Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Gurupi: Capital da Amizade

1. Apresentação

Este trabalho reúne uma gama de informações sobre os aspectos históricos, sociais, econômicos e ambientais do município de Gurupi.

Em geral, não existem muitos trabalhos desse tipo, o que acaba prejudicando, principalmente, os estudantes secundaristas que estâo se preparando para o vestibular e também aquelas pessoas que querem prestar concursos públicos de âmbito municipal.

É por isso que agrupamos essas informações com a motivação de disponibilizar o maior conjunto de dados sobre o nosso município para toda a comunidade tocantinense.

Os dados aqui presentes foram coletados in loco e através de consultas a diversos órgãos estaduais e municipais, assim como também foram obtidos de consultas à internet.

Ao final desse trabalho estão relacionadas todas as fontes de consulta utilizadas.


xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx


2. Aspectos Históricos e Geográficos

O município de Gurupi se encontra localizado ao sul do Estado do Tocantins, a 245 km de Palmas, capital do Estado, e a 742 km de Brasília, capital federal.

A cidade de Gurupi fica no limite divisório de águas dos rios Araguaia e Tocantins, às margens da BR-153, no Km 663; entre os Paralelos 11 e 12.

A cidade de Gurupi situa-se a uma latitude 11º43'45" Sul e a uma longitude 49º04'07" Oeste, estando a uma altitude de aproximdamente 287 metros acima do nível do mar.

A área do município de Gurupi é de 1.836 km².

O município de Gurupi possui as seguintes confrontações geográficas: ao Norte (Aliança do Tocantins), ao Sul (Cariri do Tocantins e Sucupira), ao Oeste (Dueré) e a Leste (Peixe).

A emancipação política e administrativa do município de Gurupi ocorreu, em 14 de novembro de 1958, através da Lei Estadual nº 2140, de 14 de novembro de 1958. O município foi instalado em 1º de janeiro de 1959, em sessão solene presidida pelo Juiz de Direito Feliciano Machado Braga.

O primeiro Prefeito Municipal de Gurupi foi nomeado, e era Melchiades Barros, que administrou a cidade por todo o ano de 1959.

O segundo Prefeito Municipal também foi nomeado, sendo ele, João de Souza Brito, que administrou a cidade durante o ano de 1960.
Por fim, de 1961 a 1964, a cidade de Gurupi foi administrada pelo primeiro Prefeito Municipal Eleito, Francisco Henrique de Santana.

O atual prefeito de Gurupi é o médico Alexandre Tadeu Abdalla, que ocupou o cargo após o falecimento do Eng. Civil João Lisboa da Cruz, que faleceu por problemas de saúde, em 06 de maio de 2008 (terça-feira).

Segundo o Censo do IBGE (2007), a população de Gurupi é de 71.197 habitantes.

O município de Gurupi tem IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) igual a 0,79, que corresponde a um médio desenvolvimento humano, medido por indicadores relacionados a saúde, a longevidade e a renda da população.

As Avenidas de Gurupi têm os nomes de estados e cidades brasileiras, sendo a principal a Avenida Goiás, enquanto as ruas, apesar de renomeadas para homenagear personalidades históricas, ainda são chamadas de acordo com sua numeração.

O município de Gurupi apresenta como principais fontes de renda a pecuária e agricultura. Além disso, conta com algumas empresas instaladas no PAIG (Parque Agroindustrial de Gurupi), como por exemplo: Saborele, Imperial Refrigerantes, Petrotins e COOPERFRIGU (Cooperativa dos Produtores de Carne e Derivados de Gurupi). A cidade também conta com outras importantes empresas fora do PAIG,  como por exemplo: o SPI (Sistema de Produção Integrada) que faz a engorda de bovinos, e a Brasil Bioenergética Ltda que estará inaugurando nos próximos meses uma Usina de biodiesel de cana-de-açucar.

As representações dos bairros de Gurupi são feitas pela UNAMOG (União das Associações de Moradores de Gurupi), além da autonomia de cada associação de bairro. A UNAMOG é uma associação fundada em 1993 e tem atualmente cadastrado 32 Associações de bairros.


xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx


3. Festas e Cultura de Gurupi

Em Gurupi, existem diversos eventos que atraem o turista para a capital da amizade, sendo alguns deles: (1) Carnaguru - o Carnaval de rua de Gurupi; (2) Festas Religiosas (Semana Santa, Corpus Christi, Festa do Divino Pai Eterno, Semana Farroupilha, Festejo de Santo Antônio, Festejo do Divino Espírito Santo, Dia de Finados e Arraiá da Amizade); (3) Exposição Agropecuária de Gurupi; (4) Feira Nacional do Arroz; (5) Feira de Negócios de Gurupi e Região Sul do Tocantins FENESUL; (6) Desfile de 07 de setembro; (7) Concurso Benjamim Rodrigues de Poesia Falada; (8) Carnaguru-Verão Carnaval Fora de Época; e (9) Aniversário da cidade.

O Carnaguru - Carnaval de rua de Gurupi - é considerado um dos melhores carnavais do interior do Brasil. Essa tradição é fruto de décadas passadas, quando o carnaval de rua começou com o bloco "Os Pifados" (3 amigos resolveram comemorar o carnaval rodando num Jeep velho com um músico acompanhando) e o bloco "As Caridosas" (amigos, senhores, pai de família, vestiram-se de mulheres e subiram a avenida Goiás, acompanhados de música e irreverência). Atualmente, os 24 principais blocos carnavalescos de Gurupi são: (1) Os Enforcados, (2) Perdidos na Folia, (3) Power Guido, (4) Tô nem aí, (5) Pega Prá Capa, (6) Nadinha na Boroca, (7) De Olho no Lance, (8) Botô Pirô, (9) Pé de Cana, (10) Só prá Contrariar,  (11) Turma do Kit, (12) Turma do Batente, (13) Litraço, (14) Só a Nata, (15) Bom te ver, (16) Turma do Skinão, (17) Kracatoa, (18) 100 Compromisso, (19) Tropalôka, (20)  Aloha, (21) Os Pifados, (22) Sem Teto, (23) Pega Leve e (24) Bloco do Boi.

Existem várias festas religiosas, de origem católica, que são comemoradas em Gurupi, sendo elas: (1) Semana Santa, (2) Corpus Christi, (3) Festa do Divino Pai Eterno, (4) Semana Farroupilha, (5) Festejo de Santo Antônio, (6) Festejo do Divino Espírito Santo, (7) Dia de Finados e (8) Arraiá da Amizade.

A Exposição Agropecuária de Gurupi, a Feira Nacional do Arroz e a FENESUL (Feira de Negócios de Gurupi e Região Sul do Tocantins) são festas regionais do Tocantins que são realizadas no município de Gurupi. Vale lembrar que antigamente a FENESUL chamava-se FENETE (Feira de Negócios e Tecnologia do Estado do Tocantins).

O Desfile de 7 de setembro ocorre tradicionalmente em todo o país, e em Gurupi mobiliza grande número de pessoas e instituições, especialmente, as escolas, órgãos públicos, igrejas e entidades filantrópicas.

O Concurso Bejamim Rodrigues de Poesia Falada acontece de 12 a 14 de outubro. Ele foi realizado durante vários anos com a participação de integrantes da Fundação Cultural de Gurupi, Academia Gurupiense de Letras (AGL) e Associação de Artistas de Gurupi.

Em novembro acontece o Carnaguru-Verão, conhecido popularmente como Carnaval Fora de Época de Gurupi, que já entrou para o calendário de eventos do Estado de Tocantins.

O Aniversário de Gurupi é comemorado na data de 14 de novembro, sendo que este ano a cidade completará 50 anos de emancipação política.

A cidade de Gurupi conta com a Fundação Cultural de Gurupi (FEC), situada à Avenida Maranhão, entre as Ruas 02 e 03, Centro. O Complexo da FEC é formado pelo Centro Cultural Mauro Cunha, Cine Teatro (em implantação) e a Biblioteca Pública Municipal Profª Deusina Martins Ribeiro, com acervo de 10.360 livros. O Centro Cultural Mauro Cunha é o principal espaço usado para divulgação das artes locais.

A cidade de Gurupi possui também a Academia Gurupiense de Letras (AGL), que foi fundada em 30 de novembro de 1999 a primeira Academia de Letras do interior do Tocantins. Dentre a suas atividades, está a realização de  saraus lítero-musicais, o apoio e o incentivo à realização de concursos e eventos literários, lançamentos de livros, além de incentivar, também o surgimento de novos talentos no mundo das letras. AGL é composta por 25 imortais, que são: (1) José de Ribamar Alves dos Santos, (2) Eliosmar Veloso, (3) Luís Cláudio Barbosa, (4) Neto Amorim, (5) Ana Márcia Souza Barros da Silva, (6) Ednéa Rezende, (7) Jonair Rocha, (8) Lena Sodré, (9) Wita Maria da Luz Souza, (10) Gil Correia, (11) João Neves de Paula Teixeira, (12) Zacarias Martins, (13) Milton Loureiro, (14) Adão Ferreira, (15) Adonis Delano, (16) Deusderes Alves Acácio, (17) José Carlos Ribeiro da Silva, (18) Joilson de Castro, (19) Conceição Rodrigues, (20) Mário Antônio Silva Camargos, (21) João Gomes da Silva, (22) Járedes de Araújo, (23) Paulo Henrique Costa Mattos, (24) Maria de Jesus Souza Lima e (25) José Maciel de Brito.

