Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Biografia do Advogado JOÃO JAIME CASSOLI

João Jaime Cassoli é neto de imigrantes italianos, advogado, ex-delegado de polícia civil, juiz de direito aposentado, agropecuarista e político. Administrou São Valério da Natividade (TO) por três mandatos, deixando uma marca na história da cidade como um dos prefeitos mais populares e grande realizador de obras e projetos!

Jaime Cassoli, como é mais conhecido, tem uma bela biografia que vale a pena conhecer em detalhes.

Esse texto se baseia em depoimentos de familiares e no livro autobiográfico “Reminiscências”, do médico David Cassoli, que retrata parte de sua trajetória e genealogia.

A história da Família Cassoli no Brasil teve origem com um imigrante Italiano, João Cassoli, que chegou ao País no começo do Século XX, estabelecendo-se numa fazenda de café no município de Uru, interior de São Paulo.

A viagem de navio a vapor atravessando o Oceano Atlântico da Europa até o Brasil durava aproximadamente 30 dias, período suficiente para que os passageiros se conhecessem e construíssem laços de amizade. Inclusive, às vezes, em meio à longa jornada surgiam romances e estórias de amor.

Foi assim com o garoto João Cassoli, que conheceu no convés do navio “una bella ragazza” (uma linda moça!) de nome Guilhermina.

Aos 17 anos, João Cassoli se casa com sua amiga de viagem, dando início a uma prolífera linhagem em terras brasileiras.

Os italianos João Cassoli e Guilhermina Cassoli tiveram 10 filhos: Olívio, José, Adelaide, Lucinda, Remígio, Duviglio, Francisco, Palmira, Dionisio e Helena.

A família trabalhava unida, em uma fazenda de café, como meeiros e entre as leiras do cafezal plantavam outros cultivares (milho, arroz, feijão etc.). Com o tempo foram prosperando e abrindo novas terras recebidas do governo.

O quinto filho do casal, Remígio Cassoli casou-se com Maria, uma professora do primário da escola municipal de Uru. Remígio era o nome de batismo, mas sua esposa e muitos amigos o chamavam de Romildo.

Eles montaram uma padaria na cidade. Maria lecionava no período da tarde e de madrugada ajudava o esposo Remígio a fazer o pão.

Além de administrar a padaria, Remígio tinha um caminhão Chevrolet Gigante, que utilizava para comprar café dos produtores e revender para os donos das máquinas beneficiadoras.

Logo após a Segunda Guerra Mundial, ele comprou uma máquina de beneficiamento de café e montou sua própria empresa: Cafeeira São José Exportadora de Café.

Remígio e Maria Cassoli tiveram 9 filhos, sendo 5 mulheres e 4 homens, a saber: Lenita, Maria Lídia, João Jaime (06/07/1947), David dos Santos (01/11/1949), José Carlos, Fátima, Salete, Luiz e Tânia. Os quatro primeiros nascidos em Uru (SP) e os demais em Jandaia do Sul (PR).

No final dos anos 1940, a região norte do Paraná estava passando por um grande ciclo de desenvolvimento.

A Companhia de Terras do Norte do Paraná (CTNP) coordenava as ações de ocupação das terras devolutas que existiam nessa região, através da doação/venda de lotes e incentivos para os colonos. Várias estradas foram abertas e muitos núcleos populacionais (vilas, povoados, distritos etc.) surgiram, atraindo trabalhadores de diversos estados que migraram em busca de melhores oportunidades.

Os filhos de João Cassoli e demais conterrâneos de Uru passaram a ouvir aquelas notícias de progresso e começaram a pensar em mudar para lá.

Assim, em 1950, as irmãs Adelaide Cassoli (casada com Antônio Santo Cassaro) e Lucinda Cassoli (esposa do carpinteiro Alvize), foram as primeiras a migrar para desbravar o Norte do Paraná.

Em 14 de novembro de 1951, houve a emancipação de Jandaia do Sul.

Em dezembro de 1951, Remígio e seu irmão Dulviglio decidiram se mudar para Jandaia do Sul (Paraná), para se juntar a suas irmãs e cunhados.
 
Levaram a mudança no caminhão Chevrolet Grande e numa caminhonete Ford F1.

Em 1952, houve a instalação do município de Jandaia do Sul, com a eleição do primeiro prefeito Lino Marquetti e dos primeiros Vereadores.

Remígio Cassoli viu o nascimento de Jandaia do Sul. Como pioneiro e empreendedor, deu significativas contribuições ao desenvolvimento do município e região. Ele comprou um terreno na entrada da cidade, onde construiu sua casa e um enorme pavilhão da máquina de beneficiamento de café. Tinha uma visão aguçada para os negócios e sabia aproveitar as oportunidades. Depois de alguns anos, visando aumentar a renda, montou uma fábrica de farinha de milho. Montou também uma serraria em Formosa do Oeste.

