Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Não se apaixone por mim

Olhe nos meus olhos,
Ria das minhas piadas sem graça,
Beba no meu copo, mas ó! Não se apaixone por mim.
Quando eu ler Neruda em voz alta, por favor, não pense que é pra você.

Talvez você me pegue elogiando seus cabelos,
Seu perfume, o seu jeito de moça educada lá fora e aqui dentro deste quarto uma dama da noite, e até mesmo o seu gosto musical. Mas ó! Não se iluda com minhas palavras, faço força pra ser um anjo, mas o mal em mim ainda é mais natural do que fruta no cacho de uma árvore da Amazônia.

Me abrace se quiser, me aperte....forte até!
Rasgue minha roupa, rompa meu silêncio, provoque meu sussurro, meu urro noite adentro...
...crave suas unhas no meu peito, mas não cave mais fundo que isso. Seria desnecessário.
Lá no fundo, a sete palmos da minha pele, jaz um coração que morreu de amor.
Borgys
Enviado por Borgys em 06/01/2017
Código do texto: T5874239
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
Borgys
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
543 textos (25577 leituras)
4 áudios (297 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/12/19 06:57)
Borgys