Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ARTIGO – Se arrependimento matasse - 05.11.2018 (PRL)
 

ARTIGO – Se arrependimento matasse – 05.11.2018 (PRL)
 
 
Caros leitores, bom dia!

Nós começamos escrevendo esse texto sabendo que, como seres humanos, temos o direito de nos arrepender de besteiras cometidas ao longo dos anos de vida. Até por que ninguém está imune de ser enganado por pessoas que se nos apresentam como verdadeiros pais do saber e do comportamento, da ética, da moral e dos bons costumes.

Pois bem, foi o que aconteceu conosco que sempre estamos de peito aberto, colocando nossa cara a tapas sem hesitação. Por volta de 20.05.2013, quando impressionados pela lisura e posicionamento do então ministro Doutor Joaquim Barbosa, presidente do Supremo Tribunal Federal – STF --, na ação penal 470, aquela do “Mensalão”, fizemos-lhe uma homenagem em cordel. Nomeado que fora pelo ex-metalúrgico Lula, hoje recluso nas instalações da Polícia Federal em Curitiba, com mordomias, segundo soubemos pela mídia, mas não podemos afirmar em segurança.
O referido ministro se mostrou irrepreensível e tão seguro de si que muitas vezes entrou em rota de colisão com colegas seus notada e especialmente com os que dele discordavam e queriam ignorar a participação nefasta no famoso escândalo, de pessoas graduadas do Partido dos Trabalhadores.

 Alguns até foram presos na sua gestão, todavia problemas de saúde fizeram-no requerer aposentadoria, o que foi motivo de desânimo para muita gente, na suposição de que as apurações e julgamento seriam prejudicados, e o foram. A sorte dos brasileiros é que já havia indícios do famigerado “Petrolão” e daí a “Lava-Jato”, ainda em curso.

Para surpresa nossa, no finalzinho da campanha presidencial deste ano de 2018, no segundo turno, entre o Doutor Fernando Haddad e o Capitão da reserva Jair Bolsonaro, o senhor Barbosa apresentou suas verdadeiras origem e credenciais, declarando seu voto no candidato do Partido dos Trabalhadores, pondo por terra todas as nossas crenças de que ainda mantinha vínculos com os da cor vermelha, a que era filiado, e assim justificando a não inclusão de seu patrono como investigado na operação “Mensalão”, da qual a PETROBRAS fora tanto vítima como agente ao mesmo tempo. O senhor Marcos Valério, um dos protagonistas dos ilícitos, por várias vezes declarou que as autoridades sabiam daquele emaranhado de crimes, mas nunca dele aceitaram uma delação premiada.

Chegou-se a cogitar de seu nome à presidência da república, tanto que lhe fizemos uma homenagem com o cordel abaixo publicado, mas disso pedimos amplas desculpas aos nossos amigos e leitores pelo mal que estávamos fazendo, entretanto bem iludido pelo que víamos.
 
 

CORDEL – Mote – Renuncia Joaquim – Pois o Planalto de espera - 20.05.2013
 
Qualquer coisa inda me diz
Com respeito ao mensalão
Que Barbosa sempre quis
A justiça sem perdão
O Ministro sempre a fim
Pensando como a galera
Renuncia Joaquim
Pois o Planalto te espera
 
É melhor logo fazê-lo
Deixando o vice assumir
Pois vai ser um desmantelo
Estrutura vai ruir
É madeira de Angelim
Duro tal qual uma fera
Renuncia Joaquim
Pois o Planalto te espera
 
Quem quer é a voz do povo
Esse nosso homem sofrido
Que não aguenta tanto estorvo
Já está tão desvanecido
Não quer mais viver assim
Porquanto a ti já venera
Renuncia Joaquim
Pois o Planalto te espera
 
Porém antes indefira
Agravos tão indecentes
Mas caso não o prefira
Mande prender essa gente
Que não é do bem, mas ruim,
Isso aqui digo de vera
Renuncia Joaquim
Pois o Planalto te espera
 
O pobre quando julgado
Em qualquer uma instância
Pra cadeia é mandado
Ninguém mais dá importância
E comendo amendoim
Cumpre uma pena severa
Renuncia Joaquim
Pois o Planalto te espera
 
Já ficou então provado
Que o tribunal não tem vez
Pelo Pêtê é xingado
Com total desfaçatez
Eles brincam de arlequim
Pleiteiam a estratosfera
Renuncia Joaquim
Pois o Planalto te espera
 
No nosso legislativo
Quem tem um só olho é rei
É um poder abusivo
Que não sabe fazer lei
Então se forma estopim
Do verão à primavera
Renuncia Joaquim
Pois o Planalto te espera
 
No comando da nação
Uma grande guerrilheira
Que entrou na contramão
Por dele ser companheira
O pobre só come aipim
Com tanta gente insincera
Renuncia Joaquim
Pois o Planalto te espera
 
Nosso eleitor está cego
Comprado até seu gogó
Com tanta bolsa não nego
O governo só dá nó
Deputado bacorim
Sua vida uma quimera
Renuncia Joaquim
Pois o Planalto te espera
 
É melhor renunciar
Do que ser bem humilhado
Pois o país vai rachar
Com tanto sapo de rabo
Que só quer ter trampolim
Mudando sua atmosfera
Renuncia Joaquim
Pois o Planalto de espera
 
Fuja dos nossos partidos
Que deles tenho vergonha
Oriente seus sentidos
Cuidado com a peçonha
Ajuste seu bandolim
E nem olhe pra cratera
Renuncia Joaquim
Pois o Planalto de espera
 
Mande fazer um projeto
Alterando a lei maior
Com um texto todo reto
Pra evitar o pior
Nomear em botequim
Muitas vezes por paquera
Renuncia Joaquim
Pois o Planalto te espera
 
A categoria então
Elegeria os ministros
Mediante um listão
Com homens todos benquistos
Não entraria o Caim
Um traidor que já era
Renuncia Joaquim
Que o Planalto te espera
 
Vou ficando por aqui
Assunto que me dá nojo
A inflação está aí
No centro do nosso bojo
O salário chega ao fim
Com essa política, pudera,
Renuncia Joaquim
Pois o Planalto te espera

 
Silva Gusmão
Foto: GOOGLE

Interação de Jacó Filho, grande Mestre, grato:


08/11/2018 10:09 - Jacó Filho

Confesso o grande susto,
Que o Barbosa me deu...
Nem parecia que foi seu,
O texto, quase insulto,
Por ocasião do pleito,
Que Bolsonario ganhou.
Alguma coisa mudou,
No coração do sujeito...

Parabéns! E que Deus nos abençoe e nos ilumine... Sempre.
ansilgus
Enviado por ansilgus em 05/11/2018
Reeditado em 08/11/2018
Código do texto: T6495407
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
ansilgus
Recife - Pernambuco - Brasil
1658 textos (334612 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/19 21:20)
ansilgus