Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Áudio

Texto


 
Senti-me sem alicerce saí a caminhar,
Andei na beira da praia sozinha, triste
Fitei as ondas do mar   vi sua beleza,
Levantei a cabeça e olhei a LUA como
Nunca imaginei!
Ela ofuscava, não meus olhos, mas meus
Pensamentos! Rebusquei dentro de mim
Minh’alma!
Senti falta de ti! Como um pássaro de azas
Quebradas corri ao teu encontro,na minha
Carência  só queria te ter!
Te encontrei deitado! Ah! magistralmente
Lindo à minha espera! Nos olhamos com
Cumplicidade! Que só o amor pode dar
Te desejei como nunca, despi-me de tudo
Perdi a noção do tempo a ti me entreguei!
E nos amamos como se fosse a última vez!
Nossos corpos nus, entrelaçados o amor
Falou mais alto! E nos permitimos a tudo
Sem pudor num gozo estonteante e lindo
E nossos  gemidos ultrapassaram os limites
Da razão, a natureza e a luxuria falou mais
Alto não nos importamos, nosso amor sim
Apenas ele tinha importância naquela hora!
 
Poetisa Menduina

Menduina
Enviado por Menduina em 04/05/2010
Reeditado em 22/11/2010
Código do texto: T2237658
Classificação de conteúdo: moderado


Comentários

Sobre a autora
Menduina
Nilópolis - Rio de Janeiro - Brasil
564 textos (37082 leituras)
26 áudios (2856 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 30/09/20 01:13)
Menduina

Site do Escritor
Rádio Poética