Os meninos, João Jaime e David dos Santos, eram inseparáveis. Passavam praticamente o dia todo juntos, divertindo-se livres pelo amplo terreno em volta da casa.

Eles não tinham tantos recursos como as crianças de hoje, mas improvisavam com os materiais disponíveis e faziam uso da criatividade para produzir seus próprios brinquedos.

Uma das brincadeiras preferidas era de carrinho, fabricado por eles mesmos, com tocos de vigas, nos quais eram pregadas latas de óleo de cozinha, algumas abertas para fazer caminhões basculantes, que usavam para transportar terra; outros com latas de óleo redondas, como caminhões tanques.

Andavam a cavalo, às vezes acompanhando os tropeiros da região.

Na antiga Praça do Centenário (hoje Praça do Café) eram montados os parques de diversão na época dos festejos. Nessa praça também eram montados os circos que visitavam a cidade.

A linha férrea ficava em frente da residência dos Cassoli e quando a locomotiva se aproximava apitando os meninos saíam correndo para vê-la passar.

Nas manhãs de domingo eles iam à missa na Igreja Matriz.

Depois passaram a dividir o tempo da brincadeira com os estudos. Foram alfabetizados no Grupo Escolar “Rui Barbosa”, que ficava a 3 quilômetros, percurso que faziam a pé.

Em Jandaia do Sul as escolas ofereciam o ensino primário. Quem quisesse prosseguir em sua formação escolar deveria ir para outra localidade, pois não havia escolas que ofertassem níveis mais avançados de ensino.

Em 1958, João Jaime Cassoli foi estudar o 4º ano no Seminário São José, no município de Castro, distante cerca de 280 km de Jandaia do Sul. Era um internato, com alojamentos, cantina e toda estrutura necessária para receber os estudantes de várias localidades. Logo, os pais enviaram o irmão David para lá também.

Atualmente, os irmãos Jaime e David guardam muitas lembranças daquele tempo de estudo, das aventuras e travessuras que vivenciaram no Seminário São José.

Depois de um tempo, o irmão David retornou para Jandaia do Sul e Jaime foi estudar o ensino médio no tradicional Colégio Visconde de Cairu, em Curitiba (PR).

Em 1969, Jaime Cassoli foi cursar Direito na Fundação de Ensino Eurípedes Soares da Rocha (UNIVEM), em Marília (SP).

Em 1970, a população de Jandaia do Sul era de 21.641 habitantes. Desde então, sua população manteve-se praticamente estável. Jandaia do Sul tornou-se uma cidade bem estruturada, bonita, limpa e organizada. Um local hospitaleiro e acolhedor com ótima qualidade de vida.

Em 1972, Jaime retornou para Jandaia do Sul, onde fez o curso de Letras Anglo-Portuguesas na Faculdade de Jandaia do Sul (FAFIJAN).

Em 1974, comprou uma terra no antigo Norte Goiano (hoje estado do Tocantins), no município de São Valério da Natividade. Ele é proprietário da Fazenda Cana Brava, onde cria gado de corte.

Nesse mesmo ano, João Jaime Cassoli casou-se com Maria Madalena Gomes Cassoli, com quem teve três filhos: Jeferson Jaime Cassoli, Wallace Cassoli e Cesar Cassoli.

Pouco após terminar o bacharelado em Direito, começou a trabalhar como delegado de polícia civil.

Algum tempo depois, ingressou na magistratura, como Juiz de Direito.

Nessa época, Jaime e sua família estabeleceram-se em Londrina, distante cerca de 75 km de Jandaia do Sul. Retornavam aos finais de semana e feriados para visitar parentes e rever amigos.

Além da comarca de Londrina, o juiz Jaime Cassoli atuou como substituto na comarca de Curitiba.

Na década de 1980 o Brasil viveu grandes transformações sociais e políticas. Com o fim do Regime Militar foi instalada a Assembleia Nacional Constituinte e se intensificaram os protestos reivindicando ações do governo para melhor a qualidade de vida da população.

No Norte Goiano inúmeros movimentos populares cobravam a emancipação de vilas e povoados, ao mesmo tempo que se fortaleceu a luta pela autonomia dessa parte esquecida do estado de Goiás.

Em 1º de janeiro de 1988, através da Lei do Estado de Goiás n.º 10.420, São Valério foi elevado à categoria de Município, sendo o seu território desmembrado de Natividade. A primeira eleição municipal ocorreu em 16 de abril de 1989, sendo eleito Prefeito o Sr. Euclides Lopes.

