Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Áudio
Lição do Tempo a Quem Ama
Publicado por: Júnior Cordeiro
Data: 29/05/2019
Classificação de conteúdo: seguro
Créditos:
Autor: Junior Cordeiro
Voz: Junior Cordeiro


Texto

Lição do Tempo a Quem Ama

Ele havia conseguido o emprego por qual batalhara arduamente durante anos, estava a caminho de de lá, ia ser apresentado a sua equipe, ia falar um pouco de si e ia fazer o que sabia, trabalhar, e trabalhar bem. Qualquer pessoa que passasse por ele na rua via um sorriso estampado em seu rosto, a postura ereta que andava mostrava a dignidade e o orgulho de quem acima de tudo respeita a si mesmo. Ele atravessava uma rua, duas ruas e ia traçando a sua rota do seu jeito, da sua maneira, assim como na música do Frank Sinatra que ele acabara de ouvir no carro, na voz de Robbie Williams; ele caminhou, sentiu a brisa afagar o seu rosto e no meio de toda essa satisfação ele lembrou dela, ela que jamais saíra de sua mente, ela que dormia com ele todas as noites no seu imaginário, ela nunca soube o que ele sentia, ele nunca disse para ela que a amava, ele a abraçava e a beijava no rosto todas as vezes que se encontravam mas ele nunca falou o que sentia quando isso acontecia, agora aquilo tocava forte a sua alma, ele olhou o relógio e viu que havia tempo de sobra, olhou à sua volta e viu uma praça, em passos apressados andou até lá, sentou, e com uma inquietação estranha na alma tirou o telefone celular do bolso, "abriu" o seu aplicativo de escrita com o qual escrevia seus relatórios e começou a escrever.
Passaram-se vinte minutos desde que ele começara a escrever sobre os seus sentimentos, ele estava disposto a deixar que ela soubesse, pensou no tempo e em como ele passava depressa, decidiu que não o desperdiçaria mais, olhou à frente e viu que não enxergava além do horizonte, sentiu os olhos marejarem de lágrimas, passou as costas do braço para enxuga-los, se voltou à tela que brilhava com um cursor piscando à sua frente e escreveu tudo o que pôde, em forma de rimas ele falava sobre o seu amor e o tempo que não voltaria mais.
Minutos depois de terminar a sua declaração de amor tardio, ele selecionou o texto, "copiou", abriu o seu whatsapp e procurou o contato dela, deu uma longa olhada na foto que a apresentava, e não importava se ela estivesse ou não com alguém, tudo o que ele precisava era dividir o que sentia com a pessoa dona do seu amor, então ele "colou" o texto na janela de conversa dela, sentiu uma pontada de constrangimento, resolveu desistir, levantou e saiu andando, era manhã e o sol brilhava suave no céu, ele viu um revoar de pombos e sentiu o cheiro único da manhã, parou antes de atravessar uma rua, e na beira da calçada tirou o telefone celular do bolso ainda na tela de conversa dela, e resolveu que não deixaria o medo vencer, sem pensar em nada tocou a tecla enviar, e viu a sua declaração sair de sua "janela" e ir para a dela, ele respirou fundo e sentiu uma sensação de dever cumprido, olhou para a tela e viu o sinal de recebido se desenhar na nela, ela estava lendo naquele momento. Ele olhou para frente, o outro lado da rua que não mostrava nada além do horizonte, sorriu, respirou fundo e agradeceu pela vida, deu um passo a frente e a última coisa que ouviu foi uma forte buzina, sentiu um impacto forte em seu corpo, também sentiu o seu telefone celular vibar em seu bolso, e tudo foi ficando escuro até tudo se tornar nada. Ele não tinha mais tempo, ele não tinha mais vida.
O que ela respondera a ele é uma outra história, mas o que ele escreveu naquela última manhã foi exatamente assim:

Não sei mais contar o tempo que de ti me afastou
E todas as oportunidades que perdi
Todas as vezes em que a minha voz calou
Escondendo o meu amor por ti

Não quero merecer o seu perdão
E tenho a certeza de que não o mereço
Mas acredite em mim então
Quando digo, que não te esqueço

Eu te amo desde que te vi
E você sabe que faz tempo
Nunca te falei, mas hoje decidi
Que acabaria esse meu tormento
E eu só lamento que tenha de ser assim
A covardia que fiz com o meu sentimento
Mas o preço foi alto, acredite em mim
Você nunca saiu do meu pensamento
E naquelas noites que parecem sem fim
Onde a cama se torna dura e fria como cimento
Pensar em você e não lembrar de mim
E é só assim então que eu aguento

Essa é a lição do tempo a quem ama
A quem guardou o que deveria entregar
É impossível guardar uma chama
Dentro do peito e não se queimar

Hoje entrego o meu amor por inteiro
Em uma declaração tão tardia
Eu te amo, és meu amor verdadeiro
Me perdoe por esconder o que eu sentia
O tempo passou tão ligeiro
E por você amor era o que havia
Não tinha a ver com dinheiro
Mas me sentia rico quando te via
E mesmo se fosse o meu momento derradeiro
De dizer que te amo eu não desistiria
Peço a Deus você pra mim
E espero ter você um dia.

######                   ########                    ########            #######

E se o dia é longo para você, e você acha que tem muito tempo para dizer que ama, saiba que o agora é curto e que o dia é feito de uma porção de agoras, mas em um desses agoras tudo pode terminar.

######                  ########                    ########            #######

Ela havia acordado bem, se vestira para o trabalho, tomara uma xícara de café bem forte, da maneira que sempre fazia, pegou a bolsa em cima do sofá e abriu a porta. Aquele dia começara estranho para ela, ela havia acordado estranhamente pensando nele, aquele a quem ela sempre amara mas nunca dissera, já havia tempo que não se viam, havia sempre um clima diferente entre eles mas ele nunca tentara nada com ela e o tempo foi passando, a vida continuando e eles se afastando um do outro. Ela trancou a porta de casa e destravou o alarme do carro e quando ia entrar notou que o celular havia vibrado na bolsa, normalmente ela deixaria para olhar depois mas sentiu algo diferente, ela aprendera a confiar em sua intuição e agora sua intuição lhe dizia para olhar o telefone celular, ela pegou o celular e viu que era uma mensagem de WhatsApp, seu coração bateu forte quando viu que o remetente da mensagem era ele, o dono do seu coração, então seus olhos adquiriram um brilho diferente e ela leu, ela sorria e chorava ao ler a mensagem, ao terminar de ler resolveu responder, e respondeu… mas essa é uma outra história.



Júnior Cordeiro
Enviado por Júnior Cordeiro em 29/05/2019
Reeditado em 30/05/2019
Código do texto: T6660105
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Júnior Cordeiro
Fortaleza - Ceará - Brasil, 44 anos
43 textos (1416 leituras)
19 áudios (515 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/08/20 10:02)
Júnior Cordeiro
Rádio Poética