Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Alimentos funcionais não curam, mas previnem


Há 2,5 mil anos já se sabia que, além de fornecer nutrientes essenciais à sobrevivência, os alimentos também tinham o poder de curar doenças, mas só na década de 90 as pesquisas sobre os alimentos se intensificaram a ponto de se identificar aqueles considerados “funcionais” ou “nutracêuticos”.

Esses alimentos ou ingredientes são chamados assim porque, além de suas funções nutricionais básicas, ainda produzem efeitos metabólicos ou fisiológicos benéficos à nossa saúde, explica a professora de Nutrição Humana da Universidade de São Paulo (USP), Jocelem Mastrodi Salgado. “A tendência em todo o mundo é viver mais. Como ninguém quer viver doente, é importante ter uma dieta rica em alimentos funcionais, pois eles ajudam a melhorar o sistema imunológico e a prevenir doenças como o diabete, o câncer e o mal de Alzheimer”, exemplifica.
Jocelem, que também é presidente da Associação Brasileira de Alimentos Funcionais, explica que os alimentos nutracêuticos não podem ser comparados aos remédios, pois não têm poder de cura.

“Eles não têm contraindicações quando consumidos em sua forma natural, ao contrário dos remédios; mas também são só capazes de prevenir ou diminuir o risco de algumas doenças”, lembra.
Para tirar melhor proveito destes alimentos, é preciso seguir algumas orientações. “Os alimentos funcionais devem ser consumidos todos os dias e, embora eles não façam mal, é importante ter bom senso. O chocolate e o azeite de oliva, por exemplo, são altamente calóricos. E os grãos integrais, ricos em ferro, também podem estimular demais o sistema digestivo”, alerta.
Em alguns casos, é preciso verificar a forma correta de consumir esses produtos. A semente de linhaça, por exemplo, é melhor absorvida pelo organismo quando triturada. O tomate, quando cozido, concentra mais licopeno do que cru. “Recomendo, sempre que possível, comprar os alimentos já processados, pois nem sempre é possível realizar o processo correto em casa”, avisa a especialista.

* * * * *


Monte seu cardápio funcional

Alguns alimentos sempre foram considerados poderosos na prevenção de doenças; outros, tidos como vilões de uma dieta equilibrada, também ajudam a manter a saúde.


CONSAGRADOS


Maçã

A fruta contém tanino, componente antioxidante, antisséptico e vasoconstritor. O tanino também está presente em temperos como o manjericão, a manjerona, a sálvia e em frutas como a uva e o caju, além da soja.

Soja

O grão e os seus derivados contêm isoflavonas, componentes com ação estrogênica – que reduzem os sintomas da TPM e da menopausa. A soja também tem ação anticancerígena e suas proteínas ajudam a reduzir os níveis de colesterol.

Salmão

Peixes marinhos como salmão, sardinha, atum, anchova e arenque contam com ácidos graxos ômega-3, que reduzem os níveis de colesterol e triglicerídeos, diminuindo assim o risco de doenças cardiovasculares. Também têm ação anti-inflamatória.

Tomate

O molho de tomate contém licopeno, um componente antioxidante que reduz os níveis de colesterol e, por reparar os danos dos radicais livres que alteram o DNA das células, o risco de câncer de próstata. Também fazem parte deste grupo a goiaba, o pimentão, a beterraba e a melancia.

Aveia

Os cereais integrais de maneira geral, entre eles a aveia, o centeio, a cevada e o farelo de trigo têm fibras solúveis e insolúveis, que melhoram o funcionamento intestinal, reduzindo o risco de câncer de cólon. As fibras solúveis ajudam a controlar a glicemia e dão maior saciedade, por isso auxiliam a perda de peso. As leguminosas como soja, lentilha e feijão, os talos de hortaliças e as cascas das frutas também são ricas em fibras.

Abóbora

Abóbora, cenoura, mamão, manga, espinafre e couve têm betacaroteno, que se converte em vitamina A quando ingerido com gorduras e proteínas, protegendo as células do envelhecimento e diminuindo o risco de câncer.

Cebola

Além da cebola, o alho também conta com sulfetos alílicos, que reduzem o colesterol e a pressão sanguínea, melhoram o sistema imunológico e reduzem o risco de câncer gástrico.

