Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Áudio

Texto

Sem Vida

Restaram tantas palavras no ar
Havia ainda muito por dizer
Eu te esperava junto para sonhar
E agora um pesadelo eu vou viver

Sinto que minha força me deixou
Sinto que foi embora com você
Não sinto e não vejo mais quem me amou
Quem me deixou me matou sem querer

Vivo uma vida tão triste
Se existe esperança, vê-la eu já não posso
Olhando dentro do meu mundo
Chamando de meu o que chamava de nosso
Até dormir já não posso
Nem dessa maneira eu consigo fugir
Me consome toda a dor e remorso
Por que meu Deus me deixei iludir?

Era uma noite tão bonita
E minha amada me esperava
Nos braços de outra me deixei envolver
Meu amor foi embora e essa dor me arrasa,
Me arrasa por saber quem foi o culpado
Minha mente me acusa pois o culpado fui eu
Hoje o sono não vem e a paz me recusa
O sofrimento de mim abusa
Não pertenço a mim, eu sou seu.

Mas não sou mais nada
Hoje de tudo deixarei de ser
Hoje termina a minha triste jornada
Pois finalmente hoje eu me faço morrer

Ainda escrevo essas tristes linhas
Eis as últimas palavras que restam do meu amor
Perdão minha amada, a culpa foi minha
Viver já não posso sem ter seu calor
Então meu amor eu te deixo de vez
Já posso sentir que meu tempo acabou
O que é para ser dois não podia ser três
E foi a minha estupidez que a mim mesmo matou

Que possa agora haver paz
Pois só a conheci nos braços seus
Palavras agora não haverão jamais
Perdão meu amor, adeus…adeus.







Júnior Cordeiro
Enviado por Júnior Cordeiro em 09/03/2018
Código do texto: T6274685
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Júnior Cordeiro
Fortaleza - Ceará - Brasil, 44 anos
43 textos (1413 leituras)
19 áudios (515 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/08/20 07:54)
Júnior Cordeiro
Rádio Poética