Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Carta aberta à comunidade judaica, por Carolina Andrei Fischmann

"... placa que fica na entrada do Museu do Holocausto em Washington, alertando seus visitantes para os sinais do início do fascismo:


1. Nacionalismo crescente e poderoso

2. Desdém pelos direitos humanos

3. Identificação de inimigos como causa unificadora

4. Supremacia militar

5. Sexismo desenfreado

6. Controle das mídias de massa

7. Obsessão com a segurança nacional

8. Religião e governo interligados

9. Poder/direitos corporativistas protegidos

10. Poder/direitos dos trabalhadores suprimidos

11. Desdém pelos intelectuais e pelas artes

12. Obsessão por crime e punição

13. Corrupção e nepotismo desenfreado

14. Eleições fraudulentas
..."

Bolsonaro se enquadra nos 14 sinais da placa de alerta contra fascismo do Museu do Holocausto em Washington.

A situação do país é grave. Eu, nascida no início dos anos 1990, nunca imaginei que passaria por algo assim. E agora tenho medo por mim, por meus familiares e amigos e por todos os que moram neste país. Desde a apuração dos votos do primeiro turno, já temos mais de 50 casos relatados de violência consumados por eleitores do Bolsonaro. (https://apublica.org/2018/10/apoiadores-de-bolsonaro-realizaram-pelo-menos-50-ataques-em-todo-o-pais/).
 
Dentre eles, uma menina de 19 anos que andava por Porto Alegre com uma camiseta escrita #elenão foi agredida por três homens que desenharam uma suástica com um canivete nela.(https://noticias.uol.com.br/politica/eleicoes/2018/noticias/2018/10/10/apoiadores-de-bolsonaro-agressao-suastica-rs.htm).
 
No meio deste caos eleitoral, eu postei uma piada sem pensar muito associando um possível governo Bolsonaro ao nazismo. Um primo meu me chamou atenção ao fato de que o nazismo é muito utilizado e banalizado tanto pela esquerda quanto pela direita. Como cientista social, eu prezo muito pelo bom uso dos conceitos e me vi obrigada a refletir mais profundamente sobre o tema.
 
Nós, enquanto judeus, vivemos uma das maiores aberrações históricas do século XX e isso deveria nos sensibilizar para lutar para que o mesmo nunca mais ocorra, nem conosco, nem com nossos conterrâneos. Bolsonaro grita aos 4 ventos que negros, mulheres e indígenas são indivíduos de segunda categoria. Em um comício ele disse literalmente que “vamos fazer um Brasil para as maiorias, as minorias tem que se curvar às mariores, as minorias se adequem ou simplesmente desapareçam” (https://www.youtube.com/watch?v=CAchA1Pev2g).
 
 
É difícil acreditar que Bolsonaro irá de fato fazer um governo de terror e perseguição à minorias em pleno século XXI. Mas para voltar a Alemanha dos anos 1930, precisamos lembrar que Hitler trazia um forte discurso de ódio que inflamou a sociedade e os grupos paramilitares semi-independentes conhecidos como SA que atacavam impunemente as minorias. Além disso, também gostaria de lembrar um outro fato histórico sobre a Alemanha nazista: o primeiro campo de concentração foi construído para presos políticos e não para judeus, ou seja, primeiro foram exterminados os opositores de esquerda.
 
Se o governo Bolsonaro será qualificado pelos historiadores do futuro enquanto fascista ou por qualquer outro nome é impossível saber agora. No entanto, aprendemos história para conseguirmos entender como chegamos aonde chegamos e para tentar não repetir os mesmos erros. Não sai da minha cabeça uma placa que fica na entrada do Museu do Holocausto em Washington, alertando seus visitantes para os sinais do início do fascismo.

Bolsonaro se encaixa em absolutamente todos estes quesitos. Não vou me alongar explicando cada um deles neste texto, mas estou disponível para continuar a discussão de forma honesta e respeitosa. Um professor de Harvard no Instituto Fernando Henrique Cardoso disse a mesma coisa: https://www.youtube.com/watch?v=XZIyFj7JKOo.
 
Tendo tudo isso em vista, eu faço um apelo para que a comunidade judaica respire fundo, lembre-se da sua história e consiga ver para além da raiva momentânea e do medo. Nós precisamos defender acima de tudo a democracia constitucional e os direitos humanos.
 
