Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Em memória de Vânia Tadros

Faleceu no dia 09 de maio, aos 69 anos, Vânia Maria Tereza Novoa Tadros, professora aposentada do Departamento de História da Universidade Federal do Amazonas (UFAM), onde atuou entre 1986 e 2001, aposentando-se em 2008.

Vânia, sempre lembrada pelos ex-alunos e colegas, desempenhou grande papel no curso, realizando pesquisas em arquivos e recuperando documentos importantes de nossa História em um período em que os historiadores enfrentavam a desorganização desses espaços e a falta de interesse dos diretores desses órgãos públicos e particulares em democratizar a pesquisa.

Tinha Graduação em História pela UFAM (1982-1985), Especialização em Demografia Amazônica pela mesma instituição (1986-1987) e Especialização em Gestão e Administração Universitária pela Universidade Federal de Uberlândia (1991), atuando nas áreas de História da América, circularidades, práticas comerciais no Amazonas e relações inter-étnicas. Em 1986 foi uma das organizadoras da I Semana de História, evento que contou com a participação de mais de 200 professores das redes estadual e municipal de ensino. Durante a realização desse evento, disse o seguinte sobre a forma como a História era vista pela sociedade, uma “matéria decorativa”, e como de fato ela deveria ser compreendida:

“Não é aprender história por história, mas saber que é uma ciência que tem a função social de transformar a sociedade” (Jornal do Commercio, 02/09/1986).

No ano de 1989 intermediou a transferência do gigantesco e valioso acervo documental da empresa J. G. Araújo para o Museu Amazônico, garantindo assim a sua preservação e consulta por várias gerações de pesquisadores. Na década de 1990 foi Diretora da Divisão de Pesquisa e Documentação Histórica do referido museu.

Publicou em 1990 o livro 'Cem Anos de Imprensa no Amazonas (1851-1950)'; e em 1991 'Amazônia Colonial (1616-1798)', ambos em parceria com os historiadores José Ribamar Bessa Freire, Geraldo Sá Peixoto Pinheiro, Francisco Jorge dos Santos, Patrícia Maria Melo Sampaio, Luiz Bitton Telles da Rocha e Hideraldo Lima Costa. Esses trabalhos foram pioneiros nas áreas de História da Imprensa e História Colonial no Estado. Além dos livros, também publicou artigos de História do Amazonas em jornais.

Fica aqui registrada a homenagem a essa mãe, professora e historiadora dedicada.
Fábio Augusto de Carvalho Pedrosa
Enviado por Fábio Augusto de Carvalho Pedrosa em 15/05/2020
Código do texto: T6948162
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Fábio Augusto de Carvalho Pedrosa
Manaus - Amazonas - Brasil, 23 anos
147 textos (99769 leituras)
1 áudios (80 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/08/20 21:27)
Fábio Augusto de Carvalho Pedrosa