Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

UMA CARTA PARA EU MESMA II

Tamiris! Que bom poder escrever para você mais uma vez depois de tanto tempo. Gostaria de te dizer algumas coisas importantes para quando você se sentisse desmotivada na caminhada da vida, percorrendo trilhos dos sonhos e almejando uma vida melhor do que sua vida hoje.
Aqui, quem fala é a Tamiris de alguns anos atrás, em meados dos seus 16 anos onde você ainda vibrava intensamente sobre tudo o que fazia. No ápice da sua dedicação e crises da vida. Você superou! Você deixou de ter uma vida “rica” e passou a ter que lutar pelo seu. Doeu? Doeu! Mas você passou por aquilo, já faz parte do seu passado.
Você se lembra das maquiagens que tinha nessa época e se esforçava ao máximo? Perdia horas se maquiando diariamente... Fotos, vídeos... O quanto você aprendeu de lá para os dias de hoje? O quanto você evoluiu?
Quem é você hoje? O que você anda fazendo por você Hoje, e pela Tamiris de anos atrás, uma criança. Sonhadora! Feliz, filha única, sem pai... Todos lhe achavam amorosa. A adolescência chegou, tudo passou, e você ainda permanece com sua essência.
Você ama fotografia, maquiagem, e tudo desse mundo da arte onde você pode ter a liberdade de envolver cores, sentimentos, emoções, ideias, e expressar quem você verdadeiramente é.
Tamiris, o quanto você já fez por seus sonhos? Muito!
Mas não pode parar. Aceite suas dores, recupere-se, cure suas feridas e levante-se mais decidida e mais forte do que nunca como você sempre foi. Ninguém sabe mais das tuas lutas e dores do que você mesma.
Dê tempo ao tempo. Não se afobe querendo fazer tudo de uma vez só. Permaneça fazendo num ritmo constante, mas sem parar.
Faça com amor! Lembrando daquela Tamiris que sonhou, que confiou e acreditou em você! Que você seria suficientemente capaz de qualquer coisa. Ela espera ansiosamente por isso! Não a magoe. Ela não merece mais dor ainda. Ela lutou pra você ser e saber tudo exatamente hoje. Retribua com gratidão.
Já se passaram 21 anos. Verás no espelho da vida seu reflexo do passado, sua feição de fé, no presente, luta. No futuro glória. E aí, querida Tamiris.
Poderemos descansar em paz e felizes! Eu acreditei em você todos esses anos mantendo sua essência e orando para que você mantesse o que lhe foi plantado. Não poderei cuidar de ti no futuro além de você mesma.
Mas saiba que te olhei muitas vezes no espelho e desejei boa sorte mesmo numa tempestade da vida. Torci para que você tivesse sabedoria e discernimento suficiente... Para que você fosse luz na sua própria vida. Alegria, paz, gratidão, fé e principalmente me mantesse viva dentro de sua alma, sempre feliz e sonhando no que você luta pra ser realidade hoje.

Eu serei você. Você já foi “eu”. Manteremos um elo eterno enquanto der até que o que deverá acontecer, aconteça quando tiver que ser.

Orarei pelos anjos no futuro lhe dar forças quando não tiver. Sabedoria quando tiver dúvidas, Fé quando pensar em desistir, alegria nos momentos de tristeza, aprendizado nas lições da vida.

Eu te amo. Você me ama. Eu e você somos um só perante Deus.
Que o amor próprio pela alma seja maior do que pelo seu eu exterior.

Que assim seja!
Tamiris Sindice
Enviado por Tamiris Sindice em 27/05/2018
Reeditado em 27/05/2018
Código do texto: T6347618
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Tamiris Sindice
São Paulo - São Paulo - Brasil, 22 anos
192 textos (15943 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/08/18 22:14)
Tamiris Sindice