Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

JESUS ÚNICO FILHO DE MARIA – ÚNICA MÃE DO SENHOR JESUS!

Amém! Nossa linda santinha A virgem do Divino Amor

J B PEREIRA

Do Céu - Divina Flor - é missionária;
 /na Terra: seus votos e luzes se faz solidária!
Rogos ao céu subam/
Sua causa Maior é Jesus, Maria e José/,
 profundamente em todos, /
quer que a fé brilhe; /
nunca feneça nossa confiança ao Papa abandonemos/
E firme com os sucessores de São Pedro:
o Cetro e sua Sé (=Sede em Roma) louvemos!/
Sorria a Igreja em todos: Idosos, mulheres, /
índios, negros, pobres e ricos, /
Novamente a cada dia /
 O Senhor Jesus eu sigo/
Como o Atleta do Espírito Santo corria/
na mira do Troféu/
 - A Visão Límpida de Deus em graus. /
Basta-me um dia ver lá / ser de Jesus aqui/
e na sua e nossa Porfia Eternal/
- cuja Voz ecoa cristalina e entre coro celestial/
os Evangelhos no-la narram
os ATOS DA ECLÉSIA em conselhos e virtudes/,
para que o fiel católico, então, tenha atitude(s)!
Amém
_________


“Seja esta a vossa mais gloriosa divisa: Católicos, com o Papa!”
(São João  Bosco, “Memórias biográficas”, Lemoyne, 6, 861).

"Porque o que me achar achará a vida e alcançará favor do Senhor."
Pr.  8, 35

“De maneira nenhuma; sempre seja Deus verdadeiro, e todo o homem mentiroso; como está escrito: Para que sejas justificado em tuas palavras, E venças quando fores julgado.”
Romanos 3:4

Poesia sobre a Encarnação do Verbo - São João da Cruz
http://escritosdossantos.blogspot.com/2013/04/poesia-sobre-encarnacao-do-verbo-sao.html

______________

(2018 - O VOTO É SÉRIO.
UMA DAS MAIORES COLUSÕES
CONTRA A SOLUÇÃO
CONTRA A CORRUPÇÃO:
Cuidado na hora de votar:
não vote em quem quer armar a população!
J B PEREIRA)

__________________

J B PEREIRA

Lucas usa a expressão irmãos dele em Atos 1, 14. Por quê?

Logo de narrar e investigar a vida e a infância de Jesus, pesquisar a vida de Maria –  Mãe de Jesus!

Continua Lucano: “ Todos estes [os apóstolos, total: 11, jucas Escariotes se matara= Tinha matado: pretériro mais-que-perfeito  simples e composto do verbo matar] perseveravam unânimes em oração, com as mulheres, Com Maria, Mãe de Jesus, e com os irmãos dele.”

Dele, quem?

Esse “dele” se refere a Jesus. Os irmãos de Jesus, para Lucas no Evangelho e nos Atos dos Apóstolos, são os parentes ou primos de Jesus. Na verdade, alguns dos Apóstolos como  Judas Tadeu, seria o mais próximo de Jesus na linhagem de sangue.

O termo irmãos é muito genérico e inevitavelmente usado na língua semítica e continuou na língua grega, mantido mesmo como tradução ou versão dos fatos da vida de Jesus e os primeiros tempos da Igreja. Isso gerou certo desconforto mais tarde – fora do contexto da Igreja de Jerusalém e mais modernamente, após o cisma ocidental. Este decorrente de Lutero no século 16.

Hoje – por meio de estudos hermenêuticos e exegéticos, sem dúvidas, irmãos tem a expansão de parentes e outros sentidos. Reduzindo  a árvore genealógica de Jesus a poucos irmãos, mais parentes do que irmãos de sangue.

A palavra irmãos no semítico tem 11 sentidos biblicamente possíveis.

Cabe-nos dizer então, que se aparece os irmãos dele, irmãos de Jesus, nunca, contudo, encontraremos nos evangelhos e na Bíblia a expressão “filhos de Maria”. O que nos leva a inferir e estudar, pesquisar e deduzir: Mãe –Mãe de Jesus ou Mãe do Senhor (=Jesus) não teve outros filhos além de Jesus. Portanto, Jesus é o único Filho de Maria. Maria é a única Mãe legítima na narrativa lucana de Jesus.

Segundo a Escritura em Isaías, fundamento de Lucas:
“A virgem dará a luz e conceberá um filho, a que chamarão de Emanuel – Deus Conosco...”
 ______

“Portanto o mesmo Senhor vos dará um sinal:
- Eis que a virgem conceberá, e dará à luz um filho, e chamará o seu nome Emanuel.”
Isaías 7:14

https://www.bibliaonline.com.br/acf/is/7
_________

Outras fontes em:
https://bibliaportugues.com/luke/1-31.htm

Lucas 1, 30 Mas o anjo lhe revelou: “Maria, não temas; pois recebeste grande graça da parte de Deus.
31 Eis que engravidarás e darás à luz um filho, a quem chamarás pelo nome de Jesus.
32 Ele será Grande, e será chamado Filho do Altíssimo. O Senhor Deus lhe dará o trono de seu pai Davi, …
______

Referência Cruzada

Isaías 7:14

"Pois sabei que o Eterno, o Senhor, ele mesmo vos dará um sinal:
-  Eis que a virgem ficará grávida e dará à luz um filho, e o Nome dele será Emanuel, Deus Conosco!

Mateus 1:21 - Ela dará à luz um filho, e lhe porás o nome de Jesus, porque Ele salvará o seu povo dos seus pecados”.

Mateus 1:25 - Contudo, não coabitou com ela enquanto ela não deu à luz o filho primogênito. E José lhe colocou o nome de Jesus.

Lucas 2:21 - Completando-se os oito dias para o ritual de circuncisão do menino, foi-lhe dado o nome de Jesus, o qual já havia sido outorgado pelo anjo antes de Ele nascer.
____

Tesouro da Escritura

Lucas 1:27
" A uma virgem prometida em casamento a certo homem chamado José, descendente de Davi. E o nome da virgem era Maria."

Isaías 7:14
"Pois sabei que o Eterno, o Senhor, ele mesmo vos dará um sinal: Eis que a virgem ficará grávida e dará à luz um filho, e o Nome dele será Emanuel, Deus Conosco!"

Mateus 1:23
“Eis que a virgem conceberá e dará à luz um filho, e Ele será chamado de Emanuel”, que significa “Deus conosco”.

Gálatas 4:4
"Todavia, quando chegou a plenitude dos tempos, Deus enviou seu Filho, nascido de mulher, nascido também debaixo da autoridade da Lei."

Lucas 1:13
"Entretanto, o anjo lhe assegurou: “Não tenhas medo, Zacarias; eis que a tua súplica foi ouvida. Isabel, tua esposa, te dará à luz um filho, e tu lhe porás o nome de João."

Lucas 2:21
"Completando-se os oito dias para o ritual de circuncisão do menino, foi-lhe dado o nome de Jesus, o qual já havia sido outorgado pelo anjo antes de Ele nascer."

Mateus 1:21,25
"Ela dará à luz um filho, e lhe porás o nome de Jesus, porque Ele salvará o seu povo dos seus pecados."

LINDA PALAVRA, OUÇAMOS, VIVAMOS, OREMOS, MEDITEMOS COM FÉ E AMOR PESSOALMENTE E EM COMUNIDADE. AMÉM.

___________________

61. Jesus Cristo morreu enquanto Deus ou enquanto homem?

Jesus Cristo morreu enquanto homem, porque enquanto Deus não podia padecer nem morrer.

Jesus era bom, fazia bem a todos, curava os enfermos, ressuscitava os mortos e ensinava aos homens o caminho do Céu. Mas homens maus e invejosos os fariseus e os escribas — queriam matá-Lo. Judas, o traidor, vendeu Jesus a esses malvados por trinta dinheiros, servindo-se de um beijo para conseguir seu malévolo intento. Os inimigos de Jesus mandaram matá-Lo, cobri-Lo de insultos, flagelá-Lo e coroá-Lo de espinhos. Levaram-no depois a Pilatos, para que este o condenasse à morte. Puseram-Lhe sobre os ombros uma pesada cruz e O conduziram ao Calvário, onde atravessaram suas mãos e seus pés com grossos cravos e O levantaram na cruz, entre dois ladrões. Jesus agonizou durante três horas e perdoou seus algozes. Inclinou depois a cabeça e expirou. Um soldado tomou uma lança e com ela atravessou o santíssimo coração de Jesus.

Vieram então alguns amigos de Jesus, os quais, com a Virgem Dolorosa e algumas piedosas mulheres levaram seu corpo para ser sepultado. .

Jesus é Deus e homem. Mas Deus não pode sofrer nem morrer, porque não tem corpo como nós. Os homens, cujo corpo é composto de matéria, de células e de tecidos vivos, passarão um dia pela dissolução desse mesmo corpo, que voltará à terra, da qual foi tirado. Embora Jesus também tenha morrido a sepultura conservou o seu corpo intato. Revestiu-se Jesus da nossa humanidade para poder sofrer e morrer por nós.

(Lembra-te, homem, que és pós e em pó te hás de tornar) (liturgia da Quarta-feira de cinzas)

MÉRITO E CITAÇÃO OBRIGATÓRIA DA FONTE: Luiz Totus Tuus Maria Tradicional Proprietário __Catecismo são Pio X __ https://plus.google.com/communities/114317576632433308808/stream/511ff770-7cd3-4510-9c16-08c35eedefba

___________

56. O Filho de Deus, fazendo-se homem, deixou de ser Deus?

Não. O Filho de Deus fazendo-se homem não deixou de ser Deus,
mas continuando a ser verdadeiro Deus, começou a ser também
verdadeiro homem.

O Filho de Deus, fazendo-se homem não deixou de ser Deus. Como
Deus, Ele é eterno: sempre foi e sempre será.

No momento da Encarnação, a sua Pessoa divina assumiu também a natureza humana, isto é, uniu a si o corpo formado no seio puríssimo de Maria Virgem e a SUO alma humana união essa de estreitíssimos laços que durara eternamente.

Assim Jesus Cristo foi e será para todo e sempre. “Deus o Homem verdadeiro”.

Vês este lindo quadro? Ele representa a Sagrada Família.

Como homem, Jesus é um menino igual a ti: é um filho obediente a Maria, sua Mãe, e a José, seu Pai putativo.  em tudo igual a nós.

Como Deus, porém, é em tudo igual ao Pai e ao Espirito Santo, com os quais formo conjuntamente a Santíssima Trindade.

Adoremos o Filho de Deus que se fez filho de Maria e nosso irmão, para demonstrar-nos o seu amor e conquistar todo o afeto de nosso coração.

“Esperamos no Deus vivo, que é o Salvador de todos os homens, principalmente dos fiéis” (I Timóteo, 4, 10).

MÉRITO E CITAÇÃO OBRIGATÓRIA DA FONTE: Luiz Totus Tuus Maria Tradicional Proprietário __Catecismo são Pio X __ https://plus.google.com/communities/114317576632433308808/stream/511ff770-7cd3-4510-9c16-08c35eedefba

____________

55. De que maneira se fez homem o Filho de Deus?

O Filho de Deus fez-se homem tomando um corpo e uma alma, como nós temos, no seio puríssimo de Maria Virgem por obra do Espirito Santo.

O arcanjo Gabriel veio do Céu à Terra, entrou na pobre casa de Nazaré, onde a Virgem Mario estava rezando e disse-lhe:
“Deus te salve, cheio de graça; o Senhor é contigo; bendita és tu entre as mulheres (.). Não ternas, Maria, pois achaste graça diante de Deus; eis que conceberás no teu ventre e darás à luz um filho e
por-lhe-ás o nome de Jesus, Este será grande e será chamado Filho do Altíssimo, e o Senhor Deus lhe dará o trono de seu pai Davi. E reinará (...) e o seu reino não terá fim”.

E Maria disse ao anjo: como se fará isso, pois eu não conheço varão?

E respondendo o anjo disse-lhe: o Espírito Santo descerá sobre ti e a virtude do Altíssimo te cobrirá com a sua sombra. E, por isso mesmo, o Santo que nascer de ti será chamado Filho de Deus.

Então disse Maria: eis aqui a serva do Senhor, faça-se em mim segundo a tua palavra (Lucas, I, 28-38).

Naquele mesmo instante realizou-se o mistério da Encarnação e Maria tornou-se Mãe do Filho de Deus! Como todos nós ternos nossa mãe, assim também Jesus quis ter a sua: tomou um corpo e uma alma como nós temos, no seio puríssimo de Maria Virgem. Sua alma foi criada como a nossa e seu corpo foi formado pelo Espírito Santo.

“E o Verbo se fez carne e habitou entre nós; e nós vimos a sua glória; glória como de Unigênito do Pai, cheio de graça e de verdade” (João, 1 15).


MÉRITO E CITAÇÃO OBRIGATÓRIA DA FONTE: Luiz Totus Tuus Maria Tradicional Proprietário __Catecismo são Pio X __ https://plus.google.com/communities/114317576632433308808/stream/511ff770-7cd3-4510-9c16-08c35eedefba


___________________

53. A alma do homem morre com o corpo?

Não. A alma do homem não morre com o corpo, mas vive eternamente, porque é espiritual.

A alma do homem é espiritual como é espiritual a sua inteligência.

Por ser espiritual, é a alma independente do corpo. Eis o motivo pelo qual estão ambos muitas vezes em contradição: por exemplo, o corpo sentindo prazer e a alma imerso em tristeza.

Sendo espiritual, simples e independente do corpo, a alma não pode ser
destruída pela morte.

O quadro representa Santa Felicidade, nobre matrona romana do século

II. Mulher forte que era, mostra com o movimento enérgico do braço e com a firmeza do olhar, a fortaleza adamantina da sua fé’

Ficando viúva com sete filhos, educou-Os como uma verdadeira mãe crista sabe educar. Acusada ao Imperador, mostrou-se pronta a dar a sua vida por Jesus Cristo, acompanhada pelos filhos. Com heroica fortaleza assistiu ao martírio de todos eles. “Coragem! -— dizia-lhes, enquanto eram estraçalhados pelos carrascos e passados a fio de espada — coragem” E todos, inclusive a mãe, receberam a palma do martírio.

A alma do homem é imortal. Como prova disto aí está os heróis que deram a vida pela sua fé. Diga-o também a nossa sede de felicidade, a ideia de um Deus justo, que premio o bem e castiga o mal, o consenso de todos os povos, o olhar errante do moribundo, as sepulturas dos nossos mortos, — o que tudo nos diz: Ressuscitaremos!

“Eu julgo, pois que as penas da vida presente, não têm proporção alguma com a glória vindoura que se manifestar em nós” (Rom., 8, 18).

“Seja esta a vossa mais gloriosa divisa: Católicos, com o Papa!”
(São João  Bosco, “Memórias biográficas”, Lemoyne, 6, 861).

MÉRITO E CITAÇÃO OBRIGATÓRIA DA FONTE: Luiz Totus Tuus Maria Tradicional Proprietário __Catecismo são Pio X __ https://plus.google.com/communities/114317576632433308808/stream/511ff770-7cd3-4510-9c16-08c35eedefba


Luiz Totus Tuus Maria Tradicional
Proprietário

1 de jan de 2015
45. Como se faz o sinal da cruz?

O sinal da cruz faz-se levando a mão direita à testa e dizendo: Em
nome do Pai; depois ao peito dizendo: e do Filho; depois do ombro
esquerdo ao direito dizendo: e do Espírito Santo; e termina-se
com a palavra Amém.

46. No sinal da cruz, como nos exprimimos os dois mistérios principais da fé?

No sinal da cruz, com as palavras, exprimimos a Unidade e Trindade de Deus, e com o traço da cruz. a Paixão e a Morte de Nosso Senhor Jesus Cristo.

