Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Jesus é o centro: Maria é a Indicação dessa Centralidade de modo eficaz.

Gênesis 3, 15
 " - Porei inimizade entre ti e a mulher,
e entre a tua descendência e a sua descendência;
esta te ferirá a cabeça,
e tu lhe ferirás o calcanhar."

A primeira de todas as profecias: A semente da mulher
https://www.raciociniocristao.com.br/2014/11/primeira-todas-profecias-semente-mulher/
_____________

As armas com as quais lutamos não são humanas; pelo contrário, são poderosas em Deus para destruir fortalezas. Derrotando raciocínios e toda pretensão que se levanta contra o conhecimento de Deus, e levamos cativo todo pensamento, para torná-lo obediente a Cristo. 2 Coríntios 10:4,5

Assim também a fé, por si só, se não for acompanhada de obras, está morta. Tiago 2:17

E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura. Marcos 16:15

Não extingais o Espírito. Não desprezeis as profecias. Examinai tudo. Retende o bem. Abstende-vos de toda a aparência do mal. 1 Tessalonicenses 5:19-22

___________

MARIOLOGIA DENTRO E À LUZ DA CRISTOLOGIA E ECLESIOLOGIA:
O PRIMADO DE MARIA NA IGREJA APOSTÓLICA.

J B PEREIRA

E criou Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou.
E Deus os abençoou, e Deus lhes disse: Frutificai e multiplicai-vos, e enchei a terra, e sujeitai-a; e dominai sobre os peixes do mar e sobre as aves dos céus, e sobre todo o animal que se move sobre a terra.

Gênesis 1:27,28


____________

Jesus é o centro salvífico: Maria é a Indicação dessa Centralidade de modo eficaz, a súplica intercessora, a serva dos servos de Jesus.

Foi pela Santíssima Virgem Maria que Jesus Cristo veio ao mundo, e é também por ela que deve reinar no mundo.
J B PEREIRA

De todos os bens, além da vida e da saúde, de todos os tesouros, o maior é Deus, depois a mãe da Gente. Prof. Andrea

______________

Depois do Pai-Nosso, a Ave-Maria (com citações da Bíblia) é uma linda e poderosa oração que os Cristãos oram desde o Século IV, com o concílio de Éfeso, ao defender a Maternidade puríssima da Virgem Maria.

J B PEREIRA

____________

Como surgiu a oração da Ave-Maria?

O seu uso como fórmula de oração começou nos mosteiros, em torno do ano 1000 e foi aos poucos se difundindo, tornando-se universal após o século XIII.

S. Bernardino de Senna (+ 1444) ao comentar a Ave-Maria disse que ao final desta se poderia acrescentar “Santa Maria, rogai por nós pecadores”. A súplica a Maria começa com o adjetivo santa, porque Maria é a primeira entre todos os santos venerados pela Igreja, pois somente Ela é “cheia de graça”.

A fórmula atual da Ave Maria, que se difundiu lentamente, foi divulgada no breviário publicado em 1568, por ordem do papa Pio V.

https://www.a12.com/academia/artigos/como-surgiu-a-oracao-da-ave-maria


AS PARTES DA AVE-MARIA - ORAÇÃO TÃO ANTIGA QUANTO A IGREJA E O PAI-NOSSO.

1. Saudação do Arcanjo Gabriel a Maria Virgem.
“ - Alegra-te, cheia de graça, o Senhor está contigo!” (Lc 1,28b)

2. Saudação de Isabel quando da Visitação da Virgem para servir Isabel, prima de Maria Virgem Mãe de Jesus.
 “ - Bendita és tu entre as mulheres e bendito é o fruto de teu ventre! (Lc 1,42b).

3. Recomendação vigorosa e eficaz da Igreja
como comunidade de Jesus ,que reconhece Maria com fé e amor sinceros, como:
"- Santa Mãe de Deus,
 rogai por nós, pecadores,
agora
e na hora de nossa morte.
Amém!"

Angelus
- Oração pela manhã, ao meio-dia, às 18 horas e à noite antes de dormir.

V. O Anjo do Senhor anunciou a Maria.

R. E Ela concebeu do Espírito Santo.

Ave Maria.

 

V. Eis a escrava do Senhor.

R. Faça-se em mim segundo a Vossa Palavra.

Ave Maria.

 
V. E o Verbo divino encarnou.

R. E habitou no meio de nós.

Ave Maria.
 

