Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ARTIGO – Ficou tarde – 29.10.2018 (PRL)
 
ARTIGO – Ficou tarde – 29.10.2018 (PRL)
 
 
Caros leitores!

Restou demasiada em atraso a mensagem que teria sido enviada pelo candidato derrotado à presidência da república, Doutor Fernando Haddad, do Partido dos Trabalhadores, quando por 55 a 45% o povo deu preferência ao Capitão Jair Bolsonaro, numa eleição que se tornou renhida muito mais por tropeços de campanha do que por mérito desse cidadão. 

E diz seu comunicado: Presidente Jair Bolsonaro. Desejo-lhe sucesso. Nosso país merece o melhor. Escrevo essa mensagem, hoje, de coração leve, com sinceridade, para que ela estimule o melhor de todos nós. Boa sorte!”. A bem da verdade, esse mestre que não foge à luta, falou para um grupelho de políticos que sequer foram reeleitos, inclusive ex-presidente da PETROBRAS, o Doutor Gabrielli, bem assim da Doutora Dilma Rousseff, da eleita deputada Gleisi Hofmann (senadora em fim de mandato), o também conhecido criador de casos no senado, Doutor Lindberg Farias, uma deputada do Partido Comunista aqui do Recife, sem perde de vista seu patrono mor, que é o Luiz Inácio Lula da Silva, enfim outros seguidores fervorosos da seita que assolou o país desde antes da revolução de 1964.

Vale aqui ressaltar que a mídia, inclusive a Rede Globo – pasmem! – muito reclamou desse seu comportamento inapropriado de perdedor, quando no mínimo que se faz é telefonar na hora do resultado e fazer o que diz ter feito com essa mensagem fajuta, que está muito mal escrita. Imagine-se um homem desses como ministro da educação! Mas é bom frisar que os comentaristas da Globo, de modo geral, tirando apenas o Heraldo e o Merval, ficaram tristes, encolhidos assim como corujas no galho de uma árvore qualquer, sem graça alguma. Nem se ressuscitasse o Chico Anísio, que foi desprestigiado tempos atrás, poderia mudar o astral dessas joias da comunicação.

Vamos esperar que o novo presidente da república possa governar com tranquilidade, mesmo tendo como vozes discordantes uma gama de 56 deputados do quanto pior melhor e outros de partidos que colam na desgraça da nação. Tocar o barco pra frente, enfrentar as dificuldades sem abrir a guarda e sem cair em armadilhas que parlamentares e outros interessados quase sempre preparam sejam em audiências ou mesmo entrevistas, levando sempre consigo uma ou mais testemunhas, enfim só confiar em gente do bem.

Quando aqui falamos em tropeços queremos nos referir a palavras e gestos desaconselháveis, sejam do filho Eduardo Bolsonaro e do próprio candidato, em momentos que o sucesso pode ter subido à cabeça, de uma infelicidade a toda prova, tanto que houve uma expressiva reação da parte contrária, que estava doida para arranjar um fato novo, como de fato arranjara num momento crucial.  Não vamos mentir, mas sentimos profundamente que ali havíamos dado de presente a nossa vitória, que estava certa e sem problemas, beirando os 60% x 40%.

Governar com igualdade, esquecer as mágoas da campanha, das acusações injustas do adversário, porquanto sua sigla não sabe perder, sempre foi do contra, nada fez pelos pobres deste país, a não ser comprar o nordestino sofrido das secas, que está pagando até hoje essa tal de bolsa família, de valor minguado, que envergonha o cidadão, eis que nada mais é do que uma esmola transformada em empréstimo sem prazo de vencimento para liquidar. Adquiriram as consciências dos que vivem na miséria, especialmente nas épocas das estiagens, quando se alimentam de um pouco de feijão e fubá sem carne, enfrentando a sede e a desesperança de corações ressequidos.

Sem revide e sem maldade, pois o bem haverá de suplantar o mal; Quem tem Deus no coração saberá perdoar. Vamos daqui continuar gritando para que o bolsa família seja de um salário-mínimo, pois ninguém pode ganhar menos do que isso, segundo a constituição. O governo pode pagar, bastando exigir que as empresas recolham as contribuições previdenciárias e os impostos em atraso, pois muitas delas descontam dos empregados e dão fim ao dinheiro, sabedoras de que vão receber o prêmio da corrupção, no caso uma prorrogação da dívida para séculos e séculos sem fim... Amém.

Não será fácil encontrar gente de gabarito para ocupar ministérios, mas procurando se encontra. Também não é pelo fato de pertencer a uma sigla corrupta que desqualifica o cidadão, porquanto pode não estar contaminado e lá está por mera obrigação de pertencer a uma cor qualquer. A reabilitação é própria da pessoa humana, desde que tenha sido orientada na vida por pessoas do bem e sem interesses escusos na vida.
 
Nosso abraço.
 
Silva Gusmão
 ATUALIZANDO - 29.10.2018

Engraçado, a turma de marionetes da GLOBO NEW, está agora reunida no jornal das 10, criticando de maneira até certo ponto grosseira, a entrevista que o Bolsonaro deu hoje à Record e à própria Globo, de maneira gratuita e na maior boa vontade possível. Acharam-no grosseiro mesmo nas frases favoráveis à população brasileira.

Entendemos que esse pessoal está morrendo de medo, até por que ele já dissera que esse negócio de propaganda governamental é outra coisa, e isso não deixa de ser uma ameaça a quem ainda não se cansou de ser contrários ao candidato eleito. Querem a todo custo que o homem fale somente o que for agradavel à emissora, e aí não será possível. Pensamos que muitos desses cientistas políticos vão ter de arranjar outro emprego com essa farta remuneração que recebem a nossa custa.

Novo abraço.
ansilgus
Enviado por ansilgus em 29/10/2018
Reeditado em 30/10/2018
Código do texto: T6489284
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
ansilgus
Recife - Pernambuco - Brasil
1657 textos (334422 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/19 13:51)
ansilgus