Não há na Terra gesto mais delicado e gentil, do que unir a mãe às mãozinhas do seu filhinho para fazê-lo rezar. Todas as mães cristãs renovam este gesto de fé, ensinando-o a seus filhos, quando eles apenas desabrocham para a vida.

As almas de fé viva fazem com respeito e devoção o sinal da cruz. Santa Bernadette Soubirous aprendeu, com a Imaculada Conceição, na gruta de Massabielle, a benzer-se com profunda piedade’

O cristão santifica todas as suas ações com o sinal da cruz. “Nós escrevia já Tertuliano — fazemos o sinal da cruz antes da viagem e do repouso, quando nos levantamos e nos sentamos à mesa, no principio e no fim de cada dia, nos perigos da alma e do corpo”.

E utilíssimo fazer sempre e devotamente o sinal da cruz, porque é ato externo de fé, reaviva em nós esta virtude, vence o respeito humano e as tentações e nos obtém as graças de Deus.

“Pelo sinal da cruz livrai-nos, Senhor, dos nossos inimigos”.
(Palavras da Liturgia)

“Seja esta a vossa mais gloriosa divisa: Católicos, com o Papa!”
(São João  Bosco, “Memórias biográficas”, Lemoyne, 6, 861).

MÉRITO E CITAÇÃO OBRIGATÓRIA DA FONTE: Luiz Totus Tuus Maria Tradicional Proprietário __Catecismo são Pio X __ https://plus.google.com/communities/114317576632433308808/stream/511ff770-7cd3-4510-9c16-08c35eedefba

Luiz Totus Tuus Maria Tradicional
Proprietário

1 de jan de 2015
39. Quem é o Papa?

O Papa é o sucessor de São Pedro; e, portanto, o chefe visível de
toda a Igreja e Vigário de Jesus Cristo. Chefe invisível.

S. Pedro foi o primeiro Vigário de Jesus Cristo.

“Vigário” é aquele que faz às vezes de uma pessoa e a representa. O Papa representa Jesus Cristo e por isso é o seu Vigário. Santa Catarina de Sena chamava-o: “o doce Cristo na Terra”.

Depois de Pentecostes São Pedro foi para Roma — a capital do maior império do mundo naquele tempo —, para aí pregar o Evangelho. Foi ele o primeiro bispo de Roma. Seu martírio que foi a crucifixão, mas de cabeça para baixo, passou-se no circo de Nero, na colina do Vaticano, quando governava esse mesmo imperador. O São Pedro sucedeu São Lino e depois todos os outros até o atual Pontífice Romano, o Santo Padre
Pio XII. Todos os Papas são, pois, sucessores de São Pedro.

A verdadeira cabeça da Igreja é Jesus Cristo, seu Fundador, mas depois de sua ascensão ‘ao Céu Ele é a cabeça invisível de sua Igreja, ao passo que o Papa, que O representa, é a cabeça visível.

Assim como Jesus Cristo teve predileção pelas crianças, assim também o
Santo Padre as ama com afeto particular e prodigaliza-lhes os mais carinhosos desvelos.

“Seja esta a vossa mais gloriosa divisa: Católicos, com o Papa!”
(São João  Bosco, “Memórias biográficas”, Lemoyne, 6, 861).


MÉRITO E CITAÇÃO OBRIGATÓRIA DA FONTE: Luiz Totus Tuus Maria Tradicional Proprietário __Catecismo são Pio X __ https://plus.google.com/communities/114317576632433308808/stream/511ff770-7cd3-4510-9c16-08c35eedefba

Luiz Totus Tuus Maria Tradicional
Proprietário

2 de jan de 2015
50. Os demônios quem são?

Os demônios são anjos que se rebelaram contra Deus por soberba
e foram precipitados no inferno, e que, por ódio contra Deus, tentam o homem para o mal.

Os demônios são os anjos maus.

Lúcifer era o anjo mais lindo do paraíso. Tornou-se orgulhoso, revoltou-se contra Deus e arrastou consigo muitos outros anjos rebeldes.

Levantou-se Miguel contra eles e com os anjos fiéis combateu contra Lúcifer e seus sequazes. Estes foram expulsos do paraíso e precipitados no inferno e desde então são chamados “demônios”

Eles também, como os anjos, são puros espíritos, sem corpo São inimigos de Deus a Quem odeiam. Invejam a nossa sorte, porque fomos destinados a ocupar no Céu o lugar que eles abandonaram por orgulho.

Não podendo vingar-se contra Deus, procuram todos os meios para fazer-nos mal, perturbando nossa alma com maus pensamentos e nosso coração com maus afetos. Impelem-nos assim ao pecado, que é rebelião contra Deus.

Caro menino não escute as insinuações do demônio, repeli-o imediatamente, pedindo auxilio a vosso Anjo da Guarda. Dizem os santos que o demônio é como um cão prosa à corrente: ladra muito, mas morde só os que dele se aproximam.

“Houve no Céu uma grande batalha: Miguel e seus anjos pelejavam contra o dragão e o dragão com seus anjos pelejavam contra ele (.. .). E foi precipitado aquele grande dragão. Que se chama o demônio ( .) e foram precipitados com ele os seus anjos” (Apocalipse, 12, 7-9).


MÉRITO E CITAÇÃO OBRIGATÓRIA DA FONTE: Luiz Totus Tuus Maria Tradicional Proprietário __Catecismo são Pio X __ https://plus.google.com/communities/114317576632433308808/stream/511ff770-7cd3-4510-9c16-08c35eedefba

Luiz Totus Tuus Maria Tradicional
Proprietário

2 de jan de 2015
49. Quem são os anjos?

Os anjos são ministros invisíveis de Deus e também os nossos guardas tendo Deus confiado cada homem a um deles.

Deus criou multidões inumeráveis de anjos, para fazerem parte de sua corte de honra no Céu e serem ministros de suas mensagens na Terra.

Muitas vezes Deus envia-os aos homens para manifestar a estes sua divina vontade. Assim aconteceu com o anjo da Anunciação, com os do Natal e com o anjo da Ressurreição.

Eles são também nossos guardas. Desde o dia do nosso nascimento fomos
confiados à guarda de um anjo, que nunca nos abandona e nos acompanha
por toda a parte, para proteger-nos, auxiliar-rios e de defender-nos do demônio e de todos os outros perigos.

Tu também tens a teu lado o teu anjo da guarda. Quando procedes bem
ele sorri; quando fazes o mal, ele cobre o rosto e chora.

Honra teu anjo, sendo-lhe muito grato e amando-o com todo o respeito. Não o contristes jamais, ouve-o e invoca-o sempre nos perigos e quando o diabo te impelir a cometer o pecado.

“Porque mandou junto de ti os seus anjos. que te guardem em todos os teus caminhos” (Salmo 90, 11).

MÉRITO E CITAÇÃO OBRIGATÓRIA DA FONTE: Luiz Totus Tuus Maria Tradicional Proprietário __Catecismo são Pio X __ https://plus.google.com/communities/114317576632433308808/stream/511ff770-7cd3-4510-9c16-08c35eedefba

Luiz Totus Tuus Maria Tradicional
Proprietário

1 de jan de 2015
43. Quais são os mistérios principais da fé professados no Credo?

Os principais mistérios da fé, professados no Credo, são dois: a Unidade e Trindade de Deus: a Encarnação, Paixão e Morte de Nos
só Senhor Jesus Cristo.

No Credo fazemos profissão de muitas verdades de fé. Algumas delas são “mistérios”, isto é, verdades que a nossa razão não chega compreender, mas que aceita pela autoridade de Deus que no lãs revelou, o Qual não se engana nem nos pode enganar.

Entre os mistérios professados no Credo, dois são os principais, porque são como que o fundamento de todas as verdades de nossa
santa religião e, sobretudo porque neles devemos crer, para que nos possamos salvar. São eles:
a Unidade e a Trindade de Deus;
a Encarnação, Paixão e Morte de Nosso Senhor Jesus Cristo.

A gravura que vês explicam maravilhosamente estes dois mistérios.

O Eterno Pai e Jesus, (cujo corpo traspassado é sustentado pelo Pai) e a Pomba que está suspensa entre ambos, significam as três Pessoas da Santíssima Trindade: o Pai, o Filho e o Espirito Santo.

O corpo exânime de Jesus, com a cabeça coroada de espinhos, com as
mãos e os pés traspassados, com a chaga do lado a sangrar, lembra-nos que o Filho de Deus se fez homem, padeceu e morreu na cruz para nos remir.


MÉRITO E CITAÇÃO OBRIGATÓRIA DA FONTE: Luiz Totus Tuus Maria Tradicional Proprietário __Catecismo são Pio X __ https://plus.google.com/communities/114317576632433308808/stream/511ff770-7cd3-4510-9c16-08c35eedefba

Luiz Totus Tuus Maria Tradicional
Proprietário

1 de jan de 2015
35. Que é a Igreja?

A Igreja é a sociedade dos verdadeiros cristãos isto é, dos banha
dos, que professam a fé e a doutrina de Jesus Cristo, participam
dos seus Sacramentos e obedecem aos Pastores constituídos por Ele.

A cena que vês representam a Santa Igreja. No Céu ela é constituída pelos Anjos e pelos Santos; na Terra, pelos fiéis guiados por seus Pastores: o Papa, Os Bispos e os Sacerdotes.

A Igreja da qual estamos falando, não é aquela onde vais assistir à Santa Missa e aprender o catecismo. Aquela é um templo de pedra, porém esta, da qual falamos, é a Igreja viva das almas e dos corações. E a sociedade, isto é, a união de todos os cristãos. Ser cristão é ser batizado, professar a fé e a doutrina de Jesus Cristo e participar dos Sacramentos que Ele instituiu para santificar as almas, Além disso, é necessário obedecer ao Papa e aos Bispos, que o Espírito Santo constituiu Pastores para governarem a Igreja.

A Igreja é também o Corpo Místico de Jesus Cristo, do qual Ele é a cabeça, o Espírito Santo é o Coração e nós somos os membros.

Ela não termina na Terra, mas continua rio Céu e no purgatório. A Igreja da Terra chama-se militante, porque combate contra os inimigos do bem; a do purgatório chama-se padecente. Porque lá as almas, se purificam de toda culpa ou restos de culpa; a do Céu chama-se triunfante, porque é gloriosa com Jesus, sua Cabeça.

Osvaldo L de Morais termina assim uma poesia:

— “Não! — lhe responde o Papa sobranceiro,
— Chegou ao fim a tua vaidade Tu és forte, mas não me vencerás Se és o Tempo eu sou o Eternidade”
(Aeternitas sum)


MÉRITO E CITAÇÃO OBRIGATÓRIA DA FONTE: Luiz Totus Tuus Maria Tradicional Proprietário __Catecismo são Pio X __ https://plus.google.com/communities/114317576632433308808/stream/511ff770-7cd3-4510-9c16-08c35eedefba

Luiz Totus Tuus Maria Tradicional
Proprietário

1 de jan de 2015
33. Quais são as verdades reveladas por Deus?

As verdades reveladas por Deus são principalmente as que estão
compendiadas no Credo ou Símbolo dos Apóstolos.

34. Que é o Credo ou Símbolo dos Apóstolos?

O Credo ou Símbolo dos Apóstolos é uma profissão dos mistérios
principais e das outras verdades reveladas por Deus e ensinadas
pela Igreja.

São muitas as verdades reveladas por Deus.

Estão todas contidas na Sagrada Escritura e na Tradição da Igreja.

Jesus Cristo ensinou-as nos três anos de sua vida pública e depois os Apóstolos, espalhando-se por todo o mundo, ensinaram-nas a todos os povos.

Para poderem reter facilmente na memória — conforme uma antiga tradição — compilaram eles o Credo que se chamava “Símbolo dos Apóstolos”, e no qual resumiram as principais verdades reveladas e os principais mistérios da nossa fé, isto é, os mais necessários para a salvação.

Nos primeiros tempos da Igreja o neófito emitia a sua profissão de fé antes de receber o Batismo, recitando o Símbolo dos Apóstolos; até hoje é ele a “senha”. do cristão. Quem renega um só artigo do Credo renuncia a sua fé. Os mártires deram a sua vida pela defesa do Credo.

S. Pedro de Verona, cujo martírio o quadro representa, percorria as cidades da Itália, pregando contra as heresias dos Valdenses, dos Albigenses e de outros hereges, perturbadores da ordem social e da Igreja. Mas os renitentes forçaram-nos a ir a pé desde Como até Milão, onde um bandido o atravessou a fio de espada. Tombou o Santo recitando o Credo em alta voz. Não podendo terminá-lo, já agonizante, ensopou o dedo no próprio sangue e escreveu no chão “eu creio!”...

Magnífica profissão de fé!

MÉRITO E CITAÇÃO OBRIGATÓRIA DA FONTE: Luiz Totus Tuus Maria Tradicional Proprietário __Catecismo são Pio X __ https://plus.google.com/communities/114317576632433308808/stream/511ff770-7cd3-4510-9c16-08c35eedefba

Luiz Totus Tuus Maria Tradicional
Proprietário

2 de jan de 2015
47. Deus criou somente o que é material no mundo?

Deus criou não somente o que é material no mundo, mas também os puros
espíritos e cria a alma de cada homem.

Vê no quadro a visão de Jacó. Fugira ele de casa, com medo de seu irmão Esaú, do qual havia extorquido o direito de primogenitura e a bênção paterna.

Quando se cansou, estendeu-se por terra e adormeceu. Viu uma escada que saindo da Terra chegava até o Céu, até o trono de Deus, e muitos anjos subiam e desciam por ela.

Entre os seres criados por Deus, uns há mais perfeitos; outros, menos perfeitos, à semelhança dos degraus de uma escada, que uns estão mais em baixo e outros mais no alto.

Aos degraus inferiores poderia comparar as coisas inanimadas e que
não têm vida, como por exemplo: a pedra, a água, os metais. Aos degraus domei-o, comparar-se-iam as criaturas que têm vida vegetativa, isto é, as plantas.

Aos degraus superiores enfim, poderia comparar as criaturas que têm vida vegetativa e sensitiva, isto é, os animais irracionais.

Imensamente mais nobre, porém, é o homem, criatura composta de alma e
corpo. A alma do homem é espirito e é imortal. Há, no entanto, espíritos ainda mais perfeitos do que a alma do homem: são os anjos, criados também à imagem de Deus e que são puros espíritos, porque não têm corpo.

“Obras do Senhor, bendizei todas o Senhor; louvai-O e exaltai-O por todos os séculos” (Daniel, III, 57).


MÉRITO E CITAÇÃO OBRIGATÓRIA DA FONTE: Luiz Totus Tuus Maria Tradicional Proprietário __Catecismo são Pio X __ https://plus.google.com/communities/114317576632433308808/stream/511ff770-7cd3-4510-9c16-08c35eedefba

Luiz Totus Tuus Maria Tradicional
Proprietário

1 de jan de 2015
36. Por quem foi fundada a Igreja?

A Igreja foi fundada por Jesus Cristo.

Um dia Jesus perguntou aos Apóstolos o que se dizia dele entre o povo.

Responderam-Lhe: uns dizem que sois João Batista; outros. Elias outros, um dos Profetas.

“E vós”. — disse —, “quem pensais que eu seja?”

No mesmo instante S. Pedro exclamou: “Tu és o Cristo, Filho de Deus vivo!”.
Oh! Como São Pedro tinha fé! E Jesus, para recompensá-lo, respondeu:

“E eu digo-te que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei minha Igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela. E eu te darei as chaves do reino dos céus”. (Mateus, 16, 18-19).

Foi assim que Jesus prometeu fundar uma sociedade que reunisse todos os seus seguidores e disse a Pedro que seria ele a cabeça visível dessa sociedade, que é a Santa Igreja.

