Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Áudio

Texto

Quem é Cristo ?

Seria Cristo outro nome de Jesus ou, como postulam alguns, a tradução de Messias no idioma grego? Vamos ver isso pelas próprias escrituras.

Um texto do apóstolo Paulo diz:

“Mas, relativamente a Israel, dele clama Isaías: Ainda que o número dos filhos de Israel seja como a areia do mar, o remanescente é que será salvo. Porque o Senhor cumprirá a sua palavra sobre a terra, cabalmente e em breve; como Isaías já disse: Se o Senhor dos Exércitos não nos tivesse deixado descendência, ter-nos-íamos tornado como Sodoma e semelhantes a Gomorra. Que diremos, pois? Que os gentios, que não buscavam a justificação, vieram a alcançá-la, todavia, a que decorre da fé; e Israel, que buscava a lei de justiça, não chegou a atingir essa lei. Por quê? Porque não decorreu da fé, e sim como que das obras. Tropeçaram na pedra de tropeço,  como está escrito: Eis que ponho em Sião uma pedra de tropeço e rocha de escândalo, e aquele que nela crê não será confundido. Irmãos, a boa vontade do meu coração e a minha súplica a Deus a favor deles são para que sejam salvos. Porque lhes dou testemunho de que eles têm zelo por Deus, porém não com entendimento. Porquanto, desconhecendo a justiça de Deus e procurando estabelecer a sua própria, não se sujeitaram à que vem de Deus. Porque o fim da lei é Cristo, para justiça de todo aquele que crê. Ora, Moisés escreveu que o homem que praticar a justiça decorrente da lei viverá por ela. Mas a justiça decorrente da fé assim diz: Não perguntes em teu coração: Quem subirá ao céu?, isto é, para trazer do alto a Cristo; ou: Quem descerá ao abismo?, isto é, para levantar Cristo dentre os mortos. Porém que se diz? A palavra está perto de ti, na tua boca e no teu coração; isto é, a palavra da fé que pregamos.” Rm. 9:27 a 33 e 10:1 a 8.

O início do texto que reproduzimos fala de Israel, e faz contra ponto com os gentios, mencionados no versículo trinta.

O versículo quatro do capítulo dez fala de Cristo, dizendo que ele é o fim da lei, para justiça de todo o que crer. Mas quem é Cristo? Vejamos:

Paulo, o apóstolo considerado o apóstolo dos gentios, foi o escolhido por Deus para esclarecer as escrituras antigas, trazendo à luz o que parecia estar velado aos olhos tanto dos judeus ortodoxos quanto dos gentios.

O texto em que o apóstolo fala “Não perguntes em teu coração: Quem subirá ao céu?, isto é, para trazer do alto a Cristo; ou: Quem descerá ao abismo?, isto é, para levantar Cristo dentre os mortos”, foi tomado por empréstimo de outro texto de Moisés, veja:

“Porque este mandamento que, hoje, te ordeno não é demasiado difícil, nem está longe de ti. Não está nos céus, para dizeres: Quem subirá por nós aos céus, que no-lo traga e no-lo faça ouvir, para que o cumpramos?  Nem está além do mar, para dizeres: Quem passará por nós além do mar que no-lo traga e no-lo faça ouvir, para que o cumpramos?  Pois esta palavra está mui perto de ti, na tua boca e no teu coração, para a cumprires.” Dt. 30:11 a 14.

O que Moisés chama de este mandamento e esta palavra é o que Paulo chama de Cristo na sua epístola aos Romanos no texto citado ao início. Então Cristo é a palavra de Deus, os seus mandamentos.

E os Judeus contemporâneos de Jesus sabiam pelas profecias que a palavra se faria carne e habitaria entre os humanos. Por isso eles perguntaram a Jesus: “és tu o Cristo?” E Jesus lhes disse que ele já lhes havia dito mas que eles não criam.

Outrossim, Paulo diz que os israelitas que buscavam a justiça proveniente da lei não a alcançaram, enquanto que os gentios, que não buscavam, alcançaram pela fé.

Mas, quanto a esta, não significa o crer comum. Pois “a fé” é um dos nomes da lei de Deus dentre dezessete nomes.

E quando o texto também fala que “os israelitas que buscavam a justiça proveniente da lei não a alcançaram”, não se reporta a lei de Deus, mas a de Moisés, na qual eram estabelecidos os sacrifícios para perdão dos pecados diários do povo, e aos quais os israelitas se agarraram como tábua de salvação. Desse modo, Judá, última tribo a ser rejeitada por Deus, também pretendeu ser justa pela lei de sacrifícios, enquanto  os gentios, pela fé em Cristo, a palavra de Deus, a qual, em essência, corresponde à lei dele.

Assim, Cristo é a palavra, a qual se fez carne e, nessa forma, habitou entre os homens. Pois um dos nomes dele é O Verbo de Deus ou A Palavra de Deus, conforme a tradução, e que também é Deus, conforme João 1:1-3.

Desse modo, cai por terra os argumentos até hoje aventados sobre Cristo ser outro nome de Jesus ou a sua tradução do Grego. Portanto, quando as citações bíblicas falam de Jesus Cristo, deveriam ser Jesus, o Cristo. Ou seja, Jesus, A palavra de Deus.

Leia também: Justificados por Cristo
http://www.recantodasletras.com.br/artigos/557381

Manaus-AM, 20/12/2015
Oli Prestes
Missionário
oliprest
Enviado por oliprest em 20/12/2015
Reeditado em 22/05/2017
Código do texto: T5485834
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
oliprest
Manaus - Amazonas - Brasil, 70 anos
3773 textos (355935 leituras)
333 áudios (5493 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 30/09/20 16:09)
oliprest

Site do Escritor
Rádio Poética