Brócolis

Além do brócolis, a couve-flor, o repolho, a couve-de-bruxelas, o rabanete e a mostarda possuem indóis e isotiocianatos, indutores de enzimas que protegem contra o câncer de mama.

Iogurte

O iogurte e os leites fermentados fazem parte do grupo dos alimentos probióticos. Contêm bifidobactérias e lactobacilos que favorecem as funções gastrointestinais, reduzem o risco de constipação e, consequentemente, de câncer de cólon.

Laranja

Elas e as demais frutas cítricas, assim como a salsa, a alcachofra e o tomate, possuem flavonoides, componente anticancerígeno, vasodilatador, anti-inflamatório e antioxidante.

Linhaça

Esta semente contém lignanas, um componente inibidor de tumores hormônio-dependentes. Por equilibrar os hormônios, também diminuem os efeitos da tensão pré-menstrual (TPM). A linhaça dourada é ainda mais potente.

Castanha-do-pará

Além das castanhas, as nozes e as amêndoas têm ácido a-linolênico, que estimula o sistema imunológico e tem ação anti-inflamatória.


REDIMIDOS


Abacate

Fruta rica em fitonutrientes, que ajudam a reduzir o colesterol, além de ser um poderoso antioxidante. Mas, por possuir uma quantidade razoável de gordura, assim como o azeite de oliva, deve ser consumido com moderação, para não engordar.

Vinho

O vinho tinto contém catequinas, um componente que reduz a incidência de colesterol e certos tipos de câncer, além de estimular o sistema imunológico. Também fazem parte deste grupo o chá verde e as frutas vermelhas (amora, framboesa, mirtilo e cereja). Deve ser consumido em moderação por conter álcool.

Chocolate

Desde que amargo e consumido em pequenas quantidades por dia, é anti-inflamatório e ajuda a diminuir o risco de câncer. Isso porque possui flavonoides, que, entre outras funções, anulam a dioxina, usada em agrotóxicos.

Café

O café também tem flavonoides e atua na prevenção de doenças, assim como o vinho tinto, o suco de uva, o chocolate e as frutas cítricas, entre outros.

Fonte: Sociedade Brasileira de Alimentos Funcionais.



Dicas e mais informações



Os Alimentos Funcionais são aqueles alimentos que contém além de nutrientes, outras substâncias capazes de fornecer algum benefício à saúde, seja como prevenção ou tratamento de doenças. São considerados promotores de saúde e podem estar associados com a diminuição dos riscos de algumas doenças crônicas.

Estas substâncias, são compostos bioativos capazes de atuar como moduladores dos processos metabólicos, prevenindo o surgimento precoce de doenças degenerativas. Elas são encontradas em hortaliças, grãos e leites fermentados.
Estas substâncias também apresentam funções antioxidantes e/ou reguladoras presentes nos pigmentos ou outros compostos químicos de sua composição.

Os fitoquímicos encontrados nesses alimentos possuem, no organismo humano, a capacidade de incrementar a energia no núcleo das células, de maneira que possam funcionar com maior eficiência contribuindo na restauração de moléculas que estruturam o corpo. O processo de ativação é o resultado de combinações exclusivas e balanceadas de micronutrientes extraídos das células vegetais vivas.
Veja a seguir quais alimentos deve fazer parte da sua dieta para prover essas substâncias benéficas à saúde:

Azeite de Oliva: Possui ácidos graxos monoinsaturados. Apresenta efeito protetor sobre cânceres de mama e de próstata e doenças cardiovasculares.

Peixes de água fria (salmão, arenque, sardinha, atum) e Semente de Linhaça: Possuem ômega-3, capaz de diminuir o risco de desenvolver doenças cardiovasculares, evitando a formação de coágulos sanguíneos na parede arterial. Também diminui a pressão sanguínea, aumenta o HDL-colesterol e reduz o LDL-colesterol.

Óleos Vegetais (oliva, canola, milho, girassol), Oleaginosas (nozes e castanhas) e Soja: Possuem ômega-6, com efeito protetor para as doenças cardiovasculares.