Depois de sua gloriosa ressurreição Jesus cumpriu sua promessa: conferiu a São Pedro os poderes do primado, da jurisdição e das honras na Igreja, com estas palavras: “Apascenta os meus cordeiros; apascenta as minhas ovelhas” (João, 21, 17).

Quando Jesus quis fundar a sua Igreja reuniu apenas alguns Apóstolos e
discípulos. Hoje se estende ela por todo o mundo. Nós, os batizados, pertencemos à verdadeira Igreja de Jesus Cristo.

A Igreja Católica ó a única Igreja de Deus. Só ela, em face de todas as oposições, proclamou toda a verdade.
(L.Veuillot: “Le parfum de Rome”).


MÉRITO E CITAÇÃO OBRIGATÓRIA DA FONTE: Luiz Totus Tuus Maria Tradicional Proprietário __Catecismo são Pio X __ https://plus.google.com/communities/114317576632433308808/stream/511ff770-7cd3-4510-9c16-08c35eedefba

Luiz Totus Tuus Maria Tradicional
Proprietário

31 de dez de 2014
16. Que merecem os maus que não servem a Deus e morrem em pecado
mortal?

Os maus que no ser vem a Deus e morrem em pecado mortal merecem o inferno.

Havia um homem rico que se vestia de púrpura

— narra Jesus — e que esplendidamente se banqueteava todos os dias. E havia também um mendigo, coberto de chagas, chamado Lázaro, que ficava aporta do rico, desejoso de matar a fome com as migalhas caídas da mesa deste.

E como ninguém lhes dava vinham o cão lembre-lhe as feridas. Morreu Lázaro e foi transportado pelos anjos no seio de Abraão — o Céu. Morreu também o rico e foi sepultado no inferno. No meio de seus tormentos, o rico, levantando os olhos, viu a felicidade de Lázaro e gritou: ”Pai Abraão, tende piedade de mim, mandai Lázaro molhar a ponta de seu dedo para vir refrigerar a minha língua nestas chamas” Mas Abraão respondeu-lhe: “Filho, lembra-te de que recebeste muitos bens durante a vida e fechaste o coração às necessidades de teus irmãos; Lázaro, ao contrário, só teve sofrimentos e os suportou com paciência. Além disso, há entre nós um abismo incomensurável, de modo que não nos é possível chegarmos até onde estás, nem tu até nós”
(Cfr. Lucas, 16, 19-26).

Há entre o bem e o mal um abismo incomensurável, assim como entre Deus
e o pecado. O bem merece prêmio, o mal merece castigo.

“Entrai pela porta estreita — adverte-nos Jesus —, porque larga é a porta e espaçoso o caminho que conduz à perdição e muitos são os que entram por ela” (Mateus, 7, 13).

MÉRITO E CITAÇÃO OBRIGATÓRIA DA FONTE: Luiz Totus Tuus Maria Tradicional Proprietário __Catecismo são Pio X __ https://plus.google.com/communities/114317576632433308808/stream/511ff770-7cd3-4510-9c16-08c35eedefba

Luiz Totus Tuus Maria Tradicional
Proprietário

31 de dez de 2014
7. Onde está Deus?

Deus está no Céu, na Terra e em todo lugar Ele é imenso.

Diante deste maravilhoso quadro, obra prima de Tintoretto, sente-se a alma invadida de profunda comoção.

Olha Santa Maria Egipciaca em seu ermo no rio Jordão. Era uma grande pecadora. Aos doze anos abandonou a casa paterna, fugiu para a cidade de Alexandria, no Egito, onde passou seus verdes anos entregas aos piores vícios. Um dia teve vontade de se unir a um grupo de peregrinos, que ia a Jerusalém venerar a Santa Cruz. Chegando à cidade santa não conseguiu entrar na igreja. Uma força misteriosa a repeliu.

Compreendeu logo a causo disto: sua indignidade.

Rompendo em pranto, prometeu a Nossa Senhora fazer penitência de seus
pecados. Nesse mesmo instante conseguiu entrar prostrou-se aos pés da Santa Cruz, confessando suas culpas. Desde aquele dia mudou de vida. Retirou-se à solidão, onde passou quase cinquenta anos na mais austera penitência. O pensamento da presença de Deus animava-a e confortava-a Não nos esqueçamos de que Deus está sempre perto de nós e assim a solidão perde, cada dia que passa, o seu horror, escrevia Silvio Pellico, célebre italiano, prisioneiro durante muitos anos em Spielberg.

Por ser puríssimo espírito, Deus não precisa estar, como nós, num limitado lugar. Está em toda a parte e em cada coisa, com seu poder com sua presença. Com sua essência. Olha em redor de ti. Serás capaz de dizer um lugar onde Deus não esteja? Deixo-te aqui uma poesia bem curta, mas que te dará uma ideia perfeita da presença de Deus em toda a parte.

Para experimentar Otávio. O Mestre diz “Já que tudo sabes, vem cá E dize-me em que ponto de extensão terrestre ou celeste Deus está?”
Por um momento, apenas, fica mudo Otavio.

Mas logo esta resposta dá.
“Eu, senhor Mestre, lhe daria tudo.
Se me dissesse onde é que Ele não esta“. (Olavo Bilac)

MÉRITO E CITAÇÃO OBRIGATÓRIA DA FONTE: Luiz Totus Tuus Maria Tradicional Proprietário __Catecismo são Pio X __ https://plus.google.com/communities/114317576632433308808/stream/511ff770-7cd3-4510-9c16-08c35eedefba

Luiz Totus Tuus Maria Tradicional
Proprietário

31 de dez de 2014
29. Jesus Cristo é Deus e homem?

Sim. Jesus Cristo é verdadeiro Deus e verdadeiro homem.

Quando Jesus Cristo nasceu em Belém, uma estrela prodigiosa apareceu no céu e foi vista até nos longínquos países do Oriente.

Viviam lá três grandes sábios e diz à tradição que além de sábios, eram reis.

Compreenderam logo que a estrela anunciava o nascimento do Salvador
do mundo, Desejaram ir vê-lo. Deixaram a pátria e seguindo a estrela que os precedia, chegaram enfim a Belém. A estrela parou justamente em cima da choupana onde estava Jesus, acompanhado por Maria e José, Entrando com grande júbilo, prostraram-se e O adoraram. Depois, abrindo seus tesouros, ofereceram-Lhe ouro, incenso e mirra. O ouro, dizem os Santos Padres, significava a natureza divina de Jesus; a mirra, a sua natureza humana; e o incenso, a homenagem de adoração a Jesus-Deus e homem.

Jesus é verdadeiro Deus, porque e a segunda Pessoa da Santíssima Trindade e é verdadeiro homem, porque tomou corpo e alma como nós. Tem, porém, uma só e única pessoa, a Pessoa divina.

No Brasil canta-se também com amor o Natal do Senhor, Glória! Glória ao Senhor supremo nas alturas’
(Cantam anjos do céu, louvando o Criador)
E gozem santo paz na Terra as criaturas.
Nesta hora feliz do Natal do Senhor..

MÉRITO E CITAÇÃO OBRIGATÓRIA DA FONTE: Luiz Totus Tuus Maria Tradicional Proprietário __Catecismo são Pio X __ https://plus.google.com/communities/114317576632433308808/stream/511ff770-7cd3-4510-9c16-08c35eedefba

Luiz Totus Tuus Maria Tradicional
Proprietário

31 de dez de 2014
4. Que quer dizer “Criador”?
Criador quer dizer que Deus fez do nada todas as coisas.

5. Que quer dizer “Senhor”?
Senhor quer dizer que Deus é dominador de todas as coisas.

‘No princípio Deus criou o Céu e q Terra. (Gênesis, 1. 1)

A Sagrada Escritura, que é inspirada pelo Espírito Santo, começa dizendo assim Deus é Criador Criar quer dizer. Fazer do nada, lazer existir o que antes não existia. Os homens não podem criar. O escultor já possui o mármore para fazer a sua estátua o pintor a tela; o carpinteiro, a madeira, mas Deus não precisou de coisa alguma para fazer o Céu, a Terra, as estrelas, os animais, o homem

Com um só ato de suo vontade deu vida a todos os seres Porque Ele falou e foram leitas (estas coisas); mandou e foram criadas (Salmo 148, 5). Os homens não podem criar, sé pode fazer. Podem ser engenhosos e poderosos, mas só Deus é onipotente, isto é, pode lazer tudo o que quer.

Deus é também o dono absoluto de todas as coisas.

O Sol e as estrelas Lhe obedecem no firmamento, os pássaros no ar, os peixes nos mares e os animais, mesmo os mais ferozes, na terra.

O homem nasce e morre porque Deus quer. Ele criou o corpo de Adão e de Eva e continua a criar a alma de cada homem que nasce

MÉRITO E CITAÇÃO OBRIGATÓRIA DA FONTE: Luiz Totus Tuus Maria Tradicional Proprietário __Catecismo são Pio X __ https://plus.google.com/communities/114317576632433308808/stream/511ff770-7cd3-4510-9c16-08c35eedefba

Luiz Totus Tuus Maria Tradicional
Proprietário

31 de dez de 2014
2. Quem é Deus?

Deus é o Ser perfeitíssimo. Criador e Senhor do Céu e da Terra.

3. Que quer dizer perfeitíssimo?

Perfeitíssimo quer dizer que em Deus tudo é perfeição, sem defeito nem
limites. Isto é, que Ele é poder. Sabedoria e bondade infinita.

Quando tu eras pequenas não sábias andar nem falar. Agora já sabes muitas coisas bonitas. Crescerás ainda mais e serás grande e forte, mas para isso procura aperfeiçoar-te cada vez mais.

Deus, porém, não pode crescer mais nem ser mais perfeito, porque Ele assim é e sempre o foi, desde toda eternidade.
Se examinares teu coração, nele encontrarás muitos defeitos; todos nós os temos. Até no Sol há manchas Só Deus não tem mancha alguma.

Os reis são poderosos, mas Deus e poderosíssimo. Os professores sobem
muita coisa, mas Deus sabe tudo. A Mamãe e o Papai são bons, porém Deus é melhor que eles. Vê, portanto, como Deus é bom e amável. Ele merece todo o nosso respeito e amor. Nós devemos imitá-lo, pois isto nos é possível, visto sermos as únicas criaturas livres e inteligentes.

Assim, por exemplo, podemos imitar o seu poder, praticando o bem e fugindo do mal a sua sabedoria, instruindo-nos sobre as verdades da fé; a sua bondade, fazendo a nosso próximo todo o bem que nos for possível. Para isto alcançarmos, recordemo-nos daquele aviso de Jesus:

Sede perfeitos, como também vosso Pai celestial e perfeito.
(Mateus, 5, 48)

MÉRITO E CITAÇÃO OBRIGATÓRIA DA FONTE: Luiz Totus Tuus Maria Tradicional Proprietário __Catecismo são Pio X __ https://plus.google.com/communities/114317576632433308808/stream/511ff770-7cd3-4510-9c16-08c35eedefba

Luiz Totus Tuus Maria Tradicional
Proprietário

31 de dez de 2014
18. Que é o Purgatório?

O Purgatório é o sofrimento temporário da privação de Deus e de
outras penas. Que apagaram da alma todos os restos de pecado.

Os pecados são todos iguais? Não, há pecados graves e outros leves. Os
pecados graves merecem o inferno. Os pecados leves, além da pena temporal a eles devida, merecem purgatório.

O purgatório é um Lugar de sofrimento muito mais doloroso do que, por
exemplo, o leito para o doente e o cárcere para o prisioneiro.

Vão para lá as almas que saíram desta vida com alguma pena a pagar pelos pecados cometidos ou com algum pecado venial ainda não perdoado. Nesse lugar as almas purificam-se para se tornarem dignas de possuir o Céu.

No purgatório há fogo e muitos outros sofrimentos, mas não são eternos. As benditas almas estão conformadas, porque têm certeza de um dia verem a Deus e de com Ele serem eternamente felizes.

Podemos abreviar as penas das almas do purgatório, oferecendo-lhes nossos sufrágios.

Desde os primeiros tempos da Igreja — atesta-nos o santo Pontífice Gregório Magno —. é costume oferecer o Santo Sacrifício da Missa em sufrágio dos defuntos. Deus acolhe benignas nossas orações e manda frequentemente seus anjos libertar as santas almas, abrindo-lhes as portas do Céu.

“E pois um santo e salutar pensamento orar pelos mortos, para que sejam livres dos seus pecados” (2 Macabeus, 12, 46).

MÉRITO E CITAÇÃO OBRIGATÓRIA DA FONTE: Luiz Totus Tuus Maria Tradicional Proprietário __Catecismo são Pio X __ https://plus.google.com/communities/114317576632433308808/stream/511ff770-7cd3-4510-9c16-08c35eedefba

Luiz Totus Tuus Maria Tradicional
Proprietário

31 de dez de 2014
11. Deus pode também fazer o mal?

Não. Deus não pode fazer o mal porque sendo bondade infinita, não o pode querer; mas tolera-o para deixar livres as criaturas, sabendo depois tirar o bem ainda mesmo do mal.

Deus é bondade infinita e, por conseguinte, é bem infinito, Bem e mal não podem andar juntos. Poder e querer fazer o mal não é perfeição, mas defeito.

Em Deus, que é a mesma perfeição, não pode existir o mal.

O maior mal é o pecado. Deus não só não pode cometê-lo, mas nem sequer
pode desejá-lo, porque o pecado é ofensa a Deus e Deus não pode ofender-Se a Si mesmo.

Ele o permite, no entanto, à criatura que é dotada de liberdade, isto é, ao homem. Assim como os médicos sabem tirar preciosos remédios dos mais fortes venenos, assim Deus sabe tirar o bem até do mal.

Lembra-te da história de José, conhecido pelo nome de José do Egito? Esse menino tão bom era filho predileto de Jacó, por isso seu irmão muito o inveja vão e odiavam.

Um dia em que levavam seus rebanhos para pastar bem longe de casa,
agarraram-no, puseram-no numa fossa escura e, passando por lá uris mercadores árabes, a estes venderam o irmão por um preço ‘ínfimo.

Das muitas aflições pelas quais passou este jovem, nenhuma ficou sem que delas soubesse ele tirar proveito. Os mercadores levaram-no para o Egito, onde o Faraó algum tempo depois o elegeu vice-rei daquele país.

Durante uns anos de grande carestia foi o salvador de todo o povo e até de seu pai e de seus irmãos.

Criaturas frágeis que somos muitas vezes nos tornaram escravos do demônio e de nossas más inclinações. Imploremos ao Senhor a graça de odiar e de fugir sempre do mal e de querer firmemente o bem.

MÉRITO E CITAÇÃO OBRIGATÓRIA DA FONTE: Luiz Totus Tuus Maria Tradicional Proprietário __Catecismo são Pio X __ https://plus.google.com/communities/114317576632433308808/stream/511ff770-7cd3-4510-9c16-08c35eedefba

Luiz Totus Tuus Maria Tradicional
Proprietário

31 de dez de 2014
13. Paia que fim nos criou Deus?

2º parte: Deus criou-nos para amá-Lo...

O coração do homem almeja conhecer e amar o bem.

Sendo Deus o Bem supremo que a razão humana pode conhecer, deve o homem arder de gratidão para com seu Criador. O símbolo do amor é a chama e esta dirige-se sempre para o alto.

Palpita o coração humano de anseios sobrenaturais e, não há criatura
alguma capaz de satisfazê-lo se não Deus só.

O Deus criou-nos para Ti, e o nosso coração vive inquieto enquanto não
repousa em Ti!» — exclamava Santo Agostinho.

São os Santos criaturas sábias que fizeram do amor de Deus a razão de
sua vida, de seus trabalhos e até de seu martírio. Vê no quadro a mártir romana Santa Inês.

Possuidora de rara beleza foi, com apenas treze anos pedida em casamento por Procópio, filho do então prefeito de Roma. Inês recusou. Seu coração não podia pertencer a homem algum: “Procópio — disse-lhe Inês — eu amo a Cristo, a Ele me consagrei e serei dele para sempre!”

