Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A IDEOLOGIA DOS MISERÁVEIS
 
É espantoso o que uma crença arraigada, ou uma ideologia política pode fazer com o cérebro das pessoas. Elas provocam imensos escotomas em suas mentes, impedindo-as de ver, ouvir e até de sentir o que está acontecendo à sua volta. É o que acontece com cabeças contaminadas por crenças fundamentalistas como as dos simpatizantes do estado islâmico ou de ideologias radicais de esquerda, como a professada pela senadora do PC do Amazonas, Vanessa Grazziotin. Pois para essa senhora, conforme opinião manifestada na Folha de São Paulo de 26 de maio deste ano, a situação dramática que o povo venezuelano está vivendo não é culpa do atual governo, mas sim dos Estados Unidos e da elite empresarial da Venezuela, que nunca aceitou o fato de o povo daquele país ter eleito um governo popular, como ela chama a ditadura do falecido Hugo Chaves e seu ridículo sucessor, Nicolás Maduro. A tese da senadora comunista é a de que os americanos e as oligarquias locais, que dominavam o comércio do petróleo venezuelano, perderam o controle sobre esse setor da economia e passaram a boicotar o governo messiânico dos chavistas. É a mesma desculpa esfarrapada de todos os governos da América Latina. Nunca computam a causa da suas misérias à sua falta de competência e suas crenças limitantes. Preferem  jogar nas costas dos outros a culpa pelas suas más escolhas políticas e o consequente descalabro administrativo que disso sempre advém. Ao que parece, os simpatizantes desse tipo de ideologia não conseguiram entender nem o pensamento do seu maior profeta, o velho e irascível Karl Marx, que na verdade nunca pregou a abolição do capitalismo, mas sim uma distribuição justa entre capital e trabalho da mais valia que a sociedade industrial produz. Quem o fez se deu bem, como os países nórdicos. Seria o caso de perguntar à senadora Grazziotin: a quem a Venezuela iria vender o seu petróleo, senão às nações desenvolvidas, que são os grandes consumidores? O colapso da Venezuela não se deu pelo fato de os americanos e a elite empresarial venezuelana dominarem boa parte desse mercado, mas sim pela queda vertiginosa dos preços desse produto nos primeiros anos do terceiro milênio. E porque o governo chavista, ao invés de usar os resultados financeiros da venda dessa commodity para industrializar e criar uma infra estrutura econômica para o país preferiu gastar essas reservas implantando programas sociais enganadores, que são muito eficientes do ponto de vista eleitoreiro, mas nada produzem em termos de melhora da qualidade de vida para a população. O PT fez a mesma coisa aqui e o resultado é esse que estamos vendo. Talvez a senadora Grazziotin e seus simpatizantes achem que as hordas famintas que estão deixando a Venezuela para viver como mendicantes nas cidades do Brasil e da Colômbia sejam egressos das elites empresariais que o chavismo desapropriou. São todos simpatizantes do capitalismo predador e nesse caso não precisamos ter nenhuma pena deles.  
 
João Anatalino
Enviado por João Anatalino em 27/05/2018
Reeditado em 27/05/2018
Código do texto: T6347908
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
João Anatalino
Mogi das Cruzes - São Paulo - Brasil
3025 textos (1171626 leituras)
12 e-livros (52688 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/06/18 23:14)
João Anatalino

Site do Escritor