Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A vida musical de Evanescence

Analisando brevemente o som do Evanescence

Tudo o que lerão aqui poderá  parecer suspeito, afinal, escuto "Evans" com admiração há 10 anos.
Amy Lee tem sido uma referência artística para mim como nenhuma outra.

1. Origin (2000)
Rock com pegada fúnebre, letras poeticamente “góticas”, místicas. Foi aquela época em que adolescentes poetas e mal correspondidos se expressavam com muita “depressão”. (Meu álbum favorito).

2. Fallen (2003)
Dark rock com um som mais maduro. Ótimas letras, bem visuais, mesmo quando algumas eram “desconexas”.

3. The open door (2006)
Aqui, Amy se demonstra desvairada com seu rock psicodélico cheio de gritos. Será que eram gritos de dor? Talvez. Afinal, o Ben Moody (co-fundador da banda) já não fazia mais parte do grupo.

4. Evanescence (2011)
Aqui, a raiva da Amy se tornou uma explosão de fúria e peso em quase todas as faixas. Uma agressividade gostosa de escutar.

5. No álbum solo (2014) com participação de Dave Eggar, costumo dizer que foi uma tentativa de fazer a “Bjork” que não deu muito certo, mas eu gostei, claro.

E para vocês, quais foram suas impressões sobre a vida musical de Evanescence?
Gabriella Gilmore
Enviado por Gabriella Gilmore em 03/05/2016
Reeditado em 04/05/2016
Código do texto: T5624149
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2016. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
Gabriella Gilmore
Governador Valadares - Minas Gerais - Brasil, 35 anos
448 textos (55396 leituras)
16 áudios (1274 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 28/09/20 16:38)
Gabriella Gilmore