A recusa de Inês enfureceu o jovem, cujo amor se transformou em ódio.

Denunciou-a como cristã ao prefeito, seu pai, e este mandou que a conduzissem a um lugar infame. Entretanto, um anjo do Senhor veio em sua defesa. Foi depois condenada a morrer numa fogueira, mas escapou milagrosamente das chamas, até que enfim, veio o machado cortar-lhe a virginal cabeça. A angélica menina caiu exclamando: “Eis que já possuo Aquele pelo Qual suspirava”. Unirme-ei no Céu a Quem na Terra amei com todas as minhas forças “

“Amaras o Senhor teu Deus — diz o Senhor — com todo o teu coração
com toda a tua alma, com toda a tua mente. Este é o máximo e primeiro mandamento” (Mateus, 22, 37).

MÉRITO E CITAÇÃO OBRIGATÓRIA DA FONTE: Luiz Totus Tuus Maria Tradicional Proprietário __Catecismo são Pio X __ https://plus.google.com/communities/114317576632433308808/stream/511ff770-7cd3-4510-9c16-08c35eedefba

Luiz Totus Tuus Maria Tradicional
Proprietário

31 de dez de 2014
13. Para que fim nos criou Deus?

1º parte: Deus criou-nos para O conhecermos...

Certa vez um missionário perguntou a um velho sábio chinês: * Mestre sabe dizer-me para que fossem criados? Respondeu-lhe o chinês: “Para comer arroz”.

Tu que és mais sábio que aquele velho, saberá responder-me que fomos
sobretudo criados para conhecer a Deus.

O menino que apenas desperta para o uso da razão, já atormenta os pais
com mil perguntas. Quer tudo saber, A alma suspira pela verdade e principalmente pela primeira e última verdade, que é Deus, Quantos, porém, nem conhecem o seu Senhor e o seu Deus! Grande parte da humanidade ainda está sepultada nas trevas do paganismo e da idolatria. Outra, embora tenha recebido a luz do cristianismo, leva uma vida lastimável, porque deixou perder-se no seu coração a fé e a retidão da consciência, e, no entanto só estas nos levam ao conhecimento de Deus. Infelizes! Pois, sem o desejo de conhecer a Deus, não chegarão jamais à conquista da verdade!

Observa a cena sugestiva que este quadro representa: Paulo. Infatigável Apóstolo de Cristo, mesmo quando prisioneiro, prega a verdade tanto aos humildes quanto aos potentados, assim nos palácios como nos casebres. Ousou até transpor o limiar do palácio de Nero, onde os pretorianos, os servos e os escravos do imperador ouviam atenta sua palavra eloquente, enlevados pela sublimidade da religião cristã, única que satisfaz os anseios do coração humano.

Fomos criados para conhecer a Deus, para possuir a verdade eterna e para nos abismar na visão beatífica — que é a visão de Deus.

“Ora disse Nosso Senhor — a vida eterna é esta: que te conheçam a ti
como único verdadeiro Deus e a Jesus Cristo a quem enviaste”
(Jo. 17, 3).

MÉRITO E CITAÇÃO OBRIGATÓRIA DA FONTE: Luiz Totus Tuus Maria Tradicional Proprietário __Catecismo são Pio X __ https://plus.google.com/communities/114317576632433308808/stream/511ff770-7cd3-4510-9c16-08c35eedefba

Luiz Totus Tuus Maria Tradicional
Proprietário

31 de dez de 2014
12. Deus cuida das coisas criadas?

Sim. Deus cuida e tem providência das coisas criadas e conserva-as e dirige-as todas ao próprio fim, com sabedoria, Bondade e justiça infinitas.

Uma pobre mãe, que se chamava Agar, vagava perdida no deserto com
seu filhinho. Não havia água e o menino morria de sede. Para não o ver morrer, a aflita mãe colocou-o no chão e retirou-se para mais longe.

Mas os gritos do menino chegaram até o Céu e Deus mandou o seu Anjo
mostrar a Agar uma fonte brotada prodigiosamente da areia, com a qual pôde ela dessedentar a seu filhinho e a si mesma.

Como Deus é bom’ Ele jamais abandona a sua criatura1 Dá alimento aos
passarinhos e pão aos pobrezinhos. Dá-nos força e saúde, dá-nos o sol e a chuva, as flores na primavera; as colheitas no verão, as frutas no outono e, nos países muito mais frios que o Brasil, faz germinar as sementes mesmo debaixo da neve.

A providência de Deus traz-nos entre seus braços, assim como as mães nos seus trazem os filhinhos.

Deus é a infinita sabedoria e guia-nos ao fim para o qual nos criou; é infinita bondade e por isso nos prepara o Céu, onde seremos felizes para sempre, é infinito poder e assim nos pode oferecer todos os meios para consegui-lo; é infinita justiça e, pois, recompensa os bons e castiga os maus.

E também o sofrimento um meio de que se serve Deus para guiar e reconduzir as almas à salvação. Santa Teresinha do Menino Jesus dizia: “Agradeço-vos, meu Deus, por me haverdes feito passar pelo crisol de tantos sofrimentos”.

Enaltecendo os benefícios que nos traz água, o poeta Frei Roberto contava assim:

Minha irmã, que canto e este. Nem parece que nasceste

De onde tens tanta doçura? De uma pedreira tão dura!


MÉRITO E CITAÇÃO OBRIGATÓRIA DA FONTE: Luiz Totus Tuus Maria Tradicional Proprietário __Catecismo são Pio X __ https://plus.google.com/communities/114317576632433308808/stream/511ff770-7cd3-4510-9c16-08c35eedefba

Luiz Totus Tuus Maria Tradicional
Proprietário

31 de dez de 2014
21. Que fez Jesus Cristo para nos salvar?

Jesus Cristo para nos salvar satisfez por nossos pecados. Sofrendo
e sacrificando-se sobre a cruz, e ensinou-nos a viver segundo Deus.

Olhai crianças, como Jesus está ensanguentado e exausto! Vede quanto

Ele sofreu para nos salvar.

Quis expiar nossos pecados, cancelando nossas culpas com seu sangue e
oferecendo a seu Eterno Pai uma reparação condigna.

Jesus era Deus e homem. Como homem sofreu e morreu na cruz, pois, como
não podia sofrer nem morrer. Como Deus, enriqueceu seus sofrimentos de valor infinito, satisfazendo a justiça do Pai e reconquistando-nos o paraíso.

Além disso, ensinou-nos, com o exemplo e com a palavra confirmada por
seus milagres, a vivermos, não conforme nossas más inclinações ou segundo as máximas do mundo, mas segundo as de Deus. Em outras palavras: ensinou-nos as verdades divinas que devemos praticar e crer para Lhe agradar e merecer nós o paraíso depois desta vida.

“Buscai, pois em primeiro lugar, o reino de Deus e a sua justiça disse Jesus — e todas estas coisas vos serão dadas por acréscimo” (Mateus, 6, 33). “Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mini, que sou manso e humilde de coração, e achareis descanso para as vossas almas. Porque o meu jugo é suave, e o meu peso leve” (Mateus, 11, 29).

MÉRITO E CITAÇÃO OBRIGATÓRIA DA FONTE: Luiz Totus Tuus Maria Tradicional Proprietário __Catecismo são Pio X __ https://plus.google.com/communities/114317576632433308808/stream/511ff770-7cd3-4510-9c16-08c35eedefba

Luiz Totus Tuus Maria Tradicional
Proprietário

31 de dez de 2014
23. Qual é a segunda Pessoa da Santíssima Trindade?

A segunda Pessoa da Santíssima Trindade é o Filho.

Contempla Jesus na se rena beleza da sua humanidade, tanto quanto conseguiu idealizá-la a arte de Carracci.

Tu aprendeste a conhecer e amar a Jesus nos joelhos de tua mãe, Jesus
o Filho de Deus feito homem, isto é, a segunda Pessoa da Santíssima Trindade. Fez-se homem para nos salvar.

Ele é eterno como o Pai, imenso como o Pai, increado como o Pai perfeitíssimo como o Pai.

Costuma-se também dar o nome de “Verbo” ao Filho de Deus, ou de “Sabedoria Eterna”, porque gerado pelo Pai, não de modo humano, mas por via de pensamento. E ao perfeito o Pai, que em se contemplando a Si mesmo dá vida real ao seu pensamento e este é o seu Divino Filho. Atribuem-se ao Filho as obras de sabedoria, a ordem que há no mundo e a sua conservação.

Ele é — diz São Paulo — a Imagem de Deus invisível, o Primogênito de toda a criatura. “Tudo foi criado por Ele e para Ele” (Colossenses, I,15-16).

O Evangelho de São João começa com este solene prelúdio:
“No princípio era O Verbo e o Verbo estava em Deus, e o Verbo era Deus” (João, 1, 1). “E o Verbo se fez carne e habitou entre nós“ (João, 1-14).

O Pai Eterno confirmou no monte da Transfiguração, que Jesus Cristo é o Verbo Encarnado gerado pelo Pai:
“ - Este é o meu Filho caríssimo, ouvi-O” (Marcos, 9, 6).

MÉRITO E CITAÇÃO OBRIGATÓRIA DA FONTE: Luiz Totus Tuus Maria Tradicional Proprietário __Catecismo são Pio X __ https://plus.google.com/communities/114317576632433308808/stream/511ff770-7cd3-4510-9c16-08c35eedefba

Luiz Totus Tuus Maria Tradicional
Proprietário

31 de dez de 2014
24. Qual é a Terceira Pessoa da Santíssima Trindade?

A terceira Pessoa da Santíssima Trindade é o Espírito Santo.

A pomba luminosa suspensa entre o Céu e a Terra, entre um alado cortejo de anjos, representa o Espírito Santo, a terceira Pessoa da Santíssima Trindade. De fato, foi em forma de pomba que o Espirito

Santo pousou sobre a cabeça de Jesus, no dia de seu batismo.

O Espírito Santo é o amor pessoal, subsistente do Pai e do Filho, Do Pai e do Filho procede como de um único principio e de uma mesma operação.

O Pai, gerando o Verbo, ama-O com infinita ardência, o Filho, por sua vez, sente-se totalmente abrasar de amor para com o Pai. Este amor mútuo entre o Pai e o Filho, dá origem ao Amor Subsistente, isto é, a terceira Pessoa da Santíssima Trindade.

O Espírito Santo é Deus como o Pai e o Filho; é igualmente eterno, incriado, imenso, onipotente.

Atribuem-se particularmente ao Espírito Santo as obras de amor e de santificação das almas.

Nos Sacramentos e especialmente na Crisma, o Espírito Santo infunde nas almas a abundância de suas graças e de seus dons.

A divina graça transforma a alma em tabernáculo vivo e o corpo em templo de Deus e este nunca deve ser profanado pelo pecado.

“Vinde Espírito Santo, enchei os corações de vossos fiéis e acendei neles o fogo do vosso divino amor” (Liturgia de Pentecostes).

MÉRITO E CITAÇÃO OBRIGATÓRIA DA FONTE: Luiz Totus Tuus Maria Tradicional Proprietário __Catecismo são Pio X __ https://plus.google.com/communities/114317576632433308808/stream/511ff770-7cd3-4510-9c16-08c35eedefba

Luiz Totus Tuus Maria Tradicional
Proprietário

31 de dez de 2014
20. Há um só Deus?

Sim. Há um só Deus, mas em três Pessoas iguais e distintas, que são a Santíssima Trindade.

21. Como se chamam as três Pessoas da Santíssima Trindade?

As três Pessoas da Santíssima Trindade chamam-se Pai, Filho e Espirito
Santo.

Narra a Sagrada Escritura que certo dia foi Abraão visitado por três anjos em forma humana. Diante da imprevista aparição prostrou-se ele profundamente, e adorou a Deus, dizendo: “Senhor, se achei graça diante dos teus olhos, não passes sem parar junto do teu servo”. E os três anjos prometeram a Abraão que sua esposa Sara, daria em breve à luz a Isaac — o filho da promessa (Gênesis, 18).

Abraão vê três pessoas nos anjos e adora um só Deus. Por quê? Porque na aparição foi-lhe manifestado o Mistério da Santíssima Trindade.

Sabemos que Deus é um só, porque Ele mesmo nos revelou. “Eu sou Deus
e não há outro Deus, nem há nenhum semelhante a mim” (Isaías, 46, 9).

Nesse Deus, uno em sua natureza. Há três Pessoas perfeitamente iguais e realmente distintas.

O Evangelho fala continuamente do Filho de Deus humanado, de seu Pai
Celeste e do Espírito Santo. Antes de subir ao Céu, ordenou expressamente Jesus a seus Apóstolos ”Ide, pois, ensinai todas as gentes, batizando-as em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo” (Mateus, 28, 19).

Unamo-nos aos Serafins, que no Céu cantam incessantemente a Deus Uno e Trino: “Santo, Santo, Santo é o Senhor Deus dos Exércitos”(Isaías, 6, 3).

MÉRITO E CITAÇÃO OBRIGATÓRIA DA FONTE: Luiz Totus Tuus Maria Tradicional Proprietário __Catecismo são Pio X __ https://plus.google.com/communities/114317576632433308808/stream/511ff770-7cd3-4510-9c16-08c35eedefba

Luiz Totus Tuus Maria Tradicional
Proprietário

31 de dez de 2014
32. Para viver segundo Deus que devemos fazer?

1º porte: Para viver segundo Deus devemos crer as verdades
reveladas por Ele.

Quando vais pela primeira vez à casa de um amigo e não conheces o
caminho, perguntas a alguém, não é mesmo?

Pois bem, todos os homens devem ir paro o Céu, para se encontrarem com
Deus. No entanto, depois do primeiro pecado, desvairar-se do caminho. Jesus então veio ensinar-lhe.

Deixou-nos Ele os mais maravilhosos exemplos durante os trinta anos passados em Nazaré. Depois, pelo espaço de três anos, percorreu as cidades e as aldeias da Palestina, ensinando sua doutrina nas
montanhas, nas casas de residência, nas fazendas, nos sítios, na barca de São Pedro (pois este era pescador antes de ser Apostolo).

Para chegarmos ao Céu precisamos andar por três caminhos: no primeiro
encontramos as verdades que Deus nos revelou e que devemos crer; no segundo encontramos os mandamentos que o Senhor nos deu e que devemos observar; no terceiro encontramos os santos Sacramentos e a oração.

Primeiramente devemos crer tudo o que Jesus — verdade infalível — nos revelou e que por meio da Santa Igreja Católica, Apostólica e Romaria nos propõe a crer, isto é, todas as maravilhosas verdades contidas no catecismo.

São três os guias do caminho da fé: a Sagrada Escritura divinamente inspirada, a Sagrada Tradição e o ensinamento infalível da Igreja. Ouçamos o que diz a poetisa patrícia, Maroquinha Jacobina Robelo em uma de suas Parábolas e:

Assim, quem ouve só a palavra divina
E não fixa e não cumpre esta santa doutrina
Da eterna salvação, por certo se arreceia,
Porque é qual homem nércio: edificou na areia.
Mas quem esta palavra escuta com atenção
E a cumpre, é semelhante ao prudente. Varão
Cumprida à lei de Deus. no peito a graça medra,
Não teme os vendavais, edificou na pedra.

MÉRITO E CITAÇÃO OBRIGATÓRIA DA FONTE: Luiz Totus Tuus Maria Tradicional Proprietário __Catecismo são Pio X __ https://plus.google.com/communities/114317576632433308808/stream/511ff770-7cd3-4510-9c16-08c35eedefba

Luiz Totus Tuus Maria Tradicional
Proprietário
31 de dez de 2014
27. Como se chama o Filho de Deus leito homem?

O Filho de Deus feito homem chama-se Jesus Cristo.

