Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Áudio

Texto

TRABALHAI DIA E NOITE

Enquanto muitos dizem que querem saber quem inventou o trabalho, há aqueles que dizem, até para justificar a sua ambição por riquezas, que devemos trabalhar noite e dia, e que Deus ajuda quem cedo madruga. Ou ainda: que o trabalho enobrece.

Será o trabalho uma bênção ou seria maldição?

Nas Sagradas Escrituras encontrei a resposta para a minha inquirição. Segundo ela, depois de ter formado o homem, Deus deu-lhe a incumbência de cuidar do jardim que este havia plantado, bem como lavrar a terra. Assim, o inventor do trabalho foi o próprio Deus.

E uma das primeiras tarefas que o homem recebeu e executou foi a de nomear (dar nome) aos animais que Deus havia criado e lhe trazido para que lhes fossem dado nomes. E como o homem lhes chamou assim foi.

Mas, junto com o trabalho lhe foi dado conhecimento, já que eles foram criados adultos, para que eles pudessem ter proveito no trabalho que realizassem. E esse conhecimento estava unido com sabedoria, que é uma das primeiras das criações de Deus.

As obras de Deus foram feitas para que os filhos dos homens nelas se exercitassem. Mas é necessário que haja discernimento e que se saiba o tempo e o modo, pois para tudo há tempo, e para todo propósito há tempo e juízo. Ec. 3:1 e 8:6.

Há quem não sabendo o tempo corra inutilmente, bem como quem não sabendo o modo gaste o seu tempo correndo uma carreira vã, lutando para amealhar o que deseja e pretendendo ajuntar mais do que precisa.

É bem verdade que a preguiça e a ociosidade são condenadas por Deus. Pois Ele inspirou a Salomão, que assim falou: “Vai ter com a formiga, ó preguiçoso; olha para os seus caminhos, e sê sábio. A qual, não tendo superior, nem oficial, nem dominador, prepara no verão o seu pão; na sega ajunta o seu alimento.” Pv. 6:6-8.

Mas Ele também falou: “Porque ao homem que é bom diante dele, dá Deus sabedoria e conhecimento e alegria; mas ao pecador dá trabalho, para que ele ajunte, e amontoe, e o dê ao bom perante a sua face. Também isto é vaidade e aflição de espírito.” Ec. 2:26.

Como entender, se o próprio Jesus falou “meu Pai trabalha até agora, e eu trabalho também”? Jo. 5:17.

Mesmo Ele quando homem, nos dias da sua carne, foi experimentado nos trabalhos. Is. 53:3.

Poucos sabem que riquezas vêm de Deus, e que a obtenção dela é uma concessão dele, e não a capacidade pessoal de obtê-la. Que se ela não vir acompanhada com a capacidade de usufruir, é um mal. Ec. 5:13-17. Pois o seu dono só tem o prazer de ver com os seus olhos, mas outro lho come a renda de penoso trabalho. Ec. 6:3.

Isso é uma maldição para os povos gentios, veja:

“Assim diz o Senhor dos Exércitos: “Os largos muros de Babilônia serão totalmente derrubados, e as suas altas portas serão abrasadas pelo fogo; e trabalharão os povos em vão, e as nações no fogo, e eles se cansarão.” Jr. 51:58. Porventura não vem do Senhor dos Exércitos que os povos trabalhem para o fogo e os homens se cansem em vão? Hq. 2:13. E tudo que o homem junta é para o fogo. O fogo da tribulação, a angústia quando ela lhes sobrevém quais vacas magras do sonho de Faraó, que após devorarem as vacas gordas ainda permaneceram magras.

Falou o salmista inspiradamente: “Se o Senhor não edificar a casa em vão trabalham os edificadores.” E isso se refere a edificação espiritual. “E se o Senhor não guardar a cidade em vão vigia a sentinela. Inútil vos será levantar cedo, comer o pão de dores, que penosamente granjeastes; pois aos seus enquanto dormem, dá Deus o alimento.” Sl. 127:1-3.

Ratificando isso, falou Jesus: “Não andeis inquietos, dizendo: que comeremos ou que beberemos, ou com que nos vestiremos? Porque todas estas coisas os gentios procuram. De certo vosso Pai celestial sabe que necessitais de todas estas coisas.” Mt. 6:31 e 32.

O que dizer então do que diz o apóstolo Paulo: “trabalhai noite e dia”?

Sim, devemos trabalhar noite e dia na obra que nos foi confiada, a qual os anjos desejam realizar. E da qual disse Jesus: “Trabalhai não pelo pão que perece, mas pelo pão que permanece para a vida eterna, a qual o filho do homem vos dará.” Jo. 6:27.

Já que tudo passa, e que o mundo com as suas concupiscências passará também, resta nos conscientizarmos da nossa missão e nos entregarmos completamente à obra que nos foi confiada, trabalhando noite e dia para não sermos pesados aos nossos irmãos. Diz o apóstolo Paulo que quem não quiser trabalhar, não deve comer também, e que quem furtava não furte mais, porém trabalhe, fazendo com as mãos o que é bom, para que tenha que repartir com o que tiver necessidade. Ef. 4:28.

Portanto, mãos à obra, pois a vossa obra tem uma recompensa.
oliprest
Enviado por oliprest em 14/01/2012
Reeditado em 15/09/2018
Código do texto: T3440193
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
oliprest
Manaus - Amazonas - Brasil, 70 anos
3670 textos (348018 leituras)
333 áudios (5467 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/08/20 18:59)
oliprest

Site do Escritor
Rádio Poética