Em 05 de outubro de 1988, foi promulgada a Constituição Federal, criando o Tocantins. O 1º governador eleito foi o Deputado Federal José Wilson Siqueira Campos, que conduziu as ações para efetivar sua implantação.

Jaime Cassoli acompanhou toda a movimentação pela emancipação de São Valério e criação do estado caçula da federação.

A biografia de Jaime Cassoli de certa forma resume a própria história de desenvolvimento e progresso de São Valério e do estado do Tocantins!

Em 1998, aposentou-se do ofício de juiz. Era reconhecido como um magistrado ético, firme em suas convicções e imparcial nas decisões. Um homem de grande cultura, mas de hábitos simples, que preserva a essência italiana, bom de papo, alegre e que gosta de confraternizar com familiares e amigos.

Após a aposentadoria, ele passou a dedicar-se intensamente aos seus negócios e à vida pública em São Valério.

Jaime Cassoli foi Prefeito de São Valério por três mandatos (2000-2004, 2005-2008 e 2013-2016), onde realizou diversas obras importantes na cidade.

Seus filhos se estabeleceram na capital do Tocantins – Palmas.

Jefferson Jaime Cassoli é Engenheiro Civil, casado com Fernanda Soares Mendes. É pai de 3 filhos: João Vitor, João Pedro e João Antônio.

Wallace Cassoli é Administrador de Empresas, casado com Anna Carolina Carbonaro dos Santos Cassoli e tem 2 filhos: Leonardo e Beatriz.

César Cassoli tem negócios na cidade, casado com Luciana dos Santos Cassoli e tem 1 filha: Maria Gabriela.

Algumas características fazem parte da Árvore Genealógica dos Cassoli, que explicam o sucesso deles desde a chegada do patriarca João Cassoli a pequena Uru até seus inúmeros descendentes radicados no Tocantins. Coragem, ousadia, força de vontade, disposição para o trabalho, empreendedorismo, liderança são qualidades que permeiam a longa trajetória dessa valorosa família.

A cada geração uma nova mudança e muitas conquistas marcam esse clã de origem italiana. O patriarca João Cassoli emigrou da Itália até Uru, no interior paulista. Em seguida, seu filho Remígio Cassoli mudou-se para a cidade de Jandaia do Sul, no Norte do Paraná, onde se tornou um empresário bem sucedido. Depois foi a vez do neto Jaime Cassoli desbravar o antigo Norte Goiano, no município de São Valério, chegando a ser Prefeito por três mandatos. Agora, os três bisnetos do patriarca italiano – Jefferson, Wallace e Cesar – estão em Palmas, dando sequência a essa linhagem.

Um Século já se passou desde o começo dessa história de ousadia, sonhos, conquistas e realizações.

O legado do casal de imigrantes italianos, João e Guilhermina Cassoli, segue no Tocantins através de Jaime Cassoli, seus filhos e netos.


BIBLIOGRAFIA:

ADAPEC. 2013. Em São Valério, Adapec proporciona dia de campo sobre pragas na soja e raiva dos herbívoros. Disponível em: https://adapec.to.gov.br/noticia/2013/4/8/em-sao-valerio-adapec-proporciona-dia-de-campo-sobre-pragas-na-soja-e-raiva-dos-herbivoros/

CASSOL, Sadi. 2018. Dos brotos verdes das abóboras ao azul do senado. Gurupi: Editora Veloso, 506p.

CASSOLI, David dos Santos. 2009. Reminiscência. Gurupi: Gráfica e Editora Cometa. 241p.

CIDADE BRASIL. 2021. Município de São Valério da Natividade. Disponível em: https://www.cidade-brasil.com.br/municipio-sao-valerio-da-natividade.html

CLARK, Flávio. 2013. Biografia Empresarial, Política e Institucional de Palmas. Goiânia: Editora XR. 256p.