Mas, além dos integrantes da AGL, a cidade de Gurupi também conta com diversos outros escritores, como por exemplo: (1) a prof. Maria de Lourdes Antônio Cavalcante, conhecida como Lourdinha, que escreveu o primeiro livro didático sobre Geografia do Tocantins; (2) o contista e historiador Moura Lima, que possui dez livros publicados; (3) o prof. Jandislau José Lui da UFT; (4) a Irmã Divina da Igreja Assembléia de Deus; (5) o prof. Roberto José Ribeiro, conhecido popularmente como Robertão; e (6) o ativista cultural Ronaldo Teixeira Coelho, entre outros.

Destaca-se ainda que a classe artística local é representada pela Associação de Artes de Gurupi, Associação dos Músicos e Compositores de Gurupi e Clube do Samba. Nas artes plásticas, alguns nomes de artistas que merecem destaque são: Rise Rank, Lucirez Amaral, Bel Perini, João Paulo Maciel, Kathie Pérgola e Émerson Leitão.

No quesito musicalidade a  cidade de Gurupi conta com o Coral Municipal Uirapuru e a Banda de Música Ciney Santos Miranda. Alguns nomes de músicos, duplas e bandas bem conhecidas são: Chiquinho Chocolate, Zé Maria, Renato e Renan, David e Emmanuel, Banda Som da Terra,  Banda Balança-i, Brnda Squema Brasil e Banda Val Hala.


xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx


4. Veículos de Comunicação de Gurupi

Este tópico apresenta todos os veículos de comunicação de Gurupi.

A cidade de Gurupi possui vários programas de televisão que são transmitidos e produzidos totalmente ou com a participação de profissionais locais, tais como: Bom Dia Tocantins e Jornal Anhanguera (1ª e 2ª Edição) da TV Anhanguera (Canal 11), do Grupo Jaime Câmara, filiada a Rede Globo; (2) Jornal da Cidade da TV Jovem Gurupi (Canal 06), pertencente ao Grupo Jovem, filiado a Rede Record; (3) Jornal da TV Palmas da Rede SAT Tocantins (Canal 13); (4) O Povo na TV do apresentador Marcos Paulo da TV Gurupi (Canal 08), filiada ao SBT; e (5) Sil TV Notícias e Sil TV Sports da Sil TV (Canal 19), filiada a Rede TV.

Além disso tudo, vale destacar  que a cidade de Gurupi possui 07 jornais impressos, que são: (1) Jornal Folha da Cidade do agropecuarista Luiz Barbosa Aguiar (fundado em 1984), (2) Jornal Cocktail de Paulo Albuquerque (fundado em 1990), (3) Jornal Tribuna do Tocantins de Agnaldo Pereira de Miranda (fundado em 22 de setembro de 1999), (4) Jornal Anotícia do jornalista Gil Correia (fundado em 28 de Dezembro de 2001), (5) Jornal Mesa de Bar News de Juarez Falcão Soares (fundado em 2001), (6) Jornal Chico do Administrador Heráclito Ney Suiter (fundado em 18 de novembro de 2005) e (7) Jornal Atitude do jornalista Wesley Silas Cruz (fundado em setembro de 2006).

Há ainda em Gurupi diversos colaboradores de Jornais de outras localidades que periodicamente circulam na cidade. O Grupo Jaime Câmara possui profissionais que diariamente contribuem com as matérias do Jornal do Tocantins. A jornalista Leilane Macedo foi durante muitos anos a correspondente do Jornal do Tocantins em Gurupi. O Jornal Poderes de Goiânia também recebe colaboração de pessoas de Gurupi que enviam notas e matérias locais. Outros jornais locais, como por exemplo o Gazeta Araguaia de Formoso do Araguaia, já contaram com a participação ativa de profissionais de Gurupi.

Além desses jornais há também 03 revistas em Gurupi: (1) Revista Público (fundada em 2002) que atualmente está sob a direção do jornalista Leon Denys de Barcellos; (2) Revista Informando (fundada em 2003), que é uma publicação da AJOPE (Agência de Jornalismo e Propaganda Experimental), produzida pelos estudantes do 7º Período de Jornalismo da UNIRG, como parte da disciplina de Texto em Revista. O Coordenador da disciplina e Editor-chefe da Revista Informando é o professor Paulo Fernandes; e (3) Revista Nature da jornalista Wallita Soares.

Há ainda na cidade de Gurupi 04 rádios: (1) Araguaia FM, (2) Tocantins FM, (3) Cidade FM e (4) Gurupi FM. Alguns radialistas conhecidos são: Paulo Albuquerque, Maurício Fenelon, PC Albuquerque e Chiquinho Chocolate.

E por fim, podemos falar dos diversos sites de notícias, sendo que alguns dos mais conhecidos estão aqui apresentados: (1) Gurupinet, (1) Alba Costa, (3) Jornal Anoticia, (4) Prefeitura Municipal, (5) Jornal Atitude, (6) Jornal Cocktail e (7) FatosiFotos.


xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx


5. Estrutura Administrativa Municipal

A cidade de Gurupi já teve diferentes estruturas administrativas. A atua estrutura administrativa do município de Gurupi está definida na Lei Municipal n.º 1.507, de 27 de junho de 2002, que divide a estrutura municipal em Administração Direta e Indireta e pelos Conselhos Especiais:

5.1 Administração Direta de Gurupi

A Adminitração Direta de Gurupi é dividia em 08 partes, que são: (1) Gabinete do Prefeito (GAP), (2) Secretaria da Agricultura, Indústria, Comércio e Turismo de Gurupi; (3) Secretaria Municipal de Planejamento e Finanças; (4) Secretaria Municipal de Educação e Desporto SEMED; (5) Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social SEDS; (6) Secretaria Municipal de Saúde e Meio Ambiente SESAU; (7) Secretaria Municipal de Administração SEAD; e (8) Procuradoria Geral do Município.

5.2 Administração Indireta de Gurupi

A Administração Indireta de Gurupi é dividida em 02 partes: (1) Fundações e (2) Autarquias.

O Município de Gurupi conta com 02 Fundações, que são a Fundação UNIRG, que é a entidade mantenedora da Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas de Gurupi (FAFICH); e a Fundação Cultural de Gurupi (FEC).

Existem também em Gurupi 02 Autarquias, que são: Instituto de Previdência e Assistência dos Servidores de Gurupi (IPASGU) e Agência Gurupiense de Desenvolvimento (AGD).


xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx


6. Conselhos Municipais de Gurupi

Atualmente, o Município de Gurupi conta com 09 Conselhos Municipais Especiais, que são: (1) CMS - Conselho Municipal de Saúde; (2) Conselho Municipal de Educação; (3) COMAMG - Conselho Municipal de Meio Ambiente de Gurupi; (5)  Conselho Municipal de Segurança Pública; (6) Conselho de Cultura; (7) CONSEF Conselho Municipal dos Serviços Funerários; (8) Conselho do Consumidor; e (9) Conselho Municipal de Defesa da Mulher.

O Conselho Municipal de Turismo (COMTUR) e o Conselho de Desenvolvimento de Gurupi (CONDEG) estão inativos.

O Plano Diretor de Desenvolvimento Sustentável (PDDS), instituído pela Lei Complementar nº 009, de 31 de dezembro de 2007, faz menção a criação e fortalecimento de vários outros Conselhos Municipais, como por exemplo: Conselho Municipal do Plano Diretor, Conselho Municipal de Assistência Social, Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, Conselho do Idoso,  Conselho Municipal de Habitação,  Conselho Gestor Municipal das Unidades de Conservação, Conselho Municipal de Urbanismo e Conselho Municipal de Orçamento.


xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx


7. Órgãos Federais e Estaduais em Gurupi

A cidade de Gurupi conta com inúmeros Órgãos Federais e Estaduais. Cada um deles será apresentado a seguir.

