Pomar de amor - Larissa Moreira

Publicado por: roselves Alves
Data: 09/11/2021
Classificação de conteúdo: seguro

Créditos

Poesia de Larissa Moreira
Voz : roselvesalves@gmail.com

Pomar de amor

Ah! inexprimíveis pomares

Voltados para a face do norte

Doces são os teus mistérios

Que com graça e formosura

Nos faz versejar

E saborear o néctar de seus encantos

De teus elegantes e perfumados jardins

Que de paz e simplicidade o coração faz transbordar.

Dádivas do Criador!

Suas árvores frutíferas

Provenientes do ovário da flor

Nos deleitamos em aromas e sombras

No cantar harmônico dos pássaros

E na presença afetuosa do beija-flor.

O sol que vai lentamente revelando-se

Pelo ouro que vai derramando

É a luz que faz germinar

A terra fértil e cheia de vigor

Crescem e florescem

Em diversos sabores, cores e consistências

A fruticultura refinada do amor.

As divinas cerejeiras

Com seu porte majestoso

Recheadas de flores brancas no verão

Com seu aspecto primoroso.

E os delicados morangueiros

Doces rosáceas, vermelhos da paixão

E no bailar dos ventos cortantes

De pessegueiros, figos

Amoras e jatobás

São apreciadas e rabiscadas

Pela poetisa apaixonada

E suas páginas salpicadas pelo mel

Dos suaves romãs de carmesim

E dos saborosos frutos de maracujá

Celebrando os versos frescos de frutose

Numa dança compassada das palavras e do amor.

Larissa Moreira
Enviado por Larissa Moreira em 12/10/2016
Reeditado em 27/10/2016
Código do texto: T5789294
Classificação de conteúdo: seguro