Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Carta que nunca enviei

Minha querida,
Será estranho te chamar ainda de meu amor? Acho que sim.
Estou escrevendo essa carta para dizer que sinto saudade. E confessar que, às vezes, bate aquela vontade de bater à sua porta (eu sei que mora no mesmo lugar, temos amigos em comum). Bate uma vontade de te lembrar que você é a minha melhor lembrança e dizer que os momentos ruins não apagaram os bons momentos.
Escrevo para dizer que a minha mãe toda vez que faz aquela lasanha lembra de você e que a minha vó sempre pergunta quando você vai passar para visitá-la e comer aquele bolo quentinho de macaxeira com café sem açúcar (ela anda muito triste e está passando um tempo com a gente).
Escrevo, ainda, para te dizer que o Godô, meu cachorrinho, morreu há um mês. Meu irmão caçula casou e minha irmã está grávida de novo. Meus pais se separaram, meu avô morreu e minha tia está lutando contra câncer. Tantas coisas aconteceram desde nosso término e você foi a primeira pessoa que passou pela mente que eu queria contar tudo.
Te confesso que precisei muito de ti nesses momentos e em outros que não vou relatar aqui. Eu senti falta do teu abraço e do teu “vai ficar tudo bem”. Você sempre sabia o que dizer para eu me sentir melhor.
Confesso que eu andei mentindo sobre a gente. Sempre que me perguntavam como eu estava, dizia que estava bem, já tinha te superado. Assumo que agia como um idiota. Procurei outros sorrisos quando eu queria o seu, senti o teu perfume e imaginei tua risada, mesmo estando com outra pessoa.
Todavia, não são apenas coisas ruins que aconteceram comigo. É claro que que teve o lado bom de tudo isso. Eu terminei a faculdade e fiz um intercâmbio. Me apaixonei algumas vezes, mas nada comparado ao nosso amor. Não sou mais o mesmo garoto sem rumo que você conheceu. Eu me descobri e estou correndo atrás dos meus sonhos. Ainda pinto e melhorei bastante os meus desenhos. Eu sou feliz a minha maneira.
Agora, o motivo pelo qual te escrevo após tanto tempo é para saber sobre a tua vida, se terminou a faculdade, se conseguiu alcançar os teus sonhos... se você tem outro alguém, se ainda escuta a nossa música e se guarda a pulseira com nossas iniciais que dei no ultimo natal juntos.
Todavia, o real motivo da minha carta é que sinto muito a sua falta, que ainda te amo e que mesmo que não queira/acredite, eu vou te levar para sempre comigo.
Escrevo porque não sei fazer declarações dramáticas.
Escrevo porque é o que me resta.
Escrevendo e guardando naquela caixa que você sempre quis mexer, que contém as minhas melhores e piores lembranças.
Coloco tudo de mim nesse papel pois sei que você nunca vai ler. Simplesmente porque essa é só mais uma das muitas cartas que eu escrevi, mas que nunca te enviei.
Belinda Oliver
Enviado por Belinda Oliver em 26/04/2019
Código do texto: T6632562
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Belinda Oliver
Lago da Pedra - Maranhão - Brasil, 23 anos
218 textos (2879 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/05/19 00:01)
Belinda Oliver