Entre as muitas coisas que o anjo Gabriel disse a Maria, quando foi anunciar-lhe que ela seria a mãe do Filho de Deus, disse-lhe também estas: “Pôr lhe ás o nome de Jesus” (Lucas, 1, 31).

A Virgem cumpriu esta ordem divina, porquanto, no oitavo dia do nascimento do Menino, foi Ele circuncidado e recebeu então o nome de Jesus.

Jesus significa Salvador, nome que exprime claramente a missão do
Verbo encamado entre os homens, pois Jesus veio para salvar os que estavam perdidos.

Jesus é também o Cristo, palavra grega que significa Messias, isto é, Enviado de Deus, Ungido do Senhor, E o nome mais santo, mais glorioso e mais suave que jamais foi pronunciado na Terra E bálsamo para o coração, doçura para os lábios nas horas de dor e nas horas solenes da vida.

Em nome de Jesus, realizou São Pedro o prodígio que este quadro ilustra.

Pedro e João ao saírem do templo, encontraram um pobre aleijado, que sempre o fora desde seu nascimento. Com as mãos estendidas pedia esmolas. Pedro olhou-o compadecido e disse-lhe: “Não tenho prata nem ouro, mas o que tenho, isso te dou: Em nome de Jesus Cristo Nazareno,, levanta-te e anda. E, dando um salto, pôs-se em pé e andava; e entrou com eles no templo andando, saltando e louvando a Deus» (Atos, 3).

E sobre-humano, o poder do nome de Jesus’•.
“Porque sob o céu — afirma São Pedro nenhum outro nome foi dado aos
homens, pelo qual nós devamos ser salvos (Atos, 4, 12).

MÉRITO E CITAÇÃO OBRIGATÓRIA DA FONTE: Luiz Totus Tuus Maria Tradicional Proprietário __Catecismo são Pio X __ https://plus.google.com/communities/114317576632433308808/stream/511ff770-7cd3-4510-9c16-08c35eedefba

Maria Auxiliadora dos Santos Pereira
29 de out de 2015
Oremos pela igreja Católica Apostólica Romana
Eunice Bonventi: Isso mesmo, para q nossa igreja e religião católica, cresça sempre. Juntamente com nosso querido Papa Francisco. Bjos.
Maria Auxiliadora dos Santos Pereira: Sim é verdade, rezemos pelo Papa, pelo todo Clero da nossa igreja.

MÉRITO E CITAÇÃO OBRIGATÓRIA DA FONTE: Luiz Totus Tuus Maria Tradicional Proprietário __Catecismo são Pio X __ https://plus.google.com/communities/114317576632433308808/stream/511ff770-7cd3-4510-9c16-08c35eedefba

Luiz Totus Tuus Maria Tradicional
Proprietário

15 de mar de 2015
62. Depois da morte, que fez Jesus Cristo?

Depois da morte Jesus Cristo desceu com a alma ao Limbo e em seguida, ressuscitou, retomando o seu corpo que fora sepultado.

Jesus morreu numa sexta-feira, à qual dá a Igreja o nome de Sexta Feira Santa. A alma de Jesus, que é imortal, enquanto seu corpo jazia na sepultura desceu ao Limbo. Sabes o que é o Limbo?

Quando vais visitar um amigo e encontras a porta de sua casa fechada, tu o esperas fora, não é? Pois bem, antes da morte de Jesus a porta do Céu estava fechada, por causa do pecado Todos os santos e justos, que tinham morrido antes de Jesus, precisaram ficar no Limbo à espera da redenção. Jesus, depois de sua morte, apressou-se a ir consolar essas almas, assegurando-lhes a entrada no paraliso no dia de sua Ascensão.

Haviam os Judeus colocados guardas à entrada do sepulcro de Jesus. Mas no terceiro dia, isto é, no domingo, houve um grande terremoto, Jesus ressurgiu triunfante, retomando o seu corpo e saindo do sepulcro, sem mesmo remover a grande pedra da entrada, que foi afastada por um anjo resplendente. Diante desse prodígio, os soldados fugiram aterrados.

Quando as piedosas mulheres chegaram ao sepulcro levando perfumes, o anjo disse-lhes que Jesus havia ressuscitado.

A ressurreição é o maior dos milagres e a maior festa da Cristandade e é comemorada no dia da Pascoa.
 
Ouçamos o Venerável Padre Anchieta cantar a ressurreição do Senhor, em seu poema da Bem-aventurada Virgem Mãe de Deus:

Não brilha tanto a estrela da manha quando desponta no fimbria das auroras.
Não resplandece tanto o sol com o globo em chamas.
Perante o seu Senhor, ambos desmaiam.
Da escuridão de um tumulo fez essa Luz aurora
E dela tirou seu brilho o firmamento.
(canto quinto: Paixão e Gloria, 4750 – 4755).

MÉRITO E CITAÇÃO OBRIGATÓRIA DA FONTE: Luiz Totus Tuus Maria Tradicional Proprietário __Catecismo são Pio X __ https://plus.google.com/communities/114317576632433308808/stream/511ff770-7cd3-4510-9c16-08c35eedefba

Luiz Totus Tuus Maria Tradicional
Proprietário

7 de jan de 2015
56. O Filho de Deus, fazendo-se homem, deixou de ser Deus?

Não. O Filho de Deus fazendo-se homem não deixou de ser Deus,
mas continuando a ser verdadeiro Deus, começou a ser também
verdadeiro homem.

O Filho de Deus, fazendo-se homem não deixou de ser Deus. Como
Deus, Ele é eterno: sempre foi e sempre será.

No momento da Encarnação, a sua Pessoa divina assumiu também a natureza humana, isto é, uniu a si o corpo formado no seio puríssimo de Maria Virgem e a SUO alma humana união essa de estreitíssimos laços que durara eternamente.

Assim Jesus Cristo foi e será para todo e sempre. “Deus o Homem verdadeiro”.

Vês este lindo quadro? Ele representa a Sagrada Família.

Como homem, Jesus é um menino igual a ti: é um filho obediente a Maria, sua Mãe, e a José, seu Pai putativo.  em tudo igual a nós.

Como Deus, porém, é em tudo igual ao Pai e ao Espirito Santo, com os quais formo conjuntamente a Santíssima Trindade.

Adoremos o Filho de Deus que se fez filho de Maria e nosso irmão, para demonstrar-nos o seu amor e conquistar todo o afeto de nosso coração.

“Esperamos no Deus vivo, que é o Salvador de todos os homens, principalmente dos fiéis” (I Timóteo, 4, 10).

MÉRITO E CITAÇÃO OBRIGATÓRIA DA FONTE: Luiz Totus Tuus Maria Tradicional Proprietário __Catecismo são Pio X __ https://plus.google.com/communities/114317576632433308808/stream/511ff770-7cd3-4510-9c16-08c35eedefba

Luiz Totus Tuus Maria Tradicional
Proprietário

7 de jan de 2015
59. Onde nasceu Jesus Cristo?

Jesus Cristo nasceu em Belém, num estábulo e foi reclinado num presépio.

O presépio é uma das mais típicas e delicadas expressões da piedade cristã. Vê como Murillo representa em festas o Menino, São José, sua Mãe, a ovelhinha o boi e o burrinho...

O presépio lembra-nos o nascimento de Jesus.

Jesus nasceu em Belém, na Palestina, numa pobre gruta e a Virgem Santíssima reclinou-O sobre palhas. Fora da gruta fazia frio e estava tudo escuro, mas em meio s trevas via-se uma grande luz. Apareceram os anjos cantando: “Glória a Deus no mais alto dos Céus e paz na Terra aos homens de boa vontade” (Lucas, 2, 14).

Alguns pastores guardavam seus rebanhos perto da gruta. Um anjo convidou-os para irem ver o Menino Foram e, prostrando-se, O adoraram, oferecendo-Lhe seus presentes.

Ao mesmo tempo uma estrela maravilhosa brilhava no céu, do lado do
Oriente.

Viram-na os Magos e, seguindo-a, chegaram até Belém, ajoelharam-se diante de Jesus, oferecendo-Lhe ouro, incenso e mirra.

A noite em que nasceu o Menino Jesus chama-se “noite de Natal”.

“Nasceu para nós um Pequenino; um Filho nos foi dado. Traz nos ombros
as insígnias da realeza” (Introito da 3.a Missa do Natal).

Ouve agora Emília de Fretas Guimarães cantor em versos o Natal de Jesus:

Quisera como os magos do Oriente,
Possuir um tesouro refulgente,
Trazer-te alguma coisa de valor:
Recebe, pois, Jesus, meigo e risonho
A poeira dourada do meu "sonho"
E a mirra e o incenso do meu grande amor!

MÉRITO E CITAÇÃO OBRIGATÓRIA DA FONTE: Luiz Totus Tuus Maria Tradicional Proprietário __Catecismo são Pio X __ https://plus.google.com/communities/114317576632433308808/stream/511ff770-7cd3-4510-9c16-08c35eedefba

Luiz Totus Tuus Maria Tradicional
Proprietário

7 de jan de 2015
55. De que maneira se fez homem o Filho de Deus?

O Filho de Deus fez-se homem tomando um corpo e uma alma, como nós temos, no seio puríssimo de Maria Virgem por obra do Espirito Santo.

O arcanjo Gabriel veio do Céu à Terra, entrou na pobre casa de Nazaré, onde a Virgem Mario estava rezando e disse-lhe:
“Deus te salve, cheio de graça; o Senhor é contigo; bendita és tu entre as mulheres (.). Não ternas, Maria, pois achaste graça diante de Deus; eis que conceberás no teu ventre e darás à luz um filho e
por-lhe-ás o nome de Jesus, Este será grande e será chamado Filho do Altíssimo, e o Senhor Deus lhe dará o trono de seu pai Davi. E reinará (...) e o seu reino não terá fim”.

E Maria disse ao anjo: como se fará isso, pois eu não conheço varão?

E respondendo o anjo disse-lhe: o Espírito Santo descerá sobre ti e a virtude do Altíssimo te cobrirá com a sua sombra. E, por isso mesmo, o Santo que nascer de ti será chamado Filho de Deus.

Então disse Maria: eis aqui a serva do Senhor, faça-se em mim segundo a tua palavra (Lucas, I, 28-38).

Naquele mesmo instante realizou-se o mistério da Encarnação e Maria tornou-se Mãe do Filho de Deus! Como todos nós ternos nossa mãe, assim também Jesus quis ter a sua: tomou um corpo e uma alma como nós temos, no seio puríssimo de Maria Virgem. Sua alma foi criada como a nossa e seu corpo foi formado pelo Espírito Santo.

“E o Verbo se fez carne e habitou entre nós; e nós vimos a sua glória; glória como de Unigênito do Pai, cheio de graça e de verdade”
(João, 1 15).

MÉRITO E CITAÇÃO OBRIGATÓRIA DA FONTE: Luiz Totus Tuus Maria Tradicional Proprietário __Catecismo são Pio X __ https://plus.google.com/communities/114317576632433308808/stream/511ff770-7cd3-4510-9c16-08c35eedefba

Luiz Totus Tuus Maria Tradicional
Proprietário

3 de jan de 2015
54. Que cuidado devemos ter de nossa alma?

De nossa alma devemos ter o máximo cuidado, porque só salvando a alma seremos eternamente felizes.

Nesta maravilhosa tela, Paulo Veronese representa o martírio de São
Marcos e Marcelino, dois ilustres irmãos romanos. O capitão que segura a bandeira e mostra o céu é S. Sebastião, Acusados como
cristãos, Marcos e Marcelino foram presos e condenados a morrer decapitados.

Seus pais, ainda pagãos, conseguiram perante o governo, diferir para mais um mês a execução, esperando que nesse espaço de tempo, renegassem eles sua fé. Mas os dois heróis, embora sentindo-se profundamente comovidos com os lágrimas de seus parentes, permaneceram fiéis à religião de Cristo.

S. Sebastião, que era capitão da guarda pretoriana e muito estimado pelo imperador Diocleciano, sabendo do atentado a Marcos e Marcelino, seguiu de pressa para o cárcere. Com calorosas palavras reavivou-lhes a fé e com tal ardor falou-lhes de Cristo e da preciosidade da alma, que até os próprios parentes converteram-se e coroaram sua vida com o martírio.

Marcos e Marcelino são hoje venerados como santos. De que lhes teria
servido salvarem a vida, se tivessem perdido a Sua alma?

A alma é o que temos de mais precioso, é o maior tesouro que possuímos.

Salvando a alma, seremos eternamente felizes, mas se a perdermos, seremos eternamente desgraçados Por isso lembra-nos o Divino Mestre: “Que aproveita, pois, ao homem ganhar todo o mundo, se vier a perder a sua alma? ou que dará o homem em troca da sua alma?”
(Mateus, 16, 26).

MÉRITO E CITAÇÃO OBRIGATÓRIA DA FONTE: Luiz Totus Tuus Maria Tradicional Proprietário __Catecismo são Pio X __ https://plus.google.com/communities/114317576632433308808/stream/511ff770-7cd3-4510-9c16-08c35eedefba

Luiz Totus Tuus Maria Tradicional
Proprietário

3 de jan de 2015
51. Quem é o homem?

O homem é um ser racional, composto de alma e de corpo.

52. Que é a alma?

A alma é a parte espiritual do homem, pela qual ele vive, entende
e é livre.

Depois de haver criado o Céu, a Terra, a Luz e todas as coisas, disse Deus:

“Façamos o homem à nossa imagem e semelhança” (Génesis, 1, 26).

Plasmou Adão com o lado da terra e soprando-lhe rio rosto deu-lhe um espírito, isto é, a alma. Infundiu depois em Adão um profundo sono, durante o qual tirou lhe urna das costelas, com a qual fez a primeira mulher, a quem deu o nome de Eva, que quer dizer: mãe dos viventes.

O homem e a mulher são compostos de alma e de corpo. A alma é a parte
mais nobre do homem, pois o faz semelhante a Deus, o que não se dá com as outras criaturas existentes na Terra.

Adão e Eva eram felizes no paraíso terrestre. No entanto bem sabeis como abusaram eles de sua liberdade, comendo o fruto proibido.

Caros meninos, a alma é um grande dom que recebemos! Agradecei a Deus
o ter-vos leito capazes de conhecê-Lo, amá-Lo e servi-Lo.

“A vida da tua carne é a tua alma; a vida da tua alma é o teu Deus» (Santo Agostinho: Homilia sabre o Evangelho de João, 47, lO, 8).

MÉRITO E CITAÇÃO OBRIGATÓRIA DA FONTE: Luiz Totus Tuus Maria Tradicional Proprietário __Catecismo são Pio X __ https://plus.google.com/communities/114317576632433308808/stream/511ff770-7cd3-4510-9c16-08c35eedefba

Luiz Totus Tuus Maria Tradicional
Proprietário

1 de jan de 2015
38. Quais são os legítimos Pastares da igreja?

Os legítimos Pastores da Igreja são o Papa, ou Sumo Pontífice, e os
Bispos em união com ele.

Um dia Jesus disse: “Eu sou o Bom Pastor, e conheço as minhas ovelhas e minhas ovelhas me conhecem a mim. Tenho também outras ovelhas que não são deste aprisco; e importa que eu as traga, e elas ou virão a minha voz, e haverá um só rebanho e um só pastor” (João X, 14).

O aprisco de Jesus é a Igreja, as ovelhas são todos os fiéis. Quando Jesus subiu aos céus, deixou no mundo outros pastores para governarem seu rebanho, isto é, os Apóstolos, aos quais disse: “Ide, pais, ensinai todas as gentes” (Mateus, XXVIII, 19). Confiou-lhes Jesus os seus poderes, a sua doutrina e os seus Sacramentos.

Os Apóstolos, depois transmitiram fielmente este tesouro de fé a seus sucessores, que vêm desde aquele tempo, governando a Igreja. São estes o Papa e os Bispos unidos ao Papa.

