Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O GUERREIRO

O guerreiro se ver cercado!
Por lobos famintos!
Por inimigos ,maiores que ele!
Ele grita aos céus (mas parece que não obtém resposta)

Ele então,se pergunta,aonde errou,se o seu erro,foi ter um coração bom,de ajudar as pessoas e de se permitir,ser ajudado???
Mas não,no fundo do seu coração,no mais íntimo de sua alma!
Ele sabe a resposta...

Em sua ira,ele blasfemou...
(Ele blasfemou,como uma criança manhosa,se dando o luxo de perder a fé)...
E o que ele tolamente,achou que aconteceria...

 Seu escudo rachou,sua espada,se quebrou!
Suas flechas,erraram,todos os alvos.
Tudo isso,por que em um breve momento, duvidou.

...Dias se passaram...
Com o coração contrito.
E em um terrível horror.
O guerreiro reconhece seu erro.
Ousou enfrentar inimigos maiores e mais fortes do que ele.
Apenas com sua força risível e meramente humana.

Ele não tem mas o ESCUDO!
Ele não tem mais a sua ESPADA!
Em sua AlJAVA, não existe mas FLECHAS!

...Ele pega seu terço,reza orações ensinadas pela sua majestosa MÃE!
Pega sua Bíblia,e ajoelhado,pede perdão a Deus,e implorar por um milagre!

Em suas lembranças de menino, lá está os conselhos de sua mãe:
- Filho, não se esqueça,com Cristo, você é capaz de saltar montanhas.
-Com Cristo, quando pensam que você é fraco, aí, é que você é forte!

...O guerreiro se ergue!
Faz o sinal de cruz!
Não se sente mas desamparado.
Respira fundo, olha para seus inimigos.
E sem pestanejar...
Avança para a batalha...

By Alan Jefferson

14/02/2021.

(Continua)...

Não é o FIM.
Alan Jefferson (Taberna poética)
Enviado por Alan Jefferson (Taberna poética) em 26/02/2021
Código do texto: T7193656
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
Alan Jefferson (Taberna poética)
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 43 anos
211 textos (1409 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/05/21 23:17)
Alan Jefferson (Taberna poética)