Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Áudio
AMO-TE
Publicado por: Socrates Di Lima
Data: 14/04/2019
Classificação de conteúdo: seguro
Créditos:

Sõcrates Di Lima

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Texto
Resultado de imagem para moça

AMO-TE
(Sócrates Di Lima)

Amo-te moça, sem quais... quais,
Mais esta poesia,
Não é uma poesia a mais,
É em homenagem  á tua magia.

A magia de ser uma mulher especial,
Que descobri a intensidade do teu bem querer,
Numa simples displicência vi que tu não é igual,
Nem parecida com as que na vida pude conhecer.

Tens tons de carinho assim,
Tens um " Q" de ternura nunca  visto antes,
Tens  preocupações sem fim,
Tens n'alma sentimento de gigantes.

Moça, minha alma nobre e mosaica,
Que merece toda minha sublimação,
Nossa história de amor poderia ser fantástica,
Mesmo que houve  em minha vida passou, então.

Já tive minhas histórias sim,
Todas tão iguais,
Mas, esta nossa é pra mim,
A que por motivos óbvios não esquecerei jamais.

E, porquanto, me restar de dedicação,
Amor, carinho, ternura e contemplação,
Sempre estarei aberto de mente e coração,
Para ter-te  em mim, te amando com admiração.

Bela  menina dos meus encantos,
Mulher que me maravilha todos os dias,
Para ti entôo todos os meus cânticos,
Para ti são minhas atuais poesias.

devo numerar as carta de amor que lhe escrevi,
Transformadas em poesias e na alma canção,
Tantas mais escreverei só pra ti,
Todas escritas com as tintas do meu coração.

E não são cartas a toa e nem por enganos,
Nem palavras soltas ao vento,
Desde que te conheci nem faz tantos  anos,
Tu sempre estiveste no meu pensamento.

Amo-te com ternuras,
Amo-te com carinho e imensidão,
Amo-te no ontem, hoje e nas estações futuras,
Amo-te com meu mais forte tesão.

Por isto Moça, sangue que corre na minha veia,
Escrevo este poema de amor e saudade,
Porque tu é vitamina de linhaça, mamão e aveia
Que me fortalece, da vida e felicidade.

Assim, amar-te-ei na longevidade,
Com amor, tesão e saudade,
Mulher menina dona de toda minha ansiedade,
Dona do amor que lhe tenho e com prosperidade.

Amo-te na intensidade imensurável,
Amo-te nos cuidados, nas forças e nas vontades,
Moça, tu és a minha conquista de sonhos duráveis,
E faço fé que um dia isto tudo será verdade.

Amo-te sem ao menos te conhecer,
Amo-te sem ao menos saber de onde vens,
Amo-te como amar-te seria o meu viver,
Amo-te sem ao menos saber se amor por mim, tens!
 
 
 
 
 
 
Socrates Di Lima
Enviado por Socrates Di Lima em 14/04/2019
Reeditado em 14/04/2019
Código do texto: T6623466
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Socrates Di Lima
Jardinópolis - São Paulo - Brasil
7983 textos (622841 leituras)
264 áudios (8867 audições)
1 e-livros (64 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/06/19 14:25)
Socrates Di Lima
Rádio Poética