Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ARTIGO – Se eu tivesse vergonha – 09.05.2019 (PRL)

ARTIGO – Se eu tivesse vergonha – 09.05.2019 (PRL)
 
 
A cada dia que passa sou forçado a dizer da grande decepção que toma conta de boa parte dos eleitores, em face da mudança de direção assumida pelo novo governo do país, amplamente contrária ao que propusera na histórica campanha eleitoral do ano passado. Aqui vou desfiando o que ouvi de muitos deles:
 
Se eu tivesse vergonha na cara não teria acreditado no que vi e ouvi de promessas públicas diante da comunidade nacional, até porque num país em que a corrupção é avassaladora e a mentira é apenas mais um elemento nesse ilícito, não se deve crer em palavras de muitos políticos que se apossam da benevolência do eleitorado e passam a sangrar os cofres da União, seja em proveito próprio ou mesmo de terceiros, numa facilidade extraordinária de criar novas despesas para o erário. Veja-se, por exemplo, esse negócio de emenda parlamentar obrigatória para assegurar a liberação de recursos propostos pelos deputados e senadores, muitas vezes sem a necessidade de comprovação da aplicação nos pertinentes projetos.
 
Se eu tivesse vergonha na cara não acreditaria na solidez do Ministério da Justiça, porquanto num parlamento repleto de nomes de alto prestígio, alguns comprometidos na operação Lava-jato, da Polícia Federal, surgida sob o comando do Doutor Sérgio Moro, simplesmente porque quem manda mesmo é o poder legislativo e só se pode fazer o que os deputados e senadores votam. E acabaram de aprovar na comissão especial a retirada do COAF das mãos desse valoroso ex-juiz de Curitiba, voltando aos cuidados da pasta da economia. Corre-se o risco de se perder o concurso desse cidadão, que jamais pediu ao presidente para ser ministro, e aquela famigerada “carta branca” de que disporia foi por água abaixo, justamente pela falta de comando que impera na nossa nação.
 
Se eu tivesse vergonha na cara não teria acreditado que a redução do número de ministérios era pra valer e não mera suposição ou mesmo enganação a propósito de se reduzir os gastos governamentais, e tanto é assim que dois deles acabam de ser recriados, fato que demonstra a falta de segurança nas promessas e decisões do nosso presidente da república.
 
Se eu tivesse vergonha na cara não acreditaria que esse novo pacto federativo de que tanto falam seria um grande remédio para que a nação voltasse a produzir, mas me enganei redondamente, eis que os senhores governadores dos estados querem alguns benefícios em contrapartida pela aprovação das medidas do governo, notadamente essa tal “Reforma da Previdência”.
 
Se eu tivesse vergonha na cara não acreditaria que o líder do governo no Senado viesse a ser um senador do MDB-PE, insistentemente dito pela imprensa que fora denunciado nesse episódio da operação Lava-jato, mostrando, talvez claramente, que no partido do PSL não existe senador com gabarito de defender os interesses da sigla que, em última análise, deveria se confundir com os dos cidadãos brasileiros.
 
Se eu tivesse vergonha na cara não acreditaria que os auditores fiscais tiveram suas ações inibidas com essa nova decisão de enquadrar os que agiram de má-fé, que agora serão entregues ao doutor Paulo Guedes, da economia. Antes, podiam movimentar a Polícia Federal e a justiça para as medidas cabíveis.
 
Se eu tivesse vergonha na cara não acreditaria que os senadores iriam passar a trabalhar pelo menos cinco dias por semana, assim como os trabalhadores brasileiros que ainda não estão desempregados. Vejo que a maioria desses parlamentares cumpre sua obrigação apenas das terças às quintas-feiras, indo e voltando aos seus estados, salvo alguns que residem mesmo em Brasília.
 
Se eu tivesse vergonha na cara não acreditaria que a expressiva renovação ocorrida nas duas casas do congresso seria altamente proveitosa para o país, mas quer parecer que foi apenas uma troca de seis por meia dúzia, isso em relação aos apoios no combate à corrupção, pelo que vimos até agora.
 
E, finalmente, se eu tivesse vergonha na cara não teria gastado meu dinheiro com o pagamento de corridas de táxi para votar nas últimas eleições nacionais, pois já tenho idade suficiente para não mais acreditar em gente mentirosa e de pouca credibilidade. Aliás, o meu título de eleitor foi transferido sem qualquer comunicação para outra secção bem distante da que habitualmente eu votava, numa  atitude intempestiva da autoridade eleitoral.
 