Declaro, assim, meu voto crítico em Haddad. Eu reafirmo que não sou petista e vejo uma infinidade de problemas dentro do PT, no entanto, eu reconheço que este partido atua dentro dos limites da democracia, não propaga discursos de ódio e está disposto a discutir seu programa político.
 
Compartilho agora 49 reportagens que saíram em respeitados jornais da mídia internacional, pois as vezes é preciso uma certa distância para ver com mais clareza o que está acontecendo:
 
ALEMANHA
 
ZEIT
Um Fascista Se Apresentando Como Homem Honesto
https://bit.ly/2y7Gskf
 
Der Spiegel
Jair Bolsonaro - ascensão de um populista de direita
https://bit.ly/2OzW22k
 
Frankfurter Allgemeine
Alerta vermelho para democracia
https://bit.ly/2Qr2YMC
 
Sueddeutsche
O demagogo do deserto é de repente uma nova estrela política no Brasil.
https://bit.ly/2DOTU2E
 
Deutsche Welle
Analistas alemães veem democracia no Brasil em risco
https://bit.ly/2IuN7Km
 
Handelsblatt
O fascista popular. Até agora, os políticos brasileiros são considerados corruptos e ineficientes, mas ideologicamente flexíveis e educados. Isso mudou com Jair Bolsonaro - o populista poderia até se tornar presidente. Uma história mundial.
https://bit.ly/2Iy10aB
 
ARGENTINA
 
La Nacion
Linha dura e Messianismo: Bolsonaro, o candidato mais temido, se lança para a presidência.
https://bit.ly/2ya60NR
 
El Clarín
Jair Bolsonaro: militarista, xenófobo e favorito para a eleição brasileira
https://clar.in/2y7zImH
 
ÁFRICA DO SUL
 
The Star
Mulheres brasileiras marcham contra 'formas misóginas
https://bit.ly/2NiZnOO
 
ÁUSTRIA
 
Die Presse
Ex-Presidente Detido e o Trump Tropical
https://bit.ly/2NiHgIG
 
AUSTRALIA
 
News.Au
Seria este é o político mais repulsivo do mundo?
Pensando que Donald Trump é ruim? Conheça o possível presidente brasileiro cujas crenças repulsivas chocaram o mundo.
https://bit.ly/2IwRrIO
 
The Australian
Conheça o Candidato que é um risco a democracia
https://bit.ly/2xVQdCN
 
The Sydney Sunday Herald
Por que alguns no Brasil estão se virando para um explosivo candidato de extrema-direita para o presidente?
https://bit.ly/2E09LvA
 
CHILE
 
EL MERCURIO
"Bolsonaro assusta com soluções simplistas e autoritárias"
https://bit.ly/2OuWDSV
 
LA TERCERA
"Bolsonaro conseguiu captar o sentimento de revolta no Brasil"
https://bit.ly/2xU0sYj
 
LA CUARTA
Jair Bolsonaro: O Trump do Brasil.
 
ESPANHA
 
El País
Bolsonaro é um Pinochet institutional para o Brasil
https://bit.ly/2DA
 
El Mundo
Lider Polemico. Bolsonaro: o candidato racista, homofóbico e machista do brasil.
https://bit.ly/2xYOzj4
 
La Vanguardia
Bolsonaro: o Candidato Ultradireitista que canalizou a insatisfacao no Brasil
https://bit.ly/2Iy2UIh
 
El Confidencial
Jair Bolsonaro: o “Le Pen tropical” que pode ser o próximo presidente do Brasil.
https://bit.ly/2P9ETtH
 
ESTADOS UNIDOS
 
Revista Time
Jair Bolsonaro ama Trump, odeia pessoas gays e admira autocratas. Ele poderia ser o próximo presidente do Brasil
https://ti.me/2wjfg16
 
Fox News
Um olhar sobre os comentários ofensivos do candidato brasileiro Bolsonaro
https://fxn.ws/2O0QMFI
 
HuffingtonPost
Jair Bolsonaro e o violento caos das eleições presidenciais no Brasil
https://bit.ly/2zNnod4
 
Washington Post
Um político parecido com Trump no Brasil poderia ter o apoio de um poderoso grupo religioso: os evangélicos
https://wapo.st/2Rk6tFZ
 
The New York Times
Brasil flerta com um retorno aos dias sombrios
https://nyti.ms/2xsXSYv
 
Americas Quarterly
Ditadura militar iminente no Brasil?: Ganhando ou perdendo, a ascensão de Jair Bolsonaro colocar em perigo a jovem democracia brasileira.
https://bit.ly/2OWpYCW
 