7.1 Órgãos Federais em Gurupi

A FUNAI (Fundação Nacional do Índio) está presente em Gurupi através da Administração Executiva Regioal (AER) que cuida de vários  povos indígenas: os Javaé e Avá-canoeiro da Ilha do Bananal, os Krahô-Kanela de Lagoa da Confusão e os Xerente de Tocantínia (todos do Estado do Tocantins), e os Atikum de Santa Rita de Cássia, do Estado da Bahia. Além destes, a AER da Funai de Gurupi dá assistência, sempre que necessário, a diversas famílias de índios de diferentes etnias que vivem em Gurupi. Esses índios são conhecidos como índios urbanos  somam cerca de 70 pessoas. A AER da FUNAI em Gurupi fica na Rua 10, entre as Avenidas Goiás e Maranhão, nº 1638,  Centro, CEP 77.405-160. O órgão indigenista possui também em Gurupi a Casa do Índio que fica no Setor Jardim dos Buritins, na saída de Dueré, onde alguns índios se hospedam quando vêm à Gurupi. O Responsável pela FUNAI em Gurupi é Euclides Dias Lopes.

O IBAMA (Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) situa-se na Avenida Piaui, esquina com a Rua 08, Centro. O responsável pelo Escritório do IBAMA em Gurupi é o Eng. Cássio Alberto Baptistussi. Para saber mais sobre o IBAMA leia o artigo IBAMA no Tocantins: um breve histórico, que está disponível neste site: http://www.recantodasletras.com.br/artigos/847088

O TRE (Tribunal Regional Eleitoral) situa-se na Avenida Espírito Santo, esquina com a Rua 05, Centro.

O TRT (Tribunal Regional do Trabalho) fica na Rua 03, entre as Avenidas Goiás e Pará, Centro.

O INSS (Instituto Nacional de Seguridade Social) situa-se na Avenida Rio de Janeiro com a Rua 09, Centro.

O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) situa-se no Mercado Municipal, na Avenida Santa Catarina, esquina com a Rua 06, Centro.

O DNIT (Departamento Nacional de Infra-estrutura e Transporte) fica no Trevo Sul da Avenida Goiás, Setor Paulo de Tarso.

A Delegacia da Receita Federal situa-se na Avenida Maranhão, entre as Ruas 01 e 02, Centro.

O Posto da PRF (Polícia Rodoviária Federal) situa-se na BR 153, Km 667.
A Polícia Federal possui um Escritório que fica na Avenida Pará, entre as Ruas 04 e 05, Centro.

7.2 Órgãos Estaduais em Gurupi

A cidade de Gurupi conta inúmeras Unidades Administrativas dos órgaos Estaduais.

O RURALTINS (Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins) em Gurupi possui dois Escritórios. O Escritório Local do RURALTINS fica na Avenida Pernambuco, esquina com a Rua 06, Centro. O Escritório Regional do RURALTINS em Gurupi fica na Avenida Ceará, esquina com a Rua 07, Centro.

A ADAPEC (Agência de Defesa da Agropecuária do Tocantins) fica na Avenida Goiás, entre as Ruas 12 e 13, Centro.

O NATURATINS (Instituto Natureza do Tocantins) fica na Avenida Ceará, esquina com a Rua 01, nº 1426, Centro. Para saber mais sobre o NATURATINS leia o artigo NATURATINS: um breve histórico, que está disponível neste site: http://www.recantodasletras.com.br/artigos/723442

A SANEATINS (Companhia de Saneamento do Tocantins) fica na BR 153, Km 654, Setor Paulo de Tarso. O responsável pela SANEATINS é Gurupi é o Eng. Marcus Vinícius Machado.

A CELTINS (Companhia de Energia Elétrica do Tocantins) situa-se na Rua 07, esquina com a Avenida Amazonas, Centro.

A DRE (Delegacia Regional de Ensino) situa-se na Avenida Pará, esquina com a Rua 19, Centro.

A JUCETINS (Junta Comercial do Tocantins) fica na Avenida Pará, entre as Ruas 08 e 09, Centro.

O DETRAN (Departamento de Transito do Tocantins) fica na Rua 77, Setor Nova Fronteira.

A SEFAZ (Secretaria da Fazenda do Tocantins) fica na Avenida Espírito Santo, esquina com a Rua 06, Centro.

O SINE (Serviço Nacional de Emprego) fica na Avenida Goiás, entre as Ruas 04 e 05, Centro.

O PROCON (Diretoria Estadual de Defesa do Consumidor) possui um Núcleo em Gurupi, que se situa na Avenida Piaui, esquina com a Rua 08, Centro.

A Defensoria Pública situa-se na Avenida Rio Grande do Norte, esquina com a Rua 04, Centro.

O MPE (Ministério Público Estadual) situa-se na Avenida Rio Grande do Norte, esquina com a Rua 04, Centro.

O 3º Pelotão Operacional da CIPAMA (Companhia Independente da Polícia Militar Ambiental) fica na antiga feira coberta do Setor Nova Fronteira. O atual comandante do 3º Pelotão da CIPAMA é o 1º Tenente Cláudio Braga Pinto. Para saber mais sobre a CIPAMA leia o artigo CIPAMA: um breve histórico, que está disponível neste site: http://www.recantodasletras.com.br/artigos/906917

A 4ª Companhia do Corpo de Bombeiros fica na antiga feira coberta do Setor Sol Nascente, situada na Avenida Castelo Branco, Setor Sol Nascente.

O 4º BPM (Batalhão da Polícia Militar) fica na Avenida Goiás, Centro.

A Polícia Científica fica na Rua 06, entre as Avenidas Amazonas e São Paulo.

A Casa de Prisão Provisória (CPP) fica na Rua M, Setor União.

O SAMU (Serviço de Atendimento Médico Urgente) fica na Rua 01, entre as Avenidas Ceará e Pernambuco, Centro.

O Serviço de Atendimento Rápido ao Cidadão É pra Já fica na Rua 05, entre as Avenidas Goiás e Maranhão, Centro.


xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx


8. Instituições de Ensino Superior de Gurupi

A cidade de Gurupi possui 08 Instituições de Ensino Superior (IES), que estão  apresentadas, individualmente, a seguir:

A UFT (Universidade Federal do Tocantins) oferece através do Campus Universitário de Gurupi 03 cursos de graduação: (1) Agronômia, (2) Engenharia Florestal e (3) Biologia EaD. Conta também com um curso de Mestrado em Produção Vegetal. Atualmente o prof. Dr. Eduardo Andrea Lemus Erasmo é o Diretor do Campus da UFT de Gurupi.

O Centro Universitário UNIRG (antiga Faculdade UNIRG) conta atualmente com 15 cursos de graduação: (1) Administração, (2) Ciências Contábeis, (3) Ciência da Computação, (4) Direito, (5) Educação Física, (6) Enfermagem, (7) Farmácia, (8) Fisioterapia, (9) Jornalismo, (10) Letras, (11) Medicina, (12) Odontologia, (13) Pedagogia, (14) Publicidade e Propaganda e (15) Psicologia. Atualmente o Ezemi Nunes Moreira é o Presidente do Centro Universitário UNIRG.

A UNOPAR (Universidade Norte do Paraná) em parceria com o Colégio Ômega, situa-se na Avenida Amazonas, entre as Ruas 03 e 04, Centro.

A UNIP (Universidade Paulista) em parceria com o Colégio Objetivo funciona na Avenida Pará, entre as Ruas 03 e 04, Centro.

O ITOP (Instituto Tocantinense de Pós-graduação) funciona na Avenida Ceará, nº 1778-A, esquina com a Rua 03, Centro. O ITOP em Gurupi está sob a direção do prof. Msc. Santo Reni dos Santos Florão.

O Grupo Educacional UNINTER está presente em Gurupi, através do IBPEX (Instituto Brasileiro de Pós-Graduação e Extensão), que funciona na Avenida Pará, n.º 1313, Sala 05, 2º Piso, Centro (Edifício Negri).

A Rede de Ensino Luíz Flávio Gomes (LFG) está presente em Gurupi através de uma parceria com o Cursos Jurídicos e Universitarios (CJU), que fica na Avenida Pará, n.º 1313, 2º Piso, Centro (Edifício Negri).

A EADCON, Tecnologia em Educação Continuada em parceria com a UNITINS (Universidade do Estado do Tocantins) está presente em Gurupi na Avenida Mato Grosso, esquina com a Rua 09.


xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

9. Agências Bancárias de Gurupi

A cidade de Gurupi conta com 05 Agências Bancárias, sendo elas: (1) Banco do Brasil (Rua 05, esquina com a Avenida Pará, Centro), (2) Caixa Econômica Federal (Avenida Goiás, esquina com a Rua 05, Centro), (3) Banco Bradesco (Avenida Goías, entre as Ruas 04 e 05, Centro), (4) Banco Itaú (Avenida  Goiás, esquina com a Rua 06, Centro) e (5) HSBC (Avenida Goiás, entre as Ruas 02 e 03, Centro).


xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

10. Clubes e Associações Esportivas de Gurupi

A cidade de Gurupi possui 08 clubes: (1) AABB (Associação Atlética do Banco do Brasil), (2) Clube do BASA, (3) Uniclube (antigo Juá Country Clube), (4) CTG (Clube de Tradicões Gaúchas), (5) Nova Fronteira Country Clube, (6) Clube do Ômega (antigo Clube da CELTINS), (7) CRA (Clube Recreativo Araguaia) e (8) SESI (Setor Jardim Tropical).
Além dos Clubes, a cidade de Gurupi conta com 02 Associações Esportivas: (1) AGAB Associação Gurupiense Amigos do Basquetebol e (2) AFAGU - Associação de Futebol de Gurupi.
Conta também com 01 Clube de futebol (Gurupi Esporte Clube) e 01 Liga de Futebol (LETA Liga Esportiva Tocantins Araguaia).