V. Rogai por nós Santa Mãe de Deus.

R. Para que sejamos dignos das promessas de Cristo.

 

Oremos:

Infundi, Senhor, como Vos pedimos, a Vossa graça nas nossas almas, para que nós, que pela Anunciação do Anjo conhecemos a Encarnação de Cristo, Vosso Filho, pela sua Paixão e Morte na Cruz, sejamos conduzidos à glória da ressurreição. Por Nosso Senhor Jesus Cristo Vosso Filho que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.

https://www.encontrocomcristo.com.br/angelus/

______________

"Lembrai-vos
(Virgem Maria)

http://www.catolicoorante.com.br/oracao.php?id=55

Lembrai-Vos,
ó piíssima Virgem Maria,
que nunca se ouviu dizer
que algum daqueles
que têm recorrido
à vossa proteção,
implorado a vossa assistência,
e reclamado o vosso socorro,
fosse por Vós desamparado.

Animado, pois, com igual confiança,
 a Vós, Virgem entre todas singular,
como a Mãe recorro,
de Vós me valho,
e, gemendo sob os pesos dos meus pecados,
me prostro a Vossos pés.

Não rejeiteis as minhas súplicas.
Ó Mãe do Filho de Deus humanado,
dignai-Vos de as ouvir propícia
e de me alcançar o que Vos peço.
Amém"

http://www.catolicoorante.com.br/oracao.php?id=55

______________

TRATADO DA VERDADEIRA

DEVOÇÃO DA SANTÍSSIMA VIRGEM

www.obradoespiritosanto.com

                     > Vídeo do histórico da devoção.

Escrito por São Luís Maria Grignion de Montfort
19ª edição – Editora Vozes – Petrópolis, 1992.

 http://www.derradeirasgracas.com/4.%20TRATADO%20DA%20VERDADEIRA%20DEVO%C3%87%C3%83O%20DA%20SSMA%20VIRGEM/Tratado%20da%20verdadeira%20Devo%C3%A7%C3%A3o%20-%201%20.htm

_______________

PERGUNTAS E RESPOSTAS
Por que os católicos veneram Maria?

curia@diocesedeanapolis.org.br
comunicacao@diocesedeanapolis.org.br
(62) 3329.3400 e (62) 98116.9093

Os católicos veneram Maria, porque Deus a escolheu para ser a Mãe de seu Filho, Jesus. Nosso amor e veneração com a Mãe do Filho de Deus encarnado já se encontram mencionados no evangelho, quando ela mesma diz: “Todas as gerações me chamarão bem-aventurada.” (Lc 1,48.) Demonstramos nosso amor à Virgem Maria nas festas que a Igreja celebra em seu louvor ou quando rezamos o Rosário, contemplando Jesus com Maria. Mas também a cada dia, quando nos dirigimos a ela pedindo seu auxílio, quando rezamos com amor a “Ave Maria”, quando colocamos sob sua proteção materna nossa vida.

Adoramos somente a Deus. A Maria dedicamos especial amor, à imitação do respeito e da confiança que seu próprio Filho, Jesus, lhe dedicou. Ela é a criatura que está mais próxima do Senhor. Interessa-se por nós, ama-nos como a filhos queridos, pois o próprio Jesus nos confiou a ela: “Mulher, eis o teu filho” (Jo 19,26). Por isso podemo-nos dirigir a ela, confiando em sua intercessão em todas as nossas necessidades.
Jesus mesmo mostrou como lhe agradava a intercessão de Maria, quando for ocasião das Bodas de Caná, a pedido de sua mãe, realizou o primeiro sinal (cf. Jo 2,1-11). Quanto mais assemelhado a Cristo, tanto mais os cristãos devem nutrir os sentimentos de veneração e estima filial que Jesus nutria para com a sua mãe. Algumas denominações protestantes mais tradicionais não reproduzem mais os duros ataques dirigidos à devoção Mariana, persistentes em grupos mais recentes.

_________________

venerar Maria em nada diminui nosso amor a Jesus - Veneramos a Sempre Virgem Maria - Mãe de Deus e Nossa também.

Maria nos leva a Jesus Verdadeira Devoção à Virgem Maria.
São Luis Maria de Montfort

Tudo por Jesus, nada sem a Virgem Maria.
Jesus nós te adoramos e veneramos sua Mãe conforme seu pedido e mandato na Cruz a João o Apóstolo Amado.