A bela ilustração representa a hierarquia católica de Ordem e de Jurisdição, que constitui a Igreja docente, à qual está confiado o magistério ordinário e o governo dos fiéis.

O Papa e os Bispos são legítimos Pastores porque remontam aos Apóstolos.

O Papa governa toda a Igreja. Os Bispos governam suas Dioceses e são representados pelo Vigário em sua paróquia.

“Irmãos — exorta São Paulo — obedecei aos vossos superiores e sede-lhes sujeitos, porque Eles velam corno quem há de dar contas das vossas almas”
(Hebreus, 13, 17).

 MÉRITO E CITAÇÃO OBRIGATÓRIA DA FONTE: Luiz Totus Tuus Maria Tradicional Proprietário __Catecismo são Pio X __ https://plus.google.com/communities/114317576632433308808/stream/511ff770-7cd3-4510-9c16-08c35eedefba

Luiz Totus Tuus Maria Tradicional
Proprietário

2 de jan de 2015
48. Quem são os puros espíritos?

Os puros espíritos são Seres inteligentes, sem corpo.

Os espíritos celestes aparecem geralmente aos homens sobre a forma de lindos jovens, de guerreiros, de mensageiros do Senhor.

Não se deduz, por isso, que eles tenham corpo;
sendo puros espíritos nada têm de corpóreo nem mesmo poderiam ser representados aos nossos sentidos.

Deus permite que eles apareçam sobre forma humana para que os homens
possam perceber-lhes a presença e compreender lhes o ofício. Assim também os artistas, para auxiliarem nossa imaginação, representam os anjos sobre forma de meninos ou de graciosos adolescentes, adornados de esplendor, de inocência e de santidade. Representam-nos quase  etéreos e com asas, para mostra-nos com que rapidez executam eles os desejos de Deus.

Vê com que maestria Paulo Veronese soube pintar um grupo de espíritos celestes. Imersos num mar de luz divina, jubilosos, cantam hinos de glória ao Senhor, em modulações angélicas. Outros precipitam seu voo para a Terra, com palmas, coroas, lírios e rosas, como que a encorajarem os homens na luta contra o mal.

Aos olhos de Deus, são os puros espíritos de incomparável beleza, porque são ricos de graça e de santidade, dotados de perfeita. Inteligência e esta são superiores a qualquer força criada. Seu número é incalculável e, como afirma Santo Tomás, supera todas as criaturas materiais reunidas. São como um esplêndido e maravilhoso exército! Costuma-se dividi-los em nove coros: Anjos, Arcanjos, Principados, Tronos, Dominações, Potestades, Virtudes, Querubins e Serafins.

“Anjos do Senhor, bendizei o Senhor!” (Dan. 3,58).

MÉRITO E CITAÇÃO OBRIGATÓRIA DA FONTE: Luiz Totus Tuus Maria Tradicional Proprietário __Catecismo são Pio X __ https://plus.google.com/communities/114317576632433308808/stream/511ff770-7cd3-4510-9c16-08c35eedefba

Luiz Totus Tuus Maria Tradicional
Proprietário

1 de jan de 2015
41. A Igreja docente pode erar ao ensinar-nos as verdades reveladas por Deus?

A Igreja docente não pode errar ao ensinar-nos as verdades reveladas por Deus: ela é infalível, porque o Espirito de verdade a assiste continuamente.

Antes de subir ao Céu Jesus Cristo prometeu a seus discípulos não deixá-los órfãos: “Eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos” (Mateus, 28, 20). Esta divina presença é real
mente palpável tanto na Santíssima Eucaristia como na assistência do Espírito Santo à Igreja docente, não a deixando errar.

A Igreja, portanto, no exercício de seu solene e ordinário magistério, tem a inefável prerrogativa da infalibilidade, isto é, da inerência, porque “o Espírito de verdade a assiste continuamente” (João, 14, 16).

Observa com que sugestiva plástica soube o artista personificar o magistério da Igreja Católica. Transparece ele no límpido e firme olhar da matrona e em sua fronte luminosa, na qual se reflete a luz de Deus. Com sua mão direita sustenta o facho do Evangelho e com a esquerda segura o ramo de oliveira, símbolo da paz, que só pode florescer no canteiro da verdade. Os anjinhos a seus pés mostram a Sagrada Escritura — fonte da verdecerdes — os mandamentos de Deus e os preceitos da Igreja — normas seguras de vida eterna.

Foi à infalibilidade garantida a Pedro por Jesus Cristo com estas palavras:

“Simão, Simão, eis que Satanás vos reclamou com instância para vos joeirar como trigo, mas eu roguei por ti. para que a tua fé não falte e tu, uma vez convertido, confirma os teus irmãos” (Lucas, 22, 32).

MÉRITO E CITAÇÃO OBRIGATÓRIA DA FONTE: Luiz Totus Tuus Maria Tradicional Proprietário __Catecismo são Pio X __ https://plus.google.com/communities/114317576632433308808/stream/511ff770-7cd3-4510-9c16-08c35eedefba


Luiz Totus Tuus Maria Tradicional
Proprietário

1 de jan de 2015
44. Os dois mistérios principais da fé professamo-los e exprimimo-los
ainda de outra maneira?

Professamos e exprimimos os dois mistérios principais da fé também com o sinal da Cruz.

A Cruz é o sinal distintivo do cristão. Assim como há emblemas e sinais externos para exprimirem uma ideia, um afeto, um acontecimento, assim também há um sinal externo para afirmar a fé cristã e o maior acontecimento da história: o sinal da cruz.

Desde muitos séculos a Cruz triunfa no mundo, Tendo sido em tempos idos sinal de ignominia, é ela hoje promessa de vitória. A cruz domina os céus, as alturas imaculadas, brilha sobre as agulhas de nossas catedrais, sobre os tabernáculos, sobre as sepulturas saudosas. O imperador Constantino gravou-a em sua bandeira e em seus escudos, depois de alcançar vitória contra seu inimigo Machado, em cumprimento da promessa que fizera.

Com o sinal da Cruz exprimimos: pelas palavras, a fé na Unidade e Trindade de Deus; pelos gestos, a Encarnação, a Paixão e a Morte de Nosso Senhor Jesus Cristo.

Olha a gravura: Santa Helena, mãe de Constantino, venturosa por ter encontrado no monte Calvário, depois de três séculos de esquecimento, a verdadeira Cruz de Jesus — como nos diz uma pia tradição — restitui à Igreja tão insigne relíquia.

Saudemos com as palavras do rito pascoal o Santo Lenho, que foi instrumento de nossa Redenção: “Salve, o Cruz, única esperança!”

MÉRITO E CITAÇÃO OBRIGATÓRIA DA FONTE: Luiz Totus Tuus Maria Tradicional Proprietário __Catecismo são Pio X __ https://plus.google.com/communities/114317576632433308808/stream/511ff770-7cd3-4510-9c16-08c35eedefba

Luiz Totus Tuus Maria Tradicional
Proprietário

1 de jan de 2015
37. Qual é a Igreja de Jesus Cristo?

A Igreja de Jesus Cristo é a Igreja Católica Romana, porque só ela é una, Santa. Católica e apostólica, como Lie a quis.

Em Roma, sobre a colina do Vaticano, onde São Pedro foi martirizado, levanta-se a majestosa basílica que tem o seu nome. De todas as partes do mundo acorrem peregrinos para visitá-la, porque é a primeira igreja do mundo farol de irradiação para toda a catolicidade e símbolo eloquente da Igreja espiritual fundada sobre a rocha inabalável de Pedro.

Há no mundo outras sociedades que usurpam o nome de “Igreja”, mas não são a verdadeira Igreja de Jesus Cristo.

Para distingui-la das outras, Jesus deu à Igreja por Ele fundada quatro características inconfundíveis: a unidade, a santidade, a catolicidade. E a apostolicidade.

A Igreja de Jesus Cristo é uma em todo o mundo. Os fiéis obedecem todos ao mesmo Pastor — o Papa —; todos têm a mesma fé e recebem os mesmos Sacramentos. E católica, porque foi- instituída para todos os homens e está espalhada por toda a Terra. - santa, porque tudo na Igreja é santo e todos são chamados à santidade. E apostólica, porque remonta aos Apóstolos e é governa da pelo Papa e pelos Bispos, seus sucessores.

Todas estas notas distintivas encontram-se reunidas na Igreja Católica. Ela é, portanto, a única e verdadeira Igreja instituída por Jesus Cristo.

Roma tornou-se a capital do mundo cristão, o farol da luz de Deus em meio às agitações do mundo, a imensa nau que navega no mar dos séculos para os pórticos do infinito.
(M. Cordovani “Romanidade da Igreja”).

MÉRITO E CITAÇÃO OBRIGATÓRIA DA FONTE: Luiz Totus Tuus Maria Tradicional Proprietário __Catecismo são Pio X __ https://plus.google.com/communities/114317576632433308808/stream/511ff770-7cd3-4510-9c16-08c35eedefba

Luiz Totus Tuus Maria Tradicional
Proprietário

1 de jan de 2015
42. O Papa como tal, pode errar ao ensinar-nos as verdades reveladas por Deus?

Não. O Papa, como tal, não pode errar ao ensinar-nos as verdades reveladas por Deus. Quer dizer é infalível como a Igreja.

No dia 8 de Dezembro de 1854 o angélico Pio IX definiu solenemente o dogma da Imaculada Conceição.
Esta gema preciosa da Virgem Maria já antevista pelos Profetas do Antigo Testamento, confirmada pelos Evangelhos, valorosa mente defendida e ensina da pelos doutores da Igreja em todos os tempos, acabava finalmente por ser sancionada com o selo da infalibilidade, para alegria de todos os fiéis.
Era uma nevoenta manhã de inverno. Pôs-se o Romano Pontífice de pé, em seu trono, com toda a pompa do ritual, para proclamar dogma de fé a Imaculada Conceição de Maria. Nesse instante um luminoso raio de sol rasgou as nuvens e foi pousar na fronte do angélico Pio IX.

Quatro anos depois, em Lourdes, Nossa S e n h o r a aparecia a Bernadette Soubirous, para confirmar a palavra do Papa, dizendo:
“ - Eu sou a Imaculada Conceição”.

E infalível a Igreja docente, isto é, o Concilio Ecumênico do Episcopado Católico, porque é convocado e confirmado pelo Papa. Assim também o Papa é infalível quando, como Pastor e Mestre de todos os cristãos, fala ex-cátedra, definindo doutrinas relativas à fé e aos costumes.

“O Romano Pontífice é Pedro que vive pelos séculos em fora”.
(Cordovani, “Romanidade da Igreja”).

MÉRITO E CITAÇÃO OBRIGATÓRIA DA FONTE: Luiz Totus Tuus Maria Tradicional Proprietário __Catecismo são Pio X __ https://plus.google.com/communities/114317576632433308808/stream/511ff770-7cd3-4510-9c16-08c35eedefba

Luiz Totus Tuus Maria Tradicional
Proprietário

1 de jan de 2015
40. 0 Papa e os Bispos em união com ele que coisa constituem?

O Papa e os Bispos em união com ele constituem a Igreja docente,
assim chamada porque tem a missão de ensinar as verdades e as
leis divinas.

O quadro representa a assembleia geral dos Bispos, Abades e Teólogos insignes, que teve lugar na cidade de Roma, em 1854,para a definição do dogma da Imaculada Conceição.

A forma ordinária do magistério eclesiástico é apegação; a forma extraordinária e o Concílio Ecumênico, isto é, a assembleia geral do Episcopado católico, sobre a presidência do Romano Pontífice ou de um seu representante Como é importante um Concílio, cuja cabeça e o Papa e os Bispos a ele unidos Ë bem a imagem viva daquela unidade, que faz a Igreja triunfar vitoriosa de quaisquer insídias de erros e de falsas doutrinas.

O Papa e os Bispos são os mestres e os pastores da cristandade. A eles está confiado o sagrado depósito da Revelação, contido na Sagrada Escritura e na Tradição. Só a Igreja docente tem direito de interpretá-la e explicá-la, assim como só a ela está reservado o direito de julgar toda questão relativa à fé, à moral e ao culto.

O Papa e os Bispos, como sucessores dos Apóstolos, continuam no mundo
a missão de Jesus Cristo, fiéis ao divino mandato: “ide, pois, ensinai todas as gentes, batizando-as em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo, ensinando-as a observar todas as coisas que vos mandei” (Mateus, 28, 19).

MÉRITO E CITAÇÃO OBRIGATÓRIA DA FONTE: Luiz Totus Tuus Maria Tradicional Proprietário __Catecismo são Pio X __ https://plus.google.com/communities/114317576632433308808/stream/511ff770-7cd3-4510-9c16-08c35eedefba

Luiz Totus Tuus Maria Tradicional
Proprietário

31 de dez de 2014
22. Qual é a primeira Pessoa da Santíssima Trindade?

A primeira Pessoa da Santíssima Trindade é o Pai.

Observai com que majestoso poder, o artista Dora vivifico a figura de
Deus Pai, fonte de luz e de vida.

O Pai é a primeira Pessoa da Santíssima Trindade porque não procede de
nenhuma pessoa, mas é o principio do Filho e do Espírito Santo.

Embora todas as perfeições e operações divinas sejam comuns às três Pessoas, contudo, de modo particular, se atribuem ao Pai o poder e a criação.

Com sua onipotência, o Pai celeste, criou o Céu e a Terra, a luz, as plantas, os animais, o homem.

Cria também cada alma e governa todas as criaturas, consertando-lhes a
vida e dando-lhes os meios para se mantiver. Pai! Um poema de amor encerra este nome’ Toda a ternura junta de todos os pais da Terra para com seus filhos não nos dá nem sequer uma palidíssima ideia do amor de Deus por nós.

Por amor, Ele nos deu a vida, nos fez participantes de sua eterna filicida de no Céu; e para nos salvar, depois do primeiro pecado, não hesitou em mandar a Terra seu dileto Filho.

E nosso dever retribuir ao Pai Celeste com todo o amor de nosso coração.

“Rendei ao Senhor glória e honra, rendei ao Senhor a glória devida ao seu nome; adorai o Senhor no átrio do seu santuário” (Salmo 28, 2).

MÉRITO E CITAÇÃO OBRIGATÓRIA DA FONTE: Luiz Totus Tuus Maria Tradicional Proprietário __Catecismo são Pio X __ https://plus.google.com/communities/114317576632433308808/stream/511ff770-7cd3-4510-9c16-08c35eedefba

Luiz Totus Tuus Maria Tradicional
Proprietário

31 de dez de 2014
10. Deus pode fazer tudo?

Sim. Deus pode fazer tudo o que quer: Ele é onipotente.

Nós não podemos fazer tudo o que queremos. Deus, porém, Criador e Senhor de todas as coisas, pode fazer, a qualquer instante, tudo o que quer.

Todas as forças da natureza — a vida, a morte, o Céu. a Terra e até o inferno — estão atentos as suas ordens.

Uma só obra de Deus, já seria um milagre da sua onipotência. E quantos
milagres não realizou Jesus, enquanto esteve na Terra’ Lembra-te da multiplicação dos pões? Mais de cinco mil pessoas seguiam Jesus pelo deserto durante três dias. Começaram então a sentir fome, mas não havia coisa alguma para comer. Só um menino tinha ainda consigo cinco pões e dois peixes.

Que fez Jesus então? Abençoou os pões e os peixes e estes se multiplicaram aos milhares, a ponto de todos poderem comer até saciar-se, sobrando ainda doze cestos.

Maravilha da onipotência divina, velando por todas as necessidades da
nossa vida!

Com grande fé repitamos frequentes vezes a linda súplica “Nada posso
eu sozinho, mas tudo posso com Deus”.