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

11. Associações de Produtores Rurais de Gurupi

A cidade de Gurupi conta várias Associações de Pequenos Produtores Rurais, sendo algumas delas: (1) Associação dos Pequenos Agricultores da Região da Larguinha; (2) Associação dos Pequenos Agricultores da Região Rio Gurupi; (3) Associação dos Pequenos Agricultores da Região das Porteiras; (4) Associação dos Pequenos Agricultores da Região Jandira; e (5) Associação dos Pequenos Agricultores da Região Cabeceira.


xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx


12. Hotéis, Motéis e Agências de Turismo de Gurupi

Há na cidade de Gurupi 15 hotéis para hospedagem: (1) Veneza Palace Hotel (Avendia Pará, esquina com a Rua 10, Centro), (2) Grande Hotel (Avenida Goiás, esquina com a Rua 10, Centro), (3) Hotel Mutucão (BR 153, Km 680), (4) Hotel Glória (Avenida Pará, entre as Ruas 09 e 10, Centro), (5) TransHotel (Setor Waldir Lins), (6) Hotel Itamaraty (Rua 10, entre as Avenidas Goiás e Pará, Centro), (7) Gurupi Palace Hotel (Rua 07, entre as Avenidas Paraná e Santa Catarina, Centro), (8) Hotel Vila Rica (Avenida Ceará, esquina com a Rua 20, Centro), (9) Hotel Cometa (Setor Waldir Lins), (10) Pousada Via Norte (BR 153, Km 670), (11) Hotel do Trevo da 07 (Trevo da Rua 07, Setor Trevo Oeste), (12) Hotel São Judas Tadeu (Rua 03, entre as Avenidas Goiás e Pará, Centro), (13) Hotel Araguaia (Setor Waldir Lins, próximo ao Posto TransBrasiliana), (14) Hotel Amazonas (Avenida Pernambuco, esquina com a Rua 05, Centro) e (15) Hotel Deville (Setor Waldir Lins, atrás do Hotel Araguaia).

Além desses 15 hotéis, a cidade de Gurupi conta também com 05 motéis, que são: (1) CQ Sabe Motel, no Setor Muniz Santana; (2) Parayso Motel Ltda, na BR 242, saída para Peixe; (3) Haiaty Motel, na BR 153, sentido Brasília Belém; (4) Motel Solaris, próximo ao PAIG; (5) Motel Gruta do Amor, no Setor Malvinas e (6) Motel Araguaia, no Setor Waldir Lins.

Em Gurupi, existe o SINGARESTH (Sindicato dos Garçons, Bares Restaurantes e Hotéis) cuja sede fica na Avenida Paraná, entre as Ruas 01 e 02, e reúne parte dos profissionais ligados ao ramo turístico da cidade.

Ela possui também 06 Agências de Viagens e Turismo: (1) Mais Turismo (situada na Galeria Portinari, na Avenida Goiás, entre as Ruas 06 e 07, Centro), (2) Hemisfério Viagem (Rua 06, entre as Avendias Goiás e Maranhão, Centro), (3) GuruTur Viagens e Turismo (situada na Rua 06, entre as Avenidas Goiás e Maranhão, Centro), (4) Sete Linhas Aéreas (situada na Avenida Pará, esquina com a Rua 08), (5) Discovery Turismo (no Edifício Discovery, na Avenida Goiás, entre as Ruas 09 e 10, Centro) e (6) Videira Turismo (vinculada à Igreja Evangélica Videira).


xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx


13. Igrejas de Gurupi

Esse tópico relaciona todas as entidades religiosas presentes na cidade de Gurupi, com a indicação da localização de seus locais de reunião.
A Igreja Católica Apostólica Romana possui várias sedes de culto, sendo algumas delas: Igreja Nossa Senhora da Abadia (Avenida Pará, esquina com a Rua 08, Centro), Igreja Santo Antônio (praça Santo Antônio, Centro), Igreja Imaculada Conceição (Avenida Sergipe), Igreja São Judas Tadeu (praça do Setor Waldir Lins), Capela Nossa Senhora das Graças (praça do Setor Sol Nascente) e Capela São Pedro (Setor Pedroso).

Além da Igreja Católica, existem dezenas de outras denominações religiosas presentes em Gurupi, sendo que grande parte destas é composta por Igrejas Protestantes, também denominadas de Evangélicas. Sem querer entrar nas discussões que envolvem na identificação e classificação de tais grupos religiosos, estaremos apresentando todas as denominações presentes em Gurupi.

A Igreja Evangélica Assembléia de Deus (IEAD), do Ministério Madureira, foi a primeira denominação protestante a chegar em Gurupi, em 1956. A sua Sede fica na Avenida Santa Catarina, esquina com a Rua 19, Centro, onde está atualmente sendo presidida pelo Pastor João da Cruz Gomes Feitoza. Em Gurupi, a IEAD possui cerca de 26 Congregações, com dezenas de pastores, centenas de evangelistas e milhares de membros espalhados por toda cidade.

Em Gurupi, além do Ministério Madureira, exitem outras Igrejas Assembléias de Deus vinculadas a diferentes Ministérios, que estão apresentadas logo a seguir.

A Igreja Assembléia de Deus, vinculada ao Ministério de Anápolis, situa-se na Rua 09, entre as Avenidas São Paulo e Paraná, Centro.
A Igreja Assembléia de Deus, vinculada a Convenção Internacional das Assembléias de Deus/ Serviço de Evangelização Tocantins-Araguaia (CIAD/SETA), fica na Rua S-11, Setor Sol Nascente.

A Igreja Assembléia de Deus Missão, fica na Avenida Aeroporto, Setor Vila Nova.