J B PEREIRA


As lindas e sagradas páginas da Palavra de Deus estão repletas de verdade sobre a Virgem Maria. São Sabedoria e fonte de Graças de Jesus para nossa vida. A certeza de que quem amar e venerar piedosa e constantemente sua mãezinha do Céu estará com ele no Paraisso e o mesmo Salvador o contemplará de modo especial.

Afinal, Jesus obedeceu a Deus acima de tudo. Mas, ainda soube ouvir e obedecer os conselhos e amar sua Mãe na Terra durante os 30 anos na casa ou lar de Nazaré.
Alimentado, amamentado, gerado virginalmente no seio purífissimo da sua Mãe Virgem, em tudo foi filho exemplar e reconhecido pela comunidade de Nazaré pela submissão ao seus pais.
Ela o educou na fé e nos costumes da cultura judaica.
Ouviu a pregação de Jesus, com certeza. Discípula Fiel e silentte, orante e dolorasamente vencedor em nome de Jesus.
Ora, sua vida só exemplar e cheia de Graça - soube a Virgem Mãe ser!
Soube ser de Deus, de Jesus! Soube ser aquela que tudo crê nas coisas de que e para que e para quem o Senhor Javé diz...
Soube ser orientadora e modelo de conselheira e forte o suficente em nome de seu filho para não deixar dispersar os primeiros apóstolos, sem impedir que pregassem e fossem martirizado por onde foram evangelizar.
Vencedora três vezes admiração: a reconhecemos sobremaneira. Porque ela mesma louvou e cantou a Deus no Magníficat que as Gerações a chamarão de Bem-Aventuradas do Altissimo Todo Poderoso.
Sua presença e intercessão é valiosa, eficaz e constante desde seu Fiat ou Sim ao Arcanjo Gabriel na Encarnação do Verbo de Deus - o Emanuel, Deus-Concosco.
Ela ficou com as mulheres a orar em grupo e com os apóstolos para a Descida do Espírito Santo em Pentecostes - Jerusalém, formação da primeira comunidade de Jesus, chamada de Igreja de Jerusalém...
sob a égide de São Pedro, que a soube como aos outros apóstolos ouvir, atender e seguir as súplicas de unidade, fé e amor e castidade, os conselhos da Mãe do Senhor Jesus.
Jesus, Filho Unigénito de Deus - é o único Filho de sangue de Maria Santíssima. A Bíblia fala de irmãos do Senhor, mas nunca, jamais diz a Bíblia - filhos de Paria: Porque Jesus, de fato, é o único Filho Legítimo de sua Mãe ùnica a virgem Maria, segundo as palavras da Escritura e no Profeta Isaías: -  "A Virgem dará a luz...!"
Por esses e tantos motivos, a Sagrada Escritura nos confessa e aponta o sagrado dever e a justa medida da verdadeira Devoção e amor à Virgem Mãe do Jesus Senhor Salvador.
Ele mesmo a entregou a nós na pessoa de João O Evangelhista na Cruz:
_ Eis aí tua Mãe. - Mulher eis aí teu filho.
Como João, saibamos levar imediata e filialmente Maria para a nossa casa, para nossas Igrejas, antes de tudo para nosso coração.
Nada Mais sábio, puro, justo ouvir o nosso Salvador nos mandar e recebermos a Mãe Dele como nossa também MÃE E MODELO DE SEGUIMENTO A SEU DOCE E AMADO FILHO JESUS.
MARIA, MÃE DE TODOS NÓS, DA HUMANIDADE, MARIA SENHORA NOSSA, MARIA SENHORA DE TODOS OS POVOS, nós A amamos, veneramos seu nome, sua virgindade fecundidade, sua gloriosa maternidade, sua pura e eficaz intercessão junto de Jesus, sua maneira de Serva, Mãe e Rainha.
Nos Evangelhos - é Serva do Senhor. Mãe do Salvador e Mãe de Deus, por ser Mãe de Jesus - que é Deus. Mãe da Igreja: pois gera a cabeça da Igreja e os membros - que somos todos e cada um de nós, de modo sobrenatural e eternal, maternal, suplicante.

Maria é a Virgem orante, a onipotencia humildemente suplicante a Deus e a Mãe de Deus e Nossa para Sempre - todo Sempre. Amém.


_____________

Por que veneramos a Virgem Maria?

Voltar Publicado em: 05 de setembro de 2013

Por que veneramos a Virgem Maria?