FRANÇA
 
Le Figaro
Brasil nas garras da tentação autoritária
https://bit.ly/2vqsb0S
 
Le Monde por Rádio França Internacional RFI
Trump tropical, homofóbico e machista
https://bit.ly/2zMhaKL
 
Liberation
No Brasil, um ex-soldado para liquidar a democracia
https://bit.ly/2P9qIEZ
 
HOLANDA
 
Der Volkskrant
Centenas de milhares de mulheres no Brasil nas ruas contra a extrema direita: "Ele nunca!"
https://bit.ly/2DQvPsj
 
ÍNDIA
 
India Express
Deixe a polícia matar criminosos, diz o candidato presidencial do Brasil, Jair Bolsonaro
https://bit.ly/2NiJdFd
 
ITÁLIA
 
La Republica
Bolsonaro, líder xenófobo e anti-gay que dá o assalto à Presidência do Brasil
https://bit.ly/2Qrb73H
 
Corriende della Sierra
Um pesadelo chamado Bolsonaro
https://bit.ly/2zNdkRF
 
MÉXICO
 
La Jornada
Bolsonaro: O candidato Imprevisível
https://bit.ly/2OD93sh
 
Milenio
Bolsonaro, o Neofascista que seduz o Brasil
https://bit.ly/2zNQjhl
 
El Universal
Militar de ultra-direita: um voto pelo passado?
https://bit.ly/2P6jjWO
 
MOÇAMBIQUE
 
O País
Bolsonaro que lidera sondagens de intenção de voto no país com a preferência de 27% dos eleitores terá irritado muitos brasileiros com comentários percebidos como sexistas, racistas e homofóbicos.
https://bit.ly/2DQlP29
 
PERU
 
La Republica
Brasil resiste:a promessa autoritária de Bolsonaro é desafiada pelas mulheres.
https://bit.ly/2zFQ0Vy
 
ÁFRICA DO SUL
 
The Star
Mulheres brasileiras marcham contra 'formas misóginas
https://bit.ly/2NiZnOO
 
PORTUGAL
 
O Público
Bolsonaro, o jagunço à porta do Planal
https://bit.ly/2xXbM5Y
 
Diário de Notícias
Jair Bolsonaro é perigo real no Brasil e segue passos de Adolf Hitler
https://bit.ly/2yaPMUz
 
POLONIA
 
Gazeta Prawna
Trump brasileiro e outros. Escândalos de corrupção abrem caminho para o poder dos populistas
https://bit.ly/2xWanga
 
QATAR (MUNDO ÁRABE)
 
Al Jazeera
Milhares de Mulheres protestam contra Bolsonaro
https://bit.ly/2RhJjQF
 
REINO UNIDO
 
Financial Times
O "trágico destino" brasileiro de uma rebelião antidemocrática surge novamente:
A raiva pública contra uma elite corrupta poderia precipitar outra revolta
https://on.ft.com/2DRGxyO
 
The Economist (CAPA)
A mais nova Ameaça na América Latina
https://econ.st/2OuXKlO
 
The Times
Jair Bolsonaro, populista "perigoso" promete tornar o Brasil seguro
https://bit.ly/2uxPG8p
 
The Guardian
Trump dos trópicos: o candidato 'perigoso' que lidera a corrida presidencial do Brasil
https://bit.ly/2qKHkYA
 
The Telegraph
Dezenas de milhares dizem “ele não” ao principal candidato do Brasil
https://bit.ly/2qKHkYA
 
The Economist
Brasília, nós temos um problema
O perigo representado por Jair Bolsonaro
https://econ.st/2vxMFWu
 
SUÍCA
 
Neuen Zürcher Zeitung
O Faxineiro Racista do Brasil
https://bit.ly/2QoJTdW
 
 
Tags
Carta aberta comunidade judaica fascismo bolsonaro eleições

Por Carolina Andrei Fischmann
Fonte:
https://jornalggn.com.br/noticia/carta-aberta-a-comunidade-judaica-por-carolina-andrei-fischmann?fbclid=IwAR1Y6qKdEImFSLlQCo_TKrsUCnt1gNyCj2JjYpUH4SXOyHmcvVvYjEzEVnQ
por Carolina Andrei Fischmann
Enviado por Serpente Angel em 24/10/2018
Código do texto: T6484709
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
Serpente Angel
Vernier - Geneva - Suíça
282 textos (17760 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 28/01/20 19:38)
Serpente Angel