Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Para aquele que parte...

Brasília, quatro de outubro de 2012

Estimada Amanda G.
Essa “coisa” de carta é muito bacana.
Você pode conhecer a pessoa um pouco mais. A letra e a escrita, além de dizer muito sobre a essa, nos traz uma intimidade maior para com o remetente. Sem contar que a lembrança pode ser mantida por mais tempo. Acredito que as cartas nos dias de hoje, só são escritas e recebidas por pessoas especiais, assim como você.
Com a facilidade dos blogs e e-mails, as simples correspondências ficaram para trás, se tornando antiquadas e lentas, contudo, como uma boa moça romântica que sou, eu mantenho este hábito. Amo deixar esse tipo de marca às pessoas amadas, portanto, sinta-se como uma delas.
Bom, hoje, alguém muito querido da sua família partiu desse mundo. Imagino o quanto deve ser difícil e estranho, porém, para ele que agora descansa em paz, foi apenas um alívio. A vida é um círculo, minha cara Amanda, pessoas entram e saem de cena feito novela. É triste, eu sei, entretanto, inevitável. A nossa cultura estigmatiza demais essa coisa “de morte”, e algo que deveria ser simples, acaba se tornando um sofrimento enorme. Buda pregava o desapego em sua filosofia, e acho que todas as culturas deveriam aplicar essa sabedoria em seus povos, assim, sofreríamos menos ou quase nada. A morte é uma passagem, assim como a nossa vida. Estamos aqui apenas por um breve momento, e precisamos ensinar nossas crianças a amar o presente, desapegar do passado e não sofrer pelo futuro que ainda nem chegou. Se elas crescerem sabendo aceitar os ciclos da vida, pouco se chocarão com situações de perdas. Desejo de coração, que sua tia e seus primos se sintam consolados pelos bons momentos que seu tio os proporcionou, e que a lembrança dele seja pura e sem dor. Há muito amor para dar e ser conquistado, e se focarmos nele, a tristeza se tornará menor para prosseguirmos.
A vida é uma guerra e precisamos de força, de uns aos outros, para ganharmos o grande prêmio: a sabedoria.
Grandes sábios sofreram muito por tentar entender os sentimentos humanos, e hoje temos legados espalhados por ai para que possamos a eles recorrer. Seja forte e destemida, abrace aqueles que hoje precisam de você, mesmo que não tenhas belas palavras, mas a presença e o calor humano também confortam, e muito.
Espero que sua família fique bem e que Deus esteja com vocês.

Um forte abraço.
Sua amiga G.L
Gabriella Gilmore
Enviado por Gabriella Gilmore em 04/10/2012
Reeditado em 05/10/2012
Código do texto: T3916447
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2012. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
Gabriella Gilmore
Governador Valadares - Minas Gerais - Brasil, 35 anos
448 textos (55384 leituras)
16 áudios (1274 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/09/20 05:00)
Gabriella Gilmore