Padre Alberto Gambarini
Portal Encontro com Cristo


Porque Deus a escolheu para ser a Mãe do seu Filho, Jesus. O amor e a veneração pela mãe do Filho de Deus encarnado já são mencionados no Evangelho; ela mesmo disse: “Todas as gerações me chamarão bem-aventurada” (Lc 1,48).


Demonstramos nosso amor à Virgem Maria de várias formas: nas festas que a igreja celebra em seu louvor, quando rezamos o rosário, contemplando Jesus com Maria, quando nos dirigimos a ela pedindo seu auxílio, rezando com amor a “Ave Maria” e quando colocamos nossa vida sob sua proteção materna.

Adoramos somente a Deus. A Maria dedicamos especial amor, a imitação, o respeito, e a confiança que seu próprio Filho, Jesus, lhe dedicou. Ela é a criatura que esta mais próxima do Senhor. Ela é a primeira criatura plenamente glorificada, sinal concreto da eficácia da salvação de Jesus Cristo na nossa humanidade.

Venerar Maria significa professar nossa fé na poderosa realização da Páscoa de Jesus Cristo em nós, criaturas e filhos. Ela se interessa por nós, ama-nos como a filhos queridos, pois o próprio Jesus nos confiou a ela: “Mulher, eis o teu filho” (Jô 19,26).

 Temos especial carinho por Maria, em obediência a Jesus e por fidelidade ao Evangelho: “Filho, eis aí a Tua mãe” (Jô 19,27). Por isso podemos dirigir-nos a ela confiando-nos à sua intercessão materna em todas as nossas necessidades.

 Jesus mesmo  mostrou como lhe agradava a intercessão de Maria quando, por ocasião das Bodas de Cana, a pedido dela, realizou o primeiro sinal (Jo 2,1-11). Quanto mais assemelhados a Cristo, tanto mais os cristãos devem nutrir os sentimentos de veneração e estima filial que Jesus nutria para com a sua mãe.

https://www.a12.com/academia/artigos/como-surgiu-a-oracao-da-ave-maria
____________

:: A Origem da Salve Rainha

Missionária Marlete Lacerda - Marióloga

https://www.a12.com/academia/artigos/a-origem-da-salve-rainha

___________________

 que significa a Assunção de Nossa Senhora?
  POR PROF. FELIPE AQUINO 15 DE AGOSTO DE 2017 DOUTRINA E TEOLOGIA
AssunçãodeNossaSenhoraaosCéusOuvi um padre amigo dizer na homilia da Missa da Assunção de Nossa Senhora, que nos lembra que “há um lugar em Deus para nós; e em nós deve, então, haver um lugar para Deus”. Deus nos fez para Ele e Ele nos quer vivendo sempre com Ele na eternidade. E, por isso, disse São Paulo, “Se ressuscitastes com Cristo, buscai as coisas do alto, onde Cristo está sentado à direita de Deus. Afeiçoai-vos às coisas lá de cima, e não às da Terra” (Col 3,1-2).

A Virgem Imaculada foi elevada ao Céu de corpo e alma após sua morte, que a Igreja desde os primeiros séculos chama de “dormição”; Deus a ressuscitou e levou para o Céu. O Papa Pio XII, em 1 de novembro de 1950, por meio da Constituição Apostólica “Munificientissimus Deus” proclamou como dogma de fé, dizendo:

“Finalmente, a Imaculada Virgem, preservada imune de toda mancha da culpa original, terminado o curso da vida terrestre, foi assunta em corpo e alma à glória celeste. E para que mais plenamente estivesse conforme a seu Filho, Senhor dos senhores e vencedor do pecado e da morte, foi exaltada pelo Senhor como Rainha do universo.”

A Festa de Nossa Senhora Rainha do Céu e da Terra é celebrada no dia 22 de agosto. A Assunção da Virgem Maria é uma participação especial na Ressurreição de Jesus e uma antecipação da ressurreição dos outros cristãos. A Liturgia bizantina reza: “Em vosso parto, guardastes a virgindade; em vossa dormição, não deixastes o mundo, ó mãe de Deus: fostes juntar-vos à fonte da vida, vós que concebestes o Deus vivo e, por vossas orações, livrareis nossas almas da morte”.

Na Missa da Assunção a Igreja reza: “Deus eterno e todo poderoso, que elevastes `a glória do Céu, em corpo e alma, a Imaculada Virgem Maria, mãe do Vosso Filho, dai-nos viver atentos às coisas do alto, a fim de participarmos de Sua glória”.

