Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O SÍTIO DO LULLALAU AMARELO !!!

O SÍTIO DO LULLALAU AMARELO !!!

O BURACO NEGRO DA corrupção atrai todos os políticos e ministros do STF que estão envolvidos com a Nova República da Bandidagem: a Corriola Pândega do PT (PSDB, PMDB, PCdoB, PCB...). Sem moral institucional o país decolava-se rumo ao abismo.

DE SARNEY A TEMER institucionalizou-se cada vez mais intensamente a corrupção protocolar e corporativa entre governo federal e empresas privadas tipo empreiteiras. De uma vez por todas o governo Lullalau afirmou que a República do Brasil era e devia continuar sendo um propinoduto a favorecer as amizades entre os poderes. Lembre a frase: “o STF não vale nada, o que vale são as amizades”.

DEPUTADOS, SENADORES, ministros do STF e o 4° Poder, a imprensa, passaram a conviver na maior das intimidades com os trâmites da sedução e do aliciamento institucionalizado. Todos se gabavam de suas relações de camaradagem e convívio com o Poder Central (PC) nos governos e câmaras municipais e estaduais.

O BRASIL SORRIA UM SÓ sorriso unificador a partir dos lábios jubilosos e radiantes de Lullalau. Ele era César, era Hitler, era “O Cara” elogiado, aprovado e zoado pelo então presidente comuna dos EUA: “Obama Flintstone”, quero dizer “Obama Clintostone”. A Hilária Clinton que o diga.

A POSIÇÃO DE MANDO E comando da turba pelo Macunaíma de Garanhuns era quase que de unanimidade nacional. O tropicalismo da MPB de apoio estava em seu pique mais alto: Chico Malandro e a Máfia do Dendê (Gil, Caetano et caterva) faziam da arte musical um nicho nacional do “realismo socialista”.

O FORMIGUEIRO DOS movimentos sociais no campo e nas cidades todos os dias e diariamente (desculpe o pleonasmo) manifestava-se com enormes filas de militantes vermelhos foice e martelo reivindicando direitos existentes apenas e exclusivamente em suas metas de tumultuar e desviar a atenção da sociedade para os enormes desfalques no dinheiro dos impostos pagos pelos eleitores.

TRAFICÂNCIAS, VELHACARIAS E fraudes eram cometidas diariamente, todo tempo, até que o juiz Sérgio Moro da Operação LAVA-JATO começou a penalizar os criminosos de colarinho branco protegidos pelo foro privilegiado, até então impunes e intocáveis.

LULLADRÃO MAIS QUE depressa confessou, em telefonema à sua musa e diva de coleira, Dilma Pedaladas Fiscais, que tinha medo da “República de Curitiba”. Sim, porque a República Federativa do Brasil era também a República Impune dos Bandidos por ele comandada do Monte Caburai ao Chuí.

A LAVA-JATO AMEAÇAVA a impunidade da Nova República Federativa dos Bandidos. Ele, Lullalau, confidenciava à musa sua apreensão e fobia quanto à República que não era a República dos bandidos.

O CANIBALISMO NORMATIVO da Nova República, de Sarney a Temer, devorava os impostos e as riquezas minerais nacionais sem que houvesse da imprensa brasileira cooptada pelo ideário gramscista, a menor menção ou reação que não estivesse noticiada como se fosse algo da rotina oficial do Estado. O presidente Bolsonaro acabou com essa festa nefasta. Graças ao Bom Deus !!! Há quem queira que, em 100 dias ele mude tudo isso. Bolsonaro é presidente, não milagreiro !!!

VEJA O PERFIL NO FACE DE DEOCLECIO ALBUQUERQUE FORTES BRITTO)
Decio Goodnews
Enviado por Decio Goodnews em 15/04/2019
Reeditado em 15/04/2019
Código do texto: T6624080
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Decio Goodnews
São Paulo - São Paulo - Brasil
1727 textos (458406 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/05/19 18:16)

Site do Escritor