Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Uma explicação científica negando a ressurreição e a reencanranção.

Sou apenas racional, o que sempre procurei  ser, então porque sei que não existe a  ressurreição, muito menos a reencarnação.

Exatamente por uma análise matemática, hoje o mundo têm oito bilhões de pessoas, uma pessoa vive em media 70 anos, deste modo, de 70 a 70 anos, morrem  oito bilhões de pessoas.

Assim consecutivamente, a humanidade existe aproximadamente   40 milhões de anos.

Retrospectivamente, já morreram trilhões de pessoas,  de tal  modo, se todos ressuscitassem, conforme os ensinamentos de Jesus de Cristo, a ressurreição é do corpo e da alma, sendo que o paraíso fica no infinito.

Com efeito, teria que existir no céu um planeta milhões de vezes maior que terra para suportar todos os mortos.

Entretanto, esse planeta não existe, sendo assim, não tem como acontecer a ressurreição, pois não há lugar para os ressuscitados  ficarem, que seriam trilhões.

A respeito da reencarnação,  mesmo se fosse um fato  verídico,  não seria real, em relação aos vivos comparados com os que já morreram, são trilhões de  mortos, em uma proporcionalidade de 8 bilhões de pessoas vivas.

Portanto, matematicamente, a reencarnação,  seria menor que 0,1%  da humanidade,  mesmo se fosse real, não teria sentido, porque na prática não acontece a reencarnação.

Em síntese, podemos concluir que não existe ressurreição, do mesmo modo, reencarnação.

Desta forma, mesmo que existisse a ressurreição, não poderia existir a reencarnação,  contrariamente,   duas proposições antagônicas não se sustentam racionalmente.

Todavia, ambas são mentirosas.

Estamos só neste mundo, quando morremos transformamos em poeira química.

Então  por que você tem que acreditar em pastores mentirosos, cujo objetivo fazer da religião política em defesa do neoliberalismo, do mesmo modo,  mediúnicos.

Tanto para ressuscitar como para reencarnar,   a pessoa tem que assumir a ética produtiva de uma sociedade dividida em classes sociais, o capitalismo.

A ética do capitalismo é criminosa,  pois a riqueza é  produto da concentração da  renda,  resultada  da mais valia, ou seja, do roubo institucionalizado.

Deste modo, o espírito agraciado  por deus,  seria  aquele que defende como princípio a bandidagem.

Acorda meu caro.



Edjar Dias de Vasconcelos.

Edjar Dias de Vasconcelos
Enviado por Edjar Dias de Vasconcelos em 28/05/2020
Reeditado em 28/05/2020
Código do texto: T6960415
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
Edjar Dias de Vasconcelos
São Paulo - São Paulo - Brasil
3535 textos (663253 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/08/20 20:47)
Edjar Dias de Vasconcelos