Muitos santos perguntavam se o melhor dos filhos poderia recusar à melhor das mães a participação em sua ressurreição e o glorioso domínio à direita do Pai? Para eles sua dignidade de Mãe de Deus exige a Assunção. Para Santo Irineu de Lião (†200), como a nova Eva, Maria participou da sorte do novo Adão, Jesus Cristo, ressuscitou depois da morte, seu corpo não experimentou a corrupção.

Leia também: Festa da Assunção de Nossa Senhora

Quando foi instituída a Festa da Assunção de Nossa Senhora?

A Assunção de Maria na Tradição da Igreja

O que é Ascensão, Assunção e Circuncisão?

A Assunção da Virgem Santíssima ao Céu

A Assunção de Nossa Senhora ao Céu é, para nós que ainda vivemos neste vale de lágrimas, a certeza de que o Céu existe e é nosso destino. A chegada de nossa Mãe ao Céu é a certeza antecipada da vitória final de todos os justos amigos de Deus, que amam o Evangelho e obedecem a Igreja, vivendo como verdadeiros cristãos. Lá do alto a Mãe querida, ao lado do trono do Rei, prepara um lugar no céu para cada um de nós, e ali intercede por nós sem cessar, ela que é a “onipotência suplicante”. A Igreja reza na Assunção: “Hoje a Virgem Maria, Mãe de Deus, foi elevada à glória do Céu. Aurora e esplendor da Igreja triunfante, ela é consolo e esperança para o vosso povo ainda em caminho”.(Pref. da Or. Euc.)

A Assunção de Nossa Mãe ao céu é um sinal da nossa ressurreição. É uma mensagem especial e convite dessa Mãe a cada um de nós para segui-la ao Céu, desprezando toda a sedução dos apegos e prazeres desta vida, que por mais abundantes que sejam não conseguem saciar os anseios de uma alma imortal criada em Deus, para Deus e à semelhança de Deus. O coração do homem que foi feito para o Alto.

A Assunção de Nossa Mãe é o testemunho certo de que a filosofia consumista, materialista e hedonista de nossos tempos, que tiraniza o ser humano, afastando-o de Deus e dos irmãos, longe de trazer-lhe a verdadeira felicidade, ao contrário, enche sua alma de tristeza, frustração e pessimismo, numa vida sem rumo e sem ideal.

A Assunção de Maria é a festa da esperança do cristão verdadeiro que espera a felicidade eterna e perfeita. Maria subiu ao Céu deixando na terra um túmulo vazio, sinal de que nossa vida aqui nesta terra é uma caminhada para o Céu. É um alerta para que não nos deixemos enganar pelas delícias ilusórias da viagem, as quais não podem satisfazer os anseios infinitos do homem, cujo destino é viver em Deus para sempre.

A Assunção de Maria é a vitória da vida sobre a morte, da esperança sobre o pessimismo, do sofrimento sobre o prazer, da humildade sobre a soberba, do amor sobre o egoísmo, da pureza sobre a luxúria, da mansidão sobre o ódio, da bondade sobre a inveja, da solicitude sobre a preguiça… do bem sobre o mal.

A subida de Maria ao céu é um chamado vibrante a cada um de nós para que vivamos na terra como ela viveu: simples, humilde, pobre, oculta, silenciosa, discreta, generosa, mansa, bondosa e prestativa, para que sejamos um dia exaltados por termos vivido a humildade.

É lá na casa de Maria, no esplendoroso palácio celeste que deve habitar nosso pobre coração. Conquistar o céu, como Maria, deve ser a meta de cada um de nós, e o objetivo de todos nossos esforços.

O cristão vive com os pés na terra e o coração no céu.

São Paulo expressa isso bem quando diz: “Se é só para esta vida que temos colocado nossa esperança em Cristo, somos de todos os homens os mais dignos de lástima” (1Cor 15,19). Em outras palavras, é perder tempo querer seguir Jesus apenas para ser feliz nesta vida, que é rápida e muito precária. No céu é que receberemos a recompensa, “a herança das mãos do Senhor” (Cl 3,24).