Legumes, Gergelim e Semente de Girassol: Possuem fitoesteróis. Age precipitando o colesterol dietético presente no intestino, podendo colaborar na redução da absorção de colesterol. Têm propriedade de auxiliar no controle de alguns hormônios sexuais e eventualmente aliviar os sintomas da TPM por atenuar a queda de estrógeno que ocorre nesta fase.

Soja e Inhame: Possuem fitoestrógenos. Apresenta uma menor incidência de doenças cardiovasculares, cânceres de mama e de próstata e osteoporose.

Frutas Vermelhas (cerejas, jambolão, uvas, vinho tinto, morango, amora vermelha, açaí, berinjela): Possuem antocianinas (flavonóides), com propriedades anticarcinogênicas, antiinflamatórias e antialérgicas.

Batata e Repolho Branco: Possuem antoxantinas (flavonóides), com propriedades anticarcinogênicas, antiinflamatórias e antialérgicas.

Cenoura, Abóbora e Mamão: Possuem carotenóides, essenciais para a visão, diferenciação das células, desenvolvimento embriológico e outros processos fisiológicos. Ainda possuem ação estimulante ao sistema imunológico, inibem a mutagênese e protegem contra a oxidação e doenças cardiovasculares.

Tomate, Melancia e Goiaba: Possuem licopeno. Reduz a concentração de radicais livres e previne o ataque cardíaco por impedir a oxidação de LDL-colesterol.

Algumas frutas, vegetais e leguminosas (feijão, lentilha, grão-de-bico):

Possuem fibras solúveis, que são absorventes sobre os ácidos e sais biliares que atenuam a velocidade de absorção de diversos nutrientes, entre eles a glicose e o colesterol.

Cascas de Cereais, Frutas e Vegetais: Possuem fibras insolúveis (celulose e lignina), que por não serem digeridas, favorecem o bom funcionamento dos intestinos, aumentando o volume fecal. Atualmente estão sendo citadas como fator importante na redução de incidência de câncer de intestino (cólon).

Abacate e Avocado: Glutationa, vitamina E e ácidos graxos monoinsaturados. Previnem o câncer e protegem o coração.

Alho: Possui alicina, controlando a pressão arterial e o colesterol; previne o câncer de cólon; age como antibiótico, antiviral e antifúngico.

Aveia: Possui betaglucana, controlando a glicemia e o LDL-colesterol.
Vegetais Brássicos (Brócolis, Repolho, Couve-flor, Couve): Possui glicosinolatos. Previne vários tipos de câncer e diminui a agregação plaquetária.

Chá (Verde, Branco, Preto ou Vermelho): Possui catequinas. Facilitam o emagrecimento, retardam o envelhecimento precoce, reforçam o sistema imunológico e diminuem os níveis de colesterol.

Frutas Cítricas (Laranja, Limão, Acerola, Kiwi…): Possuem vitamina C e limoneno. Combatem o enevlhecimento, fortalecem o sistema imunológico, melhoram a absorção de ferro e previnem o câncer.

Iogurte e Leite Fermentados: Possuem probióticos. Melhoram o funcionamento intestinal, a pele e reforçam o sistema imunológico.

Ovo: Apresentam zinco, ferro, vitamina E e colina, melhorando a memória, a concentração e a disposição.

Soja: Apresentam isoflavonas, compostos fenólicos, arginina e lisina, lecitina e polifenóis. Aliviam os sintomas da TPM e menopausa, abaixam os níveis de LDL-colesterol e reduzem os riscos de problemas cardíacos e câncer de mama.

Vinho Tinto e Suco de Uva: Possuem resveratrol, substância antioxidante que previne o envelhecimento precoce e doenças cardiovasculares.



Os alimentos que mantêm o sistema imunológico em dia



Um indivíduo bem nutrido, que se alimenta de frutas, verduras, legumes e grãos está muito mais bem preparado para enfrentar gripes, infecções e outras doenças do que um indivíduo mal nutrido, cujo cardápio é rico em alimentos gordurosos, processados e com excesso de açúcar. Isto porque as vitaminas e minerais que potencializam as nossas defesas orgânicas estão presentes em grande quantidade nas frutas, grãos e hortaliças em geral.

