Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MADRUGADA NA CIDADE GRANDE

Cidade grande. Barulheira infernal. Quando não é o Coletor de Lixo, é o endiabrado motoqueiro que se compraz em infernizar a população, com o "escapamento aberto" em plena madrugada. Atualmente mal consigo concluir os ciclos de 2 a 3 horas de sono. Sabe aquela síndrome do "sono interrompido? Pois é... Junte isso com rinite, gastrite, colite, ansiedade, depressão, Síndrome do Pânico, pressão alta, senilidade, doenças reumáticas, alergias e coceiras, dores na coluna e articulações.
Nasci, cresci, vivi em Santo André - SP por 54 anos. Nos anos 50 eu acordava nas madrugadas com os apitos e o fragor das locomotivas da Estrada de Ferro Santos a Jundiaí. Há 14 anos moro no Ipiranga / Vila Moinho Velho (Capital paulista). A barulheira está cada dia maior. E para ajudar, as britadeiras da Prefeitura começam a trepidar perto das 8hs, junto com as marretadas nos apartamentos em reformas (eu resido em um condomínio com 15 andares (duas torres interligadas, 8 apartamentos por andar). Sinto muitas saudades do período em que morei próximo ao Ribeirão dos Meninos (Jardim Bom Pastor, Santo André - SP), única época em que era possível "ouvir o silêncio". Que Deus tenha piedade de nós.
(Juares de Marcos Jardim - Santo André - São Paulo-SP)
Juares de Marcos Jardim
Enviado por Juares de Marcos Jardim em 19/04/2021
Código do texto: T7236199
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
Juares de Marcos Jardim
São Paulo - São Paulo - Brasil, 73 anos
139 textos (1399 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/05/21 04:35)
Juares de Marcos Jardim