A Igreja Assembléia de Deus Missão do Brasil, conhecida popularmente como Igreja do Alto Falante, por causa das pregações que são transmitidas através de um alto falante no alvorecer do dia pelo Pastor Sebastião. Essa Igreja fica na Rua 18, entre as Avenidas Ceará e Paraíba, Setor Leste.
A Igreja Batista Tradicional, vinculada a Convenção Batista Brasileira (CBB) está presente em Gurupi com 05 Igrejas, sendo elas: 1ª Igreja Batista (Rua 04, entre as Avenidas Goiás e Pará, Centro), 2ª Igreja Batista Peniel  (Rua 07, entre as Avenidas Piaui e Pernanbuco, Centro), 3ª Igreja Batista Nova Jerusalém (Avenida Rio de Janeiro, entre as Ruas 07 e 08, Centro), 4ª Igreja Batista (Avenida Rio Branco, entre as Ruas 11 e 12, Centro) e a 5ª Igreja Batista Nova Esperança (Setor Casego).
A Igreja Presbiteriana Tradicional possui 02 Igrejas em Gurupi. A Sede da Igreja Presbiteriana Tradicional (chamada de 1ª Igreja Presbiteriana), fica localizada na Rua 07, entre as Avenidas Pará e Maranhão. A 2ª Igreja Presbiteriana Tradicional fica na Rua 13, entre as Avenidas Paraíba e Alagoas, Centro.
A Igreja Luterana do Brasil fica na Avenida do Contorno, em frente ao Ginásio Potozão da AGAB, no Setor Casego.
A Igreja Metodista Wesleyana fica na Rua 13, entre as Avendias Pará e Rua Natal, Setor Cajueiro.
Em Gurupi, existem 03 Igrejas Batistas Renovadas, vinculadas a Convenção Bastista Nacional (CBN) que são: Igreja Batista Sião (Avenida Ceará, próximo da Rodoviária), Igreja Batista Filadélfia (Setor Nova Fronteira) e Igreja Batista Ebenézer (Avenida Alagoas, esquina com a Rua 17).
A Igreja Presbiteriana Renovada localiza-se na Avendia Guanabara, entre as Ruas 07 e 08, Centro.
A Igreja do Evangelho Quadrangular está presente em Gurupi com vários templos. A Sede da Igreja do Evangelho Quadrangular fica na Avenida Santa Catariana, esquina com a Rua 05, Centro, e sua maior Congregação fica na Avenida Guaporé, entre as Ruas 14 e 15, Centro.
A Igreja Petencostal Deus é Amor está presente em Gurupi através de 03 templos, sendo eles: (1) a Sede da Igreja Petencostal Deus é Amor (Avenida Rio Grande do Norte, esquina com a Rua 16), (2) Congregação do Setor Jardim das Palmeiras (Setor Jardim das Palmeiras, próximo a praça do Setor Malvinas) e (3) Congregação do Setor Eldorado (praça do Setor Eldorado).
A Igreja Tabernáculo Evangélico de Jesus (ITEJ), mais conhecida como Casa da Benção, fica na Avenida Pernambuco, entre as Ruas 11 e 12, Centro.
A Igreja Cristã Evangélicafica na Avenida Goiás, entre as Ruas 08 e 09, Centro.
A Igreja Universal do Reino de Deus (IURD) também está presente em Gurupi. Sua Sede fica na Rua 07, entre as Avenidas Pará e Mato Grosso, Centro.
A Igreja Internacional da Graça de Deus situa-se na Avenida Paraná, esquina com a Rua 09, Centro.
A Comunidade Sara Nossa Terra situa-se na Rua 20, entre as Avenidas Maranhão e Piaui, Centro.
A Comunidade Fonte da Vida fica na Avenida Maranhão, esquina com a Rua 05, Centro.
A Comunidade Evangélica, Ministério Comunidade Adoração, fica na Avenida Goiás, esquina com a Rua 10, Centro.
A Igreja de Cristo, vinculada ao Ministério Nova Terra, fica localizada na Rua 03, entre as Avenidas Goiás e Pará, Centro.
A Igreja Tabernáculo da Fé fica na Avenida do Contorno, próximo ao Ginásio Potozão da AGAB, Setor Casego.
A Igreja de Deus no Brasil fica na Rua S-07, Setor Sol Nascente.
A Igreja Videira (antiga Igreja Vida Nova) fica na Avenida Mato Grosso, esquina com a Rua Natal, Setor Cajueiro.
A Igreja Evangélica Avivamento Bíblico fica na Avenida Bahia, entre as Ruas 17 e 18, Setor Alto dos Buritis.
A Igreja Apóstólica, vinculada ao Ministério Sagrado da Santa Vó Rosa, fica na Rua 04, Lote 12, Quadra 18, nº 262, Setor Jardim Eldorado.
A Congregação Cristã do Brasil (CCB) possui diversos templos espalhados por toda a cidade de Gurupi. A Sede da CCB fica na Avenida Santa Catarina, entre as Ruas 20 e 21, Centro.
A Igreja Adventista do Sétimo Dia também está presente em Gurupi. Sua Sede fica na Rua 06, entre as Avenidas Goías e Maranhão, Centro. Ela possui ainda diversas Congregações espalhadas por vários Setores da cidade.
A Igreja de Jesus Cristo do Santos dos Últimos Dias, conhecida popularmente como Igreja dos Mórmons, fica na Avenida Piaui, esquina com a Rua 20, Centro.
Os Testemunhas de Jeová possuem vários Salões do Reino, onde se reúnem periodicamente, sendo o principal deles localizado na Avenida Mato Grosso, entre as Ruas 05 e 06, Centro.

Além dessas Igrejas relacionadas acima, a cidade de Gurupi conta com outros locais para práticas simbólicas/ religiosas.

O Centro Espírita Bezerra de Menezes, seguidor dos princípios Kardecistas, fica na Avenida Pará, entre as Ruas 10 e 19, Centro.

O grupo mediúnico Vale do Amanhecer fica no Setor Residencial São José.

É importante destacar que apesar de existirem inúmeros praticantes de outros segmentos  religiosos (Islamismo, Budismo, Umbanda, Quimbanda, Candomblé, RosaCruz etc.), os mesmos se encontram, quase que exlcusivamente, em âmbito domiciliar para pôr em prática suas crenças e rituais.

Vale mencionar ainda que existem em Gurupi 06 estabelecimentos comerciais que vendem material religioso, tais como: (1) Livraria Maranata (Rua 06, entre as Avenidas Paraná e São Paulo, Centro), (2) Livraria Católica (Rua 07, entre as Avenidas Pará e Mato Grosso, Centro), (3) Casa de Iemanjá (Avenida Mato Grosso, entre as Ruas 04 e 05, Centro), (4) Papelaria e Livraria Videira (Avenida Maranhão, entre as Ruas 04 e 05, Centro), (5) Betel Artigos Evangélicos (Rua 06, entre as Avenidas Pará e Goiás) e (6) Videira Artigos Evangélicos e Locadora (Avenida Maranhão, esquina com a Rua 04, Centro).


xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx


14. Entidades Filantrópicas, Programas e Projetos Sociais e Ambientais de Gurupi

Aqui estão reunidas informações sobre as entidades filantrópicas e assistencialistas presentes em Gurupi que desenvolvem ações, projetos e programas com ênfase no desenvolvimento social e na proteção do meio ambiente.

Veja logo abaixo as principais entidades e órgãos que desenvolvem tais ações e projetos: (1) Centro de Integração da Mulher, (2) Centro de Convivência dos Idosos, conhecido popularmente como Casa do Idoso, (3) CIPAMA Companhia Independente de Polícia Militar Ambiental, (4) APAE Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais, (5) Creche Espírita Pré-Escola Maria Madalena, (6) AGAB Associação Gurupiense dos Amigos do Basquete, (7) Lar Cristão Fé para Vencer (Creche da Irmã Divina), (8) SSVP - Sociedade São Vicente de Paulo, (9) DASE Departamento de Assistência Social Emanuel da Igreja Evangélica Assembléia de Deus, vinculada ao Ministério Madureira, (10) Centro Espírita Bezerra de Menezes, (11) Liga Feminina de Prevenção e Combate ao Câncer, (12) Casa de Apoio Amélia e Ellio Dellolo da AMAT Associação de Mulheres em Ação do Tocantins, (13) Fundação Roda Viva Empreendimentos Sociais, (14) Instituto Juarez Moreira, (15) Centro Universitáro UNIRG, (16) Organização Jaime Câmara (17) COOPERGRIGU, (18) AMU - Associação de Mulheres de Gurupi; e (19) Sistema S - SESI, SENAC, SESC e SENAR.


Vale destacar ainda que além do trabalho das Instituições acima mencionadas, nos últimos anos, a Prefeitura Municipal de Gurupi tem desenvolvido inúmeras atividades nas áreas sociais e de lazer, em parceria com os Governos Federal e Estadual, tais como: doação de cestas básicas e remédios, fornecimento de passagens, aparelhos a portadores de deficiência física, construção de casas populares, auxílio a crianças e adolescentes, treinamentos e capacitação profissional, assistência aos idosos, auxílio às creches, disponibilização de veículos e ambulâncias, realização de atividades culturais e de lazer através de eventos populares.


14.1 Programas e Projetos Sociais e Ambientais de Gurupi

Veja abaixo algumas informações sobre os principais "Programas" e "Projetos" que são executados em Gurupi, e que contam muitas vezes com a participação e apoio da Prefeitura Municipal de Gurupi.

O Programa Bolsa Família do Governo Federal atende no Município de Gurupi 6.128 famílias e o valor da bolsa varia entre R$ 15,00 à R$ 95,00 dependendo do número de pessoas em cada família.

O 'Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI) é desenvolvido pelo Governo Federal, através do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, direcionado a famílias com crianças e adolescentes entre 07 a 15 anos que apresentam relação com o trabalho prematuro. O PETI visa erradicar o trabalho infantil, promovendo assim o desempenho escolar, a qualidade de vida e a busca de apoio na família, na escola e na comunidade. A cidade de Gurupi conta com 03 unidades do PETI, que são: (1) Núcleo Central (Setor Bahia), (2) Núcleo Vila Nova (Setor Vila Nova) e (3) Núcleo Malvinas (na Sede do 3º Pelotão Ambiental da CIPAMA, Setor Malvinas).

O Programa Sentinela é uma iniciativa do Governo Federal em parceria com Governos Estadual e Municipal, que proporciona um atendimento social especializado a crianças e adolescentes vítimas de violências, exploração sexual.  O objetivo é a busca do resgate da auto-estima, a dignidade e garantia de seus direitos como cidadão. Em 2007, houve uma ampliação das atividades do Sentinela através do Programa CREAS Centro de Referência Especializado de Assistência Social que visa atender além de crianças e adolescentes, adultos e familiares, que, em decorrência da pobreza, possuem frágeis vínculos afetivos e sofrem descriminação por questões de gênero, etnia, deficiência, idade, em fim, que sofrem algum tipo de exclusão social.

O Programa Pioneiros Mirins da  SETAS (Secretaria Estadual do Trabalho e Desenvolvimento Social) atende crianças e adolescentes na faixa etária entre 7 e 16 anos, cuja renda per capta por família é menor ou igual a ½ salário mínimo. A cidade de Gurupi tem 03 Unidades do Programa Pioneiros Mirins, que são: (1) Núcleo Central (Rua 01, Centro); (2) Núcleo Malvinas, (Setor Malvinas) e (3) Núcleo Jardim dos Buritis (Setor Jardim dos Buritis).