As principais vitaminas e minerais que atuam fortalecendo nosso sistema imunológico são as vitaminas A, C, E e ácido fólico e os minerais zinco e selênio. A seguir mostraremos quais são as principais funções imunológicas de cada um desses nutrientes e em quais alimentos são mais encontrados.

Vitamina A - Essa vitamina apresenta um papel muito importante na manutenção da integridade das membranas mucosas. Por isso, a sua deficiência no nosso organismo provoca uma redução do número de linfócitos T circulantes, aumentando a probabilidade de infecções bacterianas, virais ou parasitárias. Os alimentos considerados ricos nessa vitamina são: cenoura, abóbora, fígado, batata doce, damasco seco, brócolis, melão.

Vitamina C - Essa vitamina antioxidante estimula a resistência às infecções através da atividade imunológica de leucócitos. Ela aumenta a produção dessas células de defesa, que tem efeito direto sobre bactérias e vírus, elevando a resistência a infecções. Acerola, frutas cítricas (limão, laranja, lima), kiwi, caju, tomates e vegetais folhosos crus são fontes excelentes. Morangos, repolho e pimentão verde são boas fontes. Mas não se esqueça: a vitamina C é facilmente destruída pela luz e pelo calor. Um suco de laranja com acerolas, por exemplo, deve ser consumido imediatamente após preparo para que não haja grande perda da vitamina C.

Vitamina E - Essa vitamina tem a capacidade de interagir com as vitaminas A e C e com o mineral selênio, agindo como antioxidante. Sua função primordial é proteger as membranas celulares contra substâncias tóxicas, radiação e os temerosos radicais livres que são liberados em qualquer reação química do organismo e podem causar sérios danos às estruturas das células, detonando o processo de envelhecimento e desencadeamento de algumas formas de carcinogênese. Alimentos ricos em vitamina E são o germe de trigo (fonte mais importante), óleos de soja, arroz, algodão, milho e girassol, amêndoas, nozes, castanha do Pará, gema, vegetais folhosos e legumes.

Ácido fólico - Essa vitamina é essencial para a formação dos leucócitos (glóbulos brancos) na medula óssea. Alimentos ricos em ácido fólico são fígado, feijões e vegetais folhosos verde escuros (brócolis, couve, espinafre).

Zinco - Esse mineral atua na reparação dos tecidos e na cicatrização de ferimentos. Uma deficiência de zinco resulta em diversas doenças imunológicas; a deficiência grave causa linfopenia (grande diminuição do número de linfócitos). Fontes alimentares importantes de zinco são as carnes, peixes (incluindo ostras e crustáceos), aves e leite. Cereais integrais, feijões e nozes são também boas fontes.

Selênio - Assim como a vitamina E, esse mineral possui grande capacidade antioxidante, ou seja, neutraliza a ação dos radicais livres (formados devido à ação dos raios solares, poluição, fumaça de cigarro, entre outros) no nosso corpo, retardando o processo de envelhecimento e evitando o desencadeamento de algumas formas de câncer. Castanha do Pará, alimentos marinhos, fígado, carne e aves são os alimentos mais ricos em selênio.

Veja agora alguns dos alimentos que apresentam propriedades benéficas para seu sistema imunológico.

Iogurte e leite fermentado - Também conhecidos como pro- bióticos eles possuem microorganismos vivos que recuperam a flora intestinal e fortalecem o sistema imunológico

Alho - Excelente agente antibacteriano, além de possuir substâncias que previnem o câncer gástrico e doenças cardiovasculares.

Acerola - Fruta riquíssima em vitamina C(30 a 50 vezes mais que a laranja). Essa vitamina age na reconstituição dos leucócitos em períodos de queda de resistência

Gengibre - Excelente alimento que ajuda no fortalecimento do sistema imunológico
.

Botâneos Sugeridos

Aloe Vera (Babosa)/Unha de Gato/ Equinácea/ Ipê Roxo/ Cogumelo do Sol/

Castanhas e Nozes são ricas em selênio.



Alimentos que melhoram seu humor

Apesar de não haver um consenso entre os especialistas, o fato é que vários trabalhos científicos têm apontado o poder de certos alimentos para espantar a tristeza, combater a depressão e a ansiedade e ainda melhorar o humor.