Um abraço.
 
SilvaGusmão
Foto: GOOGLE
 
COMENTÁRIOS

10/05/2019 10:33 - Lucimar Alves:
 
Lendo o seu artigo fiquei lembrando de um versículo da bíblia que diz maldito o homem que confia no próprio homem. Que nossa confiança tem que ser em Deus.Enquanto confiarmos no homem vamos sempre nos decepcionar porque o ser humano é falho e ainda mais em se tratando de política do poder. Porque PODER faz as pessoas venderem até sua alma para continuar nele.

Muito grato cara amiga...meu abraço...ansilgus.

10/05/2019 18:27 - Maria Augusta da Silva Caliari

Vamos ter esperança,amado poeta.Os dois poderes que elaboram as leis e os juízes com o rabo preso não abrem mão da safadagem ,para dar chance à melhoria da qualidade de vida do povo brasileiro.Bolsonaro está amarrado de pés e mãos,sem conseguir fazer praticamente nada,pois a corja quer que fique tudo como antes para não serem desbancados. O desejo dele foi cerceado e não é fácil negociar com quem tinha carta aberta inclusive aos atos de corrupção.Que dizes do bando que continua brigando pela saída do ladrão lá de Curitiba,rotulando-o de anjo de candura?Eu não queria estar na pele do Bolsonaro,muito menos do gigante Moro meu lindo!Bjs e belo final de semana.

Muito grato cara amiga...meu abraço...ansilgus.

11/05/2019 09:26 - Miguel Toledo

Ansilgus, continuo acreditando ainda no sucesso do Presidente Bolsonaro, tudo que ele prometeu na campanha eleitoral ele vai fazer, apesar dos pesares do parlamento. Acompanho pari passu os ministros, principalmente o ministro da infraestrutura que tem dezenas de obras. algumas já contratadas e outras empenhadas, principalmente no seu nordeste. Acredito que a reforma da previdência vai passar e daí em diante o país vai se tornar um canteiro de obras. Essa falação incomoda mas o essencial é progresso do Brasil com uma nova cara. O Ministro Sérgio Moro já criou em Curitiba uma central do crime para atender a região sul e outras centrais serão criadas em todo o país com interligação entre elas e bandidagem vai sumir do mapa, parabéns e um abraço, caro poeta.

Grato meu caro Toledo...oueleendurece ao vai pro brejo...meu abraço cordial.

17/05/2019 16:19 - Jacó Filho:

Excelente artigo compadre Ansilgus... Eu também morro de vergonha, mas não exatamente do Presidente, que sempre foi descuidado com língua e nunca escondeu que a competência seria de sua equipe e não dele, mas de quanto desceu nosso País e da falta de consciência e de memória da população, que deveria apoiar o gestor mor, sabendo que Ele tem que lidar com uma horda de mal intencionados que continuam a mamar nas tentas do tesouro e jamais aceitarão que sejam implantadas medidas que salve o estado estancado a sangria que os abastece... Devemo apoiar e rezar para que uma força maior ilumine a mente dos congressistas e do povo, pois só assim termos algum futuro... Parabéns! E que Deus nos abençoe e nos ilumine... Sempre...

Mau abraço caro compadre...muito obrigado...ansilgus.

16/06/2019 19:58 - Antonio Laurentino Sobrinho:

Boa noite,caríssimo mestre poeta ansilgus,parabéns,pelo contundente artigo, retratando atual ingovernabilidade do nosso país,está muito confuso o nosso presidente, não esta em sintonia com seus ministros,hoje sai mais um homem forte do ministro Paulo Guedes,vejo que tudo está girando, em torno da reforma da previdência social,eu particularmente não acreditava no Bolsonaro,ele não tem uma visão definida ,do nosso país, mais estava torcendo para que dese certo seu governo,vejo que cada dia fica mais complicado,vamos espera no quase impossível,um afetuoso abraço fraterno.
ansilgus
Enviado por ansilgus em 10/05/2019
Reeditado em 17/06/2019
Código do texto: T6643497
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
ansilgus
Recife - Pernambuco - Brasil
1749 textos (347582 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/08/20 02:24)
ansilgus