MÉRITO E CITAÇÃO OBRIGATÓRIA DA FONTE: Luiz Totus Tuus Maria Tradicional Proprietário __Catecismo são Pio X __ https://plus.google.com/communities/114317576632433308808/stream/511ff770-7cd3-4510-9c16-08c35eedefba

Luiz Totus Tuus Maria Tradicional
Proprietário

31 de dez de 2014
PRINCIPAIS VERDADES DA RELIGIÃO CRISTA

1. Quem nos criou?

Foi Deus que nos criou.

Muitos anos antes do nascimento de leu pai, de teu avô e de todos os homens e mesmo antes de se formar a Terra onde vivemos, já existia Deus.

Contempla o céu numa noite serena: cintilam as estrelas, a lua parece
uma barquinha de prata, navegando no espaço. Olha depois o mar imenso, as montanhas cobertas de mala virgem, as Florinhas dos campos, os passarinhos no ar, os peixes no água, os animais grandes e pequenos: o leão, o boi, o carneirinho. Em outros tempos nada disto havia. Deus, por ser muito bom, quis dar a todos os seres que hoje existe um dom precioso: o dom da existência.

E Deus disse: Faça-se tudo. E tudo foi feito.
Tudo o que vês, tanto as coisas grandes como as pequenas, saíram das mãos onipotentes de Deus.

Depois de haver criado todos os seres visíveis, Deus criou o primeiro homem e a primeira mulher, que se chamaram Adão e Eva. Foram os nossos primeiros pais.

Assim como Adão e Eva, agora também nós adoramos a Deus nosso Criador e damos-Lhe graças por todos os dons que nos concedeu.

Com muito empenho entreguemo-nos ao estudo de todas as verdades de nossa religião, pensando que tal estudo está interiormente ligado u todos os progressos da inteligência. (Diderot).

« Bem-aventurado o homem que com prazer se aplica ao estude da lei do
Senhor e nela medita dia e noite. (Salmo 1, 2).

MÉRITO E CITAÇÃO OBRIGATÓRIA DA FONTE: Luiz Totus Tuus Maria Tradicional Proprietário __Catecismo são Pio X __ https://plus.google.com/communities/114317576632433308808/stream/511ff770-7cd3-4510-9c16-08c35eedefba

Luiz Totus Tuus Maria Tradicional
Proprietário

31 de dez de 2014
Deixai vir a mim as criancinhas (Mal. 19, 14).

Foram estas as palavras que Jesus disse a seus discípulos. Quando estes afastavam e repeliam as crianças, que para Eles se dirigiam sorridentes.

Jesus é o grande amigo das crianças e gosta da sua inocência.
Por isso, durante os anos que passou na Terra, queria que elas estivessem sempre o seu lodo. Ele mesmo as procurava. Para abraçá-las e abençoá-las.

Desde aquele tempo têm sido inúmeros os amiguinhos de Jesus e constituem mesmo uma verdadeira Legião! Sabem mostrar-Lhe que muito O amam, rezando. Praticando boas obras e oferecendo-Lhe sacrifícios.

Tu também amas Jesus, não é mesmo?

Mas para amá-Lo, como deve5, precisas conhecê-lo. Nas aulas de catecismo já começaste a conhecer Jesus e todas as coisas lindas e santas que a Doutrina Cristã ensina. Para que essas verdades divinas fiquem impressas em teu coração, oferece-te, caro amigo, este livro, onde encontrarão belas, grande e artística figura Reparam bem nelas.

Cada uma ilustra uma pergunta do catecismo. Estas perguntas, tu irás decorá-las e as maravilhosas figuras ajudar-te ao que melhor compreender as verdades e delas nunca te esqueceres.

Garanto que a infinita beleza da religião vai encantar-te Sentirás alegria pensando que tua Fé não é só atualmente professada por milhões de homens, mas que já o tem sido assim através dos séculos.

Os mártires consagraram-na com seu sangue e foi ela a inspiradora dos feitos imortais de nossos antepassados

As verdades da nossa fé são deslumbrantes e possuem o poder de atrair e convencer as almas de boa vontade.

Jesus é o único Mestre que tem palavras de Vida eterna. (Jo. 6. 69).


MÉRITO E CITAÇÃO OBRIGATÓRIA DA FONTE: Luiz Totus Tuus Maria Tradicional Proprietário __Catecismo são Pio X __ https://plus.google.com/communities/114317576632433308808/stream/511ff770-7cd3-4510-9c16-08c35eedefba


Luiz Totus Tuus Maria Tradicional
Proprietário

31 de dez de 2014
6. Deus tem corpo como nós?

Não. Deus não tem corpo: é espirito puríssimo.

A Sagrada Escritura conta que Moisés, o grande condutor do povo de

Deus levou um dia seu rebanho, para pastar aos pés do monte Oreb. De repente, levantando os olhos para cima, viu uma grande chama que saia de urna sarça e que ardia sem nada queimar. Quando, curiosamente, quis dela aproximar-se, para ver que prodígio era aquele, ouviu a voz de Deus que o chamava.

Era o próprio. Deus que estava presente na aquela chama, porém, de modo invisível aos olhos de Moisés. Quando posamos em Deus, representamo-Lo com um corpo, um rosto. No entanto, Deus não tem corpo como nós Sabemos que temos uma alma que nos faz ver, andar, caminhar, pensar? Quando um menino está morto não vê, não sente, riem caminha. E porque a alma deixou o corpo, Vês, acaso, a alma? Não, porque ela é um espírito.

Sabe que o Anjo da Guarda está sempre do teu lado? Todavia não os vês e porque o anjo é um puro espírito.

Deus está presente em toda parte, penetra-nos com sua divina essência,
guia-nos e governa-nos com sua inefável providência.

Porque nele vivemos e nos movemos e existimos. Somos verdadeiramente
da sua linhagem (Atos, 17, 28).

MÉRITO E CITAÇÃO OBRIGATÓRIA DA FONTE: Luiz Totus Tuus Maria Tradicional Proprietário __Catecismo são Pio X __ https://plus.google.com/communities/114317576632433308808/stream/511ff770-7cd3-4510-9c16-08c35eedefba

Luiz Totus Tuus Maria Tradicional
Proprietário

31 de dez de 2014
15. Quem merece o paraíso?

Merece o paraíso quem é bom. Isto é quem ama e serve fielmente a Deus
e morre na sua graça.

O paraíso é um prêmio.

Na escola o professor dá prêmio a todos os alunos? Não. Só àqueles que
o merecem por sua aplicação e por seu comportamento. Assim também Deus:
dá o paraíso aos que O amam e O servem fielmente e morrem na sua graça, isto é, na sua amizade, sem ter na alma nenhum pecado grave.

Contempla neste quadro o feliz trânsito de S. José. Dizem os Santos Evangelhos que ele era um homem justo, possuidor de todas as virtudes. Que doçura, portanto, não terá inundado sua alma, ao sentir-se cada vez mais próximo do prêmio eterno! Ao terminar sua carreira mortal, repleto de amor, foi confortado com a presença de Jesus e de Maria.

Houve na Terra muitos meninos que amaram Jesus. Foram generosos, puros, dóceis, obedientes e diligentes em cumprir seus deveres. Já mereceram o prêmio do paraíso celestial, E como são felizes agora!

Coragem! Faze também tu. o que eles fizeram. Para o conseguires, só é preciso boa vontade.

Lembra-te das palavras que a heroica mãe dos Macabeus — da Sagrada

Escritura — disse ao seu filho, ao ser este torturado por amor à sua fé: “Suplico-te, meu filho, que olhes para o Céu” (2 Mac., 7, 28).


MÉRITO E CITAÇÃO OBRIGATÓRIA DA FONTE: Luiz Totus Tuus Maria Tradicional Proprietário __Catecismo são Pio X __ https://plus.google.com/communities/114317576632433308808/stream/511ff770-7cd3-4510-9c16-08c35eedefba

Luiz Totus Tuus Maria Tradicional
Proprietário

31 de dez de 2014
17. Que é o inferno?

O inferno é o sofrimento eterno da privação de Deus, nossa
felicidade, e do fogo, com todos os outros males, s e m nenhum bem.

O quadro reproduz, com expressão dramática.
a precipitação surda e desesperada dos condenados nos subterrâneos do
inferno; a que os levou a sentença do Divino juiz:

“Apartai-vos de mim, malditos, ide para o fogo eterno”
(Mateus, 25, 41).

Depois da morte, a alma sente para Deus a mesma atração, que impele o ferro para o polo magnético, mas estando a alma em pecado mortal, Deus a repele para longe de si.

Ficará a alma eternamente separada de Deus, porque não quis servi-lo
durante a vida.
0 inferno é “o lugar dos tormentos”

Lá se encontram todos os males que possam afligir a criatura: fome, sede, trevas, sofrimentos os mais atrozes, ponto sem esperança, ódio sem tréguas, desespero o mais horrível. Tudo isto se concentra no inferno.

A pena do fogo torturará tanto a alma como o corpo, sem jamais consumi-los. E fogo real, tenebroso, inteligente criado pela justa ira de Deus.

A pena mais dolorosa, porém, será a privação de Deus — Sumo Bem —
pelo qual a alma ameia com nostalgia desesperadora. Esta pena é para o condenado uma eterna morte, que o priva a cada instante e pelos séculos sem fim, da verdadeira vida da alma que é Deus.

E novamente Dante Alighieri, o maior poeta da Itália, vem contar-nos, em seus versos, o sentido trágico da eternidade do inferno, por meio destas palavras que ele encontrou gravadas na entrada do abismo infernal, descrito em seu imortal poema:

No existir, ser nenhum a mim se avança
Não sendo eterno e eu eternal perduro
Deixai o vos que entrais toda a esperança!(Inferno, 3, 9)

MÉRITO E CITAÇÃO OBRIGATÓRIA DA FONTE: Luiz Totus Tuus Maria Tradicional Proprietário __Catecismo são Pio X __ https://plus.google.com/communities/114317576632433308808/stream/511ff770-7cd3-4510-9c16-08c35eedefba

Luiz Totus Tuus Maria Tradicional
Proprietário

31 de dez de 2014
8. Deus existiu sempre?

Sim. Deus existiu e existirá sempre porque é eterno.

Quanto ano tem? E teu pai e teu avô? Há quantos anos existe o mundo?

Oh! Há quantos e quantos anos! Pois bem, antes de existir o mundo, quem existia? SÓ Deus.

Quando foi que Deus nasceu? Deus nunca nasceu Deus sempre existiu. Tu
envelhecerás, teus cabelos ficarão brancos como os de teu avô, e depois morrerás, assim como todos os homens. O mundo também terá fim, com todas as coisas que nele estão.

E Deus? Ele não morrerá, não acabará nunca, mas estará sempre vivo.

“Eu sou o Alia e o ômega — disse o Senhor —- o primeiro e o último”
(Apocalipse 22, 13).

Vê a linda estampa em que Deus é representado como um velho venerando,
para mostrar-nos que em Deus não há idade. Está sentado sobre as ondas do tempo e traz na mão o livro da vida, no qual estão escritas a primeira e a última letra do alfabeto grego Alia e Ômega. Deus é o princípio e o fim de todas as coisas.

O Sol nasce e morre no horizonte, o relógio marca as horas, que passam velozes, os anos e as estações mudam constantemente. Só Deus não muda, para ele não há nem passado nem futuro, está presente sempre na sua eternidade.

Nós, filhos de Deus, não somos eternos, mas imortais. Nossa alma não morre como o corpo porque é espiritual. Um dia, porém, o corpo ressuscitado unir-se-á à alma em sua sorte eterna.

“Lá (no Céu) repousaremos, veremos e amaremos; amaremos e louvaremos. Eis?. que será de nós na eternidade sem fim” (Santo Agostinho).

MÉRITO E CITAÇÃO OBRIGATÓRIA DA FONTE: Luiz Totus Tuus Maria Tradicional Proprietário __Catecismo são Pio X __ https://plus.google.com/communities/114317576632433308808/stream/511ff770-7cd3-4510-9c16-08c35eedefba

Luiz Totus Tuus Maria Tradicional
Proprietário

31 de dez de 2014
28. Quem é Jesus Cristo?

Jesus Cristo é a Segunda Pessoa da Santíssima Trindade, o Filho
de Deus feito homem.

Narra o Santo Evangelho, que tendo chegado a hora de iniciar o sua vida pública, Jesus despediu-se de sua Mãe, deixou Nazaré e encaminhou-se para as margens do rio Jordão, onde João Batista administrava o batismo de penitência. Contava então Jesus 30 anos de idade. Lá chegando quis também receber o batismo, desceu ao rio e nesse mesmo instante os céus se abriram sobre Ë1e e o Espírito Santo
manifestou-se em forma de pomba e do céu ouviu-se uma voz que dizia: “Tu és o meu Filho amado” (Marcos, 1, 11).

Foi esta uma solene revelação da Divindade e da missão de Jesus. Ele é, portanto, o Verbo Eterno do Pai, a segunda Pessoa da Santíssima Trindade, que por amor ao homem, vítima do primeiro pecado, tomou alma e corpo como nós, por obra do Espírito Santo.

Tornou-se desde então o Homem-Deus, que diante do Pai Eterno represento a humanidade, após havê-la resgatado da escravidão do pecado.

Agradeçamos a Jesus, por ter-se dignado assumir a nossa natureza, fazendo-se assim nosso irmão.


MÉRITO E CITAÇÃO OBRIGATÓRIA DA FONTE: Luiz Totus Tuus Maria Tradicional Proprietário __Catecismo são Pio X __ https://plus.google.com/communities/114317576632433308808/stream/511ff770-7cd3-4510-9c16-08c35eedefba

Luiz Totus Tuus Maria Tradicional
Proprietário

31 de dez de 2014
32. Para vivei segundo Deus, que devemos lazer?

3º parte: Para viver segundo Deus, devemos crer as verdades
reveladas por Ele e observar os seus Mandamentos, com o auxilio da sua graça, se obtém por meio dos Sacramentos e da oração.

Nos primeiros séculos, foi a Igreja perseguida pelos imperadores romanos de maneira atroz. Ser cristão era considerado um delito. As prisões estavam repletas de confessores da fé e as arenas regurgitavam de mártires. E aonde iam os primeiros cristãos buscar aquela impávida fortaleza, que os levava a professarem sua fé, mesmo à custa do próprio sangue?

Os pagãos não sabiam explicá-lo; nós, porém, o sabemos: Era a graça de
Deus que lhes dava essa suprema fortaleza para enfrentarem serenamente a morte! Adquiriam-na pela oração, pelos Sacramentos e especialmente pela Comunhão. Quantas vazes durante a noite, nos subterrâneos das catacumbas, que eram muitas nos subúrbios de Roma, os cristãos reuniam-se para a celebração dos divinos mistérios, durante os quais nutriam-se com o pão dos fortes e ou viam as fervorosas exortações de seus Pastores. Ao amanhecer, saíam transfigurados pela graça, prontos para suportarem por amor de Deus tudo o que lhes acontecesse.

E a graça o poderosíssimo auxilio que Deus infunde na alma de quem reza, confortando-o na prática dos Mandamentos e na observância dos deveres quotidianos, Dá-lhe forças, não s6 para repelir as tentações do demônio, mas também para vencer as suas próprias más inclinações, garantindo-lhe assim a posse do Céu. São os Sacramentos os canais que infundem a graça na alma dos fiéis. Fazendo-os viver conforme a lei de Deus.

A oração é um segredo de vida espiritual, é uma promessa de vitória.

“Tudo posso naquele que me conforta” — afirma São Paulo —, e acrescenta:

“Se Deus é por nós, quem será contra nós? ’(Filipenses. 4,13;
 Romanos. 8. 31)

MÉRITO E CITAÇÃO OBRIGATÓRIA DA FONTE: Luiz Totus Tuus Maria Tradicional Proprietário __Catecismo são Pio X __ https://plus.google.com/communities/114317576632433308808/stream/511ff770-7cd3-4510-9c16-08c35eedefba

Luiz Totus Tuus Maria Tradicional
Proprietário

31 de dez de 2014
9. Deus sabe tudo?