Alguns destes alimentos ajudam a melhorar o humor e até a combater a depressão porque estimulam a produção e a liberação de neurotransmissores, substâncias que transmitem impulsos nervosos ao cérebro e são responsáveis pelas sensações de bem-estar.
A produção e a liberação desses neurotransmissores podem ser comprometidas por alguns fatores como distúrbios fisiológicos e deficiências nutricionais.
Os três principais neurotransmissores relacionados com o humor são a serotonina, a dopamina e a noradrenalina. A serotonina, responsável pela sensação de bem-estar, proporciona ação sedativa e calmante.Já a dopamina e a noradrenalina proporcionam energia e disposição.

A produção de serotonina é dependente da ingestão de alimentos fontes de triptofano - aminoácido precursor da serotonina - e de carboidratos. Já a dopamina e a noradrenalina são produzidas com o auxílio da tirosina, outro aminoácido importante na nossa alimentação. Vitaminas do complexo B e alguns minerais também estão envolvidos na modulação do humor.
Nossos níveis cerebrais dependem da ingestão de alimentos ricos em triptofano e de carboidratos. O triptofano, uma vez no cérebro, aumenta a produção do neurotransmissor.

Dietas ricas em carboidratos podem ser utilizadas como coadjuvantes no tratamento de melhora do humor. Isso ocorre principalmente em pacientes que durante o episódio depressivo perderam peso consideravelmente. Mas, mesmo com a relação entre carboidratos e humor comprovada, o consumo dos alimentos deve ser equilibrado e orientado por um profissional de nutrição, para evitar o ganho de peso excessivo.

Alimentos para afastar a tristeza

Quando falamos em carboidratos, devemos ter cuidado com o consumo excessivo de doces, que a princípio pode favorecer uma melhora de humor, e depois, agravar um quadro de tristeza. Quando comemos açúcar, o nível de glicose no sangue aumenta rapidamente e, com isso, o pâncreas produz mais insulina do que o normal.

Em excesso, a insulina acaba retirando mais açúcar do sangue do que deveria - provocando assim, hipoglicemia, que reduz a tolerância do organismo aos fatores que geram estresse. Uma alimentação pobre em nutrientes e cheia de açúcar, a longo prazo, tende a deixar a pessoa deprimida e cansada, pois o organismo se desgasta para metabolizar os alimentos e não tem a reposição dos nutrientes, que são o seu combustível.

Assim como o triptofano e os carboidratos, outros nutrientes também contribuem para manter o pique. Um deles é a vitamina B6, encontrada em boas doses nos cereais integrais, na semente de gergelim, na banana e no atum. Ela é integrante de uma enzima importante, que participa da produção dos neurotransmissores norepinefrina e serotonina e, conseqüentemente, ajuda a melhorar o humor.

Bom humor também precisa de uma ingestão adequada de selênio. Não podemos deixar faltar castanhas, nozes, amêndoas, trigo integral e peixes. Para se ter uma idéia, uma castanha-do-pará fornece 100 microgramas de selênio. A recomendação diária é de 55 por dia.

O folato ou ácido fólico também é uma potente vitamina antidepressiva. Encontrado no espinafre, no feijão branco, na laranja, no aspargo, na maçã e na soja. Sua deficiência no organismo tem sido associada à depressão em diversos estudos científicos.
De uma maneira geral, podemos dizer que para manter o alto astral é importante seguir uma dieta equilibrada, rica em carboidratos, proteínas, alimentos fonte de triptofano e tirosina, vitaminas e minerais.

Não podem faltar cereias integrais, leguminosas (grão de bico, ervilhas e feijões), oleaginosas, carnes magras, peixes, ovos, leite, queijos magros, tofu, frutas e legumes. A ingestão adequada destes nutrientes nos garante níveis adequados de neurotransmissores no organismo, proporcionando o controle do humor.

Não existem alimentos ou nutrientes milagrosos, que alteram o nosso humor, sozinhos. Existe, sim, um conjunto de nutrientes e a opção de seguirmos um plano nutricional apropriado para favorecer o bom humor. Vale ressaltar também que muitas situações fisiológicas podem complicar a liberação e a produção dos neurotransmissores, mesmo quando o indivíduo segue uma alimentação adequada.