O Programa Jovem Cidadão da SETAS (Secretaria Estadual do Trabalho e Desenvolvimento Social) também está presente em Gurupi. No ano de 2006, o Programa Jovem Cidadão atendeu 560 pessoas.

O Programa de Orientação Profissional (POP) do SINE/ SETAS (Sistema de Emprego/ Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social do Estado do Tocantins). O POP faz a intermediação de mão-de-obra e as empresas. Através dele, são oferecidos treinamentos e capacitações às pessoas cadastradas no SINE. O SENAC é parceiro na realização desses cursos

O Programa Mesa Brasil é realizado pelo SESC - Departamento Nacional do Serviço Social do Comércio. Esse Programa promove arrecadação, reaproveitamento e distribuição de alimentos à instituições beneficentes. O Programa Mesa Brasil divide-se em duas formas de coleta: o Banco de Alimentos contendo produtos não perecíveis e a Coleta Urbana composta por alimentos perecíveis, doados por empresas, fazendeiros, entre outros para o Programa e posteriormente doados à instituições devidamente registradas e cadastradas pelo SESC. Os alimentos são arrecadados e distribuídos diariamente. Por mês, somam em torno de 5.500 quilos de alimentos entre perecíveis e não perecíveis.

O Programa Agentes Ambientais Mirins da CIPAMA é financiado pela Prefeitura Municipal de Gurupi e tem como objetivo capacitar, por meio de um instrutor da CIPAMA (Soldado Joarez Soares Barbosa Filho), crianças para serem multiplicadores mirins ambientais e atuarem junto a sociedade com respeito às formas de vida e em prol da cidadania.

A Organização Jaime Câmara, filiada da TV Globo, em parceria com o SESI, o Centro Universitário UNIRG e inúmeros outros parceiros realiza anualmente dois Projetos: (1) Projeto Ação Global e (2) Projeto Ciranda.

O Centro Universitário UNIRG desenvolve 03 Projetos: (1) Unirg nos bairros, (2) Unirg em Ação e (3) Cidadão Universitário.

O Projeto Mãe de Leite iniciou em 1998 no Estado do Tocantins e chegou em Gurupi em 2003. Ele foi idealizado pela Senadora Kátia Abreu e consiste na doação de leite à comunidade carente.

O Projeto Cooperar da COOPERGRIGU (Cooperativa dos Produtores de Carne e Derivados de Gurupi) vem sendo executado desde outubro de 2005 em parceria com diversas instituições. O Projeto Cooperar tem como objetivos integrar todos os funcionários e cooperados através de inúmeras ações, tais como: palestras educativas, educação cultural (momentos artísticos), festa para crianças (familiares de funcionários) e campanhas de doações. A Associação Gurupiense dos Amigos do Basquete (AGAB) tem sido uma importante parceira do Projeto Cooperar. Além da AGAB, o Projeto Cooperar apóia a Creche Maria Madalena.O Projeto Cooperar está sendo coordenado pela Drª Andréa Stival e, sem dúvida alguma, é o maior Projeto Socioambiental de Gurupi.


xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx


15. Meio Ambiente de Gurupi

Esse tópico reúne os aspectos ambientais de Gurupi, que estão agrupados em três partes: (1) Mananciais de Gurupi, (2) Matas e Florestas de Gurupi, (3) Fauna de Gurupi e (4) Serras e Montes de Gurupi.
Aqui são apresentadas também informações sobre os aspectos ambientais de cada uma dessas áreas, comos respectivos impactos ambientais, assim como traz também sobre os empreendimentos e atividades potencialmente poluidoras que estejam nas suas proximidades.
Esse tópico reúne algumas informações que estão presentes no Livro Técnico do Plano Diretor de Desenvolvimento Sustentável de Gurupi que reúne dados  coletados por grupos diversos de profissionais da cidade, além de outras fontes de consulta que estão ao final desse trabalho.
Destaco ainda que caso voce leitor queira saber mais sobre os aspectos ambientais de Gurupi com outro enfoque leia o artigo Meio Ambiente de Gurupi: um breve histórico, que está disponível neste site: http://www.recantodasletras.com.br/artigos/838285

15.1 Mananciais de Gurupi

Esse tópico apresenta informações sobre os principais mananciais de água do município de Gurupi.
Os Mananciais de água de Gurupi são as fontes, superficiais ou subterrâneas, usadas para abastecimento humano e manutenção de diversas atividades econômicas (irrigação, processos industriais etc.). Em Gurupi, as áreas de mananciais compreendem as porções do território percorridas e drenadas pelos cursos d´água, desde as nascentes, conhecidas popularmente como olhos d'água, passando pelos inúmeros córregos com suas represas e barramentos, incluindo também os lagos, até chegar aos grandes rios (Gurupi, Santo Antônio e Tocantins).
Logo abaixo são apresentados individualmente informações sobre os principais e mais conhecidos mananciais de água de Gurupi.

Córrego Mutuca

O Córrego Mutuca é o mais conhecido curso d'água de Gurupi. Ele nasce no Setor Residencial Daniela, do outro lado da BR 153. Na parte alto do córrego existem duas represas, e após cruzar o viaduto da BR 153, ele percorre a Avenida Beira Rio, passando pela Parque Mutuca, pela Rodoviária da cidade e depois de alguns quilômetros, desagua no corrego Água Franca.
O Parque Mutuca foi construído em 2004, às margens desse córrego e  atualmente é o cartão postal da cidade. O Parque Mutuca é utilizado pela comunidade para atividades de lazer, esporte e caminhadas, além de servir como espaço para shows e eventos culturais.
Em 2004, diversas instituições (AGD, Vigilância Sanitária, NATURATINS e CIPAMA) foram mobilizadas para resolver o caso de uma grande criação de porcos (pocilga) situada às margens do córrego Mutuca, nas proximidades do Setores Primavera e Malvinas. Após muito debate e pressão popular para a retirada dos porcos dali, o problema foi resolvido.
De julho a setembro de 2005, foi realizado um trabalho conjunto da Vigilância Sanitária do Município, AGD, NATURATINS e CIPAMA para acabarem com o lançamento de esgoto no córrego Mutuca.

Córrego Pouso do Meio

Este córrego nasce no município de Dueré e é constituído pela união dos córregos Barroquinha e Jacú, na divisa dos municípios de Gurupi com Dueré.
O córrego Pouso do Meio corta parte da cidade de Gurupi, passando pelos Setores Canaã, Cajueiro, Jardim Tocantins I e II, Jardim da Luz (também conhecido com Jardim Paulista), Jardim Oriente, Alto dos Buritis e, depois de alguns quilômetros, deságua no rio Gurupi.
O córrego Pouso do Meio é apresentado por muitos como o local de origem da cidade de Gurupi. Segundo relatam os mais velhos, nas margens desse córrego, os viajantes faziam o pousio, ou sejam esse córrego era o local de parada e descanso para muitos viajantes que passavam por aqui no início do século passado e até mesmo, nos séculos anteriores.

Em maio de 2006, aconteceu uma ação para acabar com as ligações clandestinas de esgoto na rede pluvial da cidade que acaba desaguando no córrego Pouso do Meio. Esse trabalho foi realizado em parceria da Vigilância Sanitária do Município, AGD, NATURATINS e CIPAMA.
Um problema sério, os registros de mortandade de peixes no córrego Pouso do Meio ocorreram em 2003, 2004, 2006 e 2007. Em todos esses casos, a AGD, NATURATINS, CIPAMA, e outros órgãos foram chamados para resolver o problema.

Hoje, a SANEATINS (Companhia de Saneamento do Estado do Tocantins)  possui uma Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), situada às margens do córrego Pouso do Meio, próximo ao Setor Alto dos Buritis. O acesso a ETE pode ser feito pela Avenida Bahia.
Alguns quilômetros depois da ETE da SANEATINS o córrego Pouso do Meio  desagua no Rio Gurupi.

Córrego Água Franca

O córrego Água Franca nasce onde atualmente está o Campus 3 do Centro Universitário UNIRG, numa área bastante preservada, e corta grande parte da cidade.

No trecho do córrego Água Franca que passa próximo a Setor Waldir Lins e o Setor Jardim das Bandeira, há uma antiga represa da SANEAGO (Companhia de Saneamento do Estado de Goías) que por alguns anos, serviu de reservatório para abastecer Gurupi com água tratada. Depois que a SANEATINS transferiu o abastecimento de água para outro reservatório, essa represa ficou praticamente abandonado. Essa represa possui cerca de 30 hectares de espelho dágua.

Após essa represa, cruzando a BR 153, e seguindo o curso do córrego Água Franca pode-se chegar ao Nova Fronteira Country Clube, que se situa no Setor Nova Fronteira.

Mais a diante, o córrego Água Franca recebe as águas do córrego Mutuca, e  passa atrás do Campus 1 da UNIRG, pela área do Campus da UFT, onde há um represa que abastece a área experimental do curso de Agronomia da UFT (Universidade Federal do Tocantins).