Sim. Deus sabe tudo, mesmo os nossos pensamentos: Ele é onisciente.

Vivia entre o povo de Deus um Profeta chamado Jonas.

Um dia disse-lhe Deus que fosse à cidade de Nínive, porque havia lá muitos pecadores, que precisavam ser convertidos.

Esta ordem do Senhor não agradou muito a Jonas. Em lugar de se dirigir a Nínive, tomou um navio que ia para outra direção. Mas Deus seguiu-o, e se irou a ponto de permitir que se levantasse uma tempestade no mar e o navio quase afundasse.

Arrependido de sua culpa pediu o Profeta, aos marinheiros que o deitas
sem ao mar para que os demais pudessem salvar-se. Deus mandou então um
peixe enorme que o engoliu. Jonas suplicou de todo o coração a Deus que o libertasse. Ouviu-o Deus, restituindo-o são e salvo às praias de Nínive, onde o Profeta cumpriu a missão que lhe tinha sido confiado.

Deus vê tudo, Deus tudo sabe; vê durante o dia claro e a noite escura. Conhece as coisas mais secretas, penetra os mais íntimos pensamentos e lê no mais profundo do coração. Conhece as coisas passadas e as que hão de vir. Ele é onisciente.

Quando longe de qualquer pessoa formos tentados a cometer o pecado,
lembremo-nos de que o olhar de Deus nos acompanha sempre e é Ele que nos vai julgar.

“Se subo ao Céu tu lã estás; se desço ao inferno, nele te encontras presente” (Salmo 138, 8).

MÉRITO E CITAÇÃO OBRIGATÓRIA DA FONTE: Luiz Totus Tuus Maria Tradicional Proprietário __Catecismo são Pio X __ https://plus.google.com/communities/114317576632433308808/stream/511ff770-7cd3-4510-9c16-08c35eedefba


Luiz Totus Tuus Maria Tradicional
Proprietário

31 de dez de 2014
13. Para que fim nos criou Deus?

¡11R parte: Deus criou-nos para servi-Lo nesta vida e para gozá-Lo eternamente na outra.

Assim como o empregado fiel esforça-se, deveras, para cumprir a vontade de seu patrão, assim também o cristão deve aplicar-se, devotadamente, em realizar a santa vontade de Deus expressa nos mandamentos, nas inspirações divinas, nas circunstâncias e nos deveres do estado

“Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor, entrará no reino dos Céus; mas
sim o que faz a vontade de meu Pai, que está nos Céus” (Mateus, 7,21).

O amor e a fé transparecem nas boas obras, como a luz no cristal. Sem
obras, a fé é morta e o amor é fraco.

Todos os homens precisam trabalhar, nesta ou naquela situação em que
estiverem. Ou servem a Deus: “Meu jugo é suave” — disse Jesus — ou servem ao demônio — inimigo de Deus — e neste caso serão egoístas e, pior ainda, escravos nesta vida e na outra.

Bem-aventurados os que servem fielmente a Deus, porque lhes está reservada uma indizível recompensa.

Olham como a gravura ilustra o serviço de Deus realizado por almas santas. Ao centro, Santo Isidoro, humilde agricultor, que, confortado pelos anjos, santifica seu generoso cansaço. À esquerda, S. Paulo, o eremita, modelo incomparável de vida penitente, na solidão do deserto. Vê Santa Verónica Juliani, serafim de amor da Eucaristia, que no claustro edifica suas co-irmãs. À direita, S. Carlos Borromeo, o intrépido arcebispo de Milão, que serve a Deus na pessoa dos pobres empestados e enfim, Pedro eremita que, com pregações calorosas, chama o povo para a Cruzada, bradando: “Deus o quer”.

Sirvamos também nós a Deus, cumprindo conscienciosamente nossos deveres.

Ëste agradável serviço valer-nos-á um dia o prêmio eterno.


MÉRITO E CITAÇÃO OBRIGATÓRIA DA FONTE: Luiz Totus Tuus Maria Tradicional Proprietário __Catecismo são Pio X __ https://plus.google.com/communities/114317576632433308808/stream/511ff770-7cd3-4510-9c16-08c35eedefba

Luiz Totus Tuus Maria Tradicional
Proprietário

31 de dez de 2014
14. Que é o paraíso?

O paraíso é o gozo eterno de Deus, nossa felicidade suma e nele de todos os outros bens, sem mal algum.

Haverá, por acaso, na Terra, um lugar onde nunca se tenha chorado, onde jamais se tenha sentido uma dor, um aborrecimento, onde ninguém seja colhido pela morte e, onde todos se sintam plenamente felizes?

Não. Há tantas misérias na Terra! E por isso mesmo se diz que é um vale de lágrimas.

Não obstante, criou-nos Deus para sermos felizes. E onde poderemos selo?

No paraíso, que é a casa do Senhor. Lá os Anjos, a Virgem Maria e os Santos exultam de júbilo, cantando os louvores de Deus.

Eles veem a Deus como tu vês o semblante de tua mãe; eles O amam muito mais do que tu amas a teu pai; sentem-se tão felizes em estar o seu lado, como tu sentes prazer em estar junto de teus pais. Que felicidade, portanto, e jamais acabará, será eterna! Dante Alighieri, o maior poeta italiano, natural de Florença, em seu poema — “A Divina Comédia” descreve o Céu a cuja felicidade nenhuma alegria humana se poderá comparar. Deixo-te uma estrofe dessa obra prima da literatura italiana:

Luz intelectual, de amor ardente Amor do sumo bem, que enche a alegria.

Alegria em dulçores transcendente. (Paraiso, 33, 40)

MÉRITO E CITAÇÃO OBRIGATÓRIA DA FONTE: Luiz Totus Tuus Maria Tradicional Proprietário __Catecismo são Pio X __ https://plus.google.com/communities/114317576632433308808/stream/511ff770-7cd3-4510-9c16-08c35eedefba

Luiz Totus Tuus Maria Tradicional
Proprietário

31 de dez de 2014
19. Por que premia Deus os bons e castiga os maus?

Deus premia os bons e castiga os maus, por que é Justiça infinita.

Na escola o professor reconfessa os alunos diligentes e castiga os preguiçosos. E porque o bem merece prêmio e o mal, castigo. Assim o quer a justiça. Deus não só é justo, mas é a própria Justiça.

Justiça infinita e por isso recompensa os bons com o paraíso e castiga os maus com o inferno.

Conta-nos a História Sagrada que um piedoso israelita chamado Mardoqueu salvara a vida do poderoso rei Assuero, revelando-lhe uma conspiração tramada contra ele Algum tempo depois, um poderoso ministro do rei, Amam despeitado contra Mardoqueu, porque este não se ajoelhava à sua passagem para adorá-lo, obteve do rei um edito, pelo qual condenava ao morticínio todo o povo judeu.

Justamente nessa ocasião, lembrou-se o rei de que Mardoqueu o havia salvo da morte e quis premiá-lo

O próprio Amâ precisou levar por toda a cidade o seu rival, revestido das insígnias reais, com a coroa na cabeça e montado em magnífico ginete.

Além disso, o rei Assuero, conhecendo o iníquo intento de Aman, condenou-o ao mesmo suplicio que este havia preparado para Mardoqueu.

Justo é o Senhor, que dará a cada um o prêmio ou o castigo que lhe for devido, assim como canta o Profeta Davi: “Tu és justo, Senhor, e o teu juízo é reto” (Salmo 118, 137).

MÉRITO E CITAÇÃO OBRIGATÓRIA DA FONTE: Luiz Totus Tuus Maria Tradicional Proprietário __Catecismo são Pio X __ https://plus.google.com/communities/114317576632433308808/stream/511ff770-7cd3-4510-9c16-08c35eedefba

Luiz Totus Tuus Maria Tradicional
Proprietário

31 de dez de 2014

32. Para vivei segundo Deus, que devemos lazer?

2º parte: Para viver segundo Deus, devemos crer as verdades
reveladas por Ele e observar os seus Mandamentos.

Deus, ao criar o homem, deixou-lhe impressa no coração à lei divina.

Mas depois do pecado de Adão, tomou-se tão mau, que não ouviu mais a voz da lei de Deus.

Então Deus falou a Moisés, o condutor do povo de Israel, enquanto rezava no cimo do monte Sinai. No firmamento chispavam raios e ribombavam trovões e foi assim que Deus deu a Moisés a sua Lei, escrita em duas tábuas de pedra.

Olha Moisés mostrando as tábuas da Lei ao povo de Israel.

A Lei de Deus está resumida nos dez Mandamentos.

Os três primeiros referem-se aos nossos deveres para com Deus: amá-Lo,
adorá-Lo, respeitar seu santo Nome, santificar os domingos e os dias santos de guarda.

Os outros sete Mandamentos referem-se aos devores para conosco mesmos
e para com nosso próximo: honrar pai e mãe, fazer bem a todos e nenhum mal a ninguém, ser puros de alma e de corpo, respeitar os bens alheios, não mentir e fugir dos pensamentos e desejos maus, Quando Jesus veio ao mundo confirmou e aperfeiçoou os Mandamentos e ensinou aos homens a observá-los por espirito de amor e não por temor, como
faziam os Hebreus.

Peçamos com o Profeta: “Instrui-me no caminho das tuas ordens: e meditarei nas tuas maravilhas” (Salmo, 118, 27).

MÉRITO E CITAÇÃO OBRIGATÓRIA DA FONTE: Luiz Totus Tuus Maria Tradicional Proprietário __Catecismo são Pio X __ https://plus.google.com/communities/114317576632433308808/stream/511ff770-7cd3-4510-9c16-08c35eedefba

Luiz Totus Tuus Maria Tradicional
Proprietário

31 de dez de 2014
25. Todas as Pessoas da Santíssima Trindade são um só Deus?

Sim, todas as Pessoas da Santíssima Trindade são um só Deus.

O grande Bispo e Doutor da Igreja, Santo Agostinho, passeava um dia na praia, absorto em profundos pensamentos. Com a maravilhosa agudez de seu gênio, tentava inutilmente compreender o mistério da Santíssima Trindade: O Pai é Deus. O Filho é Deus. O Espirito Santo é Deus. Mas todas as três Pessoas divinas são um sé Deus. Sua mente esvaía-se
nas sombras do mistério, quando improvisa mente, apareceu-lhe um gracioso menino, que alegremente se preocupava em enterrar a mãozinha na areia.

— 0 que faz pequeno? — perguntou o Santo.

— Quero colocar neste buraco toda a água do mar.

— E impossível! Como pode tão pequeno buraco conter a imensidade do
mar?

— E como pode sua débil mente conter os altíssimos mistérios de Deus?

E o menino desapareceu. Era um anjo. Santo Agostinho compreendeu então a lição.

E o mais sublime de nossa religião o mistério da Santíssima Trindade. Supera a capacidade de nossa mente, mas não é um absurdo que a violente. Deus não é Uno e Trino na natureza: é Uno quanto à natureza; é Trino quanto às Pessoas.

Adoremos o mistério de Deus, unindo nosso louvor àquele de todo o Paraíso:

“Glória ao Pai Glória ao Filho Ao Espirito Santo Uníssono entoava o Paraíso: Senti-me inebriado ao doce canto”


MÉRITO E CITAÇÃO OBRIGATÓRIA DA FONTE: Luiz Totus Tuus Maria Tradicional Proprietário __Catecismo são Pio X __ https://plus.google.com/communities/114317576632433308808/stream/511ff770-7cd3-4510-9c16-08c35eedefba

Luiz Totus Tuus Maria Tradicional
Proprietário

31 de dez de 2014

26. Das três Pessoas da Santíssima Trindade houve alguma que encarnou e se fez homem?

Sim. Das três Pessoas da Santíssima Trindade encarnou e fez-se homem a segunda, isto é, o Filho.

A criação é obra de amor. Desde toda a eternidade, vivem as três divinas Pessoas imensamente felizes; mas quiseram que ou trás criaturas também participassem da sua beatitude. Foi então criado o homem, dotado de dons maravilhosos, colocado num paraíso de delicias, eleva do à dignidade de filho de Deus e feito rei de toda a criação.

Deu-se, contudo, na história do homem, um lamentável acontecimento.

Logo à primeira prova, deixou-se ele seduzir pelo diabo, desobedeceu ao Criador, tornando-se, pois, indigno da graça e da amizade de Deus. Foi por isso expulso do paraíso.

Tanto os pecados originais como o mortal, sendo ofensa a um Deus infinito, revestem-se de malícia infinita, provocando da Justiça divina um castigo eterno.

Poderia o homem, pobre criatura culpada, repará-lo? Nunca!

Só o amor infinito de Deus, que já criara o homem, poderia redimi-lo. A segunda Pessoa da Santíssima Trindade o Filho de Deus — desceu à terra, revestiu-se da natureza humana, tomou um corpo e uma alma imortal e, tornando-se em tudo semelhante ao homem, sacrificou-se por ele, oferecendo-se ao Eterno Pai como vítima de expiação.

“Mas quando apareceu a bondade e o amor do Salvador, nosso Deus — diz
São Paulo — salvou-nos mediante o batismo de regeneração e de renovação do Espirito Santo, que Ele difundiu sobre nós, abundantemente por Jesus Cristo, nosso Salvador” (Tito, 3, 4-5).


MÉRITO E CITAÇÃO OBRIGATÓRIA DA FONTE: Luiz Totus Tuus Maria Tradicional Proprietário __Catecismo são Pio X __ https://plus.google.com/communities/114317576632433308808/stream/511ff770-7cd3-4510-9c16-08c35eedefba



Luiz Totus Tuus Maria Tradicional
Proprietário

31 de dez de 2014
30. Por que é que o Filho de Deus se fez homem?

O Filho de Deus fez-se homem para nos salvar, isto é, para nos remir do pecado e nos reconquistar o paraíso.

Deus criou Adão e Eva, cumulando-os de dons maravilhosos: eram imensamente felizes, inclinados ao bem, isentos de enfermidades e da morte. Deu-lhes ainda o maior de todos os dons: a graças que os fazia filhos de Deus e herdeiros do paraíso.

Para provar-lhes a fidelidade, proibiu-lhes Deus comerem do fruto da árvore do bem o do mal. Mas. O demônio, tomando a forma de serpente, tentou Eva para colhê-lo e comê-lo. Eva atendeu ao demônio, comeu daquele fruto e deu-o depois a Adão, que também comeu Cometeram assim o primeiro pecado e Deus castigou-os imediatamente. Perderam a graça e todos os outros dons, tanto para si como para seus descendentes; foram expulsos do paraíso terrestre e o Senhor fechou-lhes também as portas do Céu.

Como poderia o homem reconquistar a graça, tornar-se novamente filho de Deus e salvar-se do inferno?

O Pai Celeste mandou seu Divino Filho para redimi-lo e reabrir lhe as portas do Céu.

Santo Agostinho, grande sábio e doutor da Igreja, diz que Deus se fez homem para que nós nos tornássemos semelhantes a Lie. - "Oh! ’quanto Jesus é bom e como não devemos amá-Lo!.' "


MÉRITO E CITAÇÃO OBRIGATÓRIA DA FONTE: Luiz Totus Tuus Maria Tradicional Proprietário __Catecismo são Pio X __ https://plus.google.com/communities/114317576632433308808/stream/511ff770-7cd3-4510-9c16-08c35eedefba

J B Pereira e https://bibliaportugues.com/luke/1-31.htm
Enviado por J B Pereira em 30/09/2018
Reeditado em 01/10/2018
Código do texto: T6464135
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
J B Pereira
Piracicaba - São Paulo - Brasil
2836 textos (1579460 leituras)
35 e-livros (541 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/05/21 00:08)
J B Pereira