Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PREFACIO DO LIVRO HATIKVAH



 
 
Quero com muito prazer e expressão dedicar este livro que fiz com muito amor e lealdade como um respeito por certas origens que colonizaram nosso país, pois tantas que são satisfatórias sempre mostram que nosso amor pode simplesmente ser mantido entre uma educação que nós poderíamos conter por uma disciplina na quais deveriam ter na lógica que Deus criou o mundo e o homem e lhe ensinou a verdade que eu simplifico aqui como os melhores ensinamentos judaicos que nos mostram toda a história da Bíblia sobre o homem que hoje pode estar mais longe de Deus e talvez não entenda que deus nos fez em um aspecto mais lógico e bem definido que devemos seguir e não vamos falar de vários deuses porque acredito que entre todos eles será sempre o mesmo porque deus é o mesmo e devemos transcrever essa história com mais intensidade e amor porque não duvidaríamos do seu amor e relação com o ser humano na terra que misturava religião com política entre tantos países e não quero me livrar de muitos porque talvez possam até ter certeza porque os vários versões da bíblia sobre deus e que países defloram essa imagem em variedades deturpadoras do catolicismo que realmente é mais sensato a verdadeira história de cristo e que deus viveu na terra e conduziu o homem em diversos fins de viver e aprender a valorizar sua vida ao longo de várias existências e resistências que fizeram o homem aprender e compreender a verdadeira história de deus e da bíblia a verdadeira história torna-se mais lógica, já não sou judeu tenho orgulho do seu trabalho árduo sobre Deus e seus ensinamentos e Quero dizer que podemos entender os judeus um pouco e apreciar melhor sua existência na terra e desvalorizar sua morte nos campos de concentração nazistas, porque acho que a educação começa com a fé e o amor em Deus e não vamos manchar a imagem de alguém que pode ter mostrou um amor mais profundo pela religião e que suas origens e colonização em nosso país se tornam mais claras do que em um pequeno intervalo podemos entender melhor sobre o Judaísmo e como tudo começou. A trajetória dos judeus no Brasil começa antes mesmo da chegada da frota de Cabral: começa no final do século XV, quando judeus, espanhóis e portugueses foram forçados a se converter ao cristianismo, sob pena de serem expulsos de seus respectivos países. Na Espanha, em 1492, surgiu o primeiro grande movimento migratório de judeus, o dos sefarditas . Eles deixaram o país após o decreto assinado pelos "Reis Católicos" Isabel de Castella e Fernando Aragão, expulsando aqueles que não se converteram ao Cristianismo. Seguiram então para o Império Otomano, para as estepes polaca e russa, para o Marrocos e cruzaram a fronteira para Portugal. A partir de Portugal, a partir de 1540, os cristãos-novos e especialmente aqueles que ainda tinham práticas religiosas judaicas intensificaram seus esforços para emigrar para o Novo Mundo. Naquela época, Portugal estava apenas começando a colonizar as terras descobertas. Judeus em Pernambuco . As primeiras famílias judias chegaram ao Recife em 1635, quando Pernambuco estava sob domínio holandês, tinha pouco mais de 10.000 habitantes e era a mais rica Capitania do Brasil. Atualmente existem cerca de 1.500 judeus em Pernambuco . ... no século XVII, a chegada dos “novos cristãos hispano-portugueses” em solo pernambucano. Quero falar sobre as nossas origens, que começaram em 1635 quando ainda era sob o domínio holandês, em que mostramos com grandes pesquisas a guerra entre portugueses e holandeses que dominavam a cidade de Olinda. Em um dia como este, no ano de 1631 a cidade de Olinda em Pernambuco foi incendiada e saqueada pelos holandeses que invadiram o local no ano anterior, ao todo foram 24 anos de domínio holandês até que foram finalmente expulsos pelos Portuguesa e Olinda é das mais antigas cidades brasileiras e os portugueses conquistaram Olinda . Entre 1534 e 1536, D. João III instalou o regime de capitanias hereditárias no Brasil. Tal sistema caracterizava-se pela doação de um terreno, uma Capitania, a um Donatário (fidalgo português), a quem caberia explorar, colonizar as terras, fundar aldeias, recolher impostos e estabelecer as regras (justiça) de o lugar. Entre os primeiros 14 lotes distribuídos por D. João III estava a Capitania de Pernambuco, ou Capitania de Nova Lusitânia, como batizou o seu Doador, Duarte Coelho . Assim, em 1535, Duarte Coelho instalou-se no local onde, em 1537, foi fundada a Vila de Olinda. Nesse mesmo ano também foi fundada a Vila de Igarassu. Até então, os habitantes daquela região eram os índios Tabajara. Quero com muito prazer e expressão dedicar este livro que fiz com muito amor e lealdade como um respeito por certas origens que colonizaram nosso país pois tantas que são satisfatórias sempre mostram de onde vieram nossas origens e podemos aprender a valorizar nossas vidas e nossa gente e obrigado!
Quero agradecer este livro que fiz com muito amor e capacidade de mostrar a minha literatura que se expandiu no desejo de mostrar aqui uma relação que nasceu do silêncio dos meus pensamentos sobre uma grande expressão e criação que utilizo das profundezas da minha formação. há alma e perseverança em que aprendi a viver e a ser feliz e quero mostrar o meu ponto de vista que é citado neste grande livro como prova real e li que a minha literatura tem se aproximado de um espaço mais ampliado, as bases bem traduzidas do inglês ao português em que reúnem alguns textos para provar que minhas palavras estão bem exercitadas e definidas entre uma filosofia mais clássica em que envolvo o inglês e o português numa versão mais íntima de toda a minha psicologia, filosofia que se adapta a uma grande tradução na qual minhas palavras estão relacionadas mais profundamente sobre a mais findável e filosófica transcrição meu caminho Eu descrever teoricamente tudo o que eu fiz com amor e trabalho com o me nos melhores textos que trabalho como o escritor do recanto das Letras e quero que todos mantenha essa memória para sempre e que o deus do fogo sempre permaneceu o guiando sobre uma plataforma de viver e qualificar nossos desejos e trabalhar como evidência real e verdadeira de que fazemos tudo com amor para mostrar para todos l que a literatura sempre se manteve e que minha escola é mais profunda e há muitos que não têm aproveitado aqui e eu acho que eles vão gostar de minhas palavras e criação. Um abraço a todos e muito obrigado!
 
Por: Roberto Barros
ROBERTO BARROS XXI
Enviado por ROBERTO BARROS XXI em 17/04/2021
Código do texto: T7234075
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2021. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
ROBERTO BARROS XXI
Olinda - Pernambuco - Brasil
817 textos (58362 leituras)
242 áudios (4257 audições)
57 e-livros (910 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/05/21 02:17)
ROBERTO BARROS XXI