Em seguida, o córrego Água  Franca segue para desembocar no rio Gurupi, cerca de 15 km do Centro da cidade, nas proximidades do SPI (Sistema de Produção Integrado) que é uma empresa que faz confinamento para engorda de gado bovino, que se situa às margens da BR 242, sentido Gurupi - Peixe.

Em 29 de fevereiro de 2008, foi o lançamento do Parque das Águas de Gurupi, que fica na antiga represa da SANEATINS, próxima ao Setor Eng. Waldir Lins.

Segundo informações da Prefeitura Municipal de Gurupi, existe um estudo para transformar o local no Parque da Cidade, com pista de caminhada, piscinas e bosque para que a comunidade possa ter um lugar aprazível à prática de esportes e lazer.

A criação do Parque das Águas será feita com uma extensa área verde com elementos que possibilitem a convivência saudável entre nossos habitantes e o meio ambiente. A área em questão, após minucioso estudo receberá pistas de caminhada, quiosques de recreação, jardim botânico para visitação e lago para práticas esportivas náuticas. A obtenção de recursos junto aos Governos estadual e Federal é fundamental para a concretização desse sonho.

Vale mencionar ainda que em parceria com o CIPAMA, UFT e UNIRG, a Prefeitura de Gurupi está desenvolvendo um projeto de recuperação das nascentes dos córregos Mutuca, Água Franca e Pouso do Meio. O projeto consiste na recuperação da flora dos leitos com espécimes nativas e o isolamento das áreas onde se situam as nascentes.

Córrego Dois Irmãos

O córrego Dois Irmãos, que nasce nas proximidades do Parque de Exposição Agropecuária, atrás do UniClub.

O córrego Dois Irmãos corta o Setor Tropical, onde existem duas represas, e depois de uns quilômetros passa pelo Setor Trevo Oeste, próximo ao viveiro municipal, por fim, desaguando no córrego Pouso do Meio.

Córrego Jandira

O corrégo Jandira nasce nas proximidades do PAIG (Parque Agroindustrial de Gurupi) e deságua no rio Gurupi, após cortar inúmeras propriedades rurais.

A COOPERFRIGU (Cooperativa dos Produtores de Carne e Derivados de Gurupi) foi responsabilizada, em setembro de 2004, pela mortandade de centenas peixes nas suas águas.

Hoje, a COOPERFRIGU possui um banco de dados com informações detalhadas sobre a qualidade da água do córrego Jandira, para que problemas como esse não afetem a imagem da Cooperativa, que é uma importante exportadora de carne do Tocantins.

Corrego Bananal

O córrego Bananal é mais um dos mananciais que o município de Gurupi possui. Nele há uma represa que atualmente serve de reservatório para abastecer a cidade. O lago é formado pelo represamento do córrego Bananal e possui cerca de 200 hectares, formando uma bela paisagem, distante cerca de 10 quilômetros de Gurupi. O acesso é pela Estrada Vicinal GUR-32, saindo pela rua lateral ao Setor São José.

Córrego Mato do Gado

O córrego Mato do Gado também é um pequeno córrego que abastece o rio Gurupi. Na chácara do Luizinho, próximo ao setor Vila Nova, existe uma represa que é aberta para a visitação pública.

O córrego Mato do Gado nasce nas proximidades do PAIG, passa por várias propriedades, inclusive pela fazenda do Sr. Vilon, onde há uma criação de porcos.

Em 2004, os frequentadores da chácara do Luizinho reclamavam muito que a água do córrego Mato do Gado estava suja e causava coceiras por causa da criação de porcos.

Pesque Pague Tambaqui

O município de Gurupi possui três pesque pagues, que são: Pesque Pague Tambaqui, Pesque Pague Saracura e Pesque Pague Ituitaba.

O Pesque Pague Tambaqui de propriedade de Anísio Inácio dos Reis, fica às margens da Rodovia Estadual TO-374, no sentido de Dueré. Essa Rodovia Estadual é batizada de Juarez Moreira, em homenagem ao pai do Deputado Federal Laurez Moreira. No Pesque Pague Tambaqui existem vários tanques com espécies nativas (piaus, surubins e pacus) e espécies exóticas (tambaqui e tambacu). O local possui uma boa estrutura com bar e restaurante onde você pode saborear o peixe feito na hora.

Pesque Pague Saracura

O Pesque e Pague Saracura está situado na Estrada Vicinal GUR-21, saindo pelo BR-242 e entrando no Trevo da Larguinha, distante aproximadamente a 08 quilômetros do centro da cidade. Nele existem vários tanques abastecidos com peixes exóticos (tambaqui e tambacu).

Pesque Pague Ituitaba

O Pesque e Pague Ituitaba fica atrás do Posto Décio, às margens da BR 153, no Km 667. Nele existem vários tanques abastecidos com peixes exóticos (tambaqui e tambacu).

Recanto Turístico

O Recanto Turístico situa-se às margens da BR 242, cerca de 10 quilômetros do centro de Gurupi. Nele há uma represa artificial com cerca de 40 hectares que possui uma estrutura de visitação turística em sua margem com bar, restaurante e sombreiros. Atualmente diversos banhistas e praticantes de jetsky frequentam o Recanto Turístico, especialmente, aos fins de semana e feriados.

Rio Gurupi

O rio Gurupi também é um belo manancial. Ele recebe as águas dos córregos Pouso do Meio e Água Franca. Ele é o segundo maior manancial do município em volume de água. O primeiro é o rio Santo Antônio.

O rio Gurupi fica distante cerca de 15 quilômetros da cidade e pode ser acessado por estradas municipais. A principal delas é na saída para o Peixe, no entroncamento Trevo da Larguinha, seguindo pela GUR-21. O rio Gurupi possui extensa vegetação em suas margens e pode ser percorrido em grande parte, oferecendo belos locais para banhos e caminhadas. A pesca predatória tem sido muito intensa naquele manancial, conforme dados das autoridades ambientais. Há, também, enormes clareiras, devido aos constantes acampamentos. Vários proprietários fazem as cercas chegarem até as margens do rio, para obrigar autorização de acesso (Martins, 2007).

Hoje, nas proximidades da junção do córrego Água Franca com o rio Gurupi há uma empresa que faz o confinamento de bovinos (SPI - Sistema de Produção Integrada) que usa a água do Água Franca para dessedentação do rebanho.

O rio Gurupi deságua no rio Santo Antônio, bem próximo a ponte da BR 242, que liga o município de Gurupi.

Rio Santo Antônio

Um outro rio importante no município é o Santo Antônio, que atua como limite territorial de Gurupi numa extensão de quase 50 quilômetros. É um rio médio e bastante visitado, principalmente por pescadores. Tem uma vegetação exuberante e nele vivem muitos peixes. Durante o verão suas águas se tornam mais rasas e algumas pequenas praias se destacam em suas margens, o que propicia acampamentos muito agradáveis. Pode-se chegar ao rio Santo Antônio após rodar 30 quilômetros na rodovia asfaltada que leva à cidade de Peixe (TO 282).

Há acessos também entrando pelo Trevo da Larguinha, seguindo pela Estrada Vicinal GUR-21 (Martins, 2007).
Em breve, às margens do rio Santo Antônio será inaugurada a Usina de Alcool de Cana-de-açúcar, que faz uso de suas águas.

Rio Tocantins

Pouca gente sabe, mas o rio Tocantins faz a divisa de Gurupi com o município de Peixe. Esse trecho do rio Tocantins poderá ser afetado pelo reservatório da Usina Hidroelétrica (UHE) de Ipueiras. Dois acessos são possíveis para chegar até suas margens.

Um acesso pode ser feito pela Estrada Vicinal GUR-21, saindo pela BR 242, que liga Gurupi a Peixe, entrando no Trevo próximo a subestação de Furnas. Dali até chegar às margens rio Tocantins é necessário percorrer aproximadamente 80 Km, passando pelo povoado Trevo da Praia (Trevo do Tocantins). O outro acesso é pela Rodovia Estadual TO-365, saindo pelo Parque Agroindustrial de Gurupi (PAIG), e a distância é a mesma: 80 quilômetros, passando também pelo Trevo do Tocantins.

15.2 Matas e Flotestas de Gurupi
 
O município de Gurupi ainda possui uma imensa variedade de vegetação, apesar do grande desmatamento que foi realizado na região nas décadas passadas. Ainda existem muitas reservas da mata nativa e do cerrado que cobrem o território gurupiense.

De acordo com Martins (2007), Gurupi possuía uma das maiores matas fechadas da região. Grande parte destas matas foi derrubada para pastagens de gado. Atualmente começam a ser abertas lavouras para o plantio de cana para a produção de etanol, mas é ainda é possível conhecer algumas reservas intactas. Na Rodovia Estadual TO-280 na altura do Jaó Leilões, cerca de 10 Km da cidade, existem cerca de 200 hectares de mata intacta onde se abrigam inúmeras espécies de animais silvestres como tatus, veados e macacos. O local é preservado pelos proprietários, mas há uma forte agressão por parte de caçadores.