CLAUDEMIR BRITO. 2019. Ex-prefeito Jaime Cassoli fala em revanche em 2020 em São Valério do Tocantins. Disponível em: https://claudemirbrito.com.br/noticia-13229-ex-prefeito-jaime-cassoli-fala-em-revanche-em-2020-em-s-o-val-rio-do-tocantins

CONEXÃO TOCANTINS. 2016. Deputado Wanderlei Barbosa participa da inauguração da câmara municipal de São Valério. Disponível em: https://conexaoto.com.br/2016/04/30/deputado-wanderlei-barbosa-participa-da-inauguracao-da-camara-municipal-de-sao-valerio

CRA-TO – Conselho Regional de Administração do Tocantins. 2021. Site Oficial. Disponível em: https://www.crato.org.br/

CREA-TO. 2018. Durante plenária são escolhidos representantes do Crea-TO. Disponível em: https://crea-to.org.br/noticia-150266-durante-plen-ria-s-o-escolhidos-representantes-do-crea-to

CREA-TO. 2021. Site Oficial. Disponível em: https://crea-to.org.br/

DEPUTADA LUANA RIBEIRO - NOTÍCIAS. 2016. Luana participa de inauguração de creche em São Valério da Natividade. Disponível em: http://www.luanaribeiro.com.br/noticias/147-luana-participa-de-inaugura%C3%A7%C3%A3o-de-creche-em-s%C3%A3o-val%C3%A9rio-da-natividade.html

FECOMÉRCIO-TO. 2017. Em comemoração ao Dia do Jornalista, Sistema Fecomércio premia profissionais da imprensa do Tocantins. Disponível em: http://www.fecomercioto.com.br/noticia/em-comemoracao-ao-dia-do-jornalista-sistema-fecomercio-premia-profissionais-da-imprensa-do-tocantins

FOLHA DE LONDRINA. 1998. Panissa matou a ex-mulher foi condenado e está em liberdade. Disponível em: https://www.folhadelondrina.com.br/cidades/panissa-matou-a-ex--mulher-foi-condenado-e-esta-em-liberdade-86097.html

FOLHA DE SÃO PAULO. 1995. Empresário não aparece e juiz pede sua prisão em Londrina. Disponível em: https://www1.folha.uol.com.br/fsp/1995/6/22/cotidiano/9.html

GAZETA DO CERRADO. Disponível em: https://gazetadocerrado.com.br/eleicoes-do-crea-to-tem-data-definida-jeferson-cassoli-destaca-seguranca/

GOVERNO DO TOCANTINS. 2017. Perfil Socioeconômico dos municípios do Tocantins – São Valério. 39p. Disponível em: https://central3.to.gov.br/arquivo/348342/

G1TOCANTINS. 2016. Igrejas usam aplicativos e redes sociais para atrair fiéis no Tocantins. Disponível em: http://g1.globo.com/to/tocantins/noticia/2016/11/igrejas-usam-aplicativos-e-redes-sociais-para-atrair-fieis-no-tocantins.html

HALUM, Cézar Hanna. 2008. Municípios tocantinenses - suas origens. Palmas: Gráfica Provisão. 362p.

IBGE. 2021. História de São Valério. Disponível em: https://cidades.ibge.gov.br/brasil/to/sao-valerio/historico

IBGE. 2021. Razões da Emigração Italiana. Disponível em: https://brasil500anos.ibge.gov.br/territorio-brasileiro-e-povoamento/italianos/razoes-da-emigracao-italiana.html

IMIGRANTES ITALIANOS. 2016. Página Oficial dos Imigrantes Italianos. Disponível em: http://www.imigrantesitalianos.com.br/

INFOESCOLA. 2021. Colonização Italiana no Sul do Brasil. Disponível em: https://www.infoescola.com/historia/colonizacao-italiana-no-sul-do-brasil/

INFOESCOLA. 2021. Imigração Italiana no Brasil. Disponível em: https://www.infoescola.com/geografia/imigracao-italiana-no-brasil/

ORLA NOTÍCIAS. 2020. Disponível em: https://orlanoticias.com.br/eleicoes-do-sistema-confea-crea-sao-suspensas-por-causa-do-aumento-da-covid-19-em-alguns-estados/

PÁGINA RURAL. 2005. São Valério do Tocantins aposta na exportação de bananas. Disponível em: https://www.paginarural.com.br/noticia/10092/sao-valerio-do-tocantins-aposta-na-exportacao-de-bananas

PESQUISA ITALIANA. 2016. Imigração italiana no Brasil. Disponível em: http://www.pesquisaitaliana.com.br/imigracao-italiana-no-brasil/

PIRES, Warner. 2008. Memórias vivas da câmara municipal de Palmas. 1ª Edição. Gráfica e Editora Brilhus: Palmas (TO). 348p.

