Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A BÍBLIA DE CARREIRINHA – A QUEDA – PARTE 3


Gênesis 2.8-3.24

Ouro  efeito da Queda é que perddemos a unidade humana.  Nós temos a unidade no Espírito santo, mas perdemos a unidade relacional e não a vamos ter de volta,  porque a noss ruptura foi profunda. E  se a gene não souber isso nãao vai dar pra viver e a gente fica estranhando porque o outro não se expõe mais a mim e porque eu  não me exponho mais mais ao outro – porque não da mais.

A nossa vida desde então é maissolitária, pois não consigo dividir o que vai no meu peito com ninguém e a minha auto-reerencia também  não ajuda, pois n~~ao quero admitir o que me tornei, pois se assim o fizer sou obrigado a conffessar que Deus existe e ue eu preciso Dele.

Foi um baque muito duro perdermos a unidade humana. As acusações que vieram da minha tentativa de defesa, onde acuso a mulher que deus me deu e o próprio deus.  Isso ficou entranhado em nós e temos duvidas que fomos perdoados pelo próximo, pois ainda não o fomos por nós mesmos. Olhamos a mulher que Deus nos deu com medo e desconfiança, pois nós pecamos contra ela e olhamos aDeus com tristeza, pois erramos feio com Ele. Fiadificil confiar em Deus, pois não confiamos em nós, no que fizemos com deus.

A nos ruptura foi enorme, entre  os seres humanos e entre nós e Deus e entre nós mesmos.  Nós sentimos que perdemos alguma coisa, agora impossível de encontrar. Nós perdemos a nossa inocência.

Ou seja, dentro da comunidade humana não nos vemos mais como unidade. E a história nos mostra que quando a pessoa se expõe demais ela acaba se arrependendo, porque não da para impedir do homem pecar, porque aquela informação a respeito de nós depõe contra nós. Porque não tem nenhum ser humano que possa impedir o outro de pecar. Algumas vezes a pessoa perde a batalha e peca e outras vezes a pessoa se sujeita a Deus e resiste ao diabo; e só não resistiu ao diabo porque achou que achavam que eram fortes o suficiente para resistir – e descobriram não são –, ou não resistiu porque queria pecar mesmo e não pediu ajuda pra Deuss porque queria pecar mesmo.

E ai a gente vai achar os alibis pra isso. Mas lá no fundo a gente sabe que é só alibi. “A mulher que o Senhor me deu” é só um alibi, uma desculpa esfarrapada pelo meu pecado desejado. No fundo  a gente sabe que existe algo profundamente errado conosco. E ai aprendemos que nós que nascemos de novo esstamos sendo conectados de novo em Deus, mas precisamos saber que nesse caminho muita água ainda vai rolar e vamos pecar e sofrer e tentar de novo  pedir perdão e sofrer e ser julgados por Deus e pela sociedade e vamos sofrer. Então perdemos a unidade humana.

NÓS NOS TORNAMOS DISFUNCIONAIS

Nós nos tornamos disfuncionais e passamoss a ter uma crise de sexualidade. Porém quanndo a gentte vai falar diso a Igreja não quer admitir, pois  ainda esstá naquela crença que quando  aceitou jesus tudo se fez  automáttico e a nossa  restauração foi automática e de uma vez só. Mas isso não pode ter acontecido assim, pois nós ainda pecamos, mesmo depois de aceitar a Jesus. Tentaam dizer que não temos uma crise de sexualidade quando falamos disso, pois dizem que somos salvos, mas snós perdemos a nossa identidade.

E a crise dde identidade significa que os homens não sabem mais o que significa ser homem e as  mulheres não sabem mais como ser mulher. Como homem e como mulher nós temos vários papeis na vida. Nós somos filhos, somos pais, somos aigos, somos maridos, somos companheiros de trabalho, somos transeuntes, somos usuários de qualquer sistema. São vários os papéis que desempenhamos em cada desses papéis temm uma forma de agir. O que é ser tio? O que é ser pai? O que é ser marido? O que é ser primo? O que é  ser amigo? Da mesma forma:  O que é ser mãe, amiga, companheira O que é ser filha, tia, prima?

 E qual é o limite ue tenho em cada papel? Qual é o limite disso? Aaté onde vai  o papel de tio, de amigo, de pai? Até onde vai o papel de mão, de filha, de sobrinha, de vizinha? Até onde eu posso ir e até onde eu não posso? O que siginifica ser homem num mrelacionamento? E o que siginifica ser mullher num relacionamento?

Isso é uma disfuncionalidade que todos os seres humanos adquiriram na ruptura de Adão e eva, quando o homem já não reconhece a carne de sua carne e agora ela que era ele, é a outra e ele, Adão é o outro. Nós nos tornamos inimigos do outro e da raça humana.

O extremo dessa desfuncionalidade é quando a  gente entra em tal estado de caos, que a gente não se entende mais com o nosso corpo. É quando a pessoa é levada a crer, devido  á sua mente, que ela está no corpo errado. É a pessoa que diz que no corpo dele mora uma mulher e ele não se sente bem nesse corpo masculino. Ou a mulher que acredita  estar no corpo errado e não se sente bem no corpo feminino. Ele crê que é umam ulher morando num corpo de homem e ela crê ue é um homem, morando num corpo de mulher. Isso é caos. Isso é disfuncionalidade.