Sucos desintoxicantes



Aos sucos desintoxicantes pode-se acrescentar ingredientes como proteínas (colágeno), fibras (aveia), condimentos e especiarias (canela, gengibre e orégano), além de energéticos (pó de guaraná e ginseng), dependendo de qual é o problema no organismo.

Apesar da importante função de purificar o sistema digestivo e eliminar do corpo produtos residuais, a nutróloga ressalta que não é preciso exagerar nas quantidades de sucos ingeridos. Um ou dois copos diários cumprem bem a função de limpar o organismo, mas isso também vai depender do efeito que se quer alcançar. Segundo Tamara, algumas vezes é interessante passar a metade do dia somente com sucos, porém isso deve ser feito sob supervisão médica.

Os resultados e as ações dos sucos são percebidos rapidamente, refletindo, inclusive, no bem-estar, na disposição e na melhora da pele. Para as funções diuréticas, laxativas e hidratante, por exemplo, os efeitos podem ser notados nas primeiras 24 horas. Já para combater outros distúrbios, os sucos devem se tornar um hábito, porque esses efeitos ocorrem num período de médio a longo prazo.

Confira algumas dicas de sucos desintoxicantes e suas funções:

Suco diurético -

 Melhora a função renal, ajuda a eliminar toxinas e reduz a retenção de líquidos. O aipo é rico em glutationa, uma substância que neutraliza os radicais livres e pode entrar na composição de diversos sucos. A melancia é rica em água, frutose e fibras, além de licopeno que previne o envelhecimento precoce e o câncer de próstata e mama.
1 copo de suco de melancia coado (2 fatias médias)
1 talo de aipo com as folhas
Modo de preparar: bater no liquidificador e tomar imediatamente.


Suco pós-ressaca

Excelente para combater os efeitos adversos do excesso de ingestão de bebidas alcoólicas. Ajuda o fígado a se recuperar e acelerar a eliminação de toxinas que causam a ressaca. O repolho é rico em glutamina, um aminoácido que protege e repara o fígado dos efeitos danosos do álcool. A curcuma possui carotenóides com ação hepatoprotetora.

½ repolho verde de tamanho pequeno
1 limão previamente espremido e sem as sementes
1 talo de aipo com as folhas
1 colher de sopa de folhas frescas de coentro
½ colher de chá de curcuma
Modo de preparar: usar centrífuga ou bater no liquidificador com um pouco de água mineral sem gás e coar. Se quiser um sabor um pouco melhor, use água de coco.


Suco para pele firme -
 
É  rico em antioxidantes e bioativos que combatem os radicais livres, retardando o envelhecimento da pele. Turbinam a energia e a disposição
½ limão
1 xíc. (chá) de uva rosada com casca
2 maçãs verdes com casca e sem sementes
1 xíc. (chá) de água mineral
Adoçante (opcional)
Modo de preparar: bata todos os ingredientes no liquidificador.

Suco da beleza total -

A cenoura e a salsa são fontes de betacaroteno, que, transformado no organismo em vitamina A , estimula o sistema imunológico e atua na recuperação e no brilho da pele. Ainda tem substâncias antiinflamatórias e antienvelhecimento.

2 cenouras cruas picadas
½ maçã com a casca e sem sementes
1 xíc. (chá) de melão cantalupo picado
1 fatia de gengibre sem casca
1 punhado de salsa
1 col. (sobremesa) de linhaça (deixe de molho na água de um dia para o outro)

Adoçante (opcional).
Modo de preparar: passe os ingredientes na centrífuga ou no liquidificador. Se preferir, coe.


Imunidade- 2 maçãs + 1 laranja descascada deixando a parte branca + ramos de manjericão + 1 limão inteiro (polpa e casca).

Calmante – 1 cenoura + 1 maçã + 1/2 molho de alface (talo incluso) + 1 limão inteiro (polpa e casca).

Desintoxicante – 1 cenoura + 1 pepino (com casca) + 1/2 beterraba crua + 1 xícara de hortelã + 1 limão inteiro (polpa e casca).

Digestivo – 1 xícara de abacaxi em cubos + 1 cenoura + 1 xícara de hortelã + 1 limão inteiro (polpa e casca).

