Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A você Anjo do meu Resgate - DM

Em grande parte do tempo, quando ocupados em nosso ósseo criativo – em produção de valores a sociedade de minoria majoritária, não nos damos conta de quem somos. Doamos nosso tempo, suor, força, vendemos nossa saúde por muito pouco. Infelizmente muitos se acostumam com o pouco – como elefantes de circo, selvagens, porém, domesticados, tratados em cativeiro. Mas quando paramos, refletimos sobre o que fizemos, de fato, deste nosso tempo, percebemos lacunas, vazios que nem mesmo sabemos o que é – vazio existencial.
Tornamos-nos mais um em meio à multidão. Somos tão habituados a não desejar nada, a não sentir nada. Os fatos sociais fazem parecer naturais as coisas que estão a nossa volta e o que acontece conosco. Mas quando se põe em cheque o próprio viver, se valora outras coisas.
No sentimento mais nobre do existir humano, e há quem se perturbe por tentar encontrar o que é que há de mais precioso em si mesmo, e pra si mesmo, existe uma intencionalidade, uma motivação que dá gás a continuar respirando. Quando não há nada mais a esperar a não ser por uma mudança – que por vezes você não sabe por onde começar ou donde vem, algo acontece, ou alguém faz-nos acontecer, nos traz a “vida”. Somos resgatados por anjos. Anjos vigilantes, que nos percebem; que buscam dedicar seu tempo a um ser aparentemente sem apreço que em meio a tantos e transforma-nos em Especiais. Encontramo-nos.
Encontramo-nos. Pois o que encontramos é o que esperávamos – embora inconscientes. A troca é genuína, verdadeira, cheia de entusiasmo, esperança, expectativa , ardendo em vontade de realização, satisfação e plenitude, é prazer. A impressão que tinha, sobre o mundo, as coisas, as pessoas... dão-nos a impressão que a vigia deve ser constante. Mas quantas pessoas são a diferença? Pessoas que nos preenchem gratuitamente, que são – embora sabendo que jamais conheceremos em vida carnal - a perfeição – tal encontro se torna a realização, satisfação, bem querer...
A todos, e a sociedade, instituições tradicionais, fazem parecer pecado sentir algum tipo de prazer em estar só na companhia de quem mais se pretende estar.  Veja, pecado em sentir-se querido, preterido, desejado, único – em meio a tantos outros.
Agradeço a você Anjo do meu Resgate, que me tornou mais Eu. As dúvidas de impressões de outrora se tornaram convicções, certezas, Troca.
A ti dedico a alegria do meu dia, a esperança de sentir-me, não mais um, mas talvez Único.
Plasme com o que devo lhe dizer: Você é especial. Por que sou por você.
Deus traz ao crente aquilo que d’Ele é.
Naama
Enviado por Naama em 26/04/2012
Reeditado em 27/04/2012
Código do texto: T3635328
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Naama
Concórdia - Santa Catarina - Brasil
20 textos (751 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/11/19 10:03)
Naama