PORTAL STYLO. 2020. Engenheiros da regional ganham sessão de votação. Disponível em: https://www.portalstylo.com.br/noticia-1508564723-engenheiros-da-regional-ganham-sessao-de-votacao

PORTAL TOCANTINS. 2016. Defesa Civil orienta prefeitos tocantinenses sobre o período de estiagem no Estado. Disponível em: https://portal.to.gov.br/noticia/2016/3/1/defesa-civil-orienta-prefeitos-tocantinenses-sobre-o-periodo-de-estiagem-no-estado/

PREFEITURA DE SÃO VALÉRIO. 2007. Projeto para implantação do laboratório de prótese dentária no município de São Valério de Natividade. 10p. Disponível em: https://central3.to.gov.br/arquivo/315970/

PREFEITURA DE SÃO VALÉRIO. 2021. História de São Valério. Disponível em: https://www.saovalerio.to.gov.br/turista/historia

RURAL CENTRO. 2013. Em São Valério, Adapec proporciona dia de campo sobre pragas na soja e raiva dos herbívoros. Disponível em: https://www.ruralcentro.com.br/noticias/em-sao-valerio-adapec-proporciona-dia-de-campo-sobre-pragas-na-soja-e-raiva-dos-herbivoros-67115

SECOM. 2003. Vicentinho recebe prefeitos e secretário nacional. Disponível em: https://secom.to.gov.br/noticias/vicentinho-recebe-prefeitos-e-secretario-nacional-1511/

SECOM. 2006. Liberação de recursos e interiorização de ações pautam audiências. Disponível em: https://secom.to.gov.br/noticias/liberacao-de-recursos-e-interiorizacao-de-acoes-pautam-audiencias-9899/

SEMARH. 2013. Inaugurada a primeira sede de Comitê de Bacias do Estado do Tocantins. Disponível em: https://semarh.to.gov.br/noticia/2013/8/6/inaugurada-a-primeira-sede-de-comite-de-bacias-do-estado-do-tocantins/

SILVA, Valéria Cristina Pereira da. 2010. Palmas, a última capital projetada do século XX: uma cidade em busca do tempo. São Paulo: Cultura Acadêmica. Disponível em: http://www.santoandre.sp.gov.br/pesquisa/ebooks/364880.pdf

TJ-PR – TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO PARANÁ. 1992. Portaria nº 1649, de 18 de agosto de 1992. Diário da Justiça. Curitiba. Vol. 1, 10 pag. Disponível em: https://www.tjpr.jus.br/documents/13302/23950400/DJE+18+08+1992/434ad17a-1d6d-6834-55ee-5fbe62e6083a?version=1.0

VILLAR, Milton de Martini Lopes. 2013. Memórias de Jandaia do Sul. 3ª Edição.  Disponível em: https://pt.slideshare.net/patriciaedersonmlynarczuk/breve-histria-de-jandaia-do-sul

WIKIPÉDIA. 2021. Companhia Melhoramentos Norte do Paraná. Disponível em: https://pt.wikipedia.org/wiki/Companhia_Melhoramentos_Norte_do_Paran%C3%A1

WIKIPÉDIA. 2021. Londrina (PR). Disponível em: https://pt.wikipedia.org/wiki/Londrina

WIKIPÉDIA. 2021. História do Tocantins. Disponível em: https://pt.wikipedia.org/wiki/Hist%C3%B3ria_do_Tocantins

WIKIPÉDIA. 2021. Imigração italiana no Brasil. Disponível em: https://pt.wikipedia.org/wiki/Imigra%C3%A7%C3%A3o_italiana_no_Brasil

WIKIPÉDIA. 2021. Jandaia do Sul (PR). Disponível em: https://pt.wikipedia.org/wiki/Jandaia_do_Sul

WIKIPÉDIA. 2021. Palmas (TO). Disponível em: https://pt.wikipedia.org/wiki/Palmas

WIKIPÉDIA. 2021. Ratinho. Disponível em: https://pt.wikipedia.org/wiki/Ratinho

WIKIPÉDIA. 2021. São Valério (TO). Disponível em: https://pt.wikipedia.org/wiki/S%C3%A3o_Val%C3%A9rio

WIKIPÉDIA. 2021. Tocantins. Disponível em: https://pt.wikipedia.org/wiki/Tocantins

WIKIPÉDIA. 2021. Uru (SP). Disponível em: https://pt.wikipedia.org/wiki/Uru_(S%C3%A3o_Paulo)


xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Palmas - TO, Fevereiro de 2021.

Giovanni Salera Júnior

E-mail: salerajunior@yahoo.com.br

Curriculum Vitae: http://lattes.cnpq.br/9410800331827187

Maiores informações em: http://recantodasletras.com.br/autores/salerajunior
Giovanni Salera Júnior
Enviado por Giovanni Salera Júnior em 21/02/2021
Reeditado em 11/03/2021
Código do texto: T7189833
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Giovanni Salera Júnior
Palmas - Tocantins - Brasil
1141 textos (3359799 leituras)
117 e-livros (26255 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/04/21 13:57)
Giovanni Salera Júnior