Isso é o extremo da disfuncionalidade, pois a gente sabe que a unica coisa em nós que não mente é o nosso corpo. E como a pessoa diz que no corpo dele mora umaa mulher e ele não está se sentindo bem num corpo errado, então alguém está mentindo. Se o corpo não mente, quem está mentindo? E se o corpo não está mentindo, por ser impossível mudar os genes masculinos ou  femininos, então é a alma que está mentindo. A alma está deturpada de tal forma que ela se lê no corpo errado.

E isso a gente já aprendeu que é fuga. As pessoas fogem quando bebem até cair – fuga. As pessoas fogem quando traem seus conjuges – fuga do casamento. Nós fugimos da nossa realidade quando fazemos algo que nos dará um alivio imediato e nos fará esquecer, nem que momentaneamente a nossa condição, pode ser um entretenimento qualquer – fuga. Se enxergar no corpo errado é uma fuga. Fuga do papel de  homem, ou do papel de mulher, imposto pela sociedade e pelo outro. É mais  fácil fingir uma outra realidade, do que viver a realidade que nos foi imposta.

Quando a pessoa não se sente bem sendo quem é, é porque ela foi atingida pelo caos.

VIEMOS DO  CAOS

O paastor Ariovaldo ramos nos ensina que  viemos do caos. Houve uma época em que a Trindae ainda não havia criado nada e nem precisava criar nada. A Trindade estava lá em comunhão absoluta, em unidade perfeita, o pai o Filho e o Espírito Santo. Deus não precisava de nada, de ninguém, de coisa alguma. Um dia a Trindade, em união absoluta, em unidade perfeita, em alegria, decide criar o homem, mas ai a Trindade se dá conta que havia um problema. A Trindade se dáconta da nossa queda e ai  a gente tem um problema, se a gente romper com Deus a gente vai deixar de existir e quando a gente deixxar de existir, o que foi criado pra gente vai deixar de exiastir também.

Então a gente  chega na conclusão lógica que não vale a pena criar o ser humano, pois tudo o que a gente criar (a trindade), vai deixar de existir também. Então não vale a pena criar nada, a menos que a trindade crie a partir da queda sabida. E é isso que a Tridnade resolve: Criar a partir da Queda, sabendo da Queda. Sabendo que ela iria acontecer  seria inevitável. E para nos criar a partir da queda que já se sabia que iria acontecer, a Trindade teve que ir para o sacrificio. Porque se não haver sacrificio, não vale a pena criarmos. A Trindade tem ue ir para o acrificio, para poder criar, manter e resgatar.

A trindade estava em harmonia, em festa, em paz. Imagine que a trindade estava em estado de festa – num ambiente de festa, de comunhão estável. Criar o homem é abandonar esse ambiente de festa, de paz, de felicidade, de sossego e a Trindade resolve abandonar esse estado de felicidade e partir para o sacrificio, para o sofrimento, para a dor, para a tristeza, para a angustia, para o caos.

O Pai, vai criar rebeldes em potencial. E porque o Espírito Santo ainda está ai? Porque Ele resolveu morar  em  gente que ainda vai pecar – porque ele mora em mim e você e eu e você ainda pecamos – e porque quando a a gente peca ele não vai embora – porque ele decidiu que ia ficar. Mas para o Espírito Santo ficar, udo tem que ser garantido, porque o principio de justiça não pode ser adulterado. Então para que o  principio de justiça não seja corrompido o Deus Filho abre m~~ao da sua glória e se oferece ao sacrificio totalmente e se dispõe a morrer pela criação, no lugar da criação.

Então a Trindade sai do ambiente estável e vai para o ambiente de caos. A Trindade se esvazia e vai para o caos.

Então o sacrificio de Jesus, num primeiro momento doma o caos. Pois é em meio ao caos que Deus vai nos criar.

Quando se diz que a Terra era sem forma e vazia e havia trevas, sse demonstra que hava o caos, o contrário da ordem, e tudo estava um caos. E Deus vem nesse ammbiente de caos para domar o caos. O homem é o ultimo movimento de Deus no Universo. Tudo já estava criado, faltava arrematar a Terra. E tudo já está criado na perspectiva onde estarão os seres humanos e esses seres humanos já estão preparados num lugar onde ocorrerá a sua Queda, porque eles vão cair e nós vamos sustentar tudo isso com o sacrificio e  depois vamos resgataar udo isso com o sacrificio.

Então quando a gene rompe com Deus a gente começa a ir pro caos. Deus criou a partir da Queda sabida. E por isso que o planeta que ele criou é provisório – o planeta definitivo só vai surgir a partir dops novos céus e nova terra. O provisório é marcado pelo caos, que no nosso caso aparece no paradoxo  e no sofrimento.

Quando o homem entra na Terra já tem luz e trevas – paradoxo. Quando o homem entra no Jardim já tem vida e morte – paradoxo. Deus criou um planeta provisório para sustentar os seres humanos no caos.

