Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CPI DA LAVA-TOGA: QUEM É CONTRA É CONTRA O BRASIL !!! (UMA FAMÍLIA CONTRA O BRASIL) !!!

CPI DA LAVA-TOGA: QUEM É CONTRA É CONTRA O BRASIL !!!
 (UMA FAMÍLIA CONTRA O BRASIL) !!!

A IDEIA DA CPI DA LAVA-TOGA por si só faz bem ao Brasil. O que provoca malefícios à população brasileira são os políticos corruptos do Congresso que desejam a continuidade dos esquemas secretos de corrupção institucional característicos dos governos da Nova República dos Bandidos de Sarney a Bolsonagro.

OS PRESIDENTES DA CÂMARA e do Senado não se destacam por defender a Operação Lava Jato que mais de 57 milhões de votos afirmaram apoio incondicional ao então juiz Sergio Moro do Brasil.

O ENTÃO CANDIDATO À presidência usou e abusou de discursos de apoio ao então juiz Sergio Moro do Brasil visando a obtenção de apoio popular para sua eleição presidencial. Uma vez eleito ignorou a intenção de mais de 57 milhões de votos no combate a corrupção e passou a boicotar a vontade de combate à corrupção de mais de 57 milhões de eleitores brasileiros.

BOLSONAGRO NUNCA VAI livrar-se da pecha popular de traíra. Faça o que fizer, diga o que disser, governe como governar, consiga o que conseguir, será sempre mais um político eleito com um discurso num sentido que, no exercício do mandato aliou-se à prática da corrupção familiar em defesa do filho, contrariando o país inteiro dos mais de 57 milhões de voto no combate à corrupção na “Praça É Nossa” dos Três Poderes.

A PRIMEIRA IMPRESSÃO É a que fica. Não há como desfazer os males feitos, os malefícios não vão voltar atrás, não são retroativos O procurador da República Deltan Dallagnol, jurista integrante da força-tarefa da Operação Lava-Jato afirmou que Bolsonagro promoveu intervenções na PF e na Receita Federal, provocou mudanças no Coaf...

BOLSONERO, O PIROMANÍACO, mudou o nome do Coaf, segundo Deltan, depois de eleito presidente distanciou-se da pauta anticorrupção que usou e abusou durante o período eleitoral, assim como do projeto anticrime do agora ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro do Brasil, desprestigiou o auditor da Receita Federal Roberto Leonel indicado por Moro.

O PIROMANÍACO “SOU EU queimando” (“Sou eu quem mando”) queimou a pauta anticorrupção que defendeu durante a campanha apenas com a má intenção de ser eleito presidente da República. Tal qual afirmou Luciano Huck, ele se firmou como “o último capítulo do que não deu certo”. Ou seja: o último presidente da República Federativa dos Bandidos que, nos discursos de campanha mistificou-se candidato anticorrupção.

MILHARES DE ELEITORES NO Brasil todo têm se manifestado contra o enganador que fora eleito apontando numa direção e agora, uma vez empossado presidente, volta-se contra os mais de 57 milhões de votos anticorrupção que serviram para elegê-lo enquanto candidato em campanha. Não há como reverter esse quadro institucional de traição ao voto popular e à democracia da vontade do Povo, pelo Povo e em favor do Povo.

ELE NÃO. ELE NÃO. ELE NÃO. ELE NÃO. ELE NÃO. ELE NÃO. ELE NÃO. ELE NÃO. ELE NÃO. ELE NÃO. ELE NÃO. ELE NÃO. ELE NÃO. ELE NÃO. ELE NÃO. ELE NÃO. ELE NÃO. ELE NÃO. ELE NÃO. ELE NÃO. ELE NÃO. NUNCA É TARDE E O REFRÃO AGORA É ESTE: ELE NÃO VAI SE CRIAR. O POVO NAS RUAS NÃO VAI DEIXAR SERGIO MORO DO BRASIL FRITAR !!!
Decio Goodnews
Enviado por Decio Goodnews em 06/09/2019
Código do texto: T6738501
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Decio Goodnews
São Paulo - São Paulo - Brasil
1813 textos (471775 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/10/19 18:41)

Site do Escritor