Quem deseja o Reino de Cristo nunca pode esquecer-se de que Ele disse: “Meu reino não é deste mundo” (Jo 18,26). Cristo nos quer a todos no Céu, porque ali está nosso destino. Seu coração fica frustrado quando um lugar no céu não é ocupado por alguém. As alegrias do Céu são tantas e tão insondáveis que fizeram S. Paulo exclamar: “O que os olhos não viram, os ouvidos não ouviram e o coração do homem não percebeu, isso Deus preparou para aqueles que O amam” (1Cor 2,9).

“Nós somos cidadãos dos céus. É de lá que também aguardamos o Salvador, o Senhor Jesus Cristo. Ele transformará nosso corpo glorioso” (Fl. 3,20-21). “Temos no céu uma casa feita por Deus e não por mãos humanas” (2Cor 5,1). Para o Apóstolo, era um exílio viver na terra. “Todo o tempo que passamos no corpo é um exílio longe do Senhor… suspiramos e anelamos ser sobrevestidos de nossa habitação celeste… Pois, enquanto permanecemos nesta tenda, gememos oprimidos… Estamos, repito, cheios de confiança, preferindo ausentar-nos deste corpo, para ir habitar junto do Senhor” (2Cor 5,2-8). Desejar o paraíso é desejar a Deus, diz Santo Afonso, nosso fim último, onde O amaremos perfeitamente.

Assista também: Festa da Assunção de Nossa Senhora

A vida aqui sem a perspectiva do céu é um desastre total, uma frustração inexplicável. Sem a fé no céu a vida na terra é vazia, sem sentido, como um barco que navega à deriva…

Maria, agora gloriosa no Céu, é a “âncora lançada no infinito de Deus”, é “a Porta do Céu” aberta para seus filhos devotos. Vamos ao Céu por Maria, Ela é a escada que Jesus nos deu para chegar até lá.

Pela Assunção de Nossa Senhora Deus nos revela o sentido pleno da redenção; isto é, uma completa divinização do corpo humano, a transfiguração da própria dimensão material do homem e a vitória sobre a morte em todas suas formas.

Outro aspecto muito relevante da Assunção de Nossa Senhora é que, com seu corpo transfigurado e glorificado, ela pode estar sempre presente ao lado de Jesus e, de modo muito especial numa presença misteriosa junto à Eucaristia. Em vista disso, São Pedro Julião Eymard deu a ela o título de: “Nossa Senhora do Santíssimo Sacramento”.

O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI.

Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova.

Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos.

Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”.

Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior.

Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
Visualizar todos os posts porProf. Felipe Aquino →
MARCADO  Assunção, céu, morte, Nossa Senhora.ADICIONAR A FAVORITOS LINK PERMANENTE.

https://cleofas.com.br/o-que-significa-a-assuncao-de-nossa-senhora/

_______________

Estudo para ser humano, estudo para mim e para servir: para a saber que sei ainda pouco, e quero um pouco mais, um pouco mais ainda. Um pouco melhor e um sabor e saber de eternidade. Vivo o que sei e morrerei aprendendo que sei que saberei mais além de mim e, em meu eu profundo, sonho com o mundo melhor e uma vida sem fim: Deus como amor e fonte do saber do sabor de conhecer, fonte do conhecimento e do autoconhecimento. "Como um espelho, me verei como sou visto... E saberei quem sou o que sou..." J B Pereira. ______ 1 Coríntios 13, 11___ Quando eu era criança, pensava como menino, sentia e falava como menino. Quando cheguei à idade adulta deixei para trás as atitudes próprias das crianças. ____12 Agora, portanto, enxergamos apenas um reflexo obscuro, como em um material polido; entretanto, haverá o dia em que veremos face a face. Hoje, conheço em parte; então, conhecerei perfeitamente, da mesma maneira como plenamente sou conhecido. ___13 Sendo assim, permanecem até o momento estes três: a fé, a esperança e o amor. Contudo, o maior deles é o amor! O correto uso dos dons.... - disse São Paulo aos moradores de Corinto, 1 ª carta. ____ Escrita por volta do ano 55 d. C. Paulo encontrava-se em Éfeso - a terceira viagem missionária dele (Atos 19:1; Atos 20:1). ___ https://pt.wikipedia.org/wik
J B Pereira e https://www.a12.com/academia/artigos/como-surgiu-a-oracao-da-ave-maria
Enviado por J B Pereira em 04/04/2019
Reeditado em 06/04/2019
Código do texto: T6615650
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
J B Pereira
Piracicaba - São Paulo - Brasil
2269 textos (1219465 leituras)
14 e-livros (85 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/10/19 08:01)
J B Pereira