está sendo fácil. Encontrei um tempo para lhe escrever. Mas, em se tratando de você, e o tamanho da saudade que sinto, não resisti. Ainda penso e sonho; será que foi utopia ou realidade? Se foi uma mera fantasia, vivi a mais real possível. Passamos ótimos momentos enquanto juntinhos. Mas como em tudo existe o chamado contratempo, ainda não chegou nossa vez. "Quem sabe um dia!"
Escrever sobre sua pessoa não é uma tarefa difícil, pois com um pouco de experiência que obtive, você foi a mulher que mais me identifiquei. Fez com que que eu deixasse de lutar por outros amores e dedicar à nossa união. Realmente foi inesquecível. Ainda me lembro de nossas conversas francas e inteligentes, resenhas, brincadeiras. Sempre fomos fiéis um ao outro. Parceiros, amigos, cúmplices. E no entanto guardo com muito carinho e respeito em meu coração.
Você me conheceu, muito das vezes fui muito incisivo em minhas afirmações e portanto espero não ter lhe machucado algumas vezes. Sempre fui assim e desse jeito foi que a gente se entregou um ao outro. Nós nos roubamos. Quem sabe outro dia, vou novamente "te roubar pra mim"...
Aqui no Alto da Serra-Serrana ou no rancho a beira do rio, que são os lugares que tento viver, o meu dia a dia mudou muito sem sua presença. Já não mais consigo sorrir com o próprio coração. Vou passando os dias sob a custódia do meu destino. Sabe, não é fácil a dependência da pessoa amada. Pelo menos encontro minha família por perto para acalmar meu ser. Pela proximidade posso vê-los a qualquer momento. E você com sua família, os amam igualmente.
Uma das atividades que mais me tem colocado em harmonia com o universo são minhas orações. Pois o lema é: "Não há oração sem resposta". Eu não me considero ser derrotado jamais pelas agruras da vida. Poderemos até estar numa condição de miserabilidade emocional extrema, que mesmo assim encontro a energia de sacudir a poeira. Por isso "è preciso saber viver"...
Nó vivemos um relacionamento no mais absoluto respeito e levo esta dádiva nos meus futuros, se vier. Espero, mesmo que você se apaixone novamente, não esqueça que tal fato atrapalhe nossa amizade. Digo, pois tu és mulher linda, inteligente, maravilhosa, batalhadora, feminina... e que merece um homem especial à sua altura. A certeza é  que fui este homem especial à você.
Amor, nós fomos um casal totalmente feliz. Guardo comigo lembranças das mais variadas. A cada momento vem um filme diante dos olhos e aí inclino minha mente e finalizo: fui realmente um homem feliz!
Me diga, o que aconteceu? O que aconteceu conosco? Fomos um casal "a lá Indianos", lembra? Ainda não vi uma Indiana mais linda que você, na noite soteropolitana. Todos, ao redor, voltavam os olhos a sua direção, despertando os sonhos de muitos. E eu, com todo orgulho, lhe cortejava com sorriso intenso. Naquela noite nos divertimos a mil, sem medo do amanhã.
Mas como o ditado diz: "tudo que é bom dura pouco", e acrescentando que não foi somente bom e sim excelente ter ti conhecido. Costumo acreditar também que para tudo nesta vida sempre existe um propósito. Pode ser também que o propósito decidiu nos separar. Podemos acreditar nesta hipótese. "Talvez, tenha sido um beijo, e nada mais. Mas eu fiquei assim"...
Aproveite amor os seus dias, pois sabendo deles os meus serão mais aliviados. Realize harmonia familiar, conquiste a felicidade, vença as dificuldades, mantenha a boa saúde e longevidade e alcance a vitória infalível. Viva!
Um longo e amoroso beijo deste que te amará eternamente...

MARINHO
Marinho Carneiro
Enviado por Marinho Carneiro em 07/07/2020
Código do texto: T6999302
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
Marinho Carneiro
Serra Azul - São Paulo - Brasil, 55 anos
8 textos (277 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/08/20 05:12)
Marinho Carneiro