Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ARTIGO – Inacreditável – 13.04.2019 (PRL)
 
ARTIGO – Inacreditável – 13.04.2019 (PRL)
 
Ainda não se sabe o que estariam pensando os brasileiros ante essas últimas notícias a respeito de propinas originárias da empresa Odebrecht – processada pela Lava-Jato --, cujas planilhas teriam beneficiado o presidente da Câmara dos Deputados, doutor Rodrigo Maia (DEM-RJ), bem assim o do Supremo Tribunal Federal, doutor José Antonio Dias Tóffolli, segundo consta de documentos internos agora vindos ao público sob a forma de recuperação de e-mails da referida companhia.
 
De nossa parte e em princípio duvidamos muito, todavia, cópia dos documentos apresentados à mídia nos leva a chegar ao ponto de acreditar nessas notícias, que chegam justamente no momento em que o Senado – incompetente até para exercer as próprias funções que lhe cabe pela Constituição – manda arquivar um pedido de CPI com 29 assinaturas para investigar as cortes superiores, encabeçado pelo senador Delegado Alessandro Vieira (PPS-SE), sob alegação pueril de que não havia fatos determinados, numa clara demonstração de desvio de interpretação do senador Rogério Carvalho (PP-SE), de quem tínhamos a melhor da boas referências, mesmo demonstrando ser comunista. Entretanto, referido parlamentar fora colocado na função de relator justamente por ser do mesmo estado do Alessandro e de partido oposicionista, a fim de derrubar o requerimento, assim como o prestígio de seu colega naquela beleza de estado brasileiro.
 
Por outro lado, no mesmo momento, o TRE de Mato Grosso cassou o mandato da senadora Selma Arruda, do PSL, juíza aposentada, podendo deixar a falsa impressão de que houve um revide, em face do tal pedido de CPI, que fora arquivado. Mas ela poderá recorrer dessa decisão, cujo julgamento poderia ter sido comunicado à Mesa do Senado, isso no nosso entendimento, em face da cortesia que deveria reinar entre os poderes, que não se confunde com subserviência.
 
Votaram contrariamente à instalação da pertinente CPI os senadores abaixo, sendo que a propósito de alguns não se trata de novidade nenhuma, notadamente por exercerem a velha política do toma-lá-dá-cá e porque parte deles anda embutida nas denúncias de caixa dois. É uma verdadeira seleção, capaz de concorrer ao prêmio mundial da moral e da ética.
 
Senadores contrários à CPI da Toga:
 
José Maranhão (MDB-PB),
Ciro Nogueira (PP-PI),
Tasso Jereissati (PSDB-CE),
Rose de Freitas (PODEMOS-ES),
Veneziano Vital do Rêgo (PSB-PB),
Weverton Rocha (PDT-MA),
Humberto Costa (PT-PE),
Rogério Carvalho (PT-SE),
Otto Alencar (PSD-BA),
Arolde de Oliveira (PSD-RJ),
Rodrigo Pacheco (DEM-MG),
Marcos Rogério (DEM-RO),
Renan Calheiros (MDB-AL),
Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE),
Marcio Bittar (MDB-AC),
José Serra (PSDB-SP),
Roberto Rocha (PSDB-MA)
Paulo Rocha (PT-PA),
Nelsinho Trad (PSD-MS)
 
Como se observa são 14 senadores das regiões norte/nordeste, essas que serão sempre subservientes e que se julgam inferiores no geral, por isso que tais áreas não se desenvolvem como seria de se desejar. Serão sempre uns fortes, todavia com fome e desalentados de educação. As únicas surpresas para nós foram os nomes dos representantes do DEM, porém agora se justifica, em face de o comandante da Câmara dos Deputados, também desse partido, ter sido apontado por caixa dois. Matheus, primeiro os meus!
 
Entretanto, foi encaminhada ao Supremo Tribunal Federal e ao presidente do Senado, desta feita pelo senador Marcos do Val (CIDADANIA-ES), nova denúncia contra o Ministro Gilmar Mendes, por crime de responsabilidade, visando ao seu impedimento de permanecer na egrégia corte de justiça. Sua Excelência alega que tem provas e que as mesmas serão apresentadas oportunamente.
 
Soube-se que os codinomes do Rodrigo eram “Inca” e “Botafogo” e o do Tóffolli “O amigo do amigo do meu pai”, referindo-se, pela interpretação, aos senhores Lula e doutor Emílio Odebrecht, este o principal acionista dessa construtora e seu conglomerado empresarial.
 
Vê-se que o clima tende a esquentar na nossa república, que não estaria mais disposta a suportar tamanhas excrescências contra o povo e a constituição em vigor.
 
Ficamos por aqui.
 
Nosso abraço.
 
SilvaGusmão
Foto: GOOGLE
ansilgus
Enviado por ansilgus em 13/04/2019
Reeditado em 13/04/2019
Código do texto: T6622503
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
ansilgus
Recife - Pernambuco - Brasil
1598 textos (315201 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 26/05/19 14:43)
ansilgus