Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Áudio

Texto

NÃO AME A MENTIRA

Ninguém gosta de ser enganado, apesar de que muitos têm dito uma expressão do mundo, que diz: “me engana que eu  gosto”. Predispõe-se a ser enganado por causa da mensagem subliminar que a expressão encerra. É possível amar a mentira? Vejamos:

Embora mentira e engano não sejam a mesma coisa, elas caminham de par, e se ligam entre si. É possível mentir sem intenção de enganar, mas não é possível enganar sem mentir.

Quando a serpente dialogou com Eva no jardim do Éden, ela perguntou-lhe: “É assim que Deus disse: Não comereis de toda a árvore do jardim?”. Respondeu Eva: “Do fruto das árvores do jardim comeremos, mas do fruto da árvore que está no meio do jardim, disse Deus: Não comereis dele, nem nele tocareis para que não morrais.” Gênesis 3:2-3.

“Então a serpente disse à mulher: “Certamente não morrereis.” Gênesis 3:4. Isso foi a mentira. Contrariava o que Deus havia dito. E a seguir a serpente disse: “Porque Deus sabe que no dia em que dele comerdes se abrirão os vossos olhos, e sereis como Deus, sabendo o bem e o mal.” Esse foi o engano. Tinha fundo de verdade, eles ficariam conhecendo o bem (a regra de Deus, que eles já conheciam), e o mal (o pecado), o qual eles não conheciam, e que, possivelmente, nem sabiam o que era.

Semelhante ao engano produzido por Satanás, há os que pretendem conduzir de volta o homem a Deus, mas que estão no engano, e mudam a verdade em mentira. E para saber que é a verdade, temos que recorrer à bíblia, onde tem os livros que foram escritos por homens santos, inspirados pelo Espírito Santo.

Diz um texto do livro de Salmos: “A tua justiça é justiça eterna, e a tua lei é a verdade.” Sl. 119:142. E que é a justiça, que esse texto diz ser eterna? Veja:

“Os teus mandamentos são a justiça.” Sl. 119:172, u.parte.

Queremos lembrar que as leis de Deus e os seus mandamentos são uma só coisa. Na bíblia, ora eles são chamados de leis, ora de mandamentos.
E como esses falsos líderes enganam aos seus seguidores? Veja:
“Pois mudaram a verdade de Deus em mentira, e honraram e serviram mais a criatura do que o Criador, que é bendito eternamente.” Rm. 1:25.

E como mudaram a verdade (a lei de Deus) em mentira? Veja:
“E mudaram a glória do Deus incorruptível em semelhança da imagem de homem corruptível, e de aves, e de quadrúpedes, e de répteis.” V. 23.

Que isso quer dizer: Quer dizer que os homens fazem imagens, cultuam imagens, servem a imagens e se prostram diante de imagem, tanto de humanos quanto de animais, contrariando a lei de Deus que diz: “Não farás para ti imagem de escultura, nem alguma semelhança do que há em cima nos céus, nem em baixo na terra, nem nas águas debaixo da terra. Não te encurvarás a elas nem as servirás.” Ex. 20:4 e 5.

Mas alguns líderes dizem que, assim como reverenciam a fotografia de uma genitora, também reverenciam a imagem de uma mulher ou homem, que dizem ter sido santo, como de Maria, mãe de Jesus, ou de outros, como dos apóstolos. Isso é engano. Além disso, contrariar a lei de Deus também é  engano pelo fato de nenhuma imagem ter sido feita de Maria, de Jesus e dos apóstolos. Portanto, quem pretende reverencia-los, o faz de imagem inventada.

Outrossim, esses falsos líderes inventam enganos quando dizem que Jesus resumiu a sua lei em dois mandamentos, a saber: amar a Deus e ao próximo, sugerindo que amar é querer bem. Apesar de o Espírito Santo dizer que o amor de Deus consiste em obedecer aos seus mandamentos. I Jo. 5:3.

Também enganam quando dizem que o sábado não precisa mais ser guardado, que foi abolido. Apesar de Jesus ter dito que “passarão os céus e a terra, mas as suas palavras não hão de passar.”
Enganam ainda quando dizem que o que importa é descansar um dia em sete, contrariando a lei de Deus, que diz:

“Lembra-te do dia do sábado, para o santificar. Seis dias trabalharás, e farás toda a tua obra. Mas o sétimo dia é o sábado do Senhor teu Deus; não farás nenhuma obra, nem tu, nem teu filho, nem tua filha, nem o teu servo, nem a tua serva, nem o teu animal, nem o teu estrangeiro, que está dentro das tuas portas. Porque em seis dias fez o Senhor os céus e a terra, o mar e tudo que neles há, e ao sétimo dia descansou; portanto abençoou o Senhor o dia do sábado, e o santificou.” Ex. 20:8 a 11.

Ou que agora temos que santificar todos os dias. Apesar de Deus ter santificado (separado) para o descanso apenas o sétimo dia da semana.
Assim, tanto os líderes quanto os liderados mudam a verdade de Deus (os seus mandamentos) em mentira, a qual amam. E por que amam a mentira, veja o que lhes sucederá:

“Mas, quanto aos tímidos, e aos incrédulos, e aos abomináveis, e aos homicidas, e aos que se prostituem, e aos feiticeiros, e aos idólatras e a todos os mentirosos, a sua parte será no lago que arde com fogo e enxofre; o que é a segunda morte. Ap. 21:8.

Não é somente o castigo final que sofrerão os que não obedecem a verdade de Deus, pois ele os entrega a um espírito devasso, veja:
“Por isso também Deus os entregou às concupiscências de seus corações, à imundícia, para desonrarem seus corpos entre si; pois mudaram a verdade de Deus em mentira, e honraram e serviram mais a criatura do que o Criador, que é bendito eternamente. Amém.” Rm. 1:24 e 25.

E como consequência da rejeição de Deus, ficam na seguinte condição:
“Por isso Deus os abandonou às paixões infames. Porque até as suas mulheres mudaram o uso natural, no contrário à natureza. E, semelhantemente, também os homens, deixando o uso natural da mulher, se inflamaram em sua sensualidade uns para com os outros, homens com homens, cometendo torpeza e recebendo em si mesmos a recompensa que convinha ao seu erro. E, como eles não se importaram de ter conhecimento de Deus, assim Deus os entregou a um sentimento perverso, para fazerem coisas que não convêm; estando cheios de toda a iniquidade, fornicação, malícia, avareza, maldade; cheios de inveja, homicídio, contenda, engano, malignidade; sendo murmuradores, detratores, aborrecedores de Deus, injuriadores, soberbos, presunçosos, inventores de males, desobedientes aos pais e às mães; néscios, infiéis nos contratos, sem afeição natural, irreconciliáveis, sem misericórdia; os quais, conhecendo o juízo de Deus (que são dignos de morte os que tais coisas praticam), não somente as fazem, mas também consentem aos que as fazem,” Rm. 1:26 a 32.

Portanto, deixe de amar a mentira e obedeça a verdade!
oliprest
Enviado por oliprest em 08/01/2015
Reeditado em 26/08/2017
Código do texto: T5094889
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
oliprest
Manaus - Amazonas - Brasil, 70 anos
3772 textos (355336 leituras)
333 áudios (5491 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/09/20 19:18)
oliprest

Site do Escritor
Rádio Poética