E um dos fatos que eu tenho tentado dizer é que no Antigo Testamento as Leisde Deus  eram dadas  a um povo faltoso do Espírito Santo. A Lei de deus  é uma lei dada no caos humano. A lei tenta reorganizar e reconectar o homem a Deus. E reconectar é tudo o que deveríamos saber e entender. A meta de Deus é nos trazer de volta para o ambiente de felicidade, onde Deus estava no principio. Felicidade que o homem nunca viu plenamente, nem no Jardim, pois havia vida e morte no jardim. Haviam anjos e demônios no Jardim. Havia o caos no Jaardim. Havia o paradoxo no Jardim.

O nosso planeta é um planeta baseado no sacrificio e ressurreição de Jesus. Èo  que manteve o planeta até aqui, o impedindo de cair num precipicio eterno de caos e ficar inviável resgatá-lo. O nosso planeta é onde a árvore que tomba, alimenta a árvore que vai nascer. Onde a primavera é a ressurreição do que morreu no inverno. É um planeta provisório baseado na lógica, na dinâmica da ressurreição.

Então quando a gente cai, peca, pra onde a gente está indo? Para o caos. Para o vazio sem Deus. Para o sofrimento.  Para o julgamento. Para o sacrificio. Para a dor. Para o nada.  Para a não existência. Para  a morte. O caos é de onde a gente veio. E o caos é antes de tudo emocional.

E quem é chamado por Deus para aceitar a Jesus, é chamado para sair do caos. É-lhe dado uma nova oportunidade – talvez a unica da vida – para se reconectar com Deus. Para alguns, Deus chama várias vezes e vive lhe dando oportunidades. São gente que Deus não queria perder, mas que não querem sair do caos. Alguns deus vai chamando sempre, pois sabe onde ele vai, se não ficar com Deus. Deus quer salvar os “do caos”.

O papel da Igreja é propagar o Evangelho para gente no caos. Tem caos na Igreja. Tem caos no lar. Tem caos na familia. Tem caos no trabalho. Tem caos na rua. E Deus quer nos trazer de votla do nosso caos.

A Queda implica não existência, ou existência fora de Deus . E nós abemos que existência fora de Deus é impossível, pois ele é omantenedor e sustentador de todas as coisas. Nada existe fora de Deus. Existir fora de Deus é caminhar para a morte e morte é não existência.

O caos é emocional, pois é disfuncionalidade, é não saber os papéis de homem, de mulher de  filho de Deus, de ser do Jardim, de dominador do planeta, de crente em Deus. Quando a pessoa peca entra em disfuncionalidade e ai só o poder de Jesus reorganizando isso na vida da pessoa.

Por isso a nossa oração – lembrando que Jesus só deu uma oração para a Igreja – é para que ele reorganize e nos livre do caos.

E nesse ponto a gente difere do cientista que diz que tudo caminha para o caos, pois cristianismo é voltar do caos e se reconectar com Deus. Nós dizemos que Jesus domou o caos, diminuiu o efeito do caos e a ressurreição de Jesus Cristo venceu  o caos e por isso o caos tem os seus dias contados ee o planeta provisório tem que morrer – dai a Tribulação. Vem ai novos céus e nova terra, onde não vai haver mais o paradoxo da dualidade de uas coisas opostas ocorrendo ao mesmo tempo: “Luz e Trevas”. Um dia não vai haver mais esse estado de sofrimento e toda lágrima será enxugada.

O caos aparece em nossas vidas em forma de sofrimento e é inevitável. Esse tipo de pregação, então, que diz:: “pare de sofrer”, aqui, agora, é impossível. Só nos novos céus e novas terras. Só vamos parar de sofrer no ambiente de felicidade – que nem Adão e Eva viram até agora. Então esse tipo de pregação que diz que queria viver nos dias de Adão e eva, não entende que no Jardim haviam anjos e demônios, luz e trevas, morte e vida, pecado e santidade, o paradoxo de dois caminhos totalmente opostos.

O que a gente almeja, indo morar com Deus, a Bíblia descreve em termos humanos, pois não compreendemos. Ruas de ouro e cristal é só simbólico. Não consigo acreditar que será assim. O céu, ou o lugar do trono de Deus é descrito como um castelo, um reinado, um feudo, com suditos e soldados. O Céu é descrito como um ambiente geográfico e físico.

Nós nos perdemos em como seria esse lugar, fisicamente, geograficamente, platicamente e não nos atemos que ele será um ambiente fora do caos, que nunca o homem viveu ou viu ou imaginou.

Jesus, então, é o ser da Trindade que nos reconecta com uma vida de felicidade na familia, com a prosperidade financeira, com a cura de nossas doenças, com a sanidade mental. Basta fazermos do jeito Dele e nunca do nosso. Nós estamos no caos e Ele é a porta que vai nos tirar do caos e nos levar ao ambiente perfeito, de felicidade.

Continua...

Amém
Paulo Sérgio Lários
pslarios
Enviado por pslarios em 12/02/2019
Código do texto: T6573143
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
pslarios
São Paulo - São Paulo - Brasil
434 textos (312329 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/02/19 19:59)