Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A AUTOCRÍTICA NO BRASIL DEVE SER MAIS DE CARÁTER DOS HOMENS PÚBLICOS.

                          Só exerci o mandato de Deputado Federal por pouco mais de 1 ano e 8 meses em Brasilia-DF. Fiz proposições, indiquei verbas ao orçamento, deixei Propostas de Projetos de Lei a favor de idosos, moto-taxistas, ferroviários e fiz centenas de indicações, mais de 100 pronunciamentos em Defesa de Teses Nacionais e até causas internacionais de interesse do nosso Brasil, defendi o plano de Cargos e Salários dos Servidores do Ministério Publico do Brasil, defendi a ferrovia e ajudei a conseguir apoio da  Comissão de Transportes pra direcionar recursos para as BRs de Mato Grosso do Sul e mais recursos para a saude, educação e até moradias populares para o MS e mais verba para Casas Abrigo para Mulheres Vitimas de Violência. Vi grandes casos de corrupção e falei abertamente sobre eles na época 2000 e 2002. Trabalhei intensamento e não fui eleito em 2002 exatamente porque não aceitei entrar em um Esquemão de corrupção e compra de votos.
                      Sem recursos sufientes para Campanha Eleitoral perdi eleição em 2002 para a Câmara Federal e, assim mesmo tive mais de 16 mil votos. Havia boicote violento contra minha candidatura dentro do partido politico ao qual fui filiado na época e também de velhas raposas da politica que temiam o fato de um ferroviários com as minhas posições ter um mandato efetivo de Deputado Federal. A verdade: Eu NÃO PERTENCIA A NENHUM ESQUEMÃO FORTE E DE GRANA., Por isso não tive apoio de nenhum Prefeito e raros vereadores queriam se somar a minha eleição. Como falavam na época: TEM QUE TER BALA NA AGULHA.  E até muitos votos aqui , buscado em bairros era na base da compra de votos e eu sou radicalmente avesso a isso.
                    Apesar de estar fora de mandato politico desde 2002 aqui no MS, sou um dos politicos mais visados, criticados e  cobrados nas redes sociais, gostaria que os políticos com mandato, eleitos pelo povo tivessem as cobranças que eu tive e tenho até hoje.
                    Agora digo uma coisa honestamente, depois de mais de 40 anos militando e acompanhando a politica e até sendo deputado federal e candidato a Prefeito em uma cidade do interior, digo francamente:
                    O PROBLEMA NO BRASIL DOS PODERES JUDICIÁIRIO, EXECUTIVO E LEGISLATIVO....Não é ideológico ou essa discussão rebaixada e de baixo nível em que se dizem polarizar: Direita e Esquerda. o problema é de Caráter. É preciso Deputados, Senadores, Vereadores, Deputados dos Estados Assembléias, Prefeitos, Governadores, Juízes, Desembargadores, Ministros do Supremo, Conselheiros, Promotores Federais e todo homem público e nós eleitores fazermos uma autocritica e nos perguntarmos SE DE FATO QUEREMOS UM PAÍS SÉRIO E HONESTO. É  PRECISO UMA AUTOCRÍTICA DE NOSSO CARÁTER DE CIDADÃOS DE FATO.
                    Essa discussão que esta exposta na mídia e nas redes sociais de nossos cidadãos de direita ou esquerda e religiosos se atacando mutuamente, por defenderem seus Chefes de Direita ou Esquerda, Não vai a lugar algum essa discussão. E,  só nos jogam no LIXO DA HISTÓRIA.
                  Desculpem, estou sendo honesto em expor claramente o que acho que é o problema, claro, posso estar errado.Afinal até o eleitor precisa entrar nessa autocritica e saber se quer continuar convivendo com as mafias politicas que elegem seus deputados , vereadores etc...indo aos bairros de dois em dois anos, mentir e comprar votos com ninharia pra o pobre, utilizando atravessadores chamados de "lideres" que andam com as malas de dinheiro e comprimidos eleitoreiros.
           Ou se quer de fato mudar e construir CIDADANIA DE FATO.
Manoel Vitorio
Enviado por Manoel Vitorio em 02/10/2019
Reeditado em 04/10/2019
Código do texto: T6759202
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Manoel Vitorio
Campo Grande - Mato Grosso do Sul - Brasil, 63 anos
6265 textos (221204 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 26/09/20 14:01)
Manoel Vitorio