Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Quanta ignorância!

O desfile de 15 de setembro em comemoração aos 196 anos de Ponta Grossa causou furor entre as velhas oligarquias da cidade, que ainda não se deram conta de que não estamos mais no tempo das sesmarias nem da monarquia. Os velhos oligarcas conservam ideias que parecem voltar aos tempos de fundação da cidade. Escandalizaram-se com a Professora secretária da Educação que desfilou de preto e com frase de Paulo Freire estampada no peito.

Mais uma pérola a dar funesta notoriedade à cidade. Não bastou a mesma entidade patronal autora do repúdio à Professora já ter sido penalizada pelo Ministério Público por ter se manifestado a favor da proibição do voto aos cidadãos beneficiários de programas sociais do governo. Esqueceram-se, na ocasião, de propor também o veto ao voto dos beneficiários dos muitos programas de financiamento da indústria, da agricultura, do empreendedor. Lembremos, é a mesma entidade que é contra unidades de conservação da região, que é a favor da intervenção militar, e para quem o voto consciente é o voto na ultradireita que retrocede mais de cinquenta anos no processo de democratização do Brasil.

A Professora manifestar em público seu repúdio ao governo que trata com desprezo a Educação no país revela coragem e discernimento. Ao homenagear em sua camiseta Paulo Freire, o brasileiro que é considerado mundialmente um dos maiores e mais brilhantes educadores dos últimos tempos, a Professora revela que se mantém lúcida, não se deixou seduzir pela onda de imbecilização que varre o país.

Sim, nós seres humanos, infelizmente, ainda nos comportamos como as bestas imbecis das quais somos descendentes. Ainda somos idiotizados por mentiras e fantasias incansavelmente repetidas, que instigam nossos instintos e reflexos condicionados. Comportamo-nos como cães amestrados. No caso, treinados para discriminar, para odiar, para temer, para não refletir.

Felizmente, e é o que faz a Humanidade progredir ao longo da História, já temos um cérebro capaz de raciocinar, é ele que nos ajuda a superar os surtos que exorbitam instintos de sobrevivência e consanguinidade. A Professora mostrou que ainda há gente, como ela, em que o raciocinar equilibra o instinto e o reflexo condicionado.

Por outro lado, uma boa parcela da população não logra emergir do pântano dos instintos primitivos, não logra ser capaz de fazer funcionar o neocórtex que a evolução e Deus nos deram. Parecem fazer questão de manter o neocórtex adormecido, ou entorpecido. Não compreendem que a educação emancipa. Não sabem o significado de emancipação. Não conseguem deixar de temer o próximo. Não conseguem deixar de discriminar e de odiar. Não conseguem deixar de ser autoritários, violentos e iníquos. Não alcançam a grandeza do significado das palavras liberdade, igualdade, fraternidade.

São vítimas da falta de uma boa Educação, e assim tornam-se agentes em prol da deseducação, perpetuando sua triste realidade. É o instinto de preservação e de consanguinidade em sua pior expressão.

Quanta ignorância!

Mas todos somos equipados com o neocórtex, que nos dá capacidade de pensar. A natureza no-lo deu. Basta querer despertá-lo, e utilizá-lo. Vamos lá?


Publicado no Jornal da Manhã em 19/09/2019.
Mário Sérgio de Melo
Enviado por Mário Sérgio de Melo em 19/09/2019
Reeditado em 19/09/2019
Código do texto: T6748679
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Mário Sérgio de Melo
Ponta Grossa - Paraná - Brasil, 68 anos
554 textos (5082 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/09/20 22:19)
Mário Sérgio de Melo