Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ARTIGO – Quem está governando o Brasil – 18.03.2019 (PRL)
 
ARTIGO – Quem está governando o Brasil – 18.03.2019 (PRL)
 
Estamos a nos perguntar quem é que está governando o Brasil. São várias vertentes no particular, até porque no momento atual o nosso querido Capitão Bolsonaro, que fez uma verdadeira revolução democrática nas urnas de outubro/2018, por mais que sejamos de boa vontade, ainda não governou, salvo em episódios de pouca expressão, jamais aquele ímpeto que conquistou a maior parte do povo nacional. O que vemos agora é um presidente light, que se cala ante qualquer decisão de outro poder que afronte a vontade do nosso povo.

E a resposta à pergunta inicial é bastante fácil de responder, pois está na cara. O presidente da Câmara dos Deputados, competente político Doutor Rodrigo Maia (DEM-RJ), que está denunciado porque teria participado de caixa dos em eleições passadas, portanto bem interessado na decisão do STF de remeter ao juízo eleitoral as investidas criminosas contra a boa índole do cidadão brasileiro e o tesouro nacional (sim porque caixa dois é antes de tudo uma maneira de não pagar impostos); bem assim os crimes conexos à legislação eleitoral, mesmo que em modalidades bastantes claras, que jamais poderiam ser coladas a crimes eleitorais. E tanto ele é o “dunga” do país, que reuniu em sua residência para um almoço de congraçamento os chefes dos três poderes: Tóffolli, Davi Alcolumbre, e ele próprio, afora outras autoridades de peso como o Chefe da Casa Civil, ministro Ônix Lorenzoni, que também vai escapar das malhas da lei. Vejam bem que isso foi logo depois da inusitada decisão, espécie de comemoração, às barbas do primeiro mandatário do país. Ao participar desse almoço o Planalto deu uma prova de fraqueza extrema, ou seja, deu o aval ao que o STF decidiu.

Por outro lado, não vemos a presença dos militares em nenhum momento no sentido de exigir o cumprimento da Constituição. Não decidir em favor do povo é uma maneira de enterrar a Carta Magna. Aliás, nós julgamos que o Bolsonaro, com tanta pompa na épocas das eleições e com a força que as urnas lhe dera iria colocar o país nos trilhos logo nos primeiros meses de sua investidura, mas ficou tudo embolado, a autoridade do presidente não está predominando, notadamente porque fincou seus princípios basilares nessa reforma da previdência, que poderia ser bem diferente, ou não fazê-la, limitando-se a taxar os altos salários, de sorte que quem vive a custa do ganho fácil começasse a contribuir para ajudar àqueles que ganham pouco.

Não há qualquer garantia de que será aprovada essa reforma, e o mais interessante é que meia dúzia de gatos pingados da oposição está superando até mesmo os aliados (?) do presidente nas discussões preliminares, no grito, queremos dizer, porque o que mais os da situação estão praticando é o que copiaram de parlamentares das siglas que desmoralizaram este país ao longo dos últimos anos: Gritar e desmoralizar o que já está desmoralizado. Recentemente, segundo notícias, o deputado Alexandre Frota, PSL-RJ, teria sido considerado persona non grata ao partido, somente porque deu opinião no sentido de que aquele negócio envolvendo o senador Flávio Bolsonaro, filho do Capitão Jair, fosse devidamente apurado.

Nossa página aqui no RL está perdendo leitores, mas isso não nos incomoda no aspecto dos números (somos independentes), todavia nos preocupa quando se quer permanecer apoiando o que está errado ou a falta de medidas severas para defenestrar de uma vez por todas os corruptos deste país. O presidente tem tudo às mãos, basta começar a governar com as Forças Armadas, não para comandar uma ditadura, mas para colocar tudo nos eixos e depois entregar a quem quer que fosse escolhido pelo povo numa próxima eleição. Mas o que sentimos é que nem o Bolsonaro deseja e nem os militares querem assumir esse papel.

