Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Áudio

Texto

Haja paciência!

Essa virtude parece não ser uma característica do ser humano desta época. Mesmo do povo que se tem como de Deus, apesar da concitação que o Espírito Santo faz e manifesta através das Sagradas Escrituras. Isso é mal e causa de muito desatino e precipitação, o qual resulta em desagradável consequência.

Diz um provérbio popular e dizia minha mãe que “o que não tem remédio, remediado está”. Só a consciência disto já seria suficiente para nos fazer refletir e saber que, se algo não tem como mudar ou “não tem jeito”, como diz outra expressão popular brasileira, então devemos nos aquietar e não se angustiar, não querendo insistir no que é “fato consumado”.

Entretanto, e talvez por ser pensamento e provérbio popular que “querer é poder”, muitos insistem em desejar que “o que não tem jeito” se lhe conceda e realize, apesar de nem sempre ser um bom desejo o que anseia ou sonha. E isso resulta em ansiedade, mal que acomete milhões de pessoas e que causa dependência delas de fármacos, usados para mitigar essa ansiedade e consequente angústia.

Pensamentos manifestos por homens têm formado opinião e tem levado muitos a contradizer o que ensina Deus aos seus. Dentre esses pensamentos o de que “quem sabe faz a hora não espera acontecer”. E, assim, querem para ontem o que não será possível nem amanhã.

Quando se fala em paciência, sempre é lembrado o bíblico Jó. Mas o que poucos lembram é que ele era homem justo e temente a Deus. Então a sua paciência era uma virtude divina, a qual operava nele não por acaso, mas por ação de Deus, a quem ele estava ligado pelo temor a Ele. E quando falo em temor não me reporto a medo, mas a observância aos mandamentos de Deus, os quais são o seu temor e o princípio da sabedoria, como disse Salomão, o grande sábio.

E a fim de ajudar aqueles que têm nas Sagradas Escrituras a base ou fundamento filosófico para nortear o seu comportamento, vou citar alguns textos dela, da bíblia, a fim de refrescar-lhe a mente.

“Regozijai-vos na esperança, sede pacientes na tribulação, na oração, perseverantes.” Rm. 12:12.  “Sede, pois, irmãos, pacientes, até à vinda do Senhor. Eis que o lavrador aguarda com paciência o precioso fruto da terra, até receber as primeiras e as últimas chuvas. Sede vós também pacientes e fortalecei o vosso coração, pois a vinda do Senhor está próxima. Irmãos, tomai por modelo no sofrimento e na paciência os profetas, os quais falaram em nome do Senhor. Eis que temos por felizes os que perseveraram firmes. Tendes ouvido da paciência de Jó e vistes que fim o Senhor lhe deu; porque o Senhor é cheio de terna misericórdia e compassivo.” Tg. 5:7, 8, 10 e 11.

“Pois que glória há, se, pecando e sendo esbofeteados por isso, o suportais com paciência? Se, entretanto, quando praticais o bem, sois igualmente afligidos e o suportais com paciência, isto é grato a Deus.” I Pd. 2:20.

E, finalizando, quero ainda citar um texto de Jesus, o grande mestre do seu povo:

“Na vossa paciência possuireis as vossas almas”. Lc. 21:19.

Oli Prestes
Missionário
oliprest
Enviado por oliprest em 25/08/2014
Reeditado em 16/10/2016
Código do texto: T4936852
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
oliprest
Manaus - Amazonas - Brasil, 70 anos
3772 textos (355345 leituras)
333 áudios (5491 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/09/20 21:16)
oliprest

Site do Escritor
Rádio Poética