Energético – 1 xícara de uva itália sem as sementes + 3 kiwis + 1 laranja pêra descascada deixando a parte branca.

Mousse laxante – 1 fatia de mamão formosa (o papaia é mais calórico) + suco de 1 laranja + suco de 1 limão + 5 ameixas secas sem caroço (ou 2 colheres de sopa de uva passa sem caroço). Bater tudo no liquidificador e tomar sem coar.

Engana fome – 1 tomate + 1/2 pepino com casca + 1 talo de salsão + suco de 1 limão. Bater tudo no liquidificador, temperar com molho shoyo ou uma pitada de sal e tomar no intervalo da manhã ou da tarde



 Os chás não devem ser fervidos para que não haja a perda de suas substâncias voláteis. Portanto, é necessário ferver a água e colocar as folhas de forma que descansem em infusão, abafando o recipiente por alguns minutos. Os Chás gelados também são bastante apreciados, principalmente no verão.   Basta batê-los no liquidificador.  

 
FINALIDADES E BENEFÍCIOS


Chá de Finalidades e Benefícios
AlecrimContra o stress físico e mental, depressão, reumatismo, gota, e digestão. O chá do alecrim tem várias finalidades, tratar o colesterol, as dores de dentes ou enxaquecas, as doenças de coração ou mesmo nos casos de celulite.
AlfazemaContra insônias, excitação nervosa, dores de cabeça, tosse, asma, bronquite.
Anis EstreladoAnti-flatulência
ArnicaAnalgésica, antiinflamatória em casos de traumatismos, hematomas, distensões musculares e ainda como anti-séptica em afecções bucais e furúnculos.
Ban-cháDepurativo cuja ação acentua a eliminação de toxinas aumentando a diurese e facilitando a digestão.
 Boldo do ChileTônico do aparelho digestivo; aumenta a produção da bílis eliminando gases, cálculos na vesícula e no combate das afecções do fígado e baço.
CamomilaAuxilia a digestão aliviando cólicas abdominais, náuseas, diarréia. Indicado como calmante para insônia e nervosismo.
CarquejaAção benéfica sobre o fígado e intestino aliviando azia, má digestão, perturbações gástricas e fins curativos, prisão de ventre, etc.
Casca de LaranjaAnsiedade e insônia
ConfreyAção terapêutica nas afecções sobre o aparelho respiratório como amidalite, laringite, faringite e cicatrizante de fissuras, feridas e abscessos, eczemas, podendo ser usado com cautela em processos internos como úlceras gástricas e duodenais.
Erva CidreiraInsônia, nervosismo, cólicas no ventre e gases. Para combater as indigestões, as cólicas ou as insônias, pode-se tomar um chá de erva cidreira ao qual se deve juntar uma casca de limão.
Erva DoceAlivia cólicas menstruais; também alivia cólicas abdominais de recém-nascidos.  Auxilia a má digestão.
Erva Mate / Mate
(ou Chimarrão)
Anti-stress: segundo institutos de pesquisas internacionais, é um tônico estimulante do coração e do sistema nervoso: atenua os estados depressivos, conferindo ao músculo maior capacidade de resistência contra a fadiga, sem causar efeitos colaterais; é estimulante da atividade física e mental, atuando beneficamente sobre os nervos e músculos eliminando a fadiga. Observa-se também que estimulante do mate é mais prolongada que a do café, sem deixar efeitos colaterais ou residuais como a insônia e irritabilidade. Por outro lado, a erva-mate atua sobre a circulação, acelerando o ritmo cardíaco e harmoniza o funcionamento bulbo-medular. Age também sobre o tubo digestivo, facilita a digestão e favorece a evacuação. É considerada ainda, um ótimo remédio para pele e reguladora das funções do coração e da respiração, além de exercer importante papel na regeneração celular.
EucaliptoTrata inflamações das vias respiratórias como tosse, rouquidão, bronquite, asma e alivia os estados catarrais.
Folhas de OliveiraTratamento de diabetes ou doenças ligadas ao coração.
Flor de SabugueiroServe para combater as bronquites, as queimaduras, o reumatismo, as hemorróidas ou mesmo as infecções dos olhos ou da pele.
GuaranáReconstituinte, estimulante, aumenta a resistência nos esforços mentais e musculares, diminui a fadiga motora e psíquica. Por meio da cafeína que possui, o guaraná produz maior rapidez e clareza do pensamento, retarda a fadiga, tonifica o coração, leve afrodisíaco. Provê maior vitalidade do organismo, regula o ritmo cardíaco, tônico potente. Energético, estimulante, adstringente (que contraem os tecidos), tônica e estimulante do apetite, diurético (facilita a urinar mais), contra diarréia.
HamamelisConjuntivite
Hibiscos (Karkadeh) ou Flor da JamaicaDiurético, emagrecimento, hipertensão arterial, cálculos renais, disenteria, febres, inflamação das gengivas e em geral contra diminuição das defesas do organismo.  Diminui o colesterol.
HortelãAtenua azia, gases e cólicas. Vermífugo (lombriga). Alivia asma e bronquite. Calmante, digestivo, e alivia a insônia.
JasminTônico, indicado contra sonolência e combate a acessos de asma. Excelente diurético.
LimaPara a cura das dores de estômago.
MaçãSedativo, digestivo, anti-diarréica e também indicada nos casos de colite.
MalvaAfecções das vias respiratórias como bronquite, tosses catarrais, laringite e nos processos inflamatórios de boca e garganta, através de bochechos e gargarejos. Anti-séptico de vias digestivas e urinárias.
MaracujáDores de cabeça de origem nervosa, ansiedade, insônia, palpitações, pressão alta, perturbações nervosas da menopausa e dores espasmódicas.
Marapuama, Guaraná e CatuábaTônico do sistema nervoso amenizando o nervosismo, insônia, fadiga cerebral, impotência sexual, tosse e bronquites, leves afrodisíacos.
MelissaSedativa em distúrbio de origem nervosa, perturbações gástricas como indigestão, enjôos e espasmos. Alivia dores de cabeça.
MentaIndicado para má digestão, gases e cólicas.
PicãoAnemia, palidez, hepatite, icterícia, hemorróidas.
PimpinelaServe para aliviar as diarréias ou hemorróidas ou tratar as irregularidades da menstruação.
PoejoAnti-inflamatório de ação expectorante no processo respiratório como tosses catarrais, anti-espasmódico e ainda depurativo, gripe ou tosse.
Preto e chá verdeExcelente após as refeições; digestivo.  Utilizado contra úlcera e câncer digestivo.
Salvia (Maramía Sírio)Estimulante estomacal, usado nas atonias digestivas, náuseas, dispepsias, alivia cólicas estomacais, intestinais e menstruais. Indicada nos casos febris com sudorese intensa. Ação anti-séptica na higiene bucal e em afecções da pele, de origem micótica e feridas.
StéviaAdoçante usado nas dietas de emagrecimento, na alimentação infantil e por não interferir na glicemia pode ser usado por diabéticos.
 