A proximidade com a cidade e a falta de guarda florestal facilita a degradação da mata. Com autorização dos donos é possível explorar a mata através de trilhas internas, mas é preciso conhecimento e experiência neste tipo de visitação.

Saindo pela Estrada Vicinal GUR-21 que passa pelo Assentamento Vale Verde é possível conhecer ainda muitas reservas da mata nativa do Gurupi, como era chamada. Vários córregos cortam a região do Projeto de Assentamento Vale Verde.

Estas áreas tem potencial para se transformarem em Unidades de Conservação.

15.3 Fauna de Gurupi

Não existem muitos trabalhos técnicos e científicos que apresentem dados sobre a fauna do município de Gurupi. Segundo informações do IBAMA, NATURATINS e CIPAMA, o município de Gurupi possui fauna característica do Cerrado. Essas informações se baseiam no trabalho de apreensão e resgate da fauna silvestre que esses órgaos ambientais realizam. Além dos registros que tais órgãos fazem dos animais atropelados nas Rodovias e Estradas que cortam o município. Há ainda algumas informações sobre alguns documentos técnicos apresentados para obter as licenças ambientais. Alguns desses documentos são os EIA/ RIMA's (Estudo de Impacto Ambiental/ Relatório de Impacto Ambiental) da Ferrovia Norte Sul, da UHE de Ipueiras e da UHE Peixe Angical trazem informações sobre a fauna que ocorrem na região de Gurupi e municípios vizinhos. Os RCA/ PCA's (Relatório de Controle Ambiental/ Plano de Controle Ambiental) do SPI (Sistema de Produção Integrada) e da Usina de Álcool de cana-de-açucar (Brasil Bioenergéitica Ltda) trazem dados sobre a fauna e flora do município.

Além disso, os pesquisadores do curso de Agronomia, Engenharia Florestal e Biologia do Campus  UFT em Gurupi também coletam dados sobre a entomofauna local, que inclui as espécies de insetos que vivem na região e atacam as plantações locais.


15.4 Serras e Montes de Gurupi

O município de Gurupi conta com a Serra de Santo Antônio, situada em quase sua totalidade em território gurupiense. Ela se encontra a oeste da cidade. Do ponto mais alto de Gurupi, após o setor Sol Nascente, dá para visualizar a Serra de Santo Antônio, a oeste e ao longe.

Segundo dados coletados pelas equipes técnicas que participaram da elaboração do PDDS de Gurupi, há uma vegetação exuberante sobre a Serra de Santo Antônio. Nos meses de agosto e setembro é muito grande a oferta de frutas nativas, como por exemplo: murici, caju do campo, mangaba, pequi, entre outras. Muitos animais silvestres vivem na região da Serra do Santo Antônio, entre os quais: teiús, tucanos, raposas, cutias, pacas, tatus, gatos-do-mato e emas.

Segundo Martins (2007), o grande desafio são as queimadas nos meses de estiagem. A proposta é que se transforme toda a área da serra em APA (Área de Proteção Ambiental) para poder preservar seu ecossistema. Alguns córregos nascem de suas entranhas, mas não foram encontradas cachoeiras de grande expressão. De qualquer forma, o local é propício para quem tem espírito de aventura e gosta da prática do montanhismo e exploração.

Além da Serra de Santo Antônio, há ainda o morro situado no setor Vale do Sol, próximo ao Setor Aeroporto em Gurupi, onde antigamente havia uma britadeira. De cima do morro é possível visualizar toda a cidade e a noite a visão é muito bonita. O local também é objeto de estudo para garantir áreas de futuras visitações públicas. Muitas pessoas já propuseram a construção de um mirante no morro do Setor Vale do Sol, mas essa proposta ainda não se concretizou.


xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx


16. Fontes de Consulta

Este tópico apresenta as principais fontes de consulta utilizadas na elaboração desse trabalho.

Cavalcante, Adauto cordeiro. Gurupi: a cidade que mais cresce no estado. Goiânia: UFG, 1968.

Cavalcante, Maria de Lourde Antônio. 1993. Geografia do Tocantins. 1ª Edição. SEBRAE/ TO. Grafcen: Niteroi (RJ). 104p.
 
Jornal Cocktail. Nasce o movimento Pró Parque das Águas. Jornal Cocktail, edição nº 1415, pág. 04, de 22/02/2008.

Jornal Cocktail. Projeto Turístico para o Tocantins. Jornal Cocktail, edição nº 1420, pág. 04, de 04/04/2008.

Jornal Mesa de Bar News. Movimento Pró-parque das Águas será lançado dia 29. Jornal Mesa de Bar News, edição n. 249, pág. 03, de 22/02/2008.

Jornal Tribuna do Tocantins. Caminhada dá início ao movimento pelo Parque das Águas de Gurupi. Jornal Tribuna do Tocantins, edição n. 70, capa, de 25/02/2008.

Martins, Elisafan. Guia do Tocantins Turismo. Cromograf: Palmas. 288p. 2005.

Martins, Zacarias. História de Gurupi. Disponível em: http://www.prefeituradegurupi.com.br/historia.htm. Acessado em 06 de abril de 2008.

Martins, Zacarias. Riquezas naturais de Gurupi. Jornal Cocktail, edição nº 1326, pág. 04 e 05, 12/05/2007.

Mello, Antônio César. 2006. Análise da cidadania enquanto poder na implementação do comitê de bacia hidrográfica do rio Santo Antônio, sul do Estado do Tocantins. Palmas: UFT. 155p. (Dissertação de Mestrado em Ciências do Ambiente, orientador Dr. Lúcio Flavo Marini Adorno). 2006.

Nascimento, Júlio César do. 2004. Conhecendo o Tocantins: História e Geografia. 2ª Edição Reformulada e Atualizada. Asa Editora Gráfica Ltda: Palmas (TO). 100p.

Prefeitura Municipal de Gurupi. 1990. Lei Orgânica Municipal de Gurupi. Capítulo I, Seção V, artigos 130 a 133. Dispõe sobre o desporto do lazer e turismo. Disponível em: http://www.prefeituradegurupi.com.br/downloads.htm. Acessado em: 26 de março de 2008.

Prefeitura Municipal de Gurupi. Livro Técnico do Plano Diretor de Desenvolvimento Sustentável (PDDS) de Gurupi. 2007.

Prefeitura Municipal de Gurupi. Projeto de Lei Complementar nº 001, de 30 de novembro de 2007. Plano Diretor de Desenvolvimento Sustentável. Disponível em: http://www.prefeituradegurupi.com.br. Acessado em: 10 de fevereiro de 2008.

Prefeitura Municipal de Gurupi.  Lei Complementar nº 009, de 31 de dezembro de 2007. Plano Diretor de Desenvolvimento Sustentável. Disponível em: http://www.prefeituradegurupi.com.br/planodiretor.htm. Acessado em: 10 de fevereiro de 2008.

Prefeitura Municipal de Gurupi.  Fundação Cultural de Gurupi. Programação Cultural Disponível em: http://www.prefeituradegurupi.com.br/fundacaocultural/movimento.htm Acessado em: 10 de fevereiro de 2008.

Ribeiro, Roberto José. 2007. O Lendário Gurupi Aspectos Históricos, Políticos e Sociais do Município de Gurupi - Tocantins.

Silva, Verandi Martins. Atividades da Companhia Independente da Polícia Militar Ambiental (CIPAMA) de Gurupi - Tocantins. Gurupi: UFT (Monografia do Curso de Agronomia, orientador Dr. Jandislau José Lui). 2007.

Vieira Neto, Furtunato. Potencial ecoturístico de Gurupi, sul do Tocantins. Gurupi: UNOPAR (Monografia do Curso de Turismo, orientador prof. Marcelo Andrade de Souza). 26p. 2008.


xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

17. Agradecimentos

Sou grato a todos que contribuíram para a realização desse trabalho, em especial, ao Administrador Leandro Ramos Barros da SANEATINS e ao Sargento da PM Lázaro Holanda.


xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Gurupi TO, Maio de 2008.

Giovanni Salera Júnior
E-mail: salerajunior@yahoo.com.br

Curriculum Vitae: http://lattes.cnpq.br/9410800331827187

Maiores informações em: http://recantodasletras.com.br/autores/salerajunior
Giovanni Salera Júnior
Enviado por Giovanni Salera Júnior em 21/12/2010
Reeditado em 24/11/2014
Código do texto: T2684650
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Giovanni Salera Júnior
Palmas - Tocantins - Brasil
1093 textos (2927034 leituras)
113 e-livros (25618 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/01/19 10:12)
Giovanni Salera Júnior