A manifestação do povo contra o STF no final de semana foi fraca, diminuta, agora com infiltrados e nem chegou aos pés daquelas memoráveis concentrações de gente pelo país afora, numa prova evidente de que os adeptos estão se reduzindo aos poucos, fruto da ineficiência dos governantes. E assim a chama da esperança vai se apagando aos poucos e para sempre...será! Ainda há tempo.
 
Ficamos por aqui.
Nosso abraço.
SilvaGusmão
Foto: GOOGLE
 
Como Presidente, Bolsonaro ainda está tateando como um neófito, os problemas estão se agigantando, e o país continua no atoleiro. Já é tempo de assumir as rédeas do comando, botar pra quebrar, não ficar nessa indefinição geral que não leva a lugar nenhum. O Supremo não votou até agora os processos contra Collor e Renan, que já estão mofando por lá, certamente aguardando a prescrição. Será por quê? Ninguém pode entender essa pasmaceira. Como o brasileiro não se manifesta contra esses descasos? Parabéns, Ansilgus, meu irmão, pelo magnífico Artigo. Grande abraço.

22/03/2019 07:45 - heliojsilva fez o excelente comentário abaixo:

Bom dia, nobre amigo Poeta Ansilgus. Belíssimo artigo, onde a verdade pulsa do início ao fim. Acredito que o Brasil afundará na lama, não de Mariana e Brumadinho, mas na lama da corrupção, que acreditamos que o novo governante iria atacar com unhas e dentes, ledo engano, até agora se mostrou um presidente sem postura definida, sem saber o que fazer, sem coragem. Antes da reforma previdenciária, deveria acontecer a reforma política, para começar de cima para baixo, mas não, estão querendo sugar mais ainda os pobres, como aposentar se o governo não dá condições de trabalho ao povo? Afinal, somos 12 ou 13 milhões de desempregados, será que os políticos não sabem disso? Creio que sim, mas eles não se importam... Parabéns, oremos.

Muito grato nobre poeta e comentarista.

21/03/2019 21:30 - Walmor Zimerman também esteve presente:

Salve poeta e articulista Ansilgus. Não está sendo fácil, estes quase três meses de governo do Capitão Bolsonaro... As vezes, até ele pode "pecar" por falar demais, mas nem por isto devemos perder a esperança, pois é difícil romper viciados paradigmas, daquela politica "rasteira" colocada em prática durante ao longo dos anos... A grande maioria dos brasileiros, deram uma "guinada", cansada do engodo, em que a economia era "maquiada" para dar a impressão que tudo estava bem... Mas no fundo era a prática de dar migalhas ao povo, fazendo o culto do personalismo para se perpetuarem no poder... Razão pela qual não vai ser nada fácil "consertar" o país, com uma divida pública que já deve estar ultrapassando 4 trilhões de reais, com a rolagem desta divida, com os pagamentos de juros mensais, onera sobre maneira o erário publico, estes valores fazem falta em todos os seguimentos, com destaque a Saúde, Educação, Ferrovia e Rodovias... Nada está "perdido", logo o Brasil volta aos trilhos, fazendo uma Reforma da Previdência com coerência, pois há os que ganham muitos e a grande maioria quase nada... Em nosso estado, parece que a Assembleia Estadual "despertou" depois de longo anos... O novo governador enviou a "eles" um projeto extinguindo as "pensões" nababescas de ex governadores e vice governadores, cujo valores ultrapassam a 30 mil mensais, o que não deixa de ser uma imoralidade... Sim! Vamos continuar torcendo para que o Brasil mude! Pois caso contrário ele "afunda" e nos com ele... Uma boa noite e um abraço amigo. Parabéns pelo artigo.

Agradecido, meu caro, um abraço.
ansilgus
Enviado por ansilgus em 18/03/2019
Reeditado em 23/03/2019
Código do texto: T6600835
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
ansilgus
Recife - Pernambuco - Brasil
1749 textos (347582 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/08/20 03:10)
ansilgus