Para uso com finalidades terapêuticas, chás devem ser tomados sob indicação médica.
 
 
 
 
CHÁ VERDE E SEUS BENEFÍCIOS
 
Além de proteger o coração, os flavonóides que existem no chá verde tornam os vasos sangüíneos mais flexíveis e resistentes e, portanto, suavizando os impactos das constantes mudanças da pressão arterial.
 
Fora isso, este tipo de chá se tornou muito procurado pelas mulheres em função de ajudar no emagrecimento. Isto é verdade?  Sim. Segundo especialistas o chá verde tem a propriedade de acelerar o metabolismo, favorecendo a queima de gorduras.
 
Mas, atenção tome cuidado com os exageros. Para sentir os efeitos, é necessário consumir ao menos três xícaras por dia, segundo os pesquisadores. E aqueles que são sensíveis à cafeína, porque chá também tem cafeína, podem sofrer com dores de cabeça, irritação e mau humor, caso ultrapassem estas doses.
 
Outra recomendação: nunca beba o chá após as refeições, pois, a cafeína prejudica a absorção do ferro e da vitamina C pelo organismo.
 



GiselleSato
Enviado por GiselleSato em 16/07/2009
Reeditado em 22/03/2010
Código do texto: T1703506
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2009. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
GiselleSato
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
615 textos (333839 leituras)
6 áudios (1986